ANO NOVO NO ÔNIBUS

Versão para impressão
Õnibus 2018 cheio

No último dia do ano uma noiva está indo para o seu casamento de ônibus, o ônibus está lotado. O pai da noiva é cego, uma cartomante e uma missionária estão neste ônibus... Entra um assaltante com seu ajudante...

A Peça inteira se passa num ônibus, o cenário é o interior de um ônibus. Figurantes completam a lotação do ônibus

 

MISSIONÁRIA:  Pega o ônibus para evangelizar. Ensina aos passageiros o caminho certo.
BANDIDO:   Pega o ônibus apenas para poder assaltar os passageiros.
APRENDIZ:   Aluno do Bandido. É adolescente e inconsequente
NOIVA:   Pegou o ônibus rumo ao seu casamento, pois não tem dinheiro para um táxi.
CEGO:   Pai da Noiva. Perdeu a visão, mas desempenha muito bem os outros sentidos.
CARTOMANTE:    Faz adivinhações falsas sobre as pessoas e gosta de provocar os outros.
MOTORISTA:    Tem obrigação de defender seus passageiros, mas morre de medo dos bandidos.
POLICIAL:    É da blitz. Chega para multar o motorista.

MISSIONÁRIA: Dá licença aqui, meu filho! Obrigada! Ah, desculpa aí, viu? Mas vê se dá um pouco de espaço, né? Meu Deus, que ônibus mais estreito é esse?! Ah, tem uma cadeira ali, ainda bem! (se senta perto da noiva, demora e depois olha para ela) Ih! Vai casar, é? (Ela ri e acena a cabeça num sim) Que bom! Mas porque você ta indo de ônibus? Sua família tem obrigação de lhe arrumar um motorista!
NOIVA:   Sim, mas infelizmente minha família não é rica. E meu noivo, muito pior: Não tem nem onde cair morto.
MISSIONÁRIA: Hum. E porque você não pegou um táxi em vez de ônibus?
NOIVA:   Não tenho dinheiro nem pra táxi. Só pra você ter uma ideia, esse vestido foi da minha tataravó. Minha bisavó também casou com ele, minha avó também, minha mãe também e agora sou eu. (ri)
MISSIONÁRIA: Meu Deus, que coisa! E onde você vai casar?
NOIVA:   Numa igreja aqui perto.
MISSIONÁRIA: Ah, na Igreja da Esquina ali? (ela diz não) Ah, então é na da Rua Paz e Amor, aquela cheia de... (ela diz não) Seria então na Rua Rocha Firme, que tem uns... (não) Você não disse que é aqui perto?
NOIVA:   E é perto mesmo!
MISSIONÁRIA: Perto onde, amadinha?
NOIVA:   Daqui a dezessete quilômetros.
MISSIONÁRIA: 17 Km?! (inacreditada|A noiva afirma) Misericórdia!
NOIVA:   Mas vai valer a pena, é a igreja que minha tataravó se casou. Estou esperando por isso a minha vida toda!
CARTOMANTE:    Gente, ela parece uma virgem falando.
NOIVA:   Ué, e eu sou virgem mesmo.
CARTOMANTE:    Não creio! Já é quase 2018 e ainda existe mulher virgem?
MISSIONÁRIA: Mas é isso que Deus nos recomenda. É maravilhoso quando o homem e a mulher são virgens e ninguém nunca os conheceu a não ser eles mesmos. É como se estivessem se guardando um para o outro, o que torna o momento ainda mais especial.
CARTOMANTE:    Essa aí deve ser crente.
MISSIONÁRIA: Sou mesmo. Mais que crente, sou uma missionária. Vou pro aeroporto rumo à Bolívia pregar a palavra de Deus naquele lugar.
CARTOMANTE:    Pera, você também? Meu amor eu nem estava falando de você. Falei da noiva aí!
NOIVA:   Sim, também sou crente. Fui criada na igreja!
MISSIONÁRIA: Olha! Pois a Paz do Senhor!
CARTOMANTE:    (debochando) Agora vamo fazer um culto no ônibus meu povo!
MISSIONÁRIA: Que boa ideia!
CARTOMANTE:    Eu devia saber que vocês não entendem sarcasmo.
MISSIONÁRIA: Olha, onde estão seus pais?
NOIVA:   Meu pai está aqui do meu lado!
MISSIONÁRIA: Ah, ele é salvo também? (noiva acena como um sim) Olha que bênção, a paz do Senhor! (levanta para apertar sua mão, mas ele nada faz)
CEGO:   Paz do Senhor.
NOIVA:   Pensei que você já tinha percebido. Papai é cego.
MISSIONÁRIA: Claro que tinha percebido, imagina! Quem não iria perceber né? (ri, sem graça)
[começam a conversar e todo mundo do ônibus conversa junto]
BANDIDO:   Boa noite senhores, eu gostaria da... (ninguém cala) Senhores! (continuam falando) Eu gostaria rapidamente da... (continuam)
APRENDIZ:   Bom, eu tenho aqui essa arma...
[TODOS GRITAM E SE DESESPERAM]
CARTOMANTE:    Agora eu quero o culto! Vamo fazer o cultooo!
BANDIDO:   Silêncio!!! (todos param, o bandido toma a arma) Deixa que eu resolvo isso! Fica só olhando!
APRENDIZ:   Ué, mas hoje não é aula prática?!
BANDIDO:   Não, hoje a aula é Teórica! Teórica!
APRENDIZ:   Ahhh
CEGO:   Filha, o que é que tá acontecendo?
NOIVA:   Tem um bandido no ônibus papai!
CEGO:   Deixa eu ir atrás dele!
NOIVA:   Não, pai! Fica sentado, pelo amor de Deus!
BANDIDO:   Vou dizer uma coisa pra vocês: eu deixei uma família em casa precisando muito de uma graninha. Tenho três filhos e um deles é um bebezinho. Então a única coisa que eu quero perguntar é: Alguém pode me ajudar a comprar o leite desta pobre criança?
CARTOMANTE:    Nãão! (levantando)
BANDIDO:   Como é que é?
CARTOMANTE:    Eu estou vendo uma coisa! Sim! Sim!
APRENDIZ:   Iih, baixou foi?
CEGO:   O que ela tá vendo, minha filha?
NOIVA:   Só ela sabe, papai!
CARTOMANTE:    Vocês não podem assaltar esse ônibus!
BANDIDO:   Por quê?
CARTOMANTE:    Porque esse ônibus é o errado! Você deve assaltar o próximo que passar! Esse é o seu destino! Eu sei o seu futuro, sou uma cartomante! Madame Cacilda, a seu dispor.
BANDIDO:   Olha minha filha, eu não sou esses bobões que você engana com esse lance de destino não, firmeza?
NOIVA:   Ér... com licença, seu bandido.
BANDIDO:   Quê que é?
NOIVA:   É que eu vou casar hoje, então eu não trouxe dinheiro...
CARTOMANTE:    Ih! Que mentira! Ela não trouxe dinheiro porque não tem dinheiro. Uma pessoa que vai pro próprio casamento de ônibus! (ri) No mínimo o noivo dela deve ser mais lascado ainda. Menina, cadê a ambição? Você é tão bonita, vai atrás de um homem rico!
NOIVA:   Dinheiro não compra felicidade, eu amo meu noivo.
CARTOMANTE:    Pode até não comprar felicidade, mas compra chocolate, que é quase a mesma coisa.
MISSIONÁRIA: Você está certíssima, amada! O amor é o principal pra ser feliz no casamento.
BANDIDO:   Muita conversa, muita conversa! Vão logo passando o dinheiro que eu tenho mais o que fazer!
APRENDIZ:   E mãos pro alto!
NOIVA:   Mas eu não tenho dinheiro gente!
APRENDIZ:   Então pode dar esse relógio aí. Deve valer uma nota.
CARTOMANTE:    E esse menino? É seu filho?
BANDIDO:   Não não, esse é meu aprendiz! To ensinando tudinho pra ele!
CARTOMANTE:    Que bonitinho né?
MISSIONÁRIA: Meu Deus do céu, um aprendiz de bandido! Onde esse mundo vai parar, Senhor?
BANDIDO:   Fica quietinha aí ô crentona! Quer ir pro céu antes da hora?
MISSIONÁRIA: Eu vou pro céu quando Deus assim quiser.
NOIVA:   Olha seu bandido, tudo bem, você pode levar tudo que achar, mas eu posso abaixar as mãos só um pouquinho? É rapidinho! Tô cansada de ficar com as mãos levantadas. Desse jeito não vai dar nem de segurar o buquê!
CARTOMANTE:    De jeito nenhum! Se ela abaixar as mãos, também vou abaixar! Somos todos iguais perante a lei.
MISSIONÁRIA: Que contradição! Você ta falando de lei quando tem um bandido assaltando o ônibus?! É bem melhor falar de lei pro motorista, né?
NOIVA:   Por falar nisso, cadê o motorista que nunca percebeu nada?
[MOTORISTA freia, todos devem ir pra frente como se o ônibus estivesse freando]
MOTORISTA - Que gritaria é essa, heim? Um motorista não pode dirigir em paz? (olha pro bandido) Aaaahh! Um bandido! (se esconde atrás do cego)
CARTOMANTE:    Exatamente, motorista, um bandido! Você deve expulsá-lo! Vá!
MOTORISTA:    Er, eu vou... Vou sim, eu só preciso de um tempinho pra...
CARTOMANTE:    O quê? Tempinho? Tempinho pra quê meu filho? Pra ele sair atirando em todo mundo?
MISSIONÁRIA: Existem vidas inocentes aqui! Almas que ainda não conhecem Jesus!
MOTORISTA:    Ah, meu Deus! Gente, por favor! Dêem o dinheiro pra ele logo, vamos! Olha, aqui está o meu! (dá a ele)
BANDIDO:   Quê que é isso? Que mixaria é essa? Eu to poupando a vida de vocês e é assim que me agradecem?
CARTOMANTE:    Pois então não me poupe! (ajoelha) Tire minha vida! Tire! Eu não posso dar o meu dinheiro, já ganho muito pouco!
APRENDIZ:   Claro que tu ganha pouco! Só gente tola acredita nessa besteira de vidente!
CARTOMANTE:    Não subestime meu trabalho, seu trombadinha!
APRENDIZ:   Tem medo de morrer não?!
CARTOMANTE:    Tenho! Tenho! Era só brincadeira, olha que rapaz lindinho!
MOTORISTA:    Olha seu Bandido, com todo respeito, mas, assim, você não podia ter escolhido outro dia pra assaltar?
CARTOMANTE:    Exatamente, hoje vai ser ano novo, dia de festa!
MOTORISTA:    É verdade! Minha família inteira tá esperando lá em casa...
CEGO:   Hoje é o casamento da minha filha. Será que você não tem piedade nem de um velho pobre e cego como eu?
BANDIDO:   Olha, eu não to nem aí pros problemas de vocês, hoje a gente acordou com muita vontade de trabalhar né, Tampinha?
APRENDIZ:   É isso aí!
CARTOMANTE:    Trabalhar? Você tá de brincadeira, né? Você chama isso de trabalho?
BANDIDO:   E tu, heim? Fica falando de mim aí, mas teu trabalho não é dos mais honestos também não!
NOIVA:   Ai, eu acho que eu vou desmaiar! (todos se desesperam)
CEGO:   Segurem ela! Pelo amor de Deus! (jogam o bandido pra segurar)
BANDIDO:   Peraí, eu não vou segurar não! Eu que mando aqui! (joga ela no chão)
MOTORISTA:    Eu já cansei disso! Eu vou me render logo e morrer de uma vez!
TODOS, MENOS OS BANDIDOS: Não!
POLICIAL:    Tô entrando! Eita ônibus estreito, né não?
CARTOMANTE:    Aaai, que bom! A polícia chegou! Já era pra você, marginal! (alegre)
MOTORISTA:    Policial? Mas como você entrou? Tá tudo fechado! Até as janelas.
POLICIAL:    Pois é, mas eu tenho métodos de polícia! Quebrar o vidro da porta!
MOTORISTA:    O quê? O senhor quebrou o vidro? Meu Deus, eu não...
POLICIAL:    Essa não é a questão, meu senhor. Eu resolvi entrar no ônibus depois que vi que o motorista, que é o senhor, não estava dirigindo adequadamente! Ah, e tem mais: O senhor vai levar uma multa por estacionar num local indevido!
MOTORISTA:    O quê? Tem dois bandidos assaltando o ônibus e você ta se preocupando em estacionar num local indevido?
POLICIAL:    Hã? Ah, tem bandido aqui, é? Hum! E aí, meus queridos, beleza?
BANDIDO E APRENDIZ:   Tranquilo
CARTOMANTE:    Peraí, você não vai prender os bandidos não?
POLICIAL:    Er... Não posso prender! (todos ficam indignados) Pois é, não posso prender porque eu sou da blitz e não um policial que pega ladrão! Ih, meu filho, saí dessa fase, ó: Faz tempo!
MOTORISTA:    Você é um péssimo policial, logo se vê! Um irresponsável!
POLICIAL:    Quem disse?! (bravo)
MOTORISTA:    Eu disse! Digo e repito: Irresponsável!
POLICIAL:    Escuta aqui, o senhor não tem medo de ser preso não?
MOTORISTA:    Não! Esse dia ta horrível mesmo e nada mais faz a mínima diferença! Atira logo em mim!
TODOS, MENOS OS BANDIDOS E O POLICIAL:    NÃO!
CARTOMANTE:    Policial, eu estou vendo uma coisa! Ali na frente, lá! (todos olham)
CEGO:   O quê? O que é?
CARTOMANTE:    Se você não prender esse assaltante, será demitido!
MISSIONÁRIA: Não ouça esta mulher, policial! Nenhum adivinho herdará o reino de Deus!
CEGO:   Alguém descreve pra mim o que ela viu.
NOIVA:   Pelo amor de Jesus, me escute! Tem dois homens armados pegando todo o nosso dinheiro ali, quer dizer, o dinheiro deles, e você não vai fazer nada?
POLICIAL:    Hã... Não! (todos: Aaah!!)
CARTOMANTE:    Isso é um absurdo! Meu Deus, que país é esse?! Uma policial que vê o bandido na frente do nariz e não é capaz de fazer nada!
NOIVA:   Eu quero me casar!
CEGO:   Isso é uma vergonha!
MOTORISTA:    Fora, Temer!
POLICIAL:    Calados! Senão eu vou prender todo mundo aqui! (todos se negam e vira uma confusão)
APRENDIZ:   Alguém me ajuda! O Gianechini desmaiou!
CARTOMANTE:    Bem feito! Peraí, Gianechini? Gente, dá pra creditar no nome dessa criatura?
MISSIONÁRIA: Gente, vamos ajudar, pode ser grave!
NOIVA:   Eu concordo.
CARTOMANTE:    Eu não acredito nisso. Vocês vão ajudar esse bandido? Deixa morrer logo!
MISSIONÁRIA: Olha, Deus me mandou amar o pecador e aborrecer o pecado. Não interessa o que ele faz, se eu tiver que ajudar, vou ajudar. E vocês? Vão ficar parados? (todos vão ajudar)
CARTOMANTE:    Até parece que eu vou ajudar um marginal desses! Tomara que ele atire em vocês quando acordar!
MISSIONÁRIA: Gente, ele está suando frio! Alguém tem um biscoito ou qualquer coisa salgada?
CEGO:   Eu tenho.
MISSIONÁRIA: Água! Quem tem água? (dão água) Não está adiantando. Vou orar por ele. (ora)
NOIVA:   Parece que ele tá se recuperando. Já abriu os olhos!
MISSIONÁRIA: Bendito seja Deus!
CARTOMANTE:    Nossa, que legal! Agora só falta ele se levantar de novo e acabar com nossas vidas!
MISSIONÁRIA: Mais amor, senhora, por favor!
POLICIAL:    Bom, parece que ele já está melhor. Fiquem tranquilos, eu levo ele pro hospital.
MOTORISTA:    Se você levar algemado é melhor, viu?
POLICIAL:    Não se preocupe por que esses cidadãos vão ter uma conversinha com o delegado.
APRENDIZ:   Eu não posso ser preso! Sou menor de idade.
POLICIAL:    Ah, mas você vai ter uma liçãozinha muito boa, viu?
MISSIONÁRIA: Espera só um pouco, Policial. (aos bandidos) Vocês viram o que acontece quando se escolhe essa vida de crime? Deus tem tanto a oferecer pra vocês! Vão começar um novo ano na cadeia, mas poderiam começar na igreja, ou com seus familiares, ou fazendo alguma coisa boa pra alguém. Vocês ainda podem recomeçar, Jesus ama vocês, e quer fazer a diferença em suas vidas.
BANDIDO:   Nossa. Ninguém nunca falou assim comigo. Eu senti amor nas suas palavras.
MISSIONÁRIA: Pode crer. É amor de Deus. E esse amor ultrapassa qualquer barreira que o homem coloque. Se quiserem conhecer esse amor também, leiam esses folhetos. (entrega)
BANDIDO:   Eu queria ser um cara honesto, trabalhador. Arrumar emprego é difícil...
MISSIONÁRIA: E você pode. Infelizmente você vai pagar pelos atos que fez, mas ao sair, você pode começar uma nova vida com Jesus, fazendo tudo diferente. Eu tenho certeza que você quer ser um bom exemplo pros seus filhos.
BANDIDO:   É o que eu mais quero.
MISSIONÁRIA: Pois você vai conseguir, estou torcendo por você. Ah, eu quero que leve esta Bíblia com você.
BANDIDO:   Mas é sua, eu não...
MISSIONÁRIA: Não se preocupe, eu tenho outras. Examine as escrituras, tenho certeza que isso mudará sua vida por completo. E você, menino. Não jogue a sua juventude fora desse jeito. No livro de Salmos, capítulo 119, versículo 9, diz: Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.  (APRENDIZ abraça e agradece) Fiquem na paz.
POLICIAL:    Agora com licença, senhores. Uma boa noite a todos. (Policial os leva)
MOTORISTA:    Eu aprendi uma grande lição hoje. Às vezes o amor transforma as pessoas.
MISSIONÁRIA: Às vezes não. Sempre. Em 1 Coríntios capítulo 13, diz que o Amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
CARTOMANTE:    Será que amor existe mesmo?
MISSIONÁRIA: Existe sim. Mas o verdadeiro amor nós só vivemos quando entregamos nossa vida a Jesus, e o deixamos ser o nosso guia em tudo, eu tenho certeza que com isso você encontrará o amor.
CARTOMANTE:    Muito obrigada. Sabe, você é uma pessoa iluminada. Parece que realmente Deus está com você. Você fez uma grande diferença aqui.
MISSIONÁRIA: E Deus quer fazer a diferença na sua vida, amada. É só você dar um espaço pra Ele.
NOIVA:   Gente, eu vou me atrasar pro casamento! Liga esse ônibus, Motorista, pelo amor de Deus!
MOTORISTA:    Certo. Apertem os cintos, e vamos lá...
TODOS:  Lembre-se sempre de como é bom viver. E viver com Jesus é melhor ainda. Comece esse ano novo com Jesus no coração e acredite que tudo vai mudar!
MOTORISTA:    Pra onde nós vamos?
TODOS:  Rumo à 2018!!! (comemoram) Feliz ano Novo!!!     

Do mesmo autor de “O Pior Natal não, o Melhor”   (Matteus Medeiros)   .

Datas: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: 
nº de personagens: