RUTE TROCOU SEUS ÓCULOS

Versão para impressão
Óculos velhos

Alguns pacientes com problemas de visão vão ao oftalmologista para uma consulta.

O doutor dá conselhos para melhorar as suas situações, mas todos estão muito apegados aos seus costumes.

Tudo dependerá do ponto de vista, de como se olham as coisas.

Rute aceita a troca...

Personagens
ÓCULOS ESCUROS
OFTALMOLOGISTA
MIOPE
SENHOR COM LUPA
ÓCULOS ATIGOS

ATO I

ÓCULOS ESCUROS: Bom dia (olhando timidamente para todos os lados, quase sussurrando)
OFTALMOLOGISTA: Você disse.. bom dia?
ÓCULOS ESCUROS: Que... que faço aqui com todo este pvo me olhando?
OFTALMOLOGISTA: Olhando?
ÓCULOS ESCUROS: Sim, sim... me olhando com umas caras estranhas... Veja este senhor olhando por cima do ombro, e aquele. Percebe que está rindo de mim? Ainda bem que estou com estes óculos escuros, que se não...
OFTALMOLOGISTA: Bom, então, se está contente com seus óculos, porque veio aqui para uma consulta comigo?
ÓCULOS ESCUROS: Homem! Estou contente mas gostaria de ter outros ainda mais escuros que me impediriam de ver esta gente que fica se rindo e me fulminando com seus olhares
OFTALMOLOGISTA: Sinto muito, mas creio que não seja esta a solução. Uns óculos ainda mais escuros também impediriam ver os obstáculos que há pelo caminho e terminaria batendo a cabeça. O que você precisa realmente é esquecer estes óculos escuros e colocar outros mais claros. Creio que uns com lentes cor de rosa seriam os corretos. Te fariam ver as coisas com maior claridade...
ÓCULOS ESCUROS: Ver com mais clareza como se riem de mim e como me apontam o dedo? Tá doido?
OFTALMOLOGISTA: Não, o que pretendo é que vejas claramente o que acontece. Você acha que estão rindo de você quando na verdade estão sorrindo para você. Você pensa que estão apontando o dedo, acusando. Mas na verdade estão acenando te saudando. Mas claro, como estas lentes tornam tudo escuro vês apenas coisas obscuras.
ÓCULOS ESCUROS: Claro? Quer que veja tudo mais colorido? Estou farto, cansei. Você é como todos os outros tentando zombar de mim, querendo tirar a única coisa que permite que eu aguente esta maldita vida.(Levanta-se) Vai médico falso. Cade o respeito com o paciente? Vou embora! Foi um grave erro vir nesta consulta. Adeus!


ATO II

MIOPE: (Entra tropeçando e quase caindo)
OFTALMOLOGISTA: (Levantando-se para ajudá-lo a sentar-se.) Cuidado! Um poco mais iria tropeçar. Venha, sente-se aqui. Isso, muto bem. Pelo que vejo, você tem um grave problema de visão.
MIOPE: Ai... Sim doutor, eu vejo apenas vultos e as vezes nem ao menos os vultos consigo ver. Passo todo o dia tropeçando. Você não imagina como vivo cheio de hematomas por todo o corpo.
OFTALMOLOGISTA: Bom, a verdade é que depois de sua entrada sim, posso fazer uma ideia... Mas deixemos isto e permita que eu a examine... Que vês aqui?
MIOPE: Nada.
OFTALMOLOGISTA: E aqui?
MIOPE: Sigo sem ver nada.
OFTALMOLOGISTA: Vê algo agora?
MIOPE: Ah, agora sim vejo uma enorme mancha preta.
OFTALMOLOGISTA: Perdão, mas você sabe ler?
MIOPE: Me ofende… Saiba que tenho doutorado em direito canônico.
OFTALMOLOGISTA: Desculpe-me, não sabia. De todos modos já sei com certeza qual é seu problema, e tenho aqui as lentes necessárias. Experimente. Coloque e diga-me como vês.
MIOPE: Fantástico, veja! Agora é outra coisa... (Se levanta e anda.) Agora sim, já não tropeço em nada. Mas são muito caras estas lentes?
OFTALMOLOGISTA: Pois não, veja, esta é uma oferta permanente que temos, e estas lentes são absolutamente grátis.
MIOPE: Ouça aqui! Eu tenho dinheiro e posso pagar. Se quiser fazer caridade faça com quem não tenha o dinheiro que eu tenho.
OFTALMOLOGISTA: Não, não se trata de fazer caridade, é uma oferta que temos permanentemente. Porque houve alguém que pagou todas as lentes que nós distribuímos aos nossos clientes; portanto, não podemos aceitar dinheiro por elas.
MIOPE: Já entendi, o que você pretende. Você quer é tomar as lentes de mim no momento que for conveniente, já que não paguei nada por elas...
OFTALMOLOGISTA: Não, está enganado. As lentes estarão em teu nome e ninguém poderá tirá-las de ti.
MIOPE: Olha aqui, não vou me deixar enganar. Estão aqui, pode ficar com suas lentes, não quero mais(sai tropeçando).


ACTO III

SENHOR COM LUPA: Bom dia
OFTALMOLOGISTA: Bom dia. Sente-se, por favor.
SENHOR COM LUPA: Obrigado.
OFTALMOLOGISTA: Eu acho que sei qual é seu problema. Você vê as coisas próximas muito grande, mas quando olha para longe, vê tudo borrado. Acertei?
SENHOR COM LUPA: É sim, é verdade. Já tinham me dito que o senhor era um médico oftalmologista fantástico.
OFTALMOLOGISTA: Senhor... Seria falsa modéstia se não reconhecesse que sou o melhor de todos os tempos.
SENHOR COM LUPA: Exatamente por isso estou aqui, porque já fui em muitos lugares e ninguém conseguiu dar uma solução para o meu caso.
OFTALMOLOGISTA: Deixe-me ver... (examina) Caramba! Sabe, sua vista é excelente; A única coisa que tera que fazer é deixar esta lupa em casa.
SENHOR COM LUPA: O que o senhor disse!?!? Deixar minha lupa? Isso jamais!
OFTALMOLOGISTA: Esta é a única forma de que poderá ver normalmente.
SENHOR COM LUPA: Mas, não percebe que tem coisas que não se pode ver a olho nu? Por exemplo, quando estava esperando tinha uma menina com um cabelo que a a primeira vista era bonito, mas olhando através da lupa vi que era frágil, quebradiço com pontas duplas. Não quero perder esses detalhes!
OFTALMOLOGISTA: Esse é seu problema; Não quer perder os detalhes, mas somente busca os detalhes negativos.
SENHOR COM LUPA: Ei, que é isso? Está me insultando! Que absurdo. Ainda se acha o melhor dos médicos. Não me faça rir. (Saindo) Que médico nada. Um palhaço! Isso é o que você é, um palhaço!

ACTO IV

ÓCULOS ANTIGOS: Com licença...
OFTALMOLOGISTA: Sim, entre e sente-se, por favor. (senta-se). Caramba, seus são óculos muito antigos!
ÓCULOS ANTIGOS: Sim, faz muitos anos que tenho. Mas mesmo sendo tão antigos percebo que estão dando um ou outro problema.
OFTALMOLOGISTA: Imagino quais são, mas diz o que está incomodando.
ÓCULOS ANTIGOS: Olha só, me produzem uma especie de visão dupla. Bom, não sei se realmente são os óculos ou meus olhos mas é certo que me atrapalham porque não sei muito bem qual imagem é a correta, e isto tem me causado sérios problemas de convivência.
OFTALMOLOGISTA: Eu imaginava. Poderia tirar os óculos para poder olhar seus olhos com mais precisão?
ÓCULOS ANTIGOS: Tirar meus óculos? Não creio que possa. São muitos anos que vivo com eles, não tiro nem para dormir. Uma vez já tentei tirá-los e não consegui. Bom, vou tentar tirá-lo. (tenta com todas suas forças mas não consegue) Nada, não tem como tirar.
OFTALMOLOGISTA: Me permite que tentar?
ÓCULOS ANTIGOS: Você? No creio que possa, além do que tenho medo de ficar machucado.
OFTALMOLOGISTA: Não se preocupe, já vieram outros pacientes com o mesmo problema. Alguns já tinham tentado de tudo para tirar os óculos e não tiveram sucesso... fui eu o único que pode tirar. E sou o único que pode tirar os seus também.
ÓCULOS ANTIGOS: Tudo bem, mas tenha muito cuidado hein...
OFTALMOLOGISTA: Tranquilo (retira os óculos). Tá vendo? Não foi nada tão traumático. Como está vendo agora?
ÓCULOS ANTIGOS: Parece incrível, primeiro consegue tirar meus óculos e ainda por cima vejo melhor do que antes.
OFTALMOLOGISTA: No entanto vou examiná-lo... (Olha os olhos com a lanterna.) Sim, já está vendo melhor do que antes. Mas a visão ainda não está perfeita. Precisa usar outros óculos.
ÓCULOS ANTIGOS: Outros óculos?! Não, por favor, já sofri bastante com os anteriores.
OFTALMOLOGISTA: Tenha confiança em mim. Olhe com estes óculos não terá nenhum problema. Experimente.
ÓCULOS ANTIGOS: Está bem, outra vez me convenceu. (coloca) Fantástico! Agora tenho uma visão perfeita, mas... Você está sendo tão bom médico, e estes óculos tão bons... Tudo isto será muito caro.
OFTALMOLOGISTA: Não te preocupe. Temos uma oferta especial permanente. Isto porque houve alguém que pagou o preço de todos os óculos. E de todas as consultas que se realizam aqui, por tanto você não tem que pagar nada. A única coisa que precisa fazer é aceitar e manter em bom estado.
ÓCULOS ANTIGOS: É verdade?
OFTALMOLOGISTA: Sim
ÓCULOS ANTIGOS: Esto és maravilhoso. Muito obrigado, doutor. Aceito e agora mesmo vou contar pra todos o que você fez por mim.

Fonte web DRAMAS CRISTIANOS

Estilos: 
Temas: 
Diversos: 
nº de personagens: