DOMINGO DE PÁSCOA

Versão para impressão
Sepulcro Vazio

A história do primeiro domingo de Páscoa da era Cristã. Jesus tinha sido crucificado, morto e sepultado. Os sacerdotes preocupados com medo que o corpo fosse roubado. Os discípulos de Jesus abatidos com a morte do Mestre, as mulheres foram ao sepulcro... As primeiras aparições de Jesus ressurreto.

(PALCO ESCURO – CÂNTICO DO HINO “SILÊNCIO” OU, NA AUSÊNCIA DO CÂNTICO, A NARRAÇÃO ABAIXO)

NARRADOR: E chegando ao lugar chamado gólgota, ali o crucificaram, e aos malfeitores, um a direita e o outro a esquerda, e dizia JESUS: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”. E todo o povo o olhava e também os príncipes zombavam dele, dizendo: “aos outros salvou... salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus”. E assim na cruz colocaram o título escrito em letras gregas, romanas e hebraicas, dizendo: Este é o rei dos judeus. E era quase a hora sexta e houve trevas em toda a terra até a hora nona; escurecendo-se o sol, rasgou-se o véu do templo ao meio. E clamando Jesus em alta voz, disse: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”. E havendo dito isto, expirou e o centurião, vendo o que tinha acontecido, deu glórias a Deus, dizendo: “Na verdade, este homem era justo”.

(MONTAGEM DO CENÁRIO – LUZES APAGADAS – LUZES SE ACENDEM APÓS A MONTAGEM DO PALCO DE PILATOS)

NARRADOR: Após o sepultamento de Cristo, sacerdotes judeus foram até Pilatos para tentarem convencê-lo a colocar guardas na sepultura de Jesus, no intuito de evitar a sua ressurreição)

(Pilatos no trono com soldados)

1º SACERDOTE: Senhor, lembrem-se de aquele enganador dizia que era o Cristo quando estava vivo, e ele disse que voltaria a vida ao terceiro dia.

2º SACERDOTE: Manda, pois, guardar o sepulcro afim de que seu corpo seja vigiado com segurança.

1º SACERDOTE: Porque os discípulos podem roubar o corpo à noite, e dizer que ele ressuscitou dos mortos.

2º SACERDOTE: É! Desta forma o último erro será pior do que o primeiro.

PILATOS: (pensativo) Ide! Tens guardas suficientes para guardar o corpo. Fazei como bem entenderdes. (Pilatos pode fazer certa zombaria da fé dos judeus. Se possível, os guardas que o acompanham seriam os mesmos que ele mandaria para guardar o túmulo. Depois, os sacerdotes voltam para Pilatos e ele os acompanha, saindo do cenário).

(APAGAM-SE AS LUZES DESMONTAGEM DA CENA DE PILATOS - MONTAGEM DO TÚMULO- DOIS ANJOS SE APROXIMAM DA PORTA DO TÚMULO, GUARDADA POR DOIS GUARDAS)

(cena da ressurreição: com fundo musical, dois guardas vigiam o túmulo, em semi escuridão. De repente, um forte barulho, como de trovão, acompanhado de jogos de luzes é realizado na porta do túmulo. Um anjo aparece [o outro fica um pouco afastado], os guardas caem de medo, ele abre a porta, Jesus sai de dentro do túmulo. Os dois guardas ficam assustados no chão, diante da visão do anjo e de Jesus. Eles saem correndo. Jesus avança e lança um lençol e um lenço no chão, e sai pelo meio da igreja, seguido de um fundo musical vibrante. Os anjos ficam assentados [ou se afastam para um canto do cenário] perto da porta do túmulo, esperando as mulheres chegarem – apagam-se as luzes da igreja).

NARRADOR: e no 1º dia da semana, algumas mulheres, das que seguiam a Jesus, saíram para ir ao sepulcro.

(FUNDO MUSICAL, 1ª estrofe do hino “Jesus Vive”)

(NO PALCO, no chão lençóis brancos e lenço branco, colocados na porta do túmulo, na parte de dentro- luzes amarelas e vermelhas)

(JOGO DE LUZES NO PALCO)

MARIA MADALENA: Vejam! Houve um terremoto e afugentou todos os guardas.

JOANA: Onde eles estão? O que aconteceu?

MARIA: Olhei no sepulcro! O corpo não está mais. (pega no lenço que está no chão). Levaram o seu corpo! Quem terá feito isto? Quem terá feito uma maldade como esta?

(as mulheres sentam-se no chão, perto dos lençóis; pegam os lençóis e o lenço e choram).

(ANJO APROXIMA-SE)

ANJO: porque estão tristes e porque estão chorando?

MARIA: porque levaram o meu Senhor.

JOANA: (ajoelhando-se diante do anjo, chorando): Senhor, se tu o levaste, dize-me onde o puseste e eu o levarei comigo.

ANJO: porque buscais o vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou. Eis o lugar onde o puseram. Lembrai-vos como vos falou, estando ainda na Galileia, dizendo que era necessário que o Filho do Homem fosse entregue nas mãos dos homens pecadores, e fosse crucificado, mas que ao terceiro dia ressuscitasse.

MARIA: Há! Lembro-me bem! Jesus falou que ressuscitaria!

ANJO: Ide e dizei aos discípulos que ele já ressuscitou dos mortos. E eis que ele irá adiante de vós para a Galiléia. Ali o vereis. (elas saem apressadamente encontram-se com os discípulos pelo caminho – o lençol é deixado no mesmo lugar, dentro do túmulo, na porta ).

MARIA: Pedro!

JOANA: fomos ao sepulcro levar especiarias e não achamos nada, não havia corpo, só a pedra removida.

MARIA MADALENA: um anjo nos informou que Jesus havia ressuscitado.

Pedro: é mesmo verdade o que estás dizendo?

MARIA: foi, sim! E mais: o anjo nos disse que fôssemos para a Galiléia e lá o veríamos.

(os demais discípulos ficam fazendo gestos negativos de que não acreditam no que elas falavam e vão saindo um por um para fora da igreja)

Pedro (ficando sozinho, após todos saírem, corre para o túmulo, olha e diz): realmente Cristo não está mais aqui. (Pedro sai andando de forma apressada para fora da igreja).

(LUZES DA IGREJA APAGADAS – MONTAGEM DO NOVO CENÁRIO: OS DISCÍPULOS ENTRAM PELA IGREJA; NA FRENTE, TOMÉ E PEDRO CONVERSAM. PEDRO FALA DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO, TOMÉ NÃO ACREDITA. TODOS SENTAM-SE NO CHÃO – SEMI-ESCURIDÃO)

( CÂNTICO DA 2ª ESTROFE DO HINO “ JESUS VIVE”)


 

(AO TÉRMINO DA 2ª ESTROFE DO HINO, JESUS APARECE DE FORMA RADIANTE E OS DISCÍPULOS FICAM DIANTE DELE DE JOELHOS, TOCANDO O SEU CORPO PARA VERIFICAREM QUE É ELE MESMO – OCORRE A FALA DOS DISCÍPULOS E DE JESUS- O CENÁRIO É ILUMINADO DE FORMA MAIS FORTE).

JESUS: Paz seja convosco! (aproximando-se de Tomé). Põe aqui o dedo e vê as minhas mãos; põe também a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas crente.

TOMÉ: Senhor meu e Deus meu!

JESUS: porque me vistes, crestes! Bem-aventurado os que não viram e creram!

(aproximando-se mais dos discípulos)

JESUS: toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. (JESUS SAI DE CENA)

(CÂNTICO DO CORO DO HINO “JESUS VIVE” – DISCÍPULOS SAEM PELO MEIO DA IGREJA EXCLAMANDO QUE JESUS ESTÁ VIVO, QUE ELE RESSUSCITOU)

FIM

 

PERSONAGENS:
NARRADOR
1º SACERDOTE
2º SACERDOTE
PILATOS
1º GUARDA
2º GUARDA
SECRETÁRIO DE PILATOS
MARIA MADALENA
JOANA
MARIA
ANJO
PEDRO
TOMÉ
JESUS
DISCÍPULOS (máximo de 08 ou um número significativo de figurantes, pois eles praticamente não falam; na ausência de figurantes, os atores podem ser duplamente utilizados, bastando trocarem de roupa).

Datas: 
Estilos: 
Diversos: