PÁSCOA ONTEM E HOJE

Versão para impressão

As cenas se alternam entre a páscoa de 29, primeira páscoa Cristã, e a páscoa atual(2019).
Lá em 29 uma mulher lavou os pés do Mestre com perfume, Virou assunto.
Hoje o pessoal da igreja está participando de uma rede de Marketing Multinível, a forma do envolvimento com a rede e com a igreja também é assunto...
Na Páscoa de 29 um dos apóstolos negou que conhecia a Cristo…
Na atualidade, na Rede de Marketing irmãos têm atitudes que negam a Cristo e seus ensinamentos

     Explicação das cenas. Haverá um cenário simples. No data show é projetada a imagem
De um lado, sempre quatro personagens, sendo que o grupo de atores do tempo de Jesus será sempre composto por quatro homens e uma mulher (composição dos personagens flexível). O do lado da atualidade, três homens e duas mulheres (composição dos personagens fixa).


NARRADOR:   Dois mil anos atrás, nossa páscoa, que é cristo, aconteceu. Há mais tempo atrás aconteceu a páscoa dos judeus, pois não sofreram os danos do anjo da morte que havia passado no Egito, onde os judeus eram escravos. Páscoa dos judeus que apontou para a nossa páscoa, a páscoa de toda humanidade. Páscoa que permanece até hoje, pois em Cristo, a nossa páscoa, estamos livres da morte, vivos PARA SEMPRE. Páscoa que é sempre atual.

SEQUÊNCIA 1
CENA 1 - Mulher ungindo Jesus
ATOR 1:    (Simão fariseu)  Sim, minha casa tem sido um lugar onde debatemos sobre os assuntos acerca do templo.
ATOR 2:    (coadjuvante) Sem contar a meditação sobre o seguir à risca a lei.
ATOR 1:    Seja membro do sinédrio, seja sacerdote ou sumo sacerdote ou qualquer ilustre judeu que seja, sempre será tratado com dignidade em minha casa.
ATOR 2:    Ah, isso sim é um fariseu zeloso.
ATOR 3:    (Jesus, entrando em cena com outro coadjuvante [discípulo]) Olá, Simão. Posso entrar.
ATOR 2:    Ei! Quem é esse?
ATOR 1:    Ah, é Jesus de Nazaré, um líder popular que eu convidei para almoçar. Entre Jesus, sente em qualquer lugar.
ATOR 3:    Obrigado, Simão.
ATOR 4:   (a Jesus)Vamos embora, Jesus! Olha que nem te cumprimentaram com dignidade quando você chegou.
ATOR 3:    Não murmure. Um lição de vida você vai receber hoje nesse lugar, meu discípulo.
(Atriz entra em cena e, ao som da música de fundo, primeiro chora aos pés de Jesus, com rosto bem próximo aos pés e, por isso, enxugando-os com seus cabelos. Depois, derrama um perfume precioso nos mesmos pés, despertando várias reações. Jesus, olhando com admiração a mulher. O discípulo com olhar de aprendiz. O coadjuvante que estava com Simão o fariseu, com uma expressão de estranheza.)
ATOR 1:    É. De fato você tem toda a razão. Pode até ser líder popular, mas de profeta não tem nada. Se fosse, saberia que essa mulher é pecadora, e evitaria ao máximo a proximidade com a mesma.
ATOR 4:   (percebendo a reação negativa de Simão e dos seus amigos)Simão... Por incrível que possa parecer, por mais que as aparências mostrem o contrário, e atitude dessa mulher foi a demonstração de ATITUDE IDEAL PARA COMIGO. Pode até ser uma pecadora, mas lhe deu uma lição de sensibilidade para assuntos espirituais e arrependimento, sobretudo por saber quem eu sou. E você nem ao menos me cumprimentou direito quando entrei na sua casa. São estas pessoas que antecedem em muito pessoas como você, em se tratando de reino dos céus.
NARRADOR:   Não se importe com reputação! Se importe com RESPONSABILIDADE.
(Tais atores, durante a narração, saem de cena, para dar início situação semelhante nos dias atuais, e a lição desse momento colocada em prática. Passagem de cena de igual maneira ocorrerá em todas as outras cenas.)
ATOR A:   (atendendo o interfone)Sandra! O pessoal para a reunião do Sistema Inteligente de Marketing chegou.(ao público)Pra quem não sabe, Sistema de Marketing Inteligente é a rede de marketing que a gente participa. Mas fiquem tranquilo! Não é pirâmide não! Crente pode participar sim! Minha esposa é cristã e é uma bênção pra gente!
ATRIZ B:    Amor, convidei aquele casal de empresários abençoado lá da igreja para a reunião.
ATOR A:    Usou aquela tática do “vai sem compromisso”?
ATRIZ B:    Claro. Inclusive disse que quem entra para o Sistema Inteligente de Marketing com a gente, automaticamente entra para a minha lista de oração.
ATOR B:    Maravilha! Maravilha! Acho que inclusive eles estão aí em baixo com o Eliomar, o faxineiro lá do escritório. Foi o que aceitou o convite. Fazer o que, a filosofia do Sim é pra chamar todo mundo sem olhar a aparência, eu chamei e ele aceitou.
(O faxineiro e o casal entram em cena)
ATRIZ B:    Oi, queridos, podem entrar. Todos se cumprimentam
ATOR C:    Eu só queria dizer uma coisa, antes de ir para reunião. Não trouxe hoje a quantia para comprar os produtos hoje.
ATOR A:    Não liga pra isso hoje, Eliomar. Hoje é só pra você conhecer.
(O casal que chegou olha a casa.)
ATOR C:    Beleza. Eu também estou com uma ideia de a gente sempre orar antes das reuniões.
Atriz B – Que bom, Eliomar. Conta pra gente como é essa ideia.
ATOR C:    É simples. Antes de qualquer reunião...
ATOR D:   (interrompe)Ferreira, esse tapete por acaso é um Ziegler Mahal? ATOR A:    É sim. Vc aprecia tapetes autênticos?
ATRIZ E:    Se tem uma coisa que cultivamos é o apreço por tecelagem para a decoração da nossa casa.
ATOR D:    Verdade. Temos Ziegler Mahal, Ushak e MOHATASEHM KASHAM.
ATOR A:    Que bom gosto em decoração. Amor, não sabia que na sua igreja havia pessoas assim cheia de estilo.
ATRIZ B:    Não falei?
ATOR C:    É, com licença, Ferreira. E sobre aquela ideia que a gente estava falando de...
ATOR A:    Eliomar, outra hora você me fala. Vamos pra reunião que está quase na hora.
ATRIZ B:    Vamos!
ATOR C:    Eu não estou de carro.
ATOR D:    Sem problema. Tem um lugarzinho na mala.
(Todos riem)
ATRIZ B:    É brincadeira do Assis. Vem com a gente.
(Saem de cena)

CENA 2 – Ceia

Jesus sentado com apóstolos
NARRADOR:      Momento de companhia com os seus. Momento que poderia ter sido agradável, mas foi muito tenso.
ATOR 3:    Muito bom estar com o meu amado colegiado de apóstolo, mas  preciso dizer que um de vocês vai me trair.
(Jesus se levanta pra fazer algo. Para efeito de enfoque segundo a presente metodologia cênica, apenas três apóstolos estão ali. Um à esquerda, outro à direita e outro mais afastado. Quando Jesus se levanta pra ir até o afastado, os outros dois conversam.)
ATOR 1:    Só pode ser você, Pedro. Você só dá mancada.
ATOR 2:    Eu, João?! Óbvio que não! Ainda que todos traiam, eu não vou trair! Ainda que todos pequem, eu não vou pecar!
ATOR 1:    O problema não é pecar. O problema é Deus lhe imputar pecado.
ATOR 3:   (sussurrando)Oque você tiver que fazer, faça-o depressa.
ATOR 4:    Não sei do que o senhor, meu mestre, está falando. Mesmo assim, preciso sair.
NARRADOR:      Sair de um lugar onde nunca de fato esteve.
ATOR 3:   (retornando ao dos outros dois)Esse é o pão. Simboliza meu corpo. Esse é o vinho. Simboliza meu sangue. Comei e bebei de mim.
(Todos comem e se retiram como se estivessem limpando o recinto. Transição para a atualidade)
ATOR D:   E com essas ferramentas que eu lhes apresentei, buscaremos os gastos totais com a produção quando avaliarmos as informações, pois isso favorecerá a gestão e as tomadas de decisão que serão muito importantes  para o grupo.
(Aplausos)
ATRIZ B:    Não falei, amor, que ele fala bem?
ATRIZ E:    Meu marido é um must!
ATRIZ B:    E ele salvou minha vida hoje, porque não estava tão bem disposta pra dirigir a reunião.
ATOR A:    Ele é muito capacitado. Vai ser um sucesso para o Sistema Inteligente de Marketing.
ATOR C:   (surrando ao ouvido)Mas vocês não acham que está muito cedo para que ele assumir uma posição de liderança nessa de rede?
ATOR A:    Eliomar, um potencial desse, nós precisamos aproveitar logo. Resultado e velocidade precisam estar harmonizados. Nesse grupo, o que fala mais alto são as habilidades como as que o Assis tem.
ATOR D:    Eu gostaria de implantar umas ideias aqui na SIM na próxima reunião, se vocês me permitirem.
ATOR A:    Amigo, o que você tiver que fazer, faça-o depressa!!!
ATOR C:    E sobre aquela minha proposta de orarmos antes das nossas reuniões aqui da rede.
(faz-se um silêncio)
ATRIZ B:    Ele tem razão.
ATRIZ E:    Também concordo.
ATOR A:    Bom, Eliomar. Então esteja à vontade pra fazer sua oração, porque começamos e eu não atentei pra esse detalhe, que como vocês mesmos dizem, é imprescindível. Pode orar, meu caro Eliomar.
ATOR C:    Oremos então. “Senhor, que esse corpo possa estar honrando o seu corpo. E que o nosso sangue dando para o êxito dessa rede abençoada possa honrar o seu sangue vertido na cruz para nós pudéssemos ter vida e vida em...
ATOR A:   (interrompendo)Já está bom, Eliomar. Já está bom. Além disso, não acho que é uma boa misturarmos religião com a rede, já que tem pessoas de todos credos na SIM, concordam comigo?
ATOR D:    Como você preferir.
ATOR A:    Pois então vamos, pois precisamos fazer mais contato para que o nosso núcleo cresça ainda mais.

CENA 3 - Getsêmani

(O ator 3 [Jesus] encontra outros apóstolos dormindo ao invés de orar. Jesus então os acorda, para que saibam a importância da oração.)
ATOR 3:    Ei! Acordem! É preciso que você orem. Não somente eu, mas meus seguidores precisam também orar. Nem ao menos conseguem separar um tempo da vida de vocês para orar num momento tão marcante para a nossa história. Orem, para que não caiam em tentação.


CENA 4 - Traição de Judas

(Ator D aplica um beijo jocoso no rosto do ator A)
ATOR D:    Nossa rede está sendo um sucesso!
ATOR A:    Vocês foram um casal que realmente fizeram a diferença!
ATRIZ B:    Também não podemos esquecer do Eliomar, não é, amor?
ATOR A:    Claro, claro. Aliás, ele demonstrou que é muito submisso, pois pode continuar exercendo a vontade dele de orar, mas fazendo orações silenciosas. Você também está sendo muito importante para e a equipe, Eliomar.
(Transição)
ATOR 3:   (vendo Judas se aproximando)A que vieste, amigo?
(Três atores se aproximam [a mulher também pode estar nesse grupo, desde que caracterizada como guarda sacerdotal) e seguram Jesus para o levarem.
ATOR 3:   (bem incisivo)Judas. Com um beijo, a mais bela demonstração externa de quem ama alguém, você trai o filho do homem?
NARRADOR:      Um beijo. Sinal de quem ama, mas não evidência de quem ama. Quantos beijos você já viu por aí? Entretanto, te faço uma pergunta: quantas demonstrações do verdadeiro amor por nós você viu com a que Jesus demonstrou por você! NENHUMA! ELE TE AMA! ELE MORREU POR VOCÊ! VEJA AMANHÃ OS PRÓXIMOS CAPÍTULO DESSA HISTÓRIA QUE TAMBÉM É SUA!

SEQUÊNCIA 2
CENA 1 – Julgamento

(Os judeus tecem vários julgamentos injustos contra Jesus que somente ouve as acusações:)
NARRADOR:      Sejam bem vindos à audiência do mais injusto julgamento de toda a história da humanidade.
ATOR 1:   Este homem disse: ‘Sou capaz de destruir o santuário de Deus e reconstruí-lo  em três dias”.
ATOR 2:   Você não vai responder à acusação que estes lhe fazem?Exijo que você jure pelo Deus vivo: se você é o Cristo, o Filho de Deus, confesse a nós".
ATOR 3:   Você mesmo com suas palavras demonstrou quem eu sou. E a partir das minhas palavras, fiquem com a seguinte informação: está pra chegar o dia em que vão ver o Filho do homem assentado à direita do Poderoso e  vindo sobre as nuvens do céu.
ATOR 2:   Blasfemou!Porque precisamos de mais testemunhas?Vocês acabaram de ouvir a blasfêmia.
ATRIZ 5:    É réu de morte! É réu de morte!
(Todos aplicam tapas em Jesus.)

(Transição)

ATRIZ E:    A rede Sistema Inteligente de Marketing está bombando.
ATOR A:    Fato! Vocês, Assis e Deise, realmente fizeram a diferença na nossa rede. O Sistema Inteligente de Marketing está de fato crescendo a todo custo.
ATOR C:    Mas aí pode existir um problema, Ferreira. Será que vocês não enxergam que crescer a qualquer custo não é uma boa! Estamos passando por cima de questões éticas que são princípios da própria rede e marketing que fazemos parte. Assim não dá!
ATOR D:    Assim não dá mesmo! Ferreira, o Eliomar está atrapalhando o crescimento da rede. Ele é santinho demais para focar no lucro, em no crescimento, na gestão! Sou evangélico como ele e não sigo à risca tudo que Bíblia fala! Ninguém segue! É impossível seguir!
ATOR C:    Isso não é verdade! É possível seguir sim! Não estou almejando sucesso! Estou almejando triunfo! E só pra eu crescer com essa empresa, não admito traição à Palavra de Deus, ainda mais de um que se diz cristão!
ATOR D:    Você que está traindo os elementos da gestão, da administração, da contabilidade...
ATOR A:    Chega dessa confusão! Já resolvi o que vou fazer! E o que me surpreende é que vejo o povo que se diz representante do verdadeiro amor bem dividido, hein? Eliomar. Perdoe-nos. Você é um rapaz muito bom, mas a sua bondade precisa ficar restrita tanto à sua igreja como ao escritório, como excelente faxineiro que você é! Aqui você precisa ser um pouco ambicioso, audacioso, com espírito empresarial e, claro, visar acima de tudo o lucro. Portanto, não podemos mais contar com você para essa rede!
ATRIZ B:    É verdade, Eliomar. Muitas vezes abro mão de vários princípios para que a rede de marketing cresça.
ATRIZ E:    Você é muito radical.
ATOR C:   (reflexivo e triste, mas de cabeça erguida)Não sou radical. Tenho atitudes radicais, como por exemplo, não negociar minha fé.
ATOR A:    Por isso então que você está fora.
ATOR C:    Ok. Ok não. Amém.

CENA  2 - Pedro nega Jesus


NARRADOR:      Negar os princípios fundamentais da fé cristã é negar a Jesus.
ATOR 1:    Não conheço tal homem!
ATOR 2:    O que é a verdade?
ATOR 1:    Não conheço tal homem!
ATRIZ 5:   (ao ator 2)Tive um sonho com esse homem! Ele é justo! Ele é justo!
ATOR 2:    Não conheço tal homem!
ATOR 4:    Soltem Barrabás! E crucifiquem Jesus!
(Trazem a cruz para o ator 3, que carrega até a entrada da igreja, sendo que o ator 1 (Pedro) está chorando, sendo consolado por atriz 5, enquanto o ator 2 só observa o trajeto e o ator 4 acompanha Cristo aos gritos de “crucifica-o”, convidando o público a fazer o mesmo.)
NARRADOR:      Não conseguem gritar? Mas muitas das vezes as suas atitudes gritam por vocês! E continuam a gritando, gritando, gritando, quando o arrependimento nunca vem.
Jesus, ao dar a volta pela igreja com a cruz, é posicionado ao lado de dois ladrões, crucificados, já na frente da igreja.
ATOR 4:    És um pior do que nós mesmo!
ATOR 2:    Ainda se diz filho de Deus!
ATOR 1:    (que não é um dos ladrões crucificados) Desce daí! Não é o filho de Deus! Se fosse, ele te tiraria daí!
ATOR 3:    Perdoe-os, Senhor! Eles não sabem o que fazem!
ATOR 2:    Mas que sentimento mais fraco! Perdoando os que te ofendem! Merece mesmo ser crucificado como nós!
ATOR 4:    Meu Deus! Nem ao menos em situação humilhante como a nossa você tem a sensibilidade de perceber o que está acontecendo? Ele de fato é o filho de Deus. Ei! Lembra de mim quando estiver entrando no seu reino.
ATOR 3:    Hoje mesmo, amigo, estará comigo no paraíso.

(Transição)

ATRIZ B:    Eliomar faz uma falta aqui na rede, não faz?
ATRIZ E:    Faz nada. Até oração demais enjoa. Isso aqui é selva, minha filha. Quer ficar só no paraíso aqui na terra, vai ficar só orando. Precisamos focar no lucro, na conquista de outros membros pra rede de marketing! Só assim que vamos crescer como rede. Às vezes, a gente tem que deixar essas coisas de fé cristã de fora. Senão, a gente não cresce.
NARRADOR:   E mesmo hoje, quantas formas de crucificar ainda há!
ATOR A:    Deise, posso falar com você?
ATRIZ E:    Claro, Ferreira.
ATOR A:    Acho que o Assis exagerou quando ele postou na rede social uma crítica de julgamento contra o Eliomar.
ATRIZ E:    Não achei não! Você leu a postagem? Está escrito que o Eliomar quer transformar a rede de Sistema Inteligente de Marketing numa igreja, pois não pensa em fazer ela crescer, mas apenas em colocar todo mundo pra ficar orando o tempo inteiro. Ainda postou uma foto dele de joelhos e umas montagens de modo a ridicularizar.
ATRIZ B:    O Assis fez isso? Não acredito! Isso está errado!
ATOR A:    Isso é zombar da própria fé de vocês. Vocês são o único exército que que eu conheço que atira em si próprio.
ATRIZ E:    Não achei exagero do meu marido! Ele apenas está precavendo outros núcleos de fazer a mesma coisa e comprometer a rede toda!
ATRIZ B:    Não, isso está errado! ATOR A:   (vocifera)Claro que está!
ATRIZ E:    Olha aqui, Ferreira. Você por acaso está gritando comigo?
ATOR A:    Não gritei contigo! Apenas gritei! Isso está errado mesmo!
ATRIZ E:   (aterrorizada)Eu nunca fui destratada dessa maneira como estou sendo aqui.
ATOR D:   (entra em cena)O que está acontecendo aqui?
ATRIZ E:    Assis, o Ferreira gritou comigo e criticou sua atitude de proteger a rede de Marketing inteligente ao postar a foto na rede social alertando as pessoas para não deixar o Eliomar entrar pra ficar o tempo todo orando ao invés de visar o crescimento da rede.
ATOR D:    Ah é, Ferreira! Você fez isso? Você é um ingrato, Ferreira! A rede de Marketing Inteligente não ia crescer como cresceu se não fôssemos nós dois. Se você está aí posando de líder diamante, é por causa da gente. Você sempre ficou nas minhas costas, Ferreira! Você e essa sua mulherzinha que fica usando a igreja pra chamar as pessoas para essa rede!
ATRIZ B:    Isso é uma mentira!
ATOR A:    Amor, deixa. Acho que é hora de você por em prática aquilo que você sempre me ensina sobre o uso da palavra branda nessas horas para não atiçar o furor.
ATRIZ B:    Verdade.
ATOR D:    E tem mais! Vou sair e vou levar junto todos os membros que eu trouxe para rede.
ATRIZ E:    Isso mesmo! Está na palavra! Olho por olho, dente por dente!
(Ator D e atriz E saem de cena.)
ATRIZ B:    Misericórdia.
ATOR A:    Deixa, Sandra.
(Ator A e atriz B saem de cena)

CENA 3 - Crucificação

NARRADOR:      Uma fase da vida pode até ter uma aparência de derrota, mas precisamos entender que a história não acabou ainda.
Transição para cena em que Jesus está agonizando na cruz, ensanguentado,até que expire, após dizer:
ATOR 3:  (Jesus na cruz) e ATOR C: (Eliomar, num canto)  Deus meu, Deus meu! Por que me desamparou? Em suas mãos que eu me entrego a ti!
(Nessa cena, percebe-se Eliomar andando entristecido pela igreja.)
NARRADOR:      Chorem! Mas não por todo o tempo! Porque o choro pode durar apenas uma noite.

SEQUÊNCIA 3
CENA 1 - Manhã da ressurreição

ATRIZ 5:    (Maria de Magdala pela igreja procurando alguém para falar algo) Seu jardineiro. Nosso mestre morreu, e foi sepultado nesse sepulcro. Homem justo, misericordioso, profeta, que curou por meio de seus milagres e prodígios. Mas infelizmente o mataram. O pregaram numa cruz. E sob acusações injustas que o mataram, além de terem o humilhado moral, física e espiritualmente.  Estamos procurando o seu corpo, pois uns homens disserem que não está aqui por ter ressuscitado. O senhor, por sempre estar por aqui e conhecer muito bem esse lugar, deve saber onde está o corpo do nosso senhor.
NARRADOR:      Lembra do choro da noite anterior? É óbvio que não! Porque a alegria da manhã posterior ofuscou de vez esse choro.
O homem que estava o tempo todo dessa fala de Maria de Magdala com o rosto sem ser visto por ela nem pelo público se vira e se deixa conhecer
ATRIZ 5:   (alegria esfuziante)Mestre!

(Transição)

(Ator A e atriz B pela igreja, procurando Eliomar (Ator C).)
ATOR A:    Vamos procurar aquele servo fiel que muito me influenciou a mudar totalmente a minha forma de ver o mundo. Me entrego ao cristianismo porque encontrei de fato alguém imitador de Cristo.
ATRIZ B:    E eu, de fato hoje conheci de verdade o meu senhor Jesus.
ATOR A:    Nada na minha vida vai se harmonizar com morte. Nada! Nem a rede de marketing que faço parte, nem os meus negócios, nem o meu ...
ATRIZ B:    Nem a nossa família.
ATOR A:   (interagindo com a igreja)Ao ver a vida de um verdadeiro cristão, senti a páscoa acontecendo dentro de mim! A morte não mais me assustando, mas minha alma sabendo que agora ela viverá para sempre!
ATRIZ B:    Olha, o Eliomar está ali!
(Eliomar estava sentado num dos bancos da igreja. Os três caminham até à frente, juntos.)
ATOR A:    Seja bem vindo de novo aos nossos negócios, Eliomar, servo fiel, porque agora isso aqui não é apenas o nosso negócio. É também, e pra sempre será, uma casa de oração. Até a volta do senhor Jesus, a nossa páscoa, pois é ele que em todos os sentidos...
Ator A, ator C e ATRIZ B:    NOS LIVRA DA MORTE!

CENA FINAL -  Jesus entronizado nos céus e buscando sua igreja

NARRADOR:      Jesus foi assunto aos céus! E é ainda assunto presente na vida dos que realmente são os seus discípulos, seus amigos! Ele foi, mas ele vai voltar. Ele foi, mas ele está voltando! Ora vem, páscoa nossa, cujo nome é Cristo Senhor, cordeiro de Deus, ontem, hoje e sempre!
Durante o texto, no telão do data show, um vídeo mostrará Jesus sendo assunto aos céus, observado pelo primeiro núcleo de atores (este estava trabalhando quando o retorno de Jesus acontece), que sairá para entrada do outro núcleo que verá o vídeo da volta do senhor Jesus. Ambos os vídeos estarão mixados para a projeção dessa cena final.


Fim

Datas: 
Diversos: