VOCÊ ME AMA?

Versão para impressão

VOCÊ ME AMA? - Teatro CristãoMerelly, depois de louvar a Deus, sentiu uma grande vontade de dizer a Deus quanto o amava. Deus, com a pergunta; VOCÊ ME AMA? Começou a deixá-la desconcertada.
Merelly, vacila um pouco, mas, como Pedro, reafirma o seu amor. Deus ainda faz outras perguntas, deixando-a mais confusa, ainda assim ela encontra a segurança do seu AMOR A DEUS.
Peça que provoca reflexões...

Personagens = Merelly e Deus
MERELLY: Bom já louvei ao meu Senhor e agora esta na hora da minha oração, pois hoje estou muito disposta a conversar com Deus. Senhor amado Deus, gostaria de lhe dizer que te amo muito...
DEUS:(voz culta) VOCÊ ME AMA?
MERELLY: Claro, Deus! Você é o meu senhor e salvador!
DEUS:(voz culta) Se você tivesse alguma dificuldade física ainda assim me amaria?
MERELLY: Mas Deus estou perplexa. Deixe-me olhar para meus braços, pernas e para o resto do meu corpo, deixe-me pensar em quantas coisas eu não seria capaz de fazer, se estivesse alguma dificuldade física. Seria difícil, Senhor, mas eu ainda Te amaria.
DEUS:(voz culta) Se você fosse cega, ainda amaria minha criação?
MERELLY: Como eu poderia amar algo sem a possibilidade de vê-lo? Deixe-me pensar nas pessoas cegas, tenho certeza que muito deles ama o Senhor. Bom é difícil pensar nisto, mas eu ainda te amaria.
DEUS:(voz culta) Se você fosse surdo, ainda ouviria minha palavra?
MERELLY: Bem como eu poderia ouvir algo sendo surda? Deixe-me pensar... Agora eu entendi. Ouvir a palavra de Deus não é simplesmente usar os ouvidos, mas nosso coração. Seria difícil, mas eu ainda ouviria a Tua palavra.
DEUS:(voz culta) Se você fosse muda, ainda louvaria Meu Nome?
MERELLY: Como eu poderia louvar sem uma voz? Bom... Deus quer que cantemos de toda nossa alma e de todo o nosso coração. Não importa como possa parecer. E louvar a Deus não é sempre como uma canção, mas até quando estamos oprimidos... Louvamos a Deus com nossas palavras de gratidão. Embora eu não pudesse fisicamente cantar, eu ainda louvaria o Teu Nome.
DEUS:(voz culta) Você realmente me ama?
MERELLY: Sim, Senhor Eu te amo! Tu és o único Deus! Amo-te com toda certeza.
DEUS:(voz culta) Então por que PECAS?
MERELLY: Por que sou apenas um ser humano. Não sou perfeito.
DEUS:(voz culta) Então, por que em tempos de paz você vagueia ao longe? Por que somente em tempos de problemas você ora com o fervor que me agrada?
MERELLY: Não tenho respostas meu Senhor (faz um pequeno barulho de choro...)
DEUS:(voz culta) Por que me louvas somente nas confraternizações, nas reuniões e nos retiros? Por que me buscas somente nas horas de adoração? Por que me pedes coisas tão egoístas? Por que me fazes perguntas sem fé, filho de homem?
MERELLY: Por favor, meu Deus eu ainda continuo sem respostas (Faz barulho de choro).
DEUS:(voz culta) Por que você esta com vergonha de mim? Achas que não? Por que, então não estás espalhando as boas novas? Por que em tempos de opressão você chora a outros? Quando sou eu que te oferece meu ombro. Por que crias desculpas quando lhe dou oportunidades de servir em meu nome? Eu te abençoei com talentos pra me servir, mas você continua a se virar. Eu revelei minha palavra eterna a você, mas não vejo progredir no meu conhecimento, eu não lhe fiz para que jogasse este presente fora. Eu falei contigo, mas seus ouvidos estavam fechados, eu te mostrei minhas bênçãos, mas seu olhos se voltaram para outra direção. Eu te mandei servos, mas você se sentou ociosamente enquanto eles eram afastados. Eu ouvi tuas orações e as venho respondendo. Eu tentei responder, mas não havia respostas a serem dadas. Por isso volto a lhe perguntar. VOCÊ VERDADEIRAMENTE ME AMA?
MERELLY: Senhor, eu não posso responder. Como eu responderia? Estou aqui muito constrangida. Eu não encontro desculpas. O que eu posso dizer? Só existe essas palavras no meu coração: Por favor, perdoe-me Senhor. Eu não sou digna de ser chamado teu filho... Perdoe-me .. (chora baixinho).
DEUS:(voz culta) Eis ai a minha graça, ó criança minha, você é minha criança, e é assim que te vejo: minha criança por quem morri. Nunca te abandonarei. Saiba que quando você chorar, eu terei compaixão e chorarei contigo. Quando você estiver desanimada, eu mesmo te encorajarei. Quando você cair, irei te levantar. Quando você estiver cansada, irei te carregar nas minhas mãos. Eu volto a te dizer: estarei com você até o final dos tempos. Descanse em mim por que digo que te amarei para sempre, criança minha.
Filho pôr quem velo e protejo.
MERELLY: Lhe confesso, que jamais chorei desta maneira antes. Como pude ter sido tão fria? Como pude ter magoado ao meu Deus como fiz? Porém eu gostaria de lhe fazer uma pergunta: QUANTO ME AMAS?
DEUS:(voz culta) Venha minha filha, abrace-me, e sinta o verdadeiro amor em sua vida, e veja as minhas mãos e os meus pés estão sangrando, para lhe mostrar o quanto amo a você.
MERELLY: Senhor meu Deus, pela primeira vez estou sentindo que orei verdadeiramente, e posso sentir COMO JESUS esta vivo. Muito Obrigado pela sua proteção e misericórdia.. Amém.
Diversos: