VENCENDO A TENTAÇÃO - o que aconteceria

Versão para impressão

O QUE ACONTECERIA – VENCENDO A TENTAÇÃO
Fonte web – adaptação Juliana Garcia e Catherine Buarque
Igreja Evangélica Batista El Shaddai, Maceió-AL
O Que Aconteceria, dois personagens, um rapaz e um anjo. As cenas que não aconteceram, são vistas na “sala do que aconteceria” (são vistas as tentações e os resultados). Também uma cena do que acontecerá...
Acompanhe o [vídeo ] - VENCENDO A TENTAÇÃO

 
Dois personagens: Anjo (um personagem bem doidinho) e Rapaz (todo mané, sem jeito)
(Inicia a peça com os dois parados no palco olhando para baixo, de repente o rapaz começa a encenação.)
RAPAZ: Owwww!!!! Que lugar é esse? Hei quem é você?
ANJO: Eu sou um anjo!
RAPAZ: Um anjo? E desde quando um anjo usa esse tipo de roupa que você está usando?
ANJO: É que eu sou um anjo do século 21.
RAPAZ: Se você é um anjo, então, onde nós estamos?
ANJO: Deixa eu te explicar. Essa é a sala “do que aconteceria”.
RAPAZ: E o que acontece então?
ANJO: Está vendo este telão aqui na frente? É o telão do que aconteceria, está vendo esses botões, aqui do seu lado esquerdo? São os botões do que aconteceria.
RAPAZ: E o que acontece?
ANJO: Assim que você apertar um desses botões, vai aparecer uma parte de sua vida no telão, de como aconteceria.
RAPAZ: Pêra, aí deixa eu ver se entendi bem. Quer disser que o babão aqui, vai apertar um desses botões, e vai aparecer naquele telão dali? Vou virar famosidade.
ANJO: Vai! Aperta o botão aí vai.
RAPAZ: Qualquer botão?
ANJO: é, qualquer botão.
RAPAZ: Botão vermelho
ANJO: Credo, quem são aqueles homens ali com você, e de quem é aquele calhambeque.
RAPAZ: Ah anjo, aqueles são os meus melhores amigos é o Emerson, Cleidson e o Hudson. Eles queriam que eu roubasse aquele carro.
ANJO: Cara você roubou aquele carro!
RAPAZ: Espera aí, espera ai anjo. Eu não roubei aquele carro não.
ANJO: Cara você roubou aquele carro, aquele calhambeque dali.
RAPAZ: Anjo, anjo, deixa eu te explica um negócio. Anjo, eu sou um cara legal eu sou uma boa pessoa, eu nunca ia fazer um negócio daquele. Agora, você quer sabe o porquê que eu nunca ia fazer um negócio daquele?
ANJO: Por quê?
RAPAZ: Porque eu sou crente.
ANJO: Então vamos ver o que teria acontecido se você tivesse roubado aquele carro?
RAPAZ: Eu não roubei anjo.
ANJO: Lembre-se, essa é a sala “do que aconteceria” nos só vamos ver o que teria acontecido se você não tivesse resistido a tentação.
RAPAZ: Só ver?
ANJO: Só ver.
RAPAZ: Ok! Então, vamos lá.
ANJO: Tá, então, quebra o vidro do carro.
RAPAZ: Pá
ANJO: Faz a ligação direta, faz a ligação direta, faz a...
RAPAZ: Ran ran ran
ANJO: Liga o carro, agora passe a primeira, a segunda, a teceira...
RAPAZ: Anjo anjo anjo...
ANJO: O quê?
RAPAZ: Cinto de segurança!
(põem o cinto juntos, sincronizado)
ANJO: Tá, ok. Agora passe a primeira, quarta, quinta, sexta, sétima , oitava, nona...
RAPAZ: Anjo, anjo, anjo.
ANJO: O quê?
RAPAZ: Isso é um carro velho.
ANJO: Ah ta. Passa a segunda, agora vai reto, vai reto, vira a direita, (ele vira a esquerda) A DIREITA! Agora vira a esquerda, olha o gambá.
RAPAZ: Ura aaaaa u oooooooo gambá que fedor!!!
ANJO: Continua, vai reto, vai reto, (vê uma placa) precipício a 100 metros .
(se olham: PRECIPÍCIO A 100 METROS)
RAPAZ: (desesperado) e agora o que é que eu faço anjo!!!!
ANJO: Pisa no freio!!
RAPAZ: Não tem freio!!
ANJO: Pisa no freio!!
RAPAZ: Não tem freio!!
ANJO: Pisa no freio!!
RAPAZ: Não tem freio!!
(começam a gritar como se tivessem caído no precipício)
ANJO e RAPAZ: Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
(o anjo para, depois o rapaz para olha para o anjo e este faz sinal para o rapaz continuar gritando e caindo do precipício)
RAPAZ:aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
RAPAZ: PAAAAAAAAAAA
RAPAZ: Anjo, anjo, anjo, eu estou por todas as partes, anjo!!!!!!!!
ANJO: Dá para ver.
RAPAZ: Meu braço anjo!
ANJO: Seu braço
RAPAZ: Minha perna!
ANJO: Sua perna
RAPAZ: Meu cérebro!
ANJO: Pois é, seu cérebro
RAPAZ: Não, não, não, anjo!!!!
ANJO: Ei
RAPAZ: O que anjo?
ANJO: Não houve nada
RAPAZ: Não houve nada?
ANJO: Não
RAPAZ: Não tem precipício?
ANJO: Não
RAPAZ: Não tem carro
ANJO: Não
RAPAZ: Não tem cérebro
ANJO: Isso nunca teve mesmo. Mas vamos continuar, aperte outro botão.
RAPAZ: botão verde
ANJO: Cara, que casa é essa? Que clima é esse? Que é isso na mesa? Cara, isso são drogas. Você estava usando drogas?
RAPAZ: Anjo, anjo, anjo, eu num já falei para você? Eu não faço esse tipo de coisa.
ANJO: Cara, tá ali a prova está na mesa
RAPAZ: Anjo, anjo, eu não usei drogas, eu sou uma boa pessoa, queriam que eu usasse, mas eu nuca usei. Você esqueceu? Eu sou crente.
ANJO: Sei, então, vamos ver o que teria acontecido se você não tivesse vencido a tentação e tivesse usado essas drogas?
RAPAZ: Mas eu num já falei para você anjo?
ANJO: Lembre-se, essa é a sala “do que aconteceria”, nos só vamos ver.
RAPAZ: Só ver então?
ANJO: Só ver
RAPAZ: Só isso?
ANJO: Só.
RAPAZ: Então ta.
ANJO: Vamos lá! Você está numa sala cheia de drogas.
RAPAZ: Eu estou numa sala cheia de drogas, uhu!!
ANJO: Aqui ooo pra vc
RAPAZ: Uhuuuuuuuuuuuuuuuu..... eu estou doidão, maior viagem meu irmão, maior viagem;
ANJO: Aqui a seringa.
RAPAZ: Seringa!!! uauuuuuuuuu eu to muito doido anjo uhuuuuuuu,eu tou voando anjo!!! Que nem você!!!
ANJO: Cara, cara.
RAPAZ: O que anjo? O que foi agora?
ANJO: Acabou.
RAPAZ: Acabou? Anjo, como assim? não pode ter acabado anjo, essa viagem é muito boa. não anjo, não.
ANJO: Quer mais?
RAPAZ: Quero mais, mais, mais.
ANJO: tem dinheiro?
RAPAZ: Não. não tenho dinheiro anjo. e agora? o que é que eu faço?
ANJO: Vamos lá naquela loja roubar.
RAPAZ: Roubar, vamos, vamos, vamos.
ANJO: Quebra o vidro da loja,.
RAPAZ: Pa
ANJO: Agora vai no caixa, pega dinheiro, pega dinheiro, paga dinheiro, pega dinheiro , pega dinheiro, o que é isso?
Rapaz um real?
ANJO: Joga fora, pega as jóias, pega as jóias, agora sai correndo, sai correndo, vira esquerda, vira direita, pula a cerca.... pula a cerca.........pula a cerca....... plua a cerca, pula a cerca, pula a cerca, pula a cerca pula a cerca, pula a cerca, pula a cerca.....
RAPAZ: Ei, anjo, anjo.
ANJO: Oi
RAPAZ: Onde é que eu estou?
ANJO: Numa fábrica de cercas (...) de repente a policia chega e fica tudo em câmera lenta
RAPAZ: Pooooooooliiiiciiiaaaa nãããããoooooooooo.
ANJO:(começa a atirar no rapaz, com vários tipos de armas. 38, espingarda e por fim bazuca)(TODA CENA EM ESTILO MATRIX, SE ESQUIVANDO DA BALA)
RAPAZ: baaaaaaazuuuuuucaaaaaa nãããããããããooooooooo.
ANJO: Bummm
RAPAZ:aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa anjo, anjo, anjo, eu sou muito novo pra morrer anjo. E eu ainda não fiz nada anjo!
ANJO: Cara, cara, cara.
RAPAZ: O que é?
ANJO: Não houve nada!
RAPAZ: é mesmo, eu já estava esquecendo que aquii era a sala do que aconteceria
ANJO: Isso mesmo
RAPAZ: Então, não houve nada?
ANJO: Nada.
RAPAZ: Anjo é divertido esse negócio vamos pra o outro.
ANJO: Outro não
RAPAZ: Vamo sim, botão barnco
ANJO: Não
RAPAZ: Oooooooooooooooooo!!! Nossa, mas que lugar é esse? que gente bonita é essa? Ruas de ouros, perolas, rubis, nossa que gente bonita é essa? Que lugar bonito é esse? onde é que eu estou anjo?
ANJO: A gente mudou de sala, fomos para a sala, “o que irá acontecer”. E esse aqui é o céu.
RAPAZ: O céu anjo?! nossa eu estou no céu anjo!
ANJO: Está vendo aquela mansão lá em cima? aquela dali é sua.
RAPAZ: Anjo eu tenho uma mansão no céu anjo? Nossa que demais. Ei, Anjo! quem é aquele homem entrando na minha mansão?
ANJO: Aquele homem dali é Jesus!
RAPAZ: Jesus anjo? Jesus tá entrando na minha mansão? Nossa!!! Virei famosidade mesmo!! Espera aí anjo, isso aqui ta acontecendo né?
ANJO: Não, vai acontecer.
RAPAZ: Por que isso?
ANJO: Você não robou!
RAPAZ: Eu não roubei!
ANJO: Não usou drogas!
RAPAZ: Não usei drogas!
ANJO: Então, essa aí é sua recompensa.
RAPAZ: Então isso tudo vai ser mesmo meu anjo?
ANJO: Isso aí!! E tudo porque você venceu a tentação.
RAPAZ: Nossa que demais anjo. Valeu anjo, valeu mesmo.
(sai gritando) AH O CÉU É NOSSO, AH O CÉU É NOSSO!!
(anjo sai discretamente pelo canto)
FIM

Fonte web – adaptação Juliana Garcia e Catherine Buarque
Igreja Evangélica Batista El Shaddai, Maceió-AL

Diversos: