VEM SENHOR, VEM LIBERTAR TEU POVO

Versão para impressão
Estábulo, Jesus, Maria e José

A história do nascimento do Salvador, contada por 17 personagens, em 7 cenas.

A denúncia dos profetas.
O anúncio dos profetas.
Anúncio do nascimento de Jesus.
A ordem do recenseamento.
Chegada a Belém.
À procura de hospedagem.
Os pastores de ovelhas.
A visita dos reis magos.

Cena 1 - A denúncia dos profetas.
(Num canto qualquer, antes de aparecer qualquer cena, um grupo canta: O profeta. Depois abre-se a primeira cena: um grupo de príncipes, Juízes, líderes, gente do palácio. Ambiente de muito luxo, bebidas, muita comida. Há música, as pessoas cantam, conversam, dançam. Fazem festa com esbanjamento. Entram os profetas. Eles profetizam, denunciando).
Miqueias: (Apontando para as pessoas.) Eles fazem o mal sem parar. O príncipe condena, o juiz se vende, o grande fala dos seus maus desejos. E assim, todos eles juntos planejam e tramam a maldade. Aí, está a confusão deles.
Sofonias: Ai da cidade opressora, rebelde e manchada. Estão longe de Deus. Os príncipes são leões que rugem, os Juízes são lobos que devoram.
Oseias: Deus tem uma contenda com vocês. Não existe mais verdade, nem amor. Nem conhecimento de Deus. Tudo é mentira, morte, roubo, adultério, crimes. A terra está de luto. O povo está morrendo.
Isaías: Ai de vocês que decretam leis injustas, leis de opressão. Negam a justiça aos pobres. Tiram o direito dos aflitos do povo de Deus. Roubam das viúvas e dos órfãos. (A festa do palácio continua. Encerra-se com a saída dos profetas.)
 
Cena 2 - O anúncio dos profetas.
(A cena apresenta o povo simples: mulheres, crianças, trabalhadores/as, pastores de ovelhas, marceneiros e outros. Entram os profetas e profetizam.)
Zacarias: Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém. Eis aí vem o teu Rei, Justo e Salvador; humilde, montado em jumento, cria de jumenta.
Miqueias: E tu Belém, pequena vila. De ti sairá aquele que vai reinar. Ele será firme e cuidará do povo. O povo viverá em segurança. Ele será a vossa paz..
Malaquias: Para vocês, que temem o nome de Deus nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas. Vocês cão correr e saltar de alegria como bezerros soltos na estrebaria.
Isaías: Fortaleçam as mãos frouxas e firmem os joelhos vacilantes. Digam aos desanimados: sejam fortes! Não tenham medo, Deus está chegando. Os olhos dos cegos se abrirão, os aleijados saltarão de alegria e a língua dos mudos cantará.
Ana: O meu coração se alegra no Senhor, a minha força está exaltada no Senhor. A minha boca ri dos meus inimigos e eu me alegro na tua salvação. O arco dos fortes é quebrado, mas os fracos são cingidos de força. Os que eram fartos, hoje se alugam por pão; os que andavam famintos não sofrem mais de fome. (O povo canta: “Vem Senhor, vem libertar o teu povo”.
 
Cena 3 - Anúncio do nascimento de Jesus.
(Maria e José estão distraídos, trabalhando, cada um em uma tarefa. De repente aparece um anjo para Maria).
Anjo: Maria, Maria. Alegre-se, anime-se. Deus abençoou você e fez você ser honrada. Deus está com você. (Maria se assusta com a voz. Fica sem saber o que fazer.)
Anjo: Por favor, Maria, não fique com medo. Deus está vindo visitar você. Você vai ter um filho que vai se chamar Jesus. Deus vai fazer dele um rei. Ele vai ser um rei para os pobres e humildes e seu reino não vai ter fim. (O anjo se retira devagar. Maria fica pensativa com o recado do anjo. Mas depois declara).
Maria:(Aqui Maria pode citar o cântico de Maria - Lc 2.46-52 - ou cantar partes da “Canção de Maria”.)
Cena 4 - A ordem do recenseamento.
(Aparecem várias pessoas em cena, também Maria e José. Chega o mensageiro do rei (arauto), desenrola o papel e lê).
Arauto: Por ordem do nosso grande imperador César Augusto, senhor de todas as terras, convoco toda a população de nosso país para o recenseamento geral. Todos os homens deverão partir com suas famílias para a terra onde nasceram para alistar-se. Quem não o fizer será castigado. (As pessoas começam a sair. Maria e José permanecem.)
José: Maria, você ouviu isso? Significa que nós devemos partir logo para Belém, nossa terra natal. Mas como fazer esta caminhada se você está nos últimos dias da gravidez? Com este calor e poeira, nesta distância!
Maria: Também não sei como aguentar Mas temos que conseguir. Não temos escolha. Senão vamos receber os castigos dos soldados romanos. Você conhece os romanos. Eles não são brincadeira, não dão moleza para o povo. Só nos resta pedir que Deus abençoe-nos nesta viagem.
 
Cena 5 - Chegada a Belém.
(Aparecem Maria e José e mais pessoas andando em Belém.)
José: Vamos descansar um pouco Maria. Você está muito cansada.
Maria: Sim, minhas pernas quase não estão mais aguentando Não e brincadeira andar 150 Km a pé. Esse tal de César Augusto não tem mesmo o que inventar para fazer o povo sofrer.
José: É mesmo. Dizem que mandou fazer este recenseamento para ter mais controle sobre os povos dominados, para arrecadar mais impostos.
Maria: é muito doloroso ver tanto sofrimento para o nosso povo. Mas eu tenho esperança que Deus continua ouvindo o clamor do povo, assim como ouviu quando o povo era escravo no Egito. Quando lembro das palavras do anjo do Senhor, meu coração se enche de alegria e esperança. Nosso filho vai ser um instrumento de Deus para trazer libertação para todo o povo. (Maria se levanta e convida José para continuar a caminhada.) Vamos José. Já estamos quase chegando em Belém. Daqui um pouco começa a escurecer. Temos que chegar logo para arrumar um lugar para ficar. A contagem dos dias já terminou e a criança poderá nascer a qualquer momento.
 
Cena 6 - À procura de hospedagem.
José: Por favor, estamos procurando um lugar para passar pelo menos esta noite. Chegamos agora de Nazaré para o recenseamento. Estamos muito cansados.
Hospedeiro: Sinto muito em dizer que não há mais lugar em nossa pensão. E pra falar a verdade, vai ser difícil achar um lugar barato para dormir a estas horas da noite. A cidade está cheia de gente e todos os lugares. (Maria e José saem, procurando outro lugar.)
Maria: Por favor, minha senhora. Estamos muito cansados. Chegamos agora de Nazaré. Não estamos conseguindo achar algum lugar barato para passar a noite. Será que a senhora podia entender a nossa situação? Estou esperando um bebê.
Hospedeira: Infelizmente não posso fazer nada. Nossa pensão já tem mais gente que lugar. Nossa cidadezinha está lotada de gente para o recenseamento. É melhor vocês procurarem um abrigo qualquer por aí. Já tem muita gente encostada debaixo de árvores, em paiol, grutas e até currais.
Maria: Vamos logo José, não aguento mais em pé. E é preciso encontrar logo um lugar, porque as dores já estão começando.
José: Talvez a gente encontre um curral desocupado. Aqui tem muitos pastores de ovelhas. A gente vai encontrar um teto para se abrigar. (Maria e José se acampam em uma estrebaria. Preparam uma cama de palha e também um bercinho dentro de um coxo, para esperar a criança.)
 
Cena 7 - Os pastores de ovelhas.
(Pastores se encontram no campo. Alguns dormindo, outros fazendo a vigília. De repente se escuta uma música: “Eu venho a vós dos altos céus”. Os pastores ficam admirados e olham para a forte luz num curral e uma estrela brilhando muito forte no céu. Acordam o grupo que está dormindo.)
Pastor 1: Olhem como está claro aquele lugar e como brilha esta estrela.
Pastor 2:E escutem esta música. Será que é um sinal de verdade de que o Senhor, o Salvador já nasceu? Mas será que um Messias iria nascer num curral? Não há mais nada ali onde brilha aquela luz, apenas um curral.
Pastora: Vamos até lá agora mesmo para tirar a dúvida. Se o que ouvimos foi uma voz de anjo, é bem possível que lá esteja o Salvador.(Pastores saem apressados para ver o curral. Chegam mais perto. Acende-se uma luz lá dentro para que se possa ver Maria, José e a criança. Entram devagar).
Pastor 3: Vejam. Aqui tem mesmo uma criança recém-nascida nessa manjedoura.
Pastora 2: Assim como o anjo falou para nós. Isto é um acontecimento incrível.
Pastor 1: (Fala para Maria e José) Nós viemos aqui, pois nos foi anunciado para seguir uma estrela que nos traria para o lugar onde nasceu o Salvador.
Pastor 2: Eu pensava que o Messias iria chegar de outro jeito. Mas ele chegou simples e humilde. Veio pobre como qualquer um de nós, que nem somos considerados gente: pobres pastores de ovelhas.
Pastor 3: Glória a Deus nas alturas e paz na terra entre as pessoas a quem Deus quer bem.
(Pastores e pastoras cantam: “Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.”
 
 
Cena 8 - (A visita dos reis magos.)
 
Mago 1: Vejam ali, a nossa estrela guia. Ela parou de andar.
Mago 2: Então devemos ter chegado ao lugar certo. Vamos procurar o palácio.
Mago 3: Mas onde pode ter um palácio nesta pobre vizinhança? Só tem alguns barracos, pequenas pensões, um hotel e gente acampada por aí.
Mago 1: Talvez nos enganamos com a estrela.
Mago 2: Mas esta brilha tanto. Tem que ser aqui. Vejam! A estrela está um pouco fora da vila. E há um lugar com muita luz. (Eles correm para lá. José está do lado de fora do curral.)
Mago 3: (Chega perto de José e pergunta).O Senhor pode nos informar onde tem um palácio por aqui perto, com uma criança recém-nascida?
José: Vocês procuram um rei e um palácio. Então estão no lugar errado. Aqui por perto não existe nem um palácio.
Mago 1: Mas tem que ser aqui mesmo. A estrela está parada bem em cima deste curral.
Mago 2: Vocês não tem uma criança recém-nascida aqui?
José: Sim, ela nasceu esta noite. Viemos parar aqui, pois não tinha mais lugar na cidade.
Mago 3: Nós gostaríamos de vê-la e adorá-la, pois segundo as nossas visões esta criança vai ser rei dos judeus. (Magos entram com José na estrebaria e depositam seus presentes.)
Mago 1: Nós trouxemos estas ofertas. Elas poderão ajudar vocês, agora que vemos que vocês são tão pobres. Vocês também devem fugir, pois Herodes vai querer matar esta criança.
Maria: Nós agradecemos muito esta ajuda de vocês. Nós já sabemos da fúria de Herodes contra as esperanças do povo judeu pobre. Mas Deus vai nos ajudar a encontrar um meio para enganar este rei que só traz sofrimento para o povo. Nosso filho é a grande alegria e esperança para o povo. Ele será o rei que trará justiça e paz. Ele vai trazer a salvação para todos e todas que o receberem. E aqueles e aquelas que aceitarem e receberem este rei, estes e estas farão parte do grande reino de Deus. Por isso nos alegremos e faremos de tudo para salvar esta criança de qualquer ameaça.
Cena final: (Todos os personagens e todas as personagens entram em cena e cantam um hino.)
OBSERVAÇÀO: Esta peça tem em torno de 17 personagens. Mas uma pessoa pode fazer dois papéis. Por exemplo: Profeta e anjo; profeta e hospedeiro; hospedeiro e pastor; pastor e rei mago, e assim por diante.
 
Diversos: