UMA ESCOLHA UNIVERSAL

Versão para impressão

UMA ESCOLHA UNIVERSAL - Teatro CristãoSINOPSE: Em um mundo onde a violência e o egoísmo impera, o homem cada dia busca a sua própria sobrevivência, mesmo que para isso precise ficar do lado do mal, pisando nas pessoas a sua volta, se esquecendo do juízo final.
Políticos e líderes religiosos que andam enganando o povo são retratados nesta comédia dramática. Isto é fundo para reflexão na responsabilidade por nossas escolhas.


PERSONAGENS:
ANJO:  Guardião do céu, se encontra com Martaxa para uma sugestão de onde ela deseja morar.
MARTAXA:  Prefeita de uma cidade, corrupta como todo político e bem sucedida, mas sem se importar com sua vida espiritual.
ROMILDO - Missionário enganador, se encontra no Hades com a prefeita.
NABALMA - Funcionária de campanha da prefeita, é despedida, mas fiel ao Senhor, ela segue em frente sem se importar.
MARGARIDA - Política e corrupta, roubou o povo e ainda foi conivente com vários políticos em sua gestão como governadora.
ANJO CAÍDO:  O diabo disfarçado de cavalheiro.

 

CENA 1 – SOM – LUZ – (NABALMA E MARTAXA CONVERSAM NO ESCRITÓRIO DA EMPRESA)

 

MARTAXA:  Não podemos ficar com você.
NABALMA:  O que eu fiz de errado prefeita?
MARTAXA:  Isso não vem ao caso, nós decidimos que o melhor é demiti-la.
NABALMA:  Nós, quem?
MARTAXA:  Isso não interessa a nenhuma ex-funcionária.
NABALMA:  Martaxa você não tem esse direito.
MARTAXA:  Eu tenho sim Nabalma, e faço como quiser.
NABALMA:  Me usou pra se eleger, agora me expulsa? Tudo bem. Olha, saiba que Jesus te ama.
MARTAXA:  Eu sei que ele ama todo mundo, já ouvi isso antes e também estou frequentando os cultos da igreja do bispo Jazedo.
NABALMA:  Aquele ali é igual a qualquer político, só pensa em dinheiro e poder.
MARTAXA:  Pelo menos ele não fica nos pressionando para mudar e fazer o que não gostamos. E naquela igreja, ele deseja que todos sejam ricos, donos de empresas e não pobres, como deve ser a sua e por isso terá que arrumar outro emprego, ou mudar de igreja e buscar mais prosperidade na igreja do bispo ou do apóstolo Herrantes.
NABALMA:  Não se preocupe, quem é honesto sempre vence. Deus tem sempre o melhor pra nós; entregue sua vida ao Senhor enquanto pode e será muito feliz.
MARTAXA:  Com ou sem ele, eu já sou feliz.
NABALMA:  Tudo bem, mas se quiser ser verdadeiramente feliz, vá até Ele e não até o bispo. (Musica – B.O – Foco no narrador)

NARRADOR - Um dia, enquanto caminhava pela rua, Martaxa, prefeita de uma grande cidade, mulher de sucesso, mas corrupta, é tragicamente atropelada por um carro e morre. Ela chega na entrada do céu onde um anjo está a sua espera .

CENA 2 – (LUZ – Martaxa e um Anjo, no céu)

MARTAXA:  Olá, como se chama? Onde estou? Posso entrar?
ANJO:  Martaxa, uma pessoa de poder para decisões. Parece que temos um problema.
MARTAXA:  Problema?
ANJO:  Você terá que decidir, se deseja realmente conviver conosco aqui no paraíso.
MARTAXA:  Não tem problema, deixe-me entrar. Ouvi falar muito bem daqui pelos crentes lá na terra.
ANJO:  Em que igreja ouviu isso?
MARTAXA:  Na verdade foi de minha assessora, porque a igreja que eu freqüentava só falava de dinheiro e que o céu era lá na terra.
ANJO:  É natural hoje, porque eles hoje só buscam a prosperidade e de tanto buscá-las, ficarão com elas lá na terra.
MARTAXA:  Eu sempre fui rica e nunca precisei buscar essas coisas.
ANJO:  E por que sendo prefeita, inventou mais taxa, já que criticou tanto os outros políticos?
MARTAXA:  Na verdade eu fui induzida pelo partido.
ANJO:  Faça o que eu mando, e não faça o que eu faço, não é assim?
MARTAXA:  É verdade, nós mentimos o tempo todo, mas todos mentem.
ANJO:  Se eu fosse um humano, você me contrataria para ser um de seus assessores?
MARTAXA:  Claro que sim, por que não?
ANJO:  Porque as pessoas discriminam as outras pela aparência ou pelo nível cultural e isso não existe aqui em cima.
MARTAXA:  Como assim?
ANJO:  Aqui não existe chefe, aqui não existe pobre e nem rico, aqui não existe grande ou pequeno, aqui todos são iguais. Aqui só existe um grande e Todo Poderoso.
MARTAXA:  Eu não serei chefe de ninguém? Vocês não vão aproveitar o meu talento para chefiar? A minha experiência como política? E os meus estudos?
ANJO:  Seus estudos e suas experiências serviram somente para você lá na terra, visto que nunca usou-os para a glória do Senhor.
MARTAXA:  Eu nunca soube que deveria usar para isso.
ANJO:  Você não é a primeira e nem será a última. Todos dizem o mesmo: “Não sabia”, “nunca me disseram” , ouvir isso já é normal para nós daqui de cima.  
MARTAXA:  Mas eu era uma mulher boa, ao meu modo.
ANJO:  Eu tenho ordens de não deixá-la entrar; porque dificilmente algum político aparece por aqui, então faremos o seguinte: você passará um dia no Hades e outro aqui em cima.
MARTAXA:  Hades, não é o nome de um suco?
ANJO:  Também. Então poderá escolher onde passar a eternidade.
MARTAXA:  Eu prefiro ficar no paraíso! Não sou trouxa.
ANJO:  Primeiro você precisa conhecer os dois lugares.
MARTAXA:  Eu prefiro aqui, mas já que insiste, não custa nada dá uma olhadinha já que o nome é de um suco docinho. (Música)

NARRAÇÃO – (Conforme a narração, segue a ação dos personagens) O anjo acompanha a prefeita ao elevador que desce até o Hades ou para alguns, inferno. As portas se abrem e diante de Martaxa aparece um verde campo de golfe. Mais distante, um belo clube. Lá estão todos os seus amigos, colegas políticos, diretores que trabalharam com ela e grandes executivos de empresas, todos em trajes de festa e muito felizes.

MARTAXA:  Que maravilha isso aqui anjo! (o anjo sumiu) Que anjo quadrado, não gosta do que é bom.
ROMILDO:  Martaxa, que prazer em vê-la.
MARTAXA:  Oi Missionário Romildo, como vai? Obrigada por me ajudar a me eleger. Estou surpresa de vê-lo aqui!
ROMILDO:  E por que? Aqui é bom demais!
MARTAXA:  Aproveitou a vida lá na terra, heim? E como ficou rico tirando dinheiro dos crentes. Me tira uma curiosidade, como conseguia?
ROMILDO:  Tudo se faz com alguma técnica e eu usava minha influência verbal com a palavra de Deus.
MARTAXA:  Mas como eles davam tanto dinheiro e facilmente?
ROMILDO:  Aí estava o grande segredo, que era a leitura da Palavra de Deus no velho testamento, usava Abraão como referência, entre outros.
MARTAXA:  Como assim, velho testamento, Abraão?
ROMILDO:  Minha cara, é que o novo testamento não promete riquezas, ele promete muita luta e que no mundo teríamos aflições. Se eu pregasse isso, o povo não daria o que buscávamos, Dinheiro.
MARTAXA:  Então, prosperidade não existe?
ROMILDO:  Existe, mas pedia para que buscássemos primeiro o Reino e as demais coisas seriam acrescentadas, e ninguém deseja buscar o reino, o povo só quer o materialismo, salvação pra esses crentes é ficção.
MARTAXA:  Usavam o velho testamento para arrancar dinheiro? Coisa de gênio! Eu sempre achei estranho eles só pregarem prosperidade de Abraão, José, Davi, e nunca sobre Paulo, Pedro, João, porque esses sofreram e nunca foram ricos.
ROMILDO:  O velho testamento era o tempo da lei, e fala muito em riquezas, no novo testamento vivemos o tempo da graça e o tempo da graça não tem graça para quem busca riquezas. 
MARTAXA:  Eu fui algumas vezes na igreja, mas não gostei porque quando eu via o bispo pregar não sentia diferença nenhuma entre ele e um político. (Pausa) Olha a governadora Margarida três poderes! Ela não gosta de mim.
ROMILDO:  Não gostava, pois agora somos todos amigos eternamente.
MARTAXA:  Aquele não é o senador Mau Mau , junto com aquele bispo que é seu cunhado, daquela igreja que só lança políticos corruptos? 
ROMILDO:  Ele mesmo e se divertindo pra valer aqui também. Aprovou a lei da matança de crianças e do casamento homossexual e agora se diverte.
MARTAXA:  Ele foi a favor do aborto? Que absurdo! Do casamento homossexual tudo bem, eu também fui.
MARGARIDA:  Olá, Martaxa, como vai? Maravilhosa! Fico feliz em Vê-la e saber que poderemos contar com sua presença daqui pra frente.
MARTAXA:  É, eu ainda estou escolhendo.
OS DOIS:  E nós também, mas escolhemos aqui.
MARTAXA:  Isso aqui é um sonho! Quem é o anfitrião? Me apresente.
MARGARIDA:  Por aqui, querida! (Vão em direção ao anjo caído e todos se ajoelham, menos Martaxa que vê um anfitrião de primeira classe, elegante, charmoso, muito educado e divertido)
ANJO CAÍDO:  Prazer em conhecê-la, minha cara. Seja bem vinda e desfrute do que temos de melhor. Aqui adoramos políticos!
MARTAXA:  Obrigado, senhor...
ROMILDO:  Com sua licença senhor. Venha comigo, vamos beber e nos divertir até cair.
MARTAXA:  Quem vai adorar isso aqui é o presidente e sua esposa, eles não vivem sem a branquinha.
ROMILDO:  Um família pé de cana!
MARGARIDA:  Adorei quando você inventou aquele monte de taxa pra cidade, o povo precisa sofrer mesmo, e com certeza o presidente virá pra cá. É um cara de pau, não cumpre nada do que promete. Venha, vamos jogar golfe, depois nadar e por fim tomar uma sauna pra relaxar.
MARTAXA:  Aqui tem sauna?
MARGARIDA:  Nada se compara com a nossa sauna. 
ROMILDO:  Vamos relembrar dos maus tempos de política lá na terra e contar muitas piadas.
ANJO CAÍDO:  Divirtam-se! O lugar é apropriado para uma reflexão política. (Sai de cena)
MARTAXA:  Que homem educado e muito espirituoso. 

NARRAÇÃO:  (Conforme a narração, segue a ação dos personagens) Ela se sente tão bem que, antes que se dê conta, já é hora de ir embora. O anjo aparece e todos apertam-lhe as mãos e se despedem enquanto ela entra no elevador.

ANJO CAÍDO:  Estamos te esperando muito em breve.
MARTAXA:  (Emocionada e bêbada ) Obrigada, vocês são maravilhosos.

NARRADOR -  (Conforme a narração, segue a ação dos personagens) O elevador sobe e ela se vê novamente na porta do paraíso.

ANJO:  Agora é a hora de visitar o céu.
MARTAXA:  Precisa mesmo? (B.O)

NARRAÇÃO:  (Música)  Entrando no paraíso, a mulher acha tudo tão bonito e sereno, mas monótono e sem graça. Assim as 24 horas passam e o anjo aparece para buscá-la.

CENA 3 – (LUZ – Na porta do céu)

ANJO:  Agora você deve escolher onde deseja passar a eternidade.
MARTAXA:  Senhor, o paraíso é maravilhoso, mas penso que me senti melhor com todos os meus amigos e aquela intensa vida social.
ANJO:  Tem mesmo certeza que é isso o que deseja?
MARTAXA: Tenho. Eu fui política a minha vida toda, enganei muitas vezes o povo com falsas promessas, inventei taxas e até ajudei a eleger um presidente que com certeza deve ir para onde eu estou indo.
ANJO:  Não haverá volta e muito menos se arrepender.
MARTAXA:  Disseram que lá embaixo era ruim, que o diabo era mau, e eu conheci um homem educado e muito engraçado, por isso não tem como eu não desejar ir para lá, pois sou uma política e enganar sempre foi comigo. 

NARRAÇÃO – (Música) Assim, o anjo a acompanha até o elevador e se despede, e outra vez desce, desce, desce, até o inferno. Quando as portas do elevador se abrem ela depara com um deserto, inóspito, sujo, cheio de
desgraças e coisas ruins. Vê pessoas vestidos com trapos, trabalhando como escravos, aguilhoados por diabos inferiores. Um demônio se aproxima e conduz a mulher pelo braço, com brutalidade.

MARTAXA:  Espere ai! Eu entrei no lugar errado!
ANJO CAÍDO 2:  Cala a boca!
MARTAXA:  Eu não era para estar aqui, entrei errado. (Vê seus amigos sofrendo e se desespera) Romildo, Margarida! O que aconteceu com vocês? Ontem eu estava aqui e havia um campo de golfe, um clube, comemos lagosta, dançamos e nos divertimos muito. Agora tudo o que existe é um deserto cheio de lixo e todos vocês parecem uns miseráveis.
(Entra o líder sorrindo)
MARTAXA:  Você?! Como me enganou? Como pude ser tão burra!
ANJO CAÍDO:  Ontem estávamos em campanha. Hoje já temos o seu voto e você faz parte de nossa equipe, agora estaremos cumprindo o que prometemos, afinal somos todos políticos.
MARTAXA:  Nãooooo!!! (Música - B.O)

NARRAÇÃO – O diabo só veio para roubar, matar e destruir e com certeza ele cumprirá todas essas coisas na vida daqueles que entrarem no seu domínio. O Senhor veio para dar vida e vida com abundância.
O homem se inclina para o mal porque aparentemente é mais prazeroso. Quando vem as enfermidades, lutas, opressão maligna, ele se volta para o Senhor. Isso tem levado homens e líderes importantes ao abismo, homens famosos a perderem tudo o que conquistaram ao longo dos anos. E isso acontece porque verdadeiramente nunca conheceram à Deus.
Jesus disse: “As minhas ovelhas conhecem a minha voz”. E por não conhecerem ao Senhor, vivem enganando e sendo enganados pelo inimigo, e como diz a palavra de Deus: “a porta é larga e muitos são os que entram por ela” e ainda levam consigo outros para a perdição eterna sem Deus.

CENA 4 – (Luz – Martaxa que cochilava debruçada na mesa, é acordada por sua assessora Nabalma)

NABALMA:  Martaxa, acorda! 
MARTAXA:  (Acordando) Me perdoe! Querida, me perdoe pela sua demissão! (Pausa) O que aconteceu?
NABALMA:  Que demissão? A senhora está tão cansada que sonhou debruçada na mesa!
MARTAXA:  Eu tive um sonho horrível e preciso te contar!
NABALMA:  É o cansaço e o peso de tanta responsabilidade.
MARTAXA:  Terrível o sonho Nabalma!
NABALMA:  Conte-me prefeita!
MARTAXA:  Eu preciso ir na sua igreja para que o seu pastor ore por mim.
NABALMA:  Nós iremos com certeza. Isso é uma cobrança natural de Deus ao homem, porque viver afastado de Deus, tem sido uma escolha universal; mas conte-me!
MARTAXA:  Eu preciso rever tudo o que ando fazendo e entendi com esse sonho, que um dia estarei diante Dele...(Música aumenta – B.O)

FIM.

Escrito em São Paulo, entre 12 à 17 de Maio de 2004

Direitos Reservados @

MINISTÉRIO ATORES DE CRISTO
(Profissionais a serviço do Senhor)

 

NAN BREVES

Autores: 
Estilos: 
Diversos: