UM NATAL ORIGINAL

Versão para impressão

UM NATAL ORIGINAL Uma esquete onde um avô conta para a neta, mais alguns amiguinhos, a história do NATAL.

Personagens: AVÔ, NETA, AMIGUINHO, VENDEDOR DE JORNAIS, Várias crianças (não falam)

 
CENA I
(A peça é aresentada em uma rua. Entra em cena um ancião.
AVÔ: Sinto na alma uma alegria tão grande. Estou tão feliz neste momento que parece que voltei a ser criança. Travesso e brincalhão: Bem alguns dizem que a alma é sempre jovem (Passa as mãos costas) E...e... e... Como estou feliz!
CENA II
NETA: (Entra rapidamente. Menina alegre que gosta de jogar, ao ver o avô para. (fala para o público) Uau, olha ali o meu avô, que faceiro que ele está. Vou ali ver qual é o motivo. (chega no avô e cutuca seu ombro)
AVÔ: (Virando-se) Oh! O que dizes minha querida neta? O que estás fazendo a estas horas?
NETA: VÔ, hoje todos estão na rua, você não sabe que festa celebramos hoje?
AVÔ: Pode apostar! E eu estou mais feliz do que nunca, hoje celebramos o Natal ou o nascimento do Menino Jesus.
NETA: Vozinho, deve ser muito bonita essa história do menino Jesus. Não é?
AVÔ: Sim filha. Sim é muito linda.
NETA: Eu acho, vozinho, que Jesus era um menino muito bonito, ruivo, rosado;
Me parece ver como seus pais o envolveram em finas fraldas, bordadas a ouro, parece que eu vejo as pessoas amontoadas junto ao charmoso palácio onde ele nasceu. Que lindo, vô, que lindo!
AVÔ: Teu sonho é muito bonito: Mas essa não é a história de Jesus.
    Se você quiser, em casa posso te contar e verás que Jesus é maior do que tudo isso.
NETA: Bom, vozinho, eu vou convidar uns amiguinhos que não sabem desta história direito, para irem lá em casa. Vou dizer pra ele que o senhor vai contar a história de Jesus. E a história dos magos também, né vô?.
AVÔ: Sim, minha filha, também.
NETA: Vou correndo convidar meus amiguinhos.
AVÔ: (Sozinho) Como é ingênua! Ela pensa que Jesus nasceu no meio do ouro e num palácio. Bem, eu vou pra casa pra não deixá-los esperando.
CENA III
(Uma sala de estar, com alguns móveis)
AVÔ: (entrando) Eu acho que sou o primeiro, as crianças sempre se entreteem com qualquer coisa; Lembro que quando eu era pequeno muitas vezes tiveram que ir me procurar (PAUSA)
Não devem demorar muito.
Vou sentar-me e aproveitar para recapitular a história que tenho que contar... (meditando) Era o tempo de Herodes
CENA IV 
 
NETA: (entrando) Já estou aqui, vozinho.
AVÔ: E seus amiguinhos?
NETA: (referindo-se ao grupo) Estão aqui! (As crianças entram)
 
CENA V 
 
AVÔ: Estão todos?
NETA: Não Vô, falta o Nico. O vendedor de jornais, que já vem. Falta só vender um exemplar.
NICO: (entrando) Eu estou aqui ... Boa noite senhor.
AVÔ: Boa noite querido, já chegou?.
NICO: Sim, Senhor, não quero perder essa bela história por nada. Sua neta nos disse que o senhor vai contar pra gente.
AVÔ: Sim, sim... É muito bonita. Como ela é um pouco grande, bom começarmos logo.(apontando para o chão)   Sentem-se aqui que eu vou começar a história. (Todos se sentam)   Agora que estou vendo todos vocês sentados, eu me lembro quando Jesus disse aos discípulos: " Deixai vir a mim as crianças, e não as impeçais, porque de tais é o reino de Deus. "
 
CRIANÇA 1: É Jesus amava as crianças né, vovô?
AVÔ: Sim filinho, ele as ama muito, e sempre disse que para entrar no reino dos céus tinha que ser semelhante as crianças... Bem, ouçam a história que vou contar... (Pausa)
Era o tempo de Herodes em Jerusalém, quando Cesar Augusto deu ordens para que todo o povo fosse até sua cidade, para a atualização do registros.
José e Maria, sua mulher, partiram  da Galileia, da cidade de Nazaré, para uma aldeia chamada Belém.
Eles não encontraram nenhum local para ficar hospedados. Tiveram que ficar abrigados em um presépio, e foi ali que nasceu Jesus.
CRIANÇA 2: (interrompendo) O quê? Então Jesus não nasceu num palácio, vovô?
AVÔ: Não filinho, Jesus queria ensinar humildade, nascendo como o mais pobre dos homens e morrendo desprezado por todos... mas vamos continuar...
Como eu estava dizendo, ali nasceu Jesus. Enquanto isso acontecia naquele presépio, perto dali, nas montanhas, anjos apareceram para alguns pastores que estavam cuidando dos seus rebanhos. Os anjos disseram: 
Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:        
É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.     
E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura.
Os pastores foram rapidamente viram o menino Jesus e depois contavam para todos...
CRIANÇA 3: Não entram nesta história dos Reis Magos?
AVÔ: Sim, filhinhos, e pra terminar vou contar pra vocês. Jesus nasceu em Belém, mas tinha uns magos que estavam vindo do oriente, que foram para Jerusalém dizendo: Onde está o Rei dos Judeus que nasceu? Porque vimos a sua estrela la do oriente e viemos adorá-lo.
Disseram para os magos; Em belém da Judéia, assim diz a profecia. Eles após escutarem isso partiram e viam que a estrela que estava guiando eles desde o oriente estava novamente guiando, até que parou sobre o presépio. Os magos rapidamente prostraram-se diante do bebê, e o adoraram. Abriram os presentes que tinham trazido e ofertaram ouro, insenso e mirra.
NETA: Que história linda, vô
NICO: Nunca tinha escutado uma história tão linda. Então Jesus era um menino pobre como eu.
CRIANÇA 1: Que legal ver os reis da terra adorando ao humilde Jesus.
AVÔ: Sim, querido, toda a história é muito bonita e ensina buscar de Jesus com humildade. Eu recomendo que vocês que contem essa bela história para todos seus amiguinhos...
Mas antes vamos cantar um hino para comemorar o nascimento de Jesus

 

Texto encontrado na WEB, originalmente em espanhol Link da Fonte

 

Diversos: