Um conto cristão

Versão para impressão

Apresentação bem curta, que apresenta mensagem de admoestação a partir da história do chapeuzinho vermelho.
O Senhor nos envia como ovelhas...

 

Personagens:
Chapeuzinho vermelho;
Lobo-mau;
Narrador;
Jesus.
Cenário: floresta (árvores, arbustos, etc.).
Peça
Chapeuzinho: (entra saltando e cantando). Pela estrada a fora eu vou tão sozinha levar doces para a vovozinha...
Lobo-mau: (entra tentando se esconder, no entanto, é obviamente percebido)
Chapeuzinho: (olhando para onde o Lobo-mau está escondido). Quem está aí?
Lobo-mau: (muito educado). Por favor. Permita-me, me apresentar. Meu nome é Mau...Lobo-mau (cumprimentando-a) e a senhorita?
Chapeuzinho: Chapeuzinho vermelho.
Lobo-mau: Que lindo nome senhorita Chapeuzinho. Perdoe-me a curiosidade, mas...o que uma garota doce e delicada, como você, está fazendo por aqui?
Chapeuzinho: estou indo para a casa da vovó, deixar alguns remédios, pães e outras coisas de que ela está precisando.
(os personagens irão congelar quando o narrador entrar em cena).
Narrador: Com certeza você já viu essa história (aponta para a cena). Talvez esteja achando besteira. E está perguntando o porquê de a estarmos apresentando. E que proveito podemos tirar disso tudo? Vamos ouvir o que Jesus diz.
Jesus: (entra caminhando calmamente. Posiciona-se na boca do palco) Vão! Eu estou mandando vocês como ovelhas em meio a lobos (aponta para a cena).
(aproximando-se da Chapeuzinho e tocando-a, diz ao público) quem não receber o Reino de Deus como uma criança nunca entrará nele.
Sejam prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.
Narrador: Infelizmente nossa amiga não é muito prudente.
(Chapeuzinho e Lobo voltam a encenar)
Chapeuzinho: A propósito o senhor pode me dizer qual o caminho mais rápido para a casa da vovó?
Lobo-mau: Mas claro! Eu conheço esta floresta como a palma da minha mão (olhando para a própria mão). Puxa que mancha é essa? Deixa pra lá!
O caminho mais rápido é aquele.
(Chapeuzinho e Lobo-mau congelam novamente).
Jesus: O Diabo é homicida desde o princípio. Quando ele (aponta para o lobo) profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.
(Chapeuzinho sai. Logo após Chapeuzinho sair, o lobo corre pelo outro lado pega um travesseiro e um lençol e deita-se no palco. Chapeuzinho entra).
Chapeuzinho: Olá vovó como a senhora está? Eu trouxe algumas... Vovó!!!(se assusta ao ver o lobo) o que houve com a senhora?
Lobo-mau: Eu estou bem minha netinha.
Chapeuzinho: Vovó que olhos grandes você tem!
Lobo-mau: São para enxergar você melhor.
Chapeuzinho: Vovó que orelhas grandes você tem!
Lobo-mau: São para lhe ouvir melhor, meu bem.
Chapeuzinho: vovó que nariz grande você tem!
Lobo-mau: É pra lhe cheirar melhor minha filha.
Chapeuzinho: (sem jeito) Vovó que boca enorme que você tem!
Lobo-mau: É para lhe devorar melhor, Chapeuzinho.
(Avança em cima da Chapeuzinho, mas congela para que o narrador fale)
Narrador: Bem, o restante da história todos conhecem. Sabem que o caçador veio salvou a Chapeuzinho e a vovó.
Gostaríamos de encerrar com palavras que, sabemos, não proferidas diretamente pelo Senhor Jesus Cristo, mas, por seu discípulo Pedro, inspirado pelo Espírito Santo.
Jesus: Vigiai, porque o Diabo vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (apontando para a cena)
Narrador: O grupo de teatro cristão Ebenézer agradece a oportunidade.
Fim!
Autores: 
Estilos: 
Diversos: