UM NATAL DIFERENTE

Versão para impressão
Festividade natalina + sequestro

Véspera de Natal, em meio ao clima de correria o pai é sequestrado. Violência, ameaças, pedido re resgate… Do outro lado medo, pânico, temor… tudo que caracteriza um sequestro.

Depois disso começam as diferenças, toda a família ora, intercedendo pela interferência do Senhor. Os bandidos lembram de coisas que aprenderam na infância….

 

Há no site uma peça homônima UM NATAL DIFERENTE

 

Personagens: PAI, MÃE, FILHA, BANDIDO 1, BANDIDO 2, BANDIDO 3

Figurantes: POLICIAL, ANJO.

 

CENA 01/ ATO 01/ NOITE/PARADA DO ÔNIBUS/ PAI, MÃE, FILHA E BANDIDOS.


 

OBS: A CENA PRINCIPAL SE PASSARÁ COM O PAI E OS BANDIDOS, PORTANTO, AS VOZES QUE FICARÃO DO OUTRO LADO DA LINHA NA GRAVAÇÃO DEVEM SER GRAVADAS OU FALADAS PELOS ATORES FORA DA IGREJA.

(O PAI está na parada do ônibus quando seu celular toca, o Pai atende)

FILHA: (Do outro lado da linha, poderás fazer uma voz gravada, ou uma pessoa falando no fundo da igreja) Papai?!

PAI: Oi minha filhota, o que foi?

FILHA: Pai, que horas o senhor vai vir? A mamãe já está terminando de preparar a ceia.

PAI: Espera só mais um pouquinho minha filha. O trabalho hoje foi puxado, mas eu já estou na parada do ônibus. Papai já chega ai!

FILHA: Tá certo pai (Fala com a mãe) Mãe , o pai está perto de vir!

MÃE: (Do outro lado da linha) Ok minha filha! Diz que mandei um beijo pra ele.

FILHA: A mamãe tá mandando um beijo pai.

PAI: Muitos outros pra vocês!! Tchau (Desliga o celular)

(Bandidos chegam por trás do PAI, e ele já fica desconfiado, até que um bandido fala)

BANDIDO 1: O Senhor pode dizer que horas são?

PAI: Só um instante, vou ver aqui. ( O PAI pega o celular, vê a hora e responde)

PAI: São 18:30 h

Sonoplastia: (Fundo Musical de Ação)

(Enquanto ele fala, os BANDIDO 2 e BANDIDO 3 atacam ele e pegam o celular da mão dele. O PAI se solta. E ocorre uma briga de murros, o PAI tenta se defender, mas o BANDIDO 1 vem e agarra ele por trás e tampa o nariz dele com algodão e álcool. O PAI cai desmaiado)

Blackout


 


 

CENA 02/ATO 01/NOITE/CATIVEIRO/PAI, BANDIDOS E MÃE.


 

Sonoplastia: (Fundo Musical de Suspense)

(O PAI está no chão com as mãos e os pés amarrados e com a boca amordaçada, os bandidos estão com as armas nas mãos)

PAI: (Grita) Por favor, me soltem!! Eu tenho que ficar com minha família!!

BANDIDO 2: Não me diga. Eu to pouco me linchando se você vai passar o natal com a sua família ou não.

BANDIDO 3: Afinal, ele só vai passar o Natal com a família quando eu ver a grana, o verdinho hehe!

BANDIDO 1: Opa! Vamo ligar pra família.

(O BANDIDO 1 vai até o PAI e pede o celular dele, ele tira a mordaça da boca do PAI)

BANDIDO 1: Me dá o celular!

PAI: Não!! Por favor! Me solte daqui!! (Chora)

(O BANDIDO 2 retira as amarras das mãos do PAI e o BANDIDO 1 dá um chute nele, o PAI grita e se contorce de dor)

BANDIDO 1: Quando eu falar é pra tu me obedecer, borá passa o celular, vagabundo!

BANDIDO 2: Olha aqui! Você vai falar que tá tudo bem por aqui viu? Se não vou fazer sopa com sua cabeça.

(PAI chora amargurado e se treme)

BANDIDO 2: Tu tá entendendo?

(PAI balança a cabeça)

BANDIDO 3: Coloca no Viva-Voz aí Ratinho! (Enquanto isso, o bandido 3 tira a mordaça do PAI)

BANDIDO 2: Pode deixar, tô ligado (Espera atender e diz) Pronto fala!

MÃE: (DO OUTRO LADO DA LINHA) Amor, onde você está? Já estava preocupada, já são 19:00 h.

PAI: (FALA COM A VOZ DE CHORO E TRÊMULA) Eu só liguei pra dizer que tudo está bem amor.

MÃE: Nossa amor, sua voz está estranha, muito trêmula. Já tinha dado tempo você ter chegado. O que está acontecendo por ai?

(PAI CHORA. BANDIDO 2 SEGURA A CABEÇA DELE PUXANDO O CABELO DELE E COLOCA A ARMA NA CABEÇA DELE)

PAI: Depois conto amor, é uma longa história.

MÃE: Amor! Amor! Fala comigo! O que está acontecendo? Pelo Amor de Deus! (Fala tudo preocupada e nervosa)

BANDIDO 3: Seu idiota! (Pega o celular da mão dele e fala com a MÃE)

BANDIDO 3: Olha aqui, seu marido otário está sendo refém e só vai ser liberado quando eu ver a quantia de dinheiro aqui na minha mão!

MÃE: Aii meu Deus! (Se desespera) Meu marido!! Nããão! (Grita)

BANDIDO 3: Se eu fosse você eu parava de chorar e bolava logo uma solução pra descolar a grana. Se não você vai gastar dinheiro com o caixão!

MÃE: Não! Por favor! Não matem meu marido!!

BANDIDO 2: Seu marido está chorando muito, ele não quer morrer, você não vai descolar a grana?

MÃE: (Soluçando) Quanto é?

BANDIDO: R$ 70 mil. Até 2 h da madrugada.

MÃE: Por favor senhor, eu não tenho esse dinheiro! Não poderia abaixar?

BANDIDO 2: 70 mil conto ou nada! (Desliga o celular) (Blackout)


 


 

CENA 03/ATO 02/NOITE/CATIVEIRO/PAI,BANDIDOS E ANJO.


 


 

(O HOMEM CHORA, OS BANDIDOS VÃO SE DEITAR)

BANDIDO 1: Engole o choro ai Mané que a gente vai dar uma dormida. (Todos se deitam e o PAI começa a orar)

PAI: Deus?...Onde tu estás, Senhor? Olha a minha situação...(pega nas roupas) Onde eu vim parar...estou todo preso! (Chora) E a minha família? Meu Natal foi todo estragado, Pai. Agora eu não sei o que será de mim, talvez eu morra!(pensa) Senhor, me ajudaaaa!! (Grita com um choro amargurado, tenta se libertar das correntes que prendem suas mãos, mas não consegue) (Olha para o seu redor e vê um relógio que marca 00:00 h e diz)-Doze horas... a hora em que eu me levantava para falar contigo e cantar louvores a Ti, mas como eu vou louvar desse jeito, Pai? Senhor! Eu te clamo(grita)(Para e pensa) mas eu vou te louvar Pai, mesmo preso... Pai (pausa, pensa e fecha os olhos) Eu peço, por favor, me surpreende!

(Música Terremoto – Eyshila – Só a primeira parte) (Poderás colocar o louvor original para tocar ou o PAI poderá cantar, para causar mais emoção)

(Enquanto o PAI canta, o ANJO vem e toca em cada um dos BANDIDOS que estão dormindo, depois que ele toca, ele sai e os bandidos se acordam)

BANDIDO 1: Que música é essa? Muito bonita!

BANDIDO 2: Tive um sonho bem esquisito... (para e escuta a música) pera ae (pensa) Gente! Nós pegamos um servo de Deus!

BANDIDO 3: Não só ele, mas muitas outras pessoas. Nós já destruímos sonhos de pessoas, já acabamos com o dinheiro de muita gente! Não sei porque, mas estou com um remorso dentro de mim, uma vontade de chorar véi...

BANDIDO 1: Como Deus poderá amar a nós? (Os BANDIDOS vão se sentar perto do homem)

PAI: Deus é Amor, e Ele pode perdoar vocês!

BANDIDO 3: (Vai até ao homem e tira todas as suas correntes) Oh! Me desculpa! Pronto, assim está melhor!

BANDIDO 1: Nós já matamos muitas pessoas, usamos drogas, e olha o que nós fizemos, destruímos seu Natal (começa a chorar)

BANDIDO 2: (Grita desesperado) Eu cansei!! Cansei de viver assim, de prazeres passageiros, de viver da alegria dos outros!

BANDIDO 3: (Chora) Quando você cantou eu me lembrei da minha juventude, onde eu vivia na Presença de Deus. Tantas e tantas vezes que meus pais oravam por mim.

BANDIDO 1: Senhooor!! (Grita) Eu sou um nada, um vagabundo, ninguém dá nada por mim (chora) fui desprezado.

PAI: (VAI ATÉ OS HOMENS, ENXUGA AS LÁGRIMAS DELES E DÁ UM ABRAÇO NELES) Ei... prestem atenção. Assim como Jesus nasceu pra perdoar os meus pecados, Ele perdoará vocês, assim como eu também perdoarei. Bata dar um passo pra aceitar Jesus. Vocês desejam realmente aceitar a Jesus como o único e suficiente Salvador de vocês?

BANDIDO 1: Eu quero esse amor com certeza. Algo me tocou!

BANDIDO 2: Eu quero Jesus no me coração também , e quero sair dessa vida de miséria!

BANDIDO 3: Sei que vai ser difícil, mas eu não quero ser mais o mesmo. Quero Jesus no meu coração.


 

BANDIDOS: Me perdoa Senhor!! (Começam a chorar)

PAI: Orem comigo

(Blackout)


 

CENA 04/ATO 03/NOITE/CATIVEIRO/PAI, BANDIDOS, POLICIAL, MÃE E FILHA.


 

( A CENA COMEÇA COM O PAI TOCANDO E CANTANDO A MÚSICA “DÁ ME UM CORAÇÃO SEGUNDO O TEU CORAÇÃO – THALLES E EDIVALDO” , SE NÃO QUISERES COLOCAR O PAI PARA CANTAR E TOCAR COM O VIOLÃO, PODERÁS COLOCAR A SONOPLASTIA ORIGINAL DESSA MÚSICA. SOMENTE A PRIMEIRA PARTE BASTA)

(A medida que a música vai tocando, os BANDIDOS, com arrependimento e pranto, vão tirando a arma e jogando as drogas, dinheiros, celulares, tablets e tudo o que eles tinha conseguido no passado, logo após eles se convertem ao Senhor)

PAI: Sintam- se perdoados, e que o amor de Deus esteja com vocês...

(Chega o POLICIAL, A MÃE E A FILHA)

MÃE: Amo...(se assusta ao ver a cena) O que??

PAI: É isso mesmo meu amor! Aceitaram a Jesus!

MÃE: Glórias a Deus!! Aleluiiias (Corre pra abraçar eles juntamente com a filha) Vocês não sabem o quanto eu orei! Deus é Fiel, Tremendo e Poderoso!

BANDIDO 1: Desculpa por ter estragado o Natal de vocês...

BANDIDO 2: Desculpem-me também por favor!

BANDIDO 3: Nós andávamos por ai sem rumo e sem alegria, mas Jesus nos salvou, prometemos que vamos devolver tudo o que roubamos. Me perdoem, por favor!

MÃE: É claro que eu perdoo. Aquele que está em Cristo, nova criatura é, as coisas velha já são passadas e eis que tudo se fez novo. Hoje é Natal, dia em que o Salvador nasceu, e vocês hoje, foram alcançados pela Salvação.

PAI: É isso mesmo! Nós poderíamos pedir pra prender vocês, nunca mais querer ver vocês e nunca perdoar vocês. Mas como temos Jesus no nosso coração e servimos a Ele, nós perdoamos vocês assim como Jesus perdoou também!

MÃE: Vamos festejar!! Vou fazer uma ceia para nós todos! Hoje a noite é longa com muitos louvores e adoração ao Senhor!

(Todos se abraçam, menos o POLICIAL QUE FICA DE FORA)

TODOS: Glória a Jesus, a Esperança de perdão e Salvação que veio ao mundo!

POLICIAL: Eii gente, eu posso aceitar a Jesus também?

TODOS: É claro! Só se for agora!!

FILHA: Gente, eu vou contar a história do Nascimento de Jesus !

Blackout

FILHA: Era uma vez...

FIM!!!

Nota do Autor:

“ (...) depois que Deus me deu essa peça, fiquei pensando e perguntando a mim mesmo, como pode um homem, que foi feito de refém , a família deste homem, que sofreu angústia total, conseguir perdoar os bandidos? Logo após tive esta conclusão, de que Deus quer que sejamos misericordiosos, e perdoar todos, assim como Jesus veio a terra para perdoar todos os nossos pecados. Essa peça, além de mostrar o arrependimento sincero e verdadeiro, mostra também, de forma implícita, que Jesus veio a Terra para perdoar, e Ele quer que essa forma de amor se manifeste nos últimos dias. É uma peça bastante diferente, que não volta aos estilos tradicionais de natal, mas uma peça bastante espiritual. Devemos viver o amor todos os dias da nossa vida, isso é Natal (...)”

A adaptação desta peça é totalmente proibida. Esta peça contém direitos autorais.

 

Um Natal Diferente – Teatro Peniel – Esquete de Natal

Autor : Aldair Xavier (josealdair782@gmail.com)

Autores: 
Datas: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: 
nº de personagens: