SERVIR SEM MÁSCARAS

Versão para impressão

Qual a utilização dos dons? Pra que eles servem? Pra que Deus nos deu? E PRA QUE TEMOS USADO?
Em uma igreja qualquer, em uma época qualquer, todos “participando”, “louvando”, “cultuando”, ensaiando... Porém o comprometimento NÃO era com a utilização do dom.
Meire, uma menina tenta levar o grupo de louvor pra evangelizar um lar...

1º Ato – (Cenário igreja, personagens que atuarão nesta cena estarão espalhados pelos bancos da igreja, personagem pastor se refere pra igreja):
PASTOR JOEL: Então para finalizarmos esta palavra meus irmãos, eu devo falar que o dom é um presente dado por Deus, para todos aqueles que Nele creem. E posso dizer-lhes que todos nós temos pelo menos um dom.
O amor é um dom que deve acompanhar todos nos crentes. Porque a palavra de Deus diz: “Amarás a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. E em Romanos diz “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”.
Então eu pergunto a vocês! O que, cada um tem feito, com os dons que Deus lhe deu.
Tens abençoado pessoas?
Tens sido colaborador na obra e serviço de Deus?
Ou estão matando seus dons, os colocando dentro do bolso? Ou até mais, será que você tem repassado seus dons a outras pessoas, e tem falado: - Já tem muita gente fazendo ou tem quem faça?
E vou adiante! Você tem usado seus dons, para o bem e para bem glorificar a Deus? Ou você tem usado seus dons para sua própria Gloria?
Irmãos vigiem, porque haverá o dia em que Jesus vira e ira julgar a CADA UM DE NÓS, segundo as nossas obras feitas, aqui na terra! Amém.
Vão em paz e que Deus nos abençoe!
SENHORA NEUZIRA: (Conversando com jovem da coreografia):
JOVEM RENATA: Oi irmã Neuzira? Sabe as jovens estão precisando de uma irmã que saiba manusear maquina de costura, se a irmã não puder fazer o serviço basta que nos ensine. É para arrumar nossas roupas de dança. Será que a senhora poderia nos ajudar? É claro que a senhora pode cobrar algum custo!
SENHORA NEUZIRA: Ah! Filha, eu até tenho as maquinas lá em casa, está tudo encostada num canto, eu não tenho mais paciência pra costurar, nem pra ensinar, sou cheia de afazeres todo dia.
Eu gostava muito de prestar estes tipos de serviços para a igreja, porque o meu dom é de servir, tenho certeza disso, o pastor até estava falando de praticar nossos dons, mas só Deus sabe o quanto eu já fiz por esta igreja, já fiz de tudo.
Agora meu tempo passou MESMO, deixo pra vocês mais novas. Então filha se você achar outra pessoa eu agradeço, tem até uma vizinha minha que eu posso indicar pra vocês!
Você não liga, mas o nosso tempo passa sim!!!
JOVEM RENATA: Tudo bem irmã. Obrigado! ( se despede da irmã que sai, ficando só jovem).Meu Pai que mulher é esta acabou de ouvir sobre dons, se estamos empurrando eles para outras pessoas e o que ela esta fazendo!
MEIRE: Você esta falando sozinha?
JOVEM RENATA: Não menina é revolta mesmo! Fui pedir um favor em relação a nossas roupas para a irmã, se ela podia nos ajudar com o concerto das roupas, e ela não aceitou, deu um monte de desculpas esfarrapadas.
É por isso que estou revoltada.
Não me conformo, estas pessoas pensam que só porque tem uma certa idade,não pode mais demonstrar o amor ao próximo, muitas falam que tem o dom de servir, essa mesmo, mas que serviço é este?
Eu também, não quero mais papo com nenhuma, que não venham pedir nada pra gente.
MEIRE: Calma não é assim, não é porque ela errou que você vai errar também.
E o amor onde esta? O seu serviço na obra de Deus, representa a sua gratidão por Ele. E o serviço na igreja não é tudo, a palavra de Deus diz buscai primeiro o meu reino, buscar o reino de Deus, esta acima de todas as coisas, acima da sua revolta por esta irmã, buscar o reino de Deus, e ser obediente a Ele, é isso que Ele quer de você.
JOVEM RENATA: Não quero nem saber de serviço, amor, nunca mais, agora esse povo vai ver o que é ser ruim. Vamos embora e não adianta falar mais nada!!!
MEIRE: Pode ir que vou passar em outro lugar!!! (Fica parada pensativa, quando entra uma família onde pai e mãe, estão brigando e a criança esta triste vendo a cena e se afasta um pouco dos pais):
MEIRE: Oi menina tudo bem, posso sentar com você?
CRIANÇA JÚLIA: Acho que pode! (Meio desconfiada)
MEIRE: Eu sou do bem, não precisa se preocupar, está vendo minha bíblia, você tem uma?
CRIANÇA JÚLIA: Até queria, as pessoas falam que ela faz os pais não brigarem mais, NÉ?
MEIRE: Bem ela ensina a maneira certa de como devemos ser. Seus pais nunca foram pra igreja?
CRIANÇA JÚLIA: Não. E agora eles estão brigando muito, minha mãe fala que a gente vai pra bem longe do meu pai, porque ele fica bem nervoso às vezes e fala coisas, que faz minha mãe chorar, eu não gosto de ver minha mãe chorar, mas também não queria ficar longe do meu pai. Você quer falar com eles?
MEIRE: Mas eles não vão me ouvir agora (meio sem saber o que fazer)
CRIANÇA JÚLIA: Vai sim, eu vou te levar (puxando pessoa pelo braço). Mãe, pai, essa menina é da igreja ela quer falar com vocês da bíblia!
MÃE MARTA: Mas agora não dá! Nós estamos ocupados...
PAI ANDERSON: Menina não esta vendo que seu pai e sua mãe estão conversando...
MÃE MARTA: É rápido o que você tem pra dizer? (se direciona para pessoa)
MEIRE: Se a senhora preferir, eu sou daquela igreja ali na esquina, podemos lhe fazer uma visita o dia que a senhora quiser, eu sou do ministério de louvor e tenho certeza que eles irão comigo!
MÃE MARTA: Eu acho que nem Deus pode nos ajudar, mas vai depender dele! (Olha para o marido)
PAI ANDERSON: Só se for no sábado as 14:00 h, por que na semana é muito corrido...
MEIRE: Pode ser, combinado, no sábado as 14:00 h. (Olha para menina e abaixa pra falar com ela).
Meire - Como eu já disse para seus pais, eu sou do grupo de louvor e vou com eles na sua casa. E vamos fazer um culto bem bonito. E se Deus quiser ele vai transformar pra melhor sua família ta?
CRIANÇA JÚLIA: Obrigada (abraça a menina)
PAI ANDERSON: Vamos, estamos com pressa, deixa a conversa pro sábado... (família sai de cena e pessoa sai para outro lado ao encontro do ministério de louvor):
MEIRE: (entra e interrompe a música “Cativar” ou “Dom de Amar”) Pessoal, espera, desculpa o atraso! Mas foi por justa causa. Eu encontrei uma família que está necessitada de Jesus e por alguns minutos eles me ouviram. Então eu sugeri uma visita na casa deles e eles aceitarão no sábado. Vamos até lá pessoal? Vamos levar o louvor e a adoração pra dentro daquele lar?
LOUVOR REGINA: Nem pensar! Sábado é o dia que temos livre para sair, você sabe disso!
MEIRE: Eu sei, mas achei que esta é uma situação especial, vocês viram o que foi falado no culto. Eu sei que cantar não é dom, mas o evangelismo é!
LOUVOR DORA: O evangelismo é, mas ninguém do louvor participa do ministério de evangelismo, desta forma, este dom não nos cabe!
MEIRE: Este dom pode até não caber a vocês, mas o amor tem que caber, porque o amor é um dom. E este deve seguir a todos os crentes, lembra do 1º mandamento? “Amarás a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como Eu os tenho amado”. O nosso próximo não se limita aos nossos amigos íntimos, família ou as pessoas da igreja, aquela família é o nosso próximo.
LOUVOR VANESSA: O papel do louvor e levar a igreja a adoração e isso já fazemos muito bem, compensa tudo.
MEIRE: Você adora a Deus, você glorifica a Deus, sendo obediente. Você adora a Deus, fazendo o bem sem olhar a quem!!!
Louvor Liliane (líder) – Chega já perdemos muito tempo com esta conversa, passa esta visita para o ministério de evangelismo, depois, porque agora vamos ensaiar.
MEIRE: Eu respeito você como minha líder, mas acima de tudo, eu tento dia-a-dia seguir o que a palavra de Deus tem me ensinado, e a palavra de Deus é bem clara, quando diz que devemos ir e fazer discípulos, que devemos amar a Deus e ao nosso próximo, desta forma eu não vou ensaiar!
LOUVOR LILIANE(Lider):– Se não ensaiar não canta!
MEIRE: Eu não canto eu adoro a Deus, eu vou respeitar sua disciplina, e mesmo sentada no banco eu vou adorando a Deus! (Sai de cena e louvor prossegue com o louvor “Cativar”).
LOUVOR LILIANE(Lider): Pessoal, vamos orar para encerrar porque estou morrendo de sono e amanhã é dia de trabalho.
LOUVOR REGINA: Oração: Pai lhe agradecemos... (Todos se despedem falando que irão dormir e sem de cena).
(igreja se escurece novamente, entra P1 e P2, falam para o público e saem)
PESSOA 1: Os dons se desenvolvem pelo crescimento de vida. O amor é um dom, que deve nos acompanhar. O dom é um presente divino dado por Deus individualmente. Se você tem algum ele é seu, você não consegue e não pode repassá-lo para outra pessoa.
PESSOA 2: Portanto vigiai, porque não sabemos em que dia vem o senhor... No começo desta peça, pessoas foram deixadas para trás, tenho certeza que disseram Senhor!Senhor! E ouvirão “Eu não os conheço”
(As luzes continuam apagadas, e se ouve voz oculta, anunciando o dia do juízo final):
VOZ OCULTA: Em Apocalipse capítulo 20, versículos 11 ao 13 diz: “E vi um grande trono branco, e o que estava assentando sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. E quando Jesus vier com toda a sua Gloria e Soberania para julgar os nossos feitos. O que você terá para apresentá-lo? Jesus nos presenteou com dons espirituais, para que com ele façamos nossas obras aqui na terra, enquanto é tempo. Hoje vamos voltar um pouco na história dessas pessoas, que estão aqui e entender a razão pela qual elas foram deixadas para trás!!!
(Neste momento será escolhida uma música e entrarão pessoas com panos ou bandeiras pretos e brancos representando pessoas sendo levadas para a Glória e para o inferno).
VOZ OCULTA: Mas para nossos personagens, tudo não passou de um pesadelo e hoje essa história tem um final feliz, amanhã pode não ter!!! (volta os personagens e se encontram no centro do palco)
JOVEM RENATA: (se encontra com todo o grupo de louvor): Oi gente tudo bem... (meio cabisbaixo)
LOUVOR REGINA: Eu tive uma noite péssima ... Vocês não acreditam o pesadelo que tive (Todos do louvor começam a falar entre si, que também tiveram)
JOVEM RENATA: Espera pessoal eu também tive um pesadelo horrível...
SENHORA NEUZIRA: (Ouve a discussão e interrompe a conversa): Vocês estão falando de pesadelo, eu também passei por uma noite horrível, Jesus voltava e eu era deixada pra trás...
(Todos ficam horrorizados, quando entra Meire)
MEIRE: Oi gente tudo bem?
LOUVOR LILIANE(Líder): Você também teve um pesadelo?
MEIRE: Eu? Não! Tive um sonho lindo, onde Jesus voltava sim, me chamava pelo nome Meire, “Vinde bendita de meu Pai”.
(Um a um jogam as mascaras que estão usando fora, e os que têm suas falas):
LOUVOR VANESSA: Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine; (1 cor. 13.1)
SENHORA NEUZIRA: O amor tudo sofre, tudo crê, tudo suporta; (1 cor. 13.7)
LOUVOR VANESSA: Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino; (1 cor. 13.11)
LOUVOR LILIANE(Líder): Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estas três, mas a maior é o amor. (1 cor. 13.13)
(Entra um a um os personagens abaixo e falando suas falas):
CRIANÇA JÚLIA: Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo; (1 cor. 12.4)
PASTOR JOEL: Há diversidade de ministérios, mas o senhor é o mesmo; (1 cor. 12.5)
MEIRE: Há diversidade de cooperações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos; (1 cor. 12.6)
Todos cantam : Dom de Amar
 
 
Igreja Batista em Vila Santo Antônio – Ferraz de Vasconcelos - SP
 
Estilos: 
Diversos: