SEPARADOS PELA REDE SOCIAL

Versão para impressão

Sete anos de casado.
Ele dedicação extrema ao trabalho.
Ela reclama da ausência do marido.
Ele larga o emprego pra trabalhar como autônomo e ficar mais perto da esposa.
Ela, pela  rede social, se aproxima de um ex-colega.
O clima fica complicado.
Arrependimento e reconsagração do casamento.

PEÇA REGISTRADA!
Há direitos autorais, por este email thaisbelo_12@hotmail.com poderás ter autorização para usá-la  É SÓ ENVIAR UM EMAIL COM O NOME DA PEÇA.

OBS: Caso seja feito vídeo das peças, colocar o nome da autora.

PERSONAGENS:
- BIA
- LUCAS
- JESSICA
CENA 1
Lucas chega em casa com um buquê de flores para Bia, sua esposa. Ela está sentada em frente ao computador. Ele a surpreende com as flores e diz:
LUCAS: - Feliz aniversário amor! (mostra o buquê)
BIA: - Aniversário? Hoje não é meu aniversário.
LUCAS: - Bia, hoje é nosso aniversário de casamento você esqueceu?
BIA: - Ah sim! Como eu pude esquecer. (fica sem graça)
LUCAS: - Essas flores são pra você.
BIA: - São lindas! Obrigada.
LUCAS: - Fiz uma reserva naquele restaurante que você gosta. Vamos?
BIA: - Vamos. Deixa eu desligar o computador.
LUCAS: - Você tava tão concentrada quando eu cheguei. Tava falando com quem?
BIA: - Lembra do Edu da faculdade? Pois é, ficamos conversando no bate papo. (fala sem graça enquanto segura as flores e desliga o PC)
LUCAS: - Depois você me fala sobre isso. Vou tomar uma ducha pra gente sair.
BIA: - Vai indo que vou colocar as flores na água.
Lucas beija o rosto da esposa e sai de cena. Bia está estranha depois da conversa com Edu. Ela também sai de cena, com ar desconfiado.
CENA 2
No restaurante, Lucas e Bia comemoram mais um ano juntos. Ele está feliz e apaixonado. Lucas faz declarações de amor para a mulher (simulações de conversa - só gestos) Segurando a mão de sua esposa e diz:
LUCAS: - Está gostando do jantar amor?
BIA: - Você me deixa sem jeito Lucas.
Ele sorri, em seguida beija a mão de Bia e diz:
LUCAS: - Você merece muito mais. Sabe, estou feliz por comemorar nosso aniversário de casamento. Sair pra jantar com você...não fazíamos isso a muito tempo.
BIA: - Ô meu amor!!! (fala com a carinha feliz)
LUCAS: - É sério. Vamos fazer isso mais vezes, eu prometo! A gente nunca tinha tempo pra sair e festejar o nosso aniversário. Você ficava sempre sozinha em casa, enquanto eu trabalhava até tarde. E sei que no fundo ficava triste.
Bia fica sem graça, depois acaricia o rosto do marido enquanto ele continua falando...
LUCAS: - Depois de Deus, nossa família é algo importante pra mim. Eu te amo Bia!
BIA: - Eu também! ( fala meio sem graça)
LUCAS: - Tenho mais uma coisa pra dizer.
BIA: - O que é? Assim você me deixando curiosa!
LUCAS: - Eu fui demitido. E com o dinheiro que vou receber, vamos ficar mais tempo juntos (fala com ar de alívio e felicidade).
BIA: - Como assim?
LUCAS: - Agora eu vou trabalhar por conta própria. Vou ter mais tempo pra nós. Isso foi a melhor coisa que me aconteceu.
Bia fica desapontada com a notícia e diz:
BIA: - Amor, você acaba de me dizer que foi demitido e faz essa cara e felicidade?! Só você mesmo. (Bia fala com o rosto sério).
E agora, como vamos pagar as contas? (fala nervosa)
LUCAS: - Calma Bia! Deus vai prover tudo. Ele fecha uma porta, mas abre outras. Além do mais eu fiz os cálculos e vamos ficar com tudo em dia, não se preocupe.
BIA: - Se você tá dizendo...
LUCAS: - O que eu mais queria era ter tempo pra ficar com você. E também não aguentava mais o meu emprego. A gente nem agia mais como um casal.
BIA: - É verdade.
LUCAS: - Por isso mesmo que eu fiz um acordo com o chefe e ele me demitiu. Deus ouviu minhas orações amor. Daqui pra frente vamos ter mais tempo um para o outro. Eu quero muito curtir minha esposa, cuidar de você, sair pra jantar, como um casal.
BIA: - Eu entendi meu amor. Desculpe se fiquei meio nervosa. É que não quero que a gente fique dependendo dos nossos pais.
LUCAS: - Nem eu quero isso Bia. Entrei em acordo com meu chefe pensando mais no nosso casamento. De certa forma eu devia isso a você. E quanto ao financeiro vou trabalhar como autônomo. Não vou ganhar muito, mais vai ser o suficiente pra nós e principalmente para o bem do nosso casamento. Deus vai nos abençoar você vai ver!
BIA: - Tomara!
LUCAS: - Vou pagar a conta e já volto. (Ele se levanta e puxa a carteira. Em seguida vai pagar a conta – saindo de cena).
Bia fica por uns minutos pensativa. No fundo tem receio da decisão que seu marido tomou. Está cabisbaixa e ainda triste. Nesse momento chega Lucas e diz:
LUCAS: - Vamos amor! Já paguei a conta. O que houve?
BIA: - Nada. Vamos pra casa. (fala com ar triste)
Bia e Lucas saem abraçados. Bia encosta a cabeça em Lucas (ainda está pensando na vida financeira deles). Ainda abraçados, saem de cena.
CENA 3
No dia seguinte... (na casa de Bia e Lucas) *sala de estar
LUCAS: - Bom dia meu amor! (beija a testa da esposa)
BIA: - Bom dia! (boceja, pois acabou de acordar).
LUCAS: - Nosso primeiro dia juntos. Estou tão animado! É bom poder acordar tarde de vez em quando...Como agora sou o patrão, estou de folga e já passou da hora do café, que tal a gente almoçar no shopping hein?
BIA: - No shopping? Lucas, a gente não pode sair gastando dinheiro. Eu posso fazer o almoço sem problemas. Parece que você não lembra que foi demitido. (fala com irritação)
LUCAS: - Não Bia! Parece que você é que não entendeu...Eu fiz isso por nós. Meu emprego tava estragando nosso relacionamento. Será que é errado o marido querer passar um tempo com a esposa?
BIA: - Eu entendo suas razões Lucas. Mas não quero passar necessidade só porque você resolveu pensar “em nós”. Você tinha um ótimo emprego, ganhava bem. E agora? Será que eu vou ter que trabalhar pra colocar as coisas aqui dentro de casa?
LUCAS: - Você tá sendo injusta Bia. Eu me matei de trabalhar nessa empresa durante 07 anos. Sempre te dei do bom e do melhor de acordo com as condições da gente. Mas tem uma hora que a gente tem que ver se vale a pena continuar. Bia, essa empresa tava me sugando! De um jeito que nem tempo pra sentar e conversar, saber como foi o dia...nem isso eu tinha. E quando tivermos filhos eu não quero que o meu trabalho me impeça de vê-los crescer. Amor, se fiz isso foi por você. Porque somos um lembra? (Vai abraçar a esposa)
BIA: - Me desculpa Lucas. Sei que você tomou essa decisão pensando em nós e tudo mais. Só tenho medo de que se arrependa dessa decisão. (fala isto abraçada ao marido)
No mesmo instante o celular de Bia toca. É Jéssica, sua amiga... (interpretar com pausas como se Jéssica falasse com Bia ao telefone).
BIA: - Meu celular...É Jéssica! Vou atender. Oi Je! Tudo. Obrigada amiga. Foi sim! E você o que fez ontem? Ah. Se eu soubesse tinha te chamado pra gente ir. Mas a gente marca outro dia. O que? Eu, tô em casa por quê? Hoje? Que horas? Pronto, daqui a meia hora eu saio. Quando tiver indo te ligo. Beijo, tchau!
LUCAS: - O que a Jéssica queria?
BIA: - Saber como foi nosso aniversário de casamento. Sim, ela me chamou pra almoçar no shopping. Como ela me convidou, vai pagar. Não vou gastar dinheiro amor, eu prometo. Vou tomar uma ducha e sair. Je tá me esperando.
LUCAS: - Mas você falou que ia fazer o almoço pra gente?
BIA: - Não fica assim Lu. Sim, eu me lembrei que tem feijão, arroz e carne na geladeira. Esquenta no micro-ondas. Eu volto logo!
LUCAS: - Tá. (faz uma carinha desanimada)
BIA: - Te amo! (beija o rosto do marido, depois sai de cena para se arrumar)
Lucas fica entediado. Está chateado porque a esposa não compreendeu as razões de sua demissão. Ele não se conforma em ser abandonado por Bia que vai ao shopping com Jéssica. Senta no sofá (fingir que toda está cena se passa na sala de estar) e liga a TV.
CENA 4
Bia encontra Jéssica...
BIA: - Oi Je! Como você tá?
JESSICA: - Tô ótima! E aí me conta como foi seu jantarzinho com Lucas.
BIA: - Foi bom (faz uma cara de desânimo).
JESSICA: - Foi bom? Com essa cara? Me conta, o que foi que houve?
BIA: - É que no meio do jantar ele me disse que tinha sido demitido.
JESSICA: - Demitido? Imagino a cara que você fez. Cortou o clima com essa notícia, não foi?
BIA: - Clima? Amiga, eu e Lucas já estamos sem clima faz tempo viu?!
JESSICA: - Sério? (fala com espanto)
BIA: - Não sei se essa demissão dele foi uma boa escolha.
JESSICA: - Mas Bia, você vivia reclamando que ele só vivia pra trabalhar. Que quase não saíam...
BIA: - É. Eu sei amiga. Me acostumei com a ausência dele. O que me preocupa é que ele vai ganhar menos. Vai trabalhar por conta própria entende? A gente tinha um padrão de vida e agora sem esse emprego vai ser muito complicado. E ele me falou que fez isso por nós dois. Pra termos mais tempo um para o outro.
JESSICA: - Amiga, sinceramente eu não te entendo. Você tem um marido que te ama. Isso dá pra ver nos olhos dele. Ainda mais, te diz que quer ter tempo pra vocês...Sinceramente você está sendo injusta com ele.
BIA: - Foi exatamente o que ele me disse. Mas eu tô pensando na nossa vida financeira.
JESSICA: - E ele no relacionamento de vocês. Mas não se preocupa! Deus vai abrir as portas amiga. Eu e o Zeca passamos por uma fase complicada na área financeira. Mas Deus proveu tudo!
BIA: - Deus? Você acha que ele se preocupa com a gente? Amiga, eu e Lucas conseguimos tudo com nosso esforço. Se não fosse a insistência do Lucas eu não teria largado o meu emprego. Eu ganhava bem. Hoje eu e ele não estaríamos nos preocupando com essa parte financeira.
JESSICA: - Eu não tô te reconhecendo Bia! Você sempre foi uma mulher de fé. Sempre na igreja...Você e Lucas são um exemplo de casal pra mim e o Zeca.
BIA: - Eu não sou exemplo pra ninguém amiga. Não sou perfeita! Ainda mais com o Lucas. Ele nem sonha que eu... (Jéssica a interrompe)
JESSICA: - Seja o que for, Deus está disposto a te ajudar. Não somos perfeitos, realmente. Mas estamos aqui na terra pra fazer a diferença na vida das pessoas.
BIA: - Je, vamos almoçar! Não vou demorar muito. Deixei o Lucas sozinho só pra gente sair.
JESSICA: - Ai meu Deus! Você é maluca mesmo!!! Se eu soubesse que você tinha feito isso não tinha convidado. Por que você não convidou ele pra almoçar com a gente?
BIA: - Eu conheço o Lucas. Ele não viria. Ficou todo desanimado em casa. Prometi que voltava logo.
JESSICA: - Então vamos comer. Depois vou pra casa. Tem uma pia de pratos me esperando (sorri).
Bia e Jéssica saem sorrindo - saem e cena.
CENA 5
Bia chega em casa...
BIA: - Lucas, cheguei! (sai procurando o marido pela casa).
BIA: - Lucas! Lucas!
LUCAS: - Oi (fala chateado)
BIA: - Onde você tava?
LUCAS: - Tava no escritório. Preciso falar com você...Senta aí.
BIA: - O que houve?
LUCAS: - Quando você saiu eu entrei na internet. Quando fui entrar na minha página da rede social, vi que você tinha deixado a sua aberta. Eu li o que você e o Edu conversaram...Como você pôde fazer isso comigo?
BIA: - Eu não sei do que você está falando Lucas. (fala nervosa)
LUCAS: - Não minta pra mim. Só me diga se você e o Edu estão juntos. (fala revoltado)
BIA: - Você está me acusando!!! Eu não vou falar com você nervoso desse jeito.
LUCAS: - Eu não estou te acusando. Quero apenas uma resposta! Vocês estão tendo um caso? Eu não sou bobo Bia! Faz tempo que você me evita. Passa horas diante desse computador e não quer me dizer a verdade?
BIA: - Você quer a verdade Lucas? Quer a verdade? Já que é assim...Eu não trai você com o Edu, pronto falei! Eu cheguei a encontra-lo em uma lanchonete. Ele falou que estava gostando de mim, mas que sabia que eu era casada. Fiquei surpresa com o ele disse. Eu nunca esperei isso do Edu. A gente sempre foi tão amigo. E naquele dia que ele se declarou, eu disse que amava você. Que não sabia porque eu tinha ido aquele encontro. E que não ia me separar pra ficar com ele. Satisfeito?
Lucas fica com a expressão aliviada. Senta e passa a mão na cabeça como se estivesse passado a tensão.
LUCAS: - Custava você me dizer a verdade? (fala calmamente)
BIA: - Você provou que não confia em mim. Pra mim chega!!! Não quero mais falar nesse assunto. (nervosa)
LUCAS: - Como eu posso confiar em alguém que age estranho o tempo todo.
BIA: - Estranho? Você só vivia trabalhando, chegava cansado, não queria nem conversa e eu que ajo estranho?
LUCAS: - Não queira mudar de assunto. A questão é essa droga de rede social. Você vive conectada! Isso não pode negar. E eu vi as mensagens que Edu escreveu pra você. Ele tá te paquerando.
BIA: - Ele andou me paquerando sim. Eu tava tão carente, você não parava em casa...e quando chegava só queria dormir. Mas eu já te falei que dei um fora nele.
LUCAS: - Sei que tenho uma parcela de culpa. Mas isso não quer dizer que eu não te ame mais. Bia, você ainda me ama?
BIA: - Claro que eu te amo meu amor!!! Foi Deus que me deu você! Me perdoa se agi como uma louca indo falar com Edu. Eu não quero te magoar. Nós somos um e jamais iria te trocar por outro. Você tem feito tudo pra manter nossa família unida. Também tenho uma parcela de culpa nessa história. Me perdoa! Sei que preciso dedicar mais tempo a você, assim como sacrificou seu emprego. Quero voltar a ser aquela mulher de fé, mulher sábia, pois não quero que o nosso casamento fracasse. Me dá um abraço!
Lucas abraça a esposa, olha em direção ao público e com seriedade diz:
LUCAS: - Esse poderia ser mais um divórcio causado pelo uso de redes sociais. Um estudo na Inglaterra comprovou que cerca de 30% das separações acontecem por causa das redes sociais.
BIA: - Em nossa história, a internet facilitou o reencontro de colegas de faculdade. Ainda hoje esse tipo de encontro acontece. Despertando ou trazendo à tona sentimentos que mais tarde podem se tornar em infidelidade.
LUCAS: - Nossa vida ficou ON LINE. Registramos tudo que fazemos em fotos e mensagens. Nada mais é privado. Tudo é exposto, abrindo espaço para curiosidade alheia. Essa dramatização não tem o intuito de fazer com que você deixe de usar a internet ou rede social. Mas de alertar para graves problemas que cercam nossa sociedade como infidelidade, pornografia, pedofilia e tantos outros males a um clique do mouse de nossos computadores.
BIA: - Não troque a vida real pela virtual. Preserve seus relacionamentos. Use a internet com sabedoria e moderação. Dedique tempo um para o outro sempre com diálogo e sinceridade. Não deixe a rede social controlar sua vida, nem a de seu cônjuge.
Após o alerta ao público, Lucas volta a interpretar. Olha para esposa e diz:
LUCAS: - Vamos orar Bia?
BIA: - Vamos.
Abraçados Lucas ora...
LUCAS: - Senhor, me perdoa por trabalhar tanto e não dar atenção a minha esposa. Tu sabes que eu a amo! Me ajude a ser um marido melhor. Cuida do nosso casamento, pois queremos viver juntos até a tua volta.
BIA: - Senhor, eu te louvo pelo meu marido. Me perdoa se tenho sido injusta com ele. Também sei que tenho sido ingrata contigo, porque o Senhor sempre cuida de nós. Por isso me ensina a confiar em ti. Abençoa nosso relacionamento. Que possamos ser fiéis um ao outro em qualquer situação. E que a cada dia o Senhor continue cuidando do nosso lar e aumentando o nosso amor. Em nome de Jesus.
BIA e LUCAS: - Amém!
*FIM*

BLOG DA AUTORA Thais Belo Mamede

Estilos: 
Diversos: