SATISFAÇÃO?

Versão para impressão

O tema desta peça é a realização pessoal buscada através de bens materiais.

A volatilidade da satisfação é constatada, primeiro pelo público, depois pelo casal... Deixando o espaço aberto para aplicações ou debate.

 

(Mulher sentada no sofá, de braços cruzados, com os cabelos espalhados, roupas velhas e pantufa. O marido chega do trabalho.)
Marido: Oi querida, tudo bem?
Mulher:(com cara de brava)Não ta nada bem não. Você tem que comprar outro sofá pra mim. Esse aqui está cheio de buracos, todo rascado, sem contar que era da minha mãe né.
Marido: Que nada, é só você colocar uns panos ai, uns lençóis, que nem dá pra perceber que é velho.
Mulher: Imagina que eu vou ficar colocando panos pra cobrir o sofá, isso é coisa de gente pobre.
Marido: Querida, você sabe quanto custa um sofá hoje em dia? Tá os olhos da cara, ainda mais eu que ganho uma miséria, mal da pra comer.
Mulher: Isso é desculpa pra não comprar um sofá novo. Pois fique sabendo que enquanto você não me comprar um sofá novo, não vou mais fazer comida, nem limpar a casa e nem lavar suas cuecas, não cumpro mais nenhuma obrigação.
Marido: Querida, eu acabei de chegar do trabalho, to morrendo de fome...
Mulher: E o meu sofá?
Marido: Você não sabe o dia horrível que eu tive hoje no trabalho, eu to quebrado...
Mulher: E meu sofá? Se eu tivesse um sofá novo, minha vida seria muito mais feliz...
Marido:(diz de lado) Puxa, acho que vou ter que comprar mesmo o tal do sofá, senão eu vou morrer de fome e de frio sem cueca limpa... (fala com ela) Ok, você venceu, vamos a loja comprar o sofá...
Mulher: Até que enfim... Agora sim a minha vida vai mudar... (saem)
(Entra a mulher, bem arrumada e senta no novo sofá)
Mulher: Ah que beleza! Tenho certeza que a partir de hoje serei uma nova pessoa, mais feliz, mais satisfeita. (como se abraçasse o sofá) Meu sofá lindo, macio, confortável.... (entra o marido)
Marido: Oi querida, tudo bem?
Mulher:(Corre e abraça o marido) Oi querido... (beija-o) Está tudo maravilhoso... veja que lindo o sofá. (senta)
Marido: Lindo mesmo querida, (de lado) mas custou uma nota, ainda bem que naquela loja eles faziam em 24 prestações...
Mulher: Ah, já ia esquecendo, preparei um jantar maravilhoso pra você, lavei suas roupas, limpei os vidros da casa, tudo pra comemorar a chegada do sofá, afinal sofá novo, vida nova...
Marido:(para a igreja) Valeu a pena ter investido no tal sofá... Um conselho eu dou quando as coisas não estiverem indo muito bem, comprem sofá, sofá novo é a solução. (saem)
(Entra mulher triste e senta. O marido chega em seguida.)
Marido: Oi querida, o jantar ta pronto?! To morrendo de fome.
Mulher: Você só pensa em comer né... Não tem sensibilidade nenhuma comigo, não ta vendo esse tapete horrível?
Marido: Que que tem o tapete? Não to vendo nada de errado nele...
Mulher: Claro né, só eu que enxergo o que falta nessa casa. Esse tapete não combina com o sofá, você tem que comprar um tapete novo...
Marido: Querida, mas eu nem terminei de pagar o sofá ainda, faltam vinte e três prestações... E por que você não comprou o tapete no dia do sofá?!
Mulher: Não interessa, eu quero um tapete novo hoje mesmo, que combine com o sofá, senão você já sabe o que acontece né...
Marido: Então vai a loja que eu ligo daqui de casa pra dar a autorização, mas vê se não exagera hein?!
Mulher: Brigado... (Dá um beijo no rosto do marido e sai feliz)
(Marido sai com cara de cansado)
(Entra a mulher feliz, olha para o chão e desvia pra não pisar no tapete. O marido entra)
Marido: Oi querida, conseguiu comprar o tapete?
Mulher: Sim, olha que maravilha... Mas eu estava aqui sentada e vi aquelas cortinas estão fora de moda, hoje em dia não se usa mais cortinas com flores estampadas. Você vai ter que comprar cortinas novas pra mim, com Blackout... e tudo.
Marido: Lá vamos nós de novo, fazer mais conta, espero que isso satisfaça. (saem)
(Entra a mulher brava e senta. Marido entra em seguida.)
Marido: Oi querida!
Mulher: Precisamos comprar uma TV nova com controle remoto... Imagina, essa TV, a gente tem que ficar levantando pra mudar de canal, dá até problema de coluna isso sabia?!
Marido: Que nada querida, é só usar um cabo de vassoura, é tão prático, só esticar o cabo e pronto, muda de canal.
Mulher: Mas como você é pobre, imagina que vou fazer isso, você ter que comprar uma TV nova urgente...
Marido: Tá ficando chato esse negócio, sem contar que a cada dia to mais cheio de conta pra pagar. (saem)
(Entra mulher triste e senta. Marido entra em seguida.)
Marido: Oi querida, o que houve?! Que cara é esta?! Agora nossa casa está toda mobiliada, com móveis novos. (Diz de lado) Eu pensei que isto te deixaria feliz!
Mulher:Eu também pensava assim mas, nada dessas coisas aqui de casa estão me fazendo feliz. To sentindo um enorme vazio aqui no peito; parece que nada me satisfaz
Marido: não sei mais o que fazer, porque mesmo depois de termos comprado todas estas coisas eu também estou me sentindo assim... Nada me satisfaz
(Marido senta-se ao lado da esposa suspira fundo e cada um deita para um lado; desconsolados e calados).
FIM
 
Contato com a autora
 
Diversos: