PRECISO DE TI

Versão para impressão
Mão esticada esperando socorro

São nove cenas curtas. Viciados, Prostituta, Alcoólatra, Marido infiel, Mãe desesperada, Empresário(a) falido(a), Doente, Mística, Suicida. Personagens evangelizadores usam a bíblia para trazer mensagem de esperança...

Personagens:

2 drogados;

1 traficante;

1 prostituta;

1 cliente;

1 bêbado;

1 marido infiel;

1 esposa sofredora;

1 amante;

1 mãe desesperada;

1 filho(a);

1 pessoa com doença incurável;

1 médico ateu;

1 empresário(a) falido(a);

1 Cobrador(a)(a);

1 mística;

1 suicida;

3 evangelizadores;

Um dos evangelizadores entra e fala:

EVANGELIZADOR 1: Todas as pessoas tem problemas, uns mais difíceis que os outros, uns acham que são injustiçados, outros, que sua vida e seus problemas não tem solução lhes falta; amor, fé, Palavra. Quer ver exemplos? Muitos exemplos estão aí ao seu lado, ou pior, dentro de você.

Mas não esqueça; Existe alguém que se importa com você e que te aceita sem perguntas sem cobranças.

 

CENA 1 - Viciados

O traficante entra primeiro e fica no lugar mais central, com jeito bem malandro, os dois drogados entram depois, e ficam decidindo entre si quem fala com o traficante primeiro.

VICIADO 1: Aí Domínio, tamo precisando de bagulho do grosso, tipo, vitamina, valeu?

TRAFICANTE: Por mim legal, são 200 paus cada biju.

VICIADO 2: Bom, a gente tem crediário né? Cê sabe tamo duro.

TRAFICANTE: Qual é perdeu o respeito? Cês tão me devendo quase 2 mil!

VICIADO 1: Pô Domínio, alivia essa, o mano aqui tá na maior abstinência

TRAFICANTE: Não tem jeito não meu cumpade, se não arrumar dinheiro nada de diversão.

VICIADO 1: Meus Deus cara! Eu vou morrer!

O traficante desce do palco e o drogado 1 fica passando muito mal e é ajudado pelo outro, a descer também.

 

CENA 2 - Prostituta

Ela entra em cena olhando para frente até que o cliente se aproxima:

PROSTITUTA: E aí garotão? Tá a fim de sair comigo?

CLIENTE: Já perguntei a 12 garotas se elas topam o que eu tenho para hoje e nenhuma aceitou, eu sou violento e não escondo isso e aí você vai aceitar?

PROSTITUTA: ah! você é aquele cara que deixou as meninas da rua tão machucadas que tiveram que ir para o hospital?

CLIENTE: sou eu mesmo e aí aceita?

PROSTITUTA: De jeito nenhum, vai embora!

CLIENTE: Do jeito que o movimento tá fraco você vai acabar indo até mim, vou esperar!

(O rapaz sai e a prostituta fala sozinha. )

PROSTITUTA: não sei o que mais vai acontecer comigo, não tenho ninguém tô passando fome, e minhas amigas não me aceitam sem dinheiro, não tenho coragem de pedir ajuda a minha família vou acabar morrendo na mão de um maluco desses, será que nem Deus gosta de mim?.

EVANGELIZADOR 1: (entra e distribui folhetos entre as pessoas que falaram, enquanto o outro evangelizador entra e fala com o público depois que entregar folhetos a todos o evangelizador 1 sai. O Evangelizador 2 Entra e fala:)

EVANGELIZADOR 2: Tem gente que quer ajuda, mas não sabe a quem pedir, tem gente que faz as pessoas que se importam com ele sofrer, mas não tem forças para sair de sua situação de desgraça ou fraqueza.

“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” Rm 8.29.

(O Evangelizador 2 sai e entram os outros personagens. )

CENA 3 - Alcoólatra

(O Bêbado entra tombando, para em um certo ponto, pega uma garrafa bebe o que tem dentro e se lamenta falando sozinho:)

BEBADO: Não tem jeito eu não consigo para de beber, só sei magoar e entristecer minha família, meus amigos; ou são mais desorientados do que eu ou não querem mais me ver, minhas filhas tem

vergonha de mim, minha mulher insiste que pode me ajudar mas eu não vejo como, seria melhor se eu morresse logo, pra parar de dar desgosto a todo mundo, porque Deus não resolve isso logo?

 

CENA 4 - Marido infiel

(Entra o marido e amante, ele dá um presente para ela e diz)

MARIDO: Olha minha mulher queria muito esse colar, é muito caro, mas eu deixei de comprar para ela, para dar pra você!

AMANTE: Sua mulher está atrapalhando nossa vida, você já devia ter deixado de vez sua casa, e nada de dar pensão! ela que se vire, e vê se sai logo, senão eu arrumo alguém que realmente queira ficar comigo!

MARIDO: Calma, eu vou resolver tudo logo, logo... (é interrompido pela esposa que entra desesperada. )

ESPOSA: Meu Bem! Deixa essa mulher, volta pra casa, ela só quer seu dinheiro eu te perdôo.

AMANTE: não se atreva a falar comigo! Seu EX-marido agora é meu!.

(O marido tenta acalmar as duas a amante vai embora e ele reclama com a mulher)

MARIDO: Minha filha! Você uma mãe de família se prestando a um papel desses, volte pra casa, e me esqueça! eu não quero mais saber nem de você nem das crianças.

ESPOSA: Meu Deus porque isso aconteceu?

(A esposa desce sozinha chorando. )

 

O Evangelizador 2 entra e distribui folhetos as pessoas enquanto o evangelizador 3 entra e fala.

EVANGELIZADOR 3: Muitos cometem erros, quem não os cometeu? Mas eles pensam que não existe ninguém disponível a ajudar. “ Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Hb 4.16

(O Evangelizador 3 sai e entram os outros personagens. )

 

CENA 5 - Mãe desesperada

(Entra a mãe e o(a) filho(a), a mãe chorando e a filha impaciente )

MÃE: Meu(a) filho(a), por favor, não entre nesse plano com seus amigos, você pode ser preso(a)!

FILHO(a): Qual é mãe? Me deixa em paz! Seu papo é mais do que careta, você não sabe de nada! É a maior moleza, assalto fácil.

MÃE: (mais desesperada) Pelo amor de Deus não faça isso! Lembre de tudo que eu ensinei, eu não te ensinei a roubar !

FILHO(a): Qual é véia ? Surtou foi? Você me ensinou a ser livre lembra? Educação liberal, sempre me deixou fazer tudo que eu quis, vai regular? Tá doida? Te dou uma lição de surra na boa!

(O(a) filho(a) sai rindo e a mãe fica se lamentando em direção ao público. )

MÃE: Eu sou a culpada disso, todo mundo me dizia para dar limites a ele(a), mas eu sempre achei que minha educação era moderna, liberal, esqueci que filho tem que respeitar a mãe, só entendi o valor de uma boa educação na hora do sofrimento, o que eu faço agora? Meu Deus tem piedade de Mim!

 

CENA 6 - Empresário(a) falido(a)

[Entra o homem(mulher) seguido do Cobrador(a)(a)]

EMPRESÁRIO(a): O sr. Vai ver vou pagar tudo!

COBRADOR(a): sinto muito, não tem chance, sua dívida já é antiga vamos tomar tudo!

EMPRESÁRIO(a): Mas eu vivo desse trabalho, o que eu vou fazer?

COBRADOR(a): isso não é problema meu, a partir de hoje nada disso lhe pertence, por favor junte suas coisas e vá embora

(O Cobrador(a) sai e Empresário(a) se lamenta sozinho)

EMPRESÁRIO(a): e agora? eu perdi tudo! O que eu faço? Será que Deus não se importa comigo?

 

O Evangelizador 3 entra e entrega folhetos aos personagens que já se apresentaram enquanto outro evangelizador entra.

EVANGELIZADOR 1: Muita gente acreditou em coisas erradas, valores errados, e pensam que não existe perdão ou solução, ou mesmo, não sabem que há um amor maior que tudo que se pode imaginar.” Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João

3.16

(Evangelizador 1 sai e entram os personagens. )

 

CENA 7. Doente:

[O(a) médico entra seguido por seu(a)paciente, e entrega o exame]

MÉDICO(a): Sinto muito o Sr.(a) Não tem nem um mês de vida.

PACIENTE: Mas doutor(a), deve haver cura, eu não posso morrer !

MÉDICO(a): que é isso! Todo mundo morre um dia, o(a) Sr.(a) Vai morrer também.

PACIENTE: Eu não posso morrer eu tenho dinheiro para pagar tratamento.

MÉDICO(a): O seu caso não tem tratamento, nem adianta apelar pra Deus além dele ter mais o que fazer, isso não tem jeito.

PACIENTE: Não pode ser eu não aceito.

 

CENA 8 - Mística.

Eu não acredito que exista alguém mais desgraçada do que eu, a vida inteira acreditei em espíritos, que não me deixavam dormir, não me deixavam viver, que ainda hoje me perseguem, vozes em meus ouvidos, me dizem que o dom que eu tenho não pode ser desprezado, mas, eu não consigo mais, eu quero poder dormir e não sonhar com a vida dos outros, olhar no espelho e ver somente minha imagem, falar com pessoas que todos podem ver, falar com as pessoas sem me preocupar

com o que vai acontecer, conhecer gente que gosta de mim, e não ver meus relacionamentos serem destruídos depois de tantos trabalhos, sapos, cobras, encruzilhadas, roupas brancas e tantas outras coisas, mas esses espíritos que ainda hoje me perseguem me dizem que não!

Que não posso ser feliz, que Deus não vai me amar, que sou nascida para servi-los e que se tentar sair disso, eles me matam, por isso não posso sair dessa vida, não posso arriscar meus bens, minhas garantias, nem perder aquela clientela boba que acredita em qualquer coisa que eu falo, já que Deus não me quer...

 

(O evangelizador 1 entra e distribui folhetos aos personagens que já falaram enquanto o outro fala.)

EVANGELIZADOR 2: Medo, angústia, dor, sofrimento, mentira, solidão e tantas outras coisas podem estar escondidas atrás de fama e fortuna, e podem fazer a vida de muitos não valer a pena, não fazer sentido. “ Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, acha-la-á.” Mateus 10.39

 

CENA 9 Suicida

SUICIDA: Deus! Será que podes me ouvir? Será que tu ouves quando eu falo? Onde estás Senhor? Estou cansada dessa vida! Ai Deus acho que é melhor morrer! Mas ao mesmo tempo, gostaria de ser ouvida por Ti, será que o Senhor

ouvirá se eu falar?

Do fundo do poço, como estou agora, ando tão cansada, já não é a primeira vez que tento me matar, ,mas hoje, queria saber se Deus pode me responder se Ele quer me ouvir, ouvir uma miserável como eu, dizer do que preciso, Senhor! Não são de carros, nem de mansões, nem muito dinheiro, ou fama, não é de nada disso o que eu preciso, tanto vazio e solidão tenho vivido, distante de Ti Senhor, do que adianta ser conhecido ter uma saúde e uma beleza exterior, ter vida cheia de aparências, religiosidades e tradições que me afastam de Ti, pra que tanta mentira e falsidade, máscaras no meu rosto me fazem morrer, por dentro estou vazia, fedendo como um sepulcro caiado, vem mudar o meu interior arrancar a sujeira o vazio Senhor preenche minha vida, nesse momento e por toda vida eu preciso de Ti, ouve minha voz, Preciso de Ti.

 

Quando o último personagem falar, os personagens vão fazendo gestos conforme a música “Preciso de Ti” de Diante do Trono vai tocando. Eles podem ir se livrando de pertences que caracterizem seus personagens.

 

 

Preciso de Ti

Diante do Trono

 

Preciso de Ti
Preciso do Teu perdão
Preciso de Ti
Quebranta meu coração
Como a corça anseia por águas, assim tenho sede
Como terra seca, assim é a minh'alma
Preciso de Ti

Distante de Ti, Senhor, não posso viver
Não vale a pena existir
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Distante de Ti, Senhor, não posso viver
Não vale a pena existir
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Não posso esquecer
O que fizeste por mim (fizeste por mim)
Como alto é o céu
Tua misericórdia é sem fim
Como um pai se compadece dos filhos, assim Tu me amas (me amas)
Afasta as minhas transgressões
Preciso de Ti (Senhor)

Distante de Ti, senhor, não posso viver
Não vale a pena existir
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Distante de Ti, Senhor, não posso viver
Não vale a pena existir (não vale a pena)
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

E as lutas vêm tentando me afastar de Ti
Frieza, escuridão procuram me cegar
Mas eu não vou desistir
Ajuda-me, Senhor
Eu quero permanecer Contigo até o fim

Distante de Ti, Senhor, não posso viver
Não vale a pena existir
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Distante de Ti, Senhor, não posso viver
Não vale a pena existir (não vale a pena, estar aqui)
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Preciso de Ti
Preciso de Ti
Preciso de Ti
Preciso
Eu preciso tanto
Preciso de Ti

"Se o meu povo que se chama pelo meu nome
Se humilhar e orar e me buscar e se converter dos seus maus caminhos.
Então eu ouvirei dos céus. Perdoarei os seus pecados
E sararei a sua terra."(preciso de Ti)

"Eu é que sei que pensamentos que tenho sobre vós, diz o senhor.
Pensamentos de paz e não de mal, para buscar o fim que desejais.
Então me evocareis, passareis a orar a mim e eu vos ouvirei.
Buscar-me-eis e me encontrareis quando me buscardes de todo o vosso coração.
Serei achado de vós diz o senhor e farei mudar a vossa sorte."

Preciso de Ti (precisamos de Ti a cada instante)
Preciso de Ti (precisamos Senhor)
Preciso de Ti
Preciso de Ti

Chegai-vos a Deus e ele, ele se chegará ao vós outros.
Purificai as mãos pecadores.
E vós que sois de ânimo dobre limpai o coração.
Afligir-vos, lamentai e chorai.
Converta-se, o vosso riso em pranto e a vossa alegria em tristeza.
Humilhai-vos! Humilhai-vos!
Humilhai-vos na presença de Deus e ele vos exaltará.

Distante de Ti senhor não posso viver
Não vale a pena existir
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro (preciso)
Preciso de Ti

Distante de Ti Senhor não posso viver
Não vale a pena existir (não vale a pena)
Escuta o meu clamor
Mais que o ar que eu respiro
Preciso de Ti

Preciso de Ti (preciso, como eu preciso)
Preciso de Ti
Preciso de Ti, Senhor
Preciso de Ti (oh, preciso)
Preciso de Ti

Estilos: 
Temas: 
Diversos: