A PORTA ENCANTADA DO NATAL

Jesus na manjedoura - A PORTA ENCANTADA DO NATAL

É véspera de natal, Aninha, Luizinho e Joãozinho  estão   tristes pelas brigas em família, pela correria, por um natal tão diferente do  Senhor do Natal e do verdadeiro motivo de sua vinda ao mundo.
Jesus aparece, conversa com os três e os leva para uma aventura pelos cenários bíblicos que fizeram Primeiro Natal.


PERSONAGENS:
Luizinho, Aninha, Joãozinho, Jesus adulto, Anjo Gabriel, anjinhos, Maria (mãe de Jesus), José (Pai de Jesus), Jesus bebê, três pastores/as de ovelhas, Herodes, três Magos, dois soldados, dois (duas) narradores/as.
CENA 1:   (Véspera de Natal 2020) Luizinho, Joãozinho e Aninha estão caminhando pelo corredor da igreja e conversam.
NARRADOR 1:  É véspera de Natal! A tarde é bela e três amigos passeiam pelo centro da cidade. Enquanto olham as vitrines e as decorações natalinas, eles conversam sobre os seus sentimentos acerca do Natal.
LUIZINHO:   O Natal está próximo e muitos dizem que o Natal é encantado. Mas eu pergunto:   O que há de encantado no Natal?
As pessoas correm de um lado para o outro, preocupadas com a compra dos presentes, com a faxina da casa, com a preparação da ceia de Natal...
ANINHA:   Sem esquecer as pessoas que não possuem nada disso.
Há muita fome e pobreza em nosso país e muitas crianças não têm um lar para morar.
JOÃOZINHO:  É muito triste ouvir tudo isso de vocês, queridos amigos. Eu sempre aprendi que o Natal é uma data festiva para lembrarmos o nascimento de nosso Salvador...
LUIZINHO:   Quando chega o Natal, eu fico triste, pois em nossa casa há muita discórdia e as pessoas brigam e xingam o tempo todo.
Não vejo nada de encantado no Natal.
JOÃOZINHO:  Mas, e o nascimento de Jesus?
Não podemos nos esquecer do verdadeiro significado do Natal!
NARRADOR 2:  A conversa continua por alguns minutos.
Os três amigos concluem que ainda são muito inexperientes para obter todas as respostas, principalmente para a pergunta:   “Por que o Natal deixou de ser encantado para as pessoas?”
(Enquanto os jovens caminham, Jesus vem e os acompanha na caminhada).
JESUS:   Olá crianças (jovens)! O que vocês estão conversando pelo caminho?
Vocês parecem tristes. O que aconteceu?
ANINHA:   Estamos tristes porque está chegando o Natal e não vemos nada de encantado nesta data.
LUIZINHO:   Todos dizem que o Natal é uma data especial, pois as famílias se reúnem para comemorar o nascimento de Jesus Cristo.
Mas não é o que vem acontecendo hoje em dia.
JOÃOZINHO:   O que nós vemos nos dias de hoje é a desunião das famílias, pessoas com fome e desempregadas, destruição da natureza, muitas guerras, pandemias e muita injustiça.
Tudo isso nos entristece muito.
ANINHA:   O Senhor poderia nos ajudar a encontrar o encanto do Natal novamente?
JESUS:   Claro, minha menina!
O Natal é sempre encantado e nunca deveria perder o seu significado para nós.
LUIZINHO:   Como o Senhor vai fazer isso?
Nós temos dificuldade para acreditar nisto.
JESUS:   Eu conheço uma PORTA ENCANTADA, que pode nos levar à descoberta do verdadeiro sentido do Natal.
Vocês gostariam de me acompanhar nesta jornada?
LUIZINHO, ANINHA E JOÃOZINHO:   Sim, nós queremos muito!
ANINHA:   Mas nós nem sabemos quem é o Senhor?
Como podemos confiar?
JESUS:   Sim, minha pequena.
É sempre importante pedir a permissão dos pais antes de acompanhar uma pessoa estranha.
Mas os seus pais já me conhecem.
Eles sabem que eu Sou a PORTA VERDADEIRA.
Quem entrar por mim será salvo, pois eu vim para que todos tenham vida em abundância. (João 10.9-10)
LUIZINHO:   Eu acho que já ouvi isso em algum lugar! Será que foi no Culto Infantil (JE, EC)?
JOÃOZINHO:   Chega de conversa! Vamos conhecer o verdadeiro sentido do Natal?
JESUS:   Venham comigo, crianças (jovens)!
(Jesus e as crianças (jovens) caminham e se deparam com uma GRANDE PORTA ENCANTADA). (Essa porta pode ser aplicada na cortina com TNT de forma que quando se abrem as cortinas, ela passa a ideia de que é uma porta).
Fecham-se as cortinas
HINO:

2ª CENA:   A ANUNCIAÇÃO À MARIA


Abrem-se as cortinas
(cenário:   quarto de Maria)
(Jesus e as três crianças [os três jovens] abrem a porta)
LUIZINHO:   Que lugar é este?
JESUS:   Estamos no início do momento mágico que nos ajudará a entender o verdadeiro encanto do Natal.
Prestem bem atenção no que vocês vão ver e ouvir daqui por diante.
Por isso, fiquem bem quietos para não perderem nenhum detalhe da história.
ANINHA:   Oba, não veja a hora de conhecer mais sobre o sentido do Natal!

NARRADOR 1:   E foi assim que aconteceu:   “Deus enviou o anjo Gabriel a uma cidade da Galileia chamada Nazaré.
O anjo levava uma mensagem para uma virgem que tinha casamento contratado com um homem chamado José, descendente do rei Davi.
Ela se chamava Maria.
Vamos ver o que aconteceu:
ANJO GABRIEL:    Que a paz esteja com você, Maria! Você é muito abençoada. O Senhor está com você.
(Maria faz cara de assustada)
ANJO GABRIEL:   Não tenha medo, Maria!
Deus está contente com você.
Você ficará grávida, dará à luz um filho e porá nele o nome de Jesus.
Ele será um grande homem e será chamado de Filho do Deus Altíssimo.
Deus, o Senhor, vai fazê-lo rei como foi o antepassado dele, o rei Davi.
Ele será para sempre rei dos descendentes de Jacó, e o Reino dele nunca se acabará.
MARIA:   Isso não é possível, pois eu sou virgem!
ANJO GABRIEL:   O Espírito de Deus virá sobre você, e o poder do Deus Altíssimo a envolverá com a sua sombra.
Por isso o menino será chamado de Santo e Filho de Deus.
MARIA:   Eu sou uma serva de Deus; que aconteça comigo o que o Senhor acabou de me dizer!
(O anjo Gabriel sai de cena)
LUIZINHO:   Mas que incrível!
Deus visitou uma jovem e lhe fez a promessa de ser a mãe do Salvador.
ANINHA:   Ela deve ter se sentido o máximo!
JESUS:   Nem tanto.
Maria continuou sendo humilde e obediente a Deus.
Mas ela ficou muito feliz com essa notícia.
Prestem atenção no que ela disse:   
MARIA:   “O meu coração louva o Senhor” e eu estou alegre “[...] por causa de Deus, o meu Salvador.
Porque ele se lembrou de mim, sua humilde serva!
De agora em diante todas as pessoas vão me chamar de mulher abençoada, porque o Deus Poderoso fez grandes coisas por mim.
O seu nome é Santo e ele mostra a sua bondade a todas as pessoas que o respeitam em todas as gerações.
Ele levanta a sua mão poderosa e derrota os orgulhosos com todos os planos deles.
Deus derruba dos seus tronos reis poderosos e põe os humildes em altas posições.
Ele dá fartura aos que têm fome e manda os ricos embora com as mãos vazias.
Deus cumpriu as promessas que fez aos nossos antepassados e ajudou o povo de Israel, seu servo.”
(Maria sai de cena)
NARRADOR 2:   Naquele tempo o Imperador Augusto mandou uma ordem para todos os povos do Império Romano.
Todas as pessoas deveriam se registrar a fim de ser feita uma contagem da população.
Então todas foram se registrar, cada uma na sua cidade de origem.
Por isso, José foi de Nazaré, na Galileia, para a região da Judeia, a uma cidade chamada Belém. E Maria foi junto com ele.
JESUS:   Chegou a hora de darmos seguimento à história, vamos caminhar mais um pouco?
LUIZINHO:   Pra onde será que a porta vai nos levar desta vez?
(Fecham-se as cortinas)
HINO:   

3ª CENA – OS PASTORES NO CAMPO


(Abrem-se as cortinas)
JESUS:   Pronto, chegamos!
ANINHA:   Que lugar é este? Está tão escuro aqui!
LUIZINHO:   E tem um cheiro estranho!
JOÃOZINHO:   Estou ouvindo o balido de ovelhas!
JESUS:   Sim. Aqui nós estamos nos arredores da cidade de Belém.
É a cidade onde o Salvador esperado acaba de nascer.
Vamos ver o que aconteceu:   
NARRADOR 1:   Naquela região havia pastores que estavam passando a noite nos campos, tomando conta dos rebanhos de ovelhas.
Então um anjo do Senhor apareceu, e a luz gloriosa do Senhor brilhou por cima dos pastores.
Eles ficaram com muito medo. Mas o anjo disse:
ANJO GABRIEL:   “Não tenham medo! Estou aqui para trazer uma boa notícia para vocês.
É que hoje, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês.
Vão e vocês encontrarão uma criancinha enrolada em panos e deitada numa manjedoura”.
NARRADOR 2:   No mesmo instante, apareceu junto com o anjo uma multidão de outros anjos, como se fosse um exército celestial.
Eles cantavam hinos de louvor a Deus dizendo:   (Entram os anjinhos)
ANJOS:   Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.
NARRADOR 2:   Quando os anjos voltaram para o céu, os pastores diziam uns aos outros:   
PASTORES:   Vamos até Belém para ver o que aconteceu; vamos ver aquilo que o Senhor nos contou.
(Os pastores vão até a estrebaria onde estão José, Maria e o menino Jesus)
NARRADOR 1:   Eles foram depressa, e encontraram Maria e José e viram o menino deitado na Manjedoura. Então contaram o que os anjos tinham dito a respeito dele.
Todos os que ouviram o que os pastores disseram ficaram muito admirados.
Maria guardava todas essas coisa no seu coração e pensava muito nelas.
NARRADOR 2:   Então os pastores voltaram para os campos, cantando hinos de louvor a Deus pelo que tinham visto e ouvido.
E tudo tinha acontecido como anjo havia falado.
ANINHA:   Estou ficando emocionada por ver tudo isto!
LUIZINHO:   Eu também! Aqueles pastores, tão simples e tão pobres, foram os primeiros a receberem a notícia do nascimento do Salvador!
JOÃOZINHO:   E não só isso. Eles voltaram para os campos felizes e contentes, espalhando a boa notícia do Natal de Jesus por onde passavam.
JESUS:   Isso mesmo!
Deus não se esquece de ninguém e, por isso, nenhuma pessoa precisa se sentir excluída por causa da sua condição social ou do trabalho que faz.
Todas podem dar testemunho da boa nova do amor de Deus, assim como fizeram aqueles humildes pastores.
JESUS:   Mas chega de conversa!
A história do verdadeiro Natal não acaba por aí!
ANINHA:   Tem mais?
Vamos logo, pois estou curiosa para ver a continuação desta história!
JESUS:   Vamos continuar nossa caminhada.
Deus tem muito mais a nos revelar sobre este acontecimento.
(Fecham-se as cortinas)
HINO:   

4ª CENA - OS ESTUDIOSOS DO ORIENTE


Abrem-se as cortinas
Cenário:   Dentro do Palácio do Rei Herodes;
ANINHA:   Que lugar impressionante!
LUIZINHO:   É tão luxuoso aqui!
JOÃOZINHO:   Estou curioso para saber onde estamos!
JESUS:   Estamos em Jerusalém.
Aqui é o Palácio do Rei Herodes.
Era ele quem governava a Judeia no tempo em que o Salvador nasceu.
Vamos ver o que aconteceu:
(A cena do Rei Herodes, com dois soldados [um de cada lado], e os três Magos):
HERODES:        Quem são vocês? O que fazem aqui em Jerusalém?
MAGO1:        Somos Magos do Oriente.
Nós vimos uma estrela diferente no céu.
Pelos nossos estudos, ela nos levará ao recém-nascido Rei dos Judeus.
HERODES:        Novo Rei?
Eu sou o único Rei aqui!
Que Rei é esse?
MAGO2:        O Rei que irá nos salvar, como está escrito nas Escrituras.
MAGO3:        Deus prometeu isso há muitos anos atrás.
E agora ele nasceu!
Temos que vê-lo.
HERODES:   Vão procurá-lo em Belém.
E, quando acharem o menino e confirmarem que é o novo Rei, voltem e me informem o lugar exato onde ele está para que eu também possa ir adorá-lo...
MAGO1:        Pode deixar.
Nós lhe traremos essa boa notícia.
Assim poderá ir adorá-lo também.
(Os Magos saem e Herodes diz sozinho e nervoso:)
HERODES:       Adorá-lo... Eu quero é matá-lo!
Pois não haverá outro Rei, a não ser eu.
Eu quero acabar com essa história de outro Rei...
Ninguém me tirará do trono!
LUIZINHO:   Que Rei malvado!
Ele não ficou nenhum pouco contente com a conversa dos Magos.
Agora vai dar tudo errado!
O Rei Herodes vai matar o menino Jesus?
JESUS:    Isso não vai acontecer Luizinho!
Em sonho, Deus avisou os Magos para que voltassem para casa por outro caminho e que não contassem nada para o Rei Herodes.
LUIZINHO:   Ainda bem! eu me sinto aliviado.
JOÃOZINHO:    vocês estão vendo como Deus faz certo todas as coisas? Não existe problema que não tenha solução.
ANINHA:       Agora eu estou começando a entender o verdadeiro sentido do Natal... Eu sinto que meus problemas são pequenos em vista dos perigos enfrentados pelo menino Jesus no seu nascimento. Ele enfrentou tantas dificuldades, mas mesmo assim ele nasceu!
JESUS:       E Ele continua nascendo a cada novo Natal! Pois Ele vive em nossos corações.
LUIZINHO:   O que aconteceu com os Magos?
JESUS:   Eles foram até o lugar onde o menino Jesus estava para adorá-lo. Vejamos:   
Fecham-se as cortinas e prepara-se o presépio com o menino Jesus.
(os Magos chegam até a manjedoura)
MAGO1:        Somos Magos. Viemos de muito longe para adorar o Filho de Deus!
JOSÉ:       Entrem! Vejam o menino!
MARIA:       (Coloca o bebê na manjedoura.) Vejam o Salvador! Cheguem perto para adorá-lo.
MAGO1:        (Aproxima-se) Aceita, ó Rei Eterno e Maravilhoso, minha vida e meu coração!
Adoro-te, porque és amor.
Louvo-te, porque ensinas a amar. (Ajoelha-se.)
MAGO2:        (Aproxima-se) Conselheiro de todas as pessoas, Deus Forte, Deus Poderoso!
Somente a ti quero servir e te adorar. (Ajoelha-se.)
MAGO3:        (Aproxima-se) Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, descendente do Rei Davi, Governante Justo e Amoroso.
A ti rendo louvor, meu Rei e Senhor. (Ajoelha-se.)
NARRADOR 1- Hoje e sempre, nós podemos celebrar o Natal, que é o nascimento de Jesus, pois a presença do próprio Deus entre nós nos enche de alegria e esperança, assim como anunciou o profeta Isaías:
NARRADOR 2 “Já nasceu uma criança, Deus nos mandou um menino que será o nosso Rei.
Ele será chamado de Conselheiro, Maravilhoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz.
E haverá paz em todo o seu reino.
As bases do seu governo serão a justiça e o direito, desde o começo e para sempre.
No seu grande amor, o Senhor todo poderoso fará com que tudo isso aconteça”.
JESUS:   Tudo isto aconteceu há mais de dois mil anos.
Cada vez que ouvimos esta história, revivemos a alegria do primeiro Natal.
A nossa vida continua sendo iluminada por Deus a cada novo dia.
A nossa Porta Verdadeira é Jesus.
Nisto podemos confiar.
Juntos testemunhamos, a cada ano, que o Natal está presente em nossos corações, não importa quanto tempo já tenha passado.
Pois a fé nos aproxima deste acontecimento e nos faz sentir a presença do menino Deus.
LUIZINHO:   Acho que todas as pessoas deveriam passar por essa PORTA ENCANTADA para conhecer o verdadeiro Sentido do Natal!
ANINHA:   Eu concordo com Você Luizinho.
Mas chega de conversa, pois é hora de voltarmos para casa.
Nossos pais devem estar preocupados.
JOÃOZINHO:   Vamos, sim.
Não estou me aguentando de tanta alegria em poder contar para todas as pessoas o que vimos e ouvimos.
LUIZINHO:   Vamos, Senhor!
Ajude-nos a voltar para casa, pois essa história precisa ser anunciada para todas as pessoas em todos os tempos e lugares.
JESUS:   Venham comigo, pois é hora de voltarem para ... (nome da localidade), pois, lá há muitas pessoas precisando conhecer o verdadeiro sentido do Natal.
(OS QUATRO CAMINHAM PARA CASA)
JESUS:   Pronto, Chegamos.
Voltem para as suas casas, pois seus pais devem estar à sua procura.
Eu vou seguir meu caminho.
Foi muito bom passar esse tempo com vocês.
Desejo-lhes um Feliz Natal!
(Jesus faz movimento de afastar-se dos jovens)
ANINHA:   Espere!
O Senhor foi tão gentil!
O Senhor aceita ficar com a gente para a ceia de Natal?
JESUS:   Sim, Aninha.
Obrigado pelo convite.
“Eu estou à PORTA e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a PORTA, entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos”. (Ap 3.20)
ANINHA, LUIZINHO E JOÃOZINHO:   Obrigado Jesus por ser a PORTA VERDADEIRA através da qual vem a salvação, e por estar conosco todos os dias.
TODOS CANTAM:   NOITE FELIZ

FIM

 

(TEATRO DE NATAL 2020)
AUTORIA:   P. Valdeci Foester (04 de agosto de 2020)
REVISÃO:   P. Em. Geraldo Graf
Santa Maria de Jetibá - ES

Datas: 
Estilos: 
nº de personagens: