PAIXÃO DE CRISTO

Versão para impressão

A PAIXÃO DE CRISTO Representação do texto bíblico, os títulos das cenas formam a sinopse:
O Preço da Traição;
A Última Páscoa e a Santa Ceia;
Monte das Oliveiras;
Getsêmani;
Jesus é Preso;
Pedro Nega Jesus e o Suicídio de Judas;
Jesus Perante Pilatos;
Via Sacra;
Na Cruz;

No site tem também:

A PAIXÃO DE CRISTO (para jovens)
A PAIXÃO DE CRISTO (para crianças)
A PAIXÃO DE CRISTO
(em dois capítulos)
QUINTA – FEIRA
O PREÇO DA TRAIÇÃO
(Entram os 3 sacerdotes. Depois Judas Iscariotes chega a eles e pergunta)
JUDAS: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei. (e eles leem pesaram 30 moedas de prata).
O LAVA PÉS.
(Todos sentados na mesa quando Jesus tira o manto superior, coloca uma toalha em sua cintura e com uma bacia começa a lavar os pés dos discípulos, quando chega em Pedro ele questiona).
PEDRO: Senhor, tu vais lavar os meus pés?
JESUS: O que eu faço não o sabe agora, mas o compreenderás depois.
PEDRO: Nunca me lavará os pés.
JESUS: Se eu não te lavar os pés, não tens parte comigo.
PEDRO: Senhor, não apenas os pés, mas também as mãos e a cabeça.
JESUS: Aquele que já se banhou não necessita de lavar senão os pés, no mais esta todo limpo, ora vós estais limpos, mas não todos, nem todos estais limpos. Ora se eu, senhor e mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns dos outros. Eu vos dei exemplo para que façais o que eu fiz.
A ÚLTIMA PÁSCOA E A SANTA CEIA.
(Enquanto todos conversavam e comiam alegres)
JESUS: Em verdade vos digo que um de vós há de me trair.
(todos dizem um a um): Porventura sou eu senhor?
JESUS: O que comigo, pois a mão no prato esse me trairá. Em verdade vos digo que o filho do homem vai como a respeito dele esta escrito. Mas ai daquele por quem o filho do homem será traído, bom seria para esse homem se não tivesse nascido.
JUDAS: Porventura sou eu Rabi?
JESUS: tu o disseste. (Abençoa o pão): Tomai comei, isto é o meu corpo que é dado por vós, fazei isto em memória de mim (todos pegam uma partícula do pão, Jesus ergue o cálice).
JESUS: Este cálice é a nova aliança do meu sangue, fazei isto todas as vezes que beberdes, em memória de mim, pois não beberei mais deste fruto da videira, até o dia em que eu beber o vinho novo convosco no reino de meu pai. (todos ceiam e saem)
MONTE DAS OLIVEIRAS
JESUS: Todos vós esta noite vos escandalizareis de mim, porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão. Mas depois de eu ressuscitar, irei adiante de vós para a Galileia.
PEDRO: Ainda que todos se escandalizem em ti, eu nunca me escandalizarei.
JESUS: Em verdade te digo que, nesta noite, antes que o galo cante três vezes me negarás.
PEDRO: Ainda que me seja necessário morrer contigo, não te negarei (e todos os discípulos disseram o mesmo).
GETSEMANI
DISCÍPULO: Senhor! Estão aqui as duas espadas.
JESUS: é o bastante (para Pedro): Minha alma esta cheia de tristeza até a morte ficai aqui e vigiai comigo. (foi orar enquanto os demais dormiam). Meu pai se possível passa de mim este cálice, todavia não seja como eu quero más como tu queres. (voltou e disse): Então nem uma hora podes orar comigo, vigiai e orai para que não entre em tentação, o espírito na verdade esta pronto, mas a carne é fraca. (retorna a orar). Meu pai se não é possível passar de mim este cálice sem que eu beba, faça-se a tua vontade. (Volta e os vê dormindo, retorna a orar pela terceira vez, quando volta aos discípulos e diz).
Dormi agora e repousai; eis que é chegada à hora e o filho do homem será entregue aos pecadores. Levantai-vos é chegado o que me trai.
JESUS É PRESO
(estando ele ainda a falar chegou Judas e grande multidão)
JUDAS: O que eu beijar é esse o prendei. (Se aproxima de Jesus e diz): Eu te saúdo Rabi.
JESUS: Amigo, a que vieste?(Judas o beija).
JESUS: Traíste-me com um beijo? (Os soldados prendem Jesus e Pedro corta a orelha do soldado “Malco”)
JESUS: Guarde no seu lugar a sua espada, porque os que lançarem a mão da espada, da espada morrerão. Ou tu pensas que não poderia agoura orar a meu pai e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos. Como, pois, se cumpririam às escrituras, que dizem que assim convém que aconteça. (Jesus cura o soldado e diz a multidão). Saíste como para um salteador, com espadas e porretes me prender? Todo o dia me assentava junto de vós ensinando no templo, e não me prendeste. Mas tudo isto acontece para que se cumpram às escrituras dos profetas. (então os discípulos fugiram)
PEDRO NEGA JESUS E O SUICIDIO DE JUDAS.
(algumas pessoas estão assentadas em roda quando entra Pedro, e uma mulher e diz): Este também estava com Ele.
PEDRO: Mulher! Não o conheço. (Todos saem e entram os três sacerdotes):
Judas (chega-se a eles): Pequei traindo sangue inocente.
Um dos SACERDOTES: Que nos importa isto e contigo. (Judas joga as moedas e sai de sena)
Sacerdote: Não é correto colocá-las no cofre das ofertas, porque é preço de sangue (os três saem de cena entra Pedro e outros dois grupos de pessoas. E novamente perguntam a Pedro).
MULHER: Tu também estavas com Jesus, o Galileu.
PEDRO: Não conheço tal homem.
(algumas pessoas que ali estavam disseram): Verdadeiramente, tu és um deles, pois a tua fala te denuncia.
PEDRO: Não conheço este homem. (O galo canta).
PEDRO: Como pude negar o meu Senhor. (Chorando amargamente, lembrando-se das palavras de Jesus, sai em seguida entra Judas olha bem para a plateia e se enforca).
SEXTA-FEIRA
JESUS PERANTE PILATOS
(Entram 4 soldados o centurião)
CENTURIÃO: Silêncio! Governador Pôncio Pilatos. (entra Pilatos e os 3 sacerdotes) PILATOS: Tragam-no( 2 soldados buscam Jesus).
SOLDADO: este é o homem.
PILATOS: É tu o Cristo Rei dos judeus?
SACERDOTES: Ele disse que derrubas o templo e em três dias o edificas.
PILATOS: Não ouves o quanto testificam contra ti? (A multidão pede a morte de Jesus, enquanto dois soldados entram com Barrabás).
SOLDADO: Governador pode soltar ou soltar este como de costume de páscoa.
Pilatos (à multidão): Então quais querem que eu vos solte? Barrabás ou Jesus chamado Cristo?
(E os sacerdotes os induziam para soltar Barrabás): Solte Barrabás! E prendam este homem. Ele é um impostor.
PILATOS: O que farei então com este homem?
SACERDOTES: Crucifique-o, soltem Barrabás e crucifique-o (e a multidão dizia o mesmo).
Pilatos (Ergue as mãos todos se calam e as lavando diz): Estou inocente do sangue deste justo; considerai isto.
(alguém na multidão): Que este sangue caia sobre nós e nossos filhos. (os soldados zombam dele, colocam uma capa escarlate e uma coroa de espinhos): Ele é um rei não pode estar sem sua coroa e sua capa (saem para a caminhada).
VIA SACRA
(A multidão esta dividida entre os que pedem pela sua morte e os que clamam por sua vida).
: Matem este que diz ser rei dos judeus, este nada fez para merecer tal castigo, salvou aos outros agora não pode salvar-se, deixe-o em paz ele é o filho de Deus!
(Jesus se cansa e cai quando ia passando Simão Sirineu e um soldado o manda ajudar Jesus)
(antes de levantar Jesus diz às mulheres que estão chorando): Filhas de Jerusalém, Não chorem por mim, choreis antes por vós mesmas e por vossos filhos, porque eis que virão dias em que dirão: Bem aventuradas as estéreis e os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram. Então começarão a dizer aos montes: Cai sobre nós! E aos outeiros: Cobre-nos. Porque se ao madeiro verde fazem isto, o que se farão ao seco? (continua a caminha com Simão Sirineu).
NA CRUZ
(Quando terminam de levantar a cruz)
JESUS (Agonizante): Pai perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem. (E repartiram suas veste e lançaram sorte sobre elas).
SOLDADO 1: Este veste não tem emendas.
SOLDADO 2: Então vamos lançá-la em sorte para ver de quem será.( Junto a cruz estavam Maria sua mãe, Maria mulher de Clopas e Maria Madalena)
MARIA (Exclama alto): Meu filho!
JESUS: Mulher eis ai o seu filho (e ao discípulo). Eis ai sua mãe! (e os sacerdotes zombam dele)
SACERDOTE 1: Tu que destróis o templo e em três dias o reedificas, salva a ti mesmo.
SACERDOTE 2: Se tu eis o filho de Deus desça da cruz e creremos nele.
SACERDOTE 3: Salvou aos outros agora não pode salvar-se. Esse é o rei de Israel?
MALFEITOR DA ESQUERDA (gemendo): Se tu és o cristo salva a ti mesmo e a nós também.
MALFEITOR DA DIREITA (gemendo): Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. (disse a Jesus): Senhor lembra-te de mim, quando entrares no seu reino.
JESUS: Em verdade te digo que hoje mesmo estarás comigo no paraíso. Eloí, Eloí, lama sabactâni.
Sacerdote: Veja ele chama por Elias, vamos ver se ele vem livrá-lo.
JESUS: Tenho cede. (Molhando a esponja com vinagre o dá de beber, com grande voz diz): Pai em tuas mãos entrego o meu espírito esta consumado.
CENTURIÃO: Verdadeiramente este era o filho de Deus.

delei_zinho@hotmail.com

Datas: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: