PAI! Me escuta!

PAI! Me escuta! Pai assistindo TV, filha com uma boneca

Uma criança tenta chamar a atenção de seu pai, mas ele está absorto vendo televisão.
Ela tem muitas duvidas sobre o amor de Deus.

PAI:   (O pai está assistindo TV na sala de estar. Sempre trocando de canal)
PAI:   (Para um pouco num canal de esportes e vibra;)
PAI:   (Troca para um canal de comédia, começa a rir;)
PAI:   (Passa para um canal de política, fica bravo….)
PAI:   (Segue trocando de canais e passando por diferentes emoções, finalmente para num canal que prende sua atenção)
FILHA:   (Entra em cena conversando com sua boneca. Ainda brincando com a boneca senta próximo dos pés do seu pai.)
FILHA:   Pai!? Porque a boneca fecha os olhos quando eu movimento elas assim? Ó?
PAI:   (Para de olhar a TV por um instante, olha para a sua filha, olha para a boneca... Volta a olhar para a TV) ÃÃÃh?
FILHA:   Eu perguntei como é que as bonecas fecham os olhos.
PAI:   (absorto pela TV) É... sim, sim.
FILHA:   (Um pouco irritada, puxa a perna do pai) Como pai? Como é?
PAI:   (impaciente) Não tem tarefas para fazer.
FILHA:   (com olhar de surpresa) Pai, estou de férias. Não tem tarefas nas férias...
PAI:   (Sem tirar o olhar da TV) Não. Eu não tenho tarefas nas férias.
FILHA:   (olha assombrada para o pai) Mas é lógico que você não tem tarefa. Faz muito, mas muito tempo mesmo que você não vai no colégio. E… já havia tarefas da escola quando o senhor era pequeno?
PAI:   (com o olhar fixo na TV) Acho que a tua mãe está te chamando.
FILHA:   Deve ter ouvidos superpotentes porque a mãe não está em casa, está lá no shopping. (olha para a TV) Que está vendo pai?
PAI:   (Troca de canal rapidamente) Era um documentário muito chato...
FILHA:   Mas... Que faziam aquelas mulheres de lingerie?
PAI:   Ahhhh! Estavam falando da história da... da moda.. Hum... O que estava me falando? Disse... que a boneca tinha uma tarefa? Sobre... Porque seus olhos se fecham? É isso?
FILHA:   (Brinca mais um pouco  com a boneca) Pai? O senhor me quer bem?
PAI:   (Continua trocando de canal) Claro querida.
FILHA:   (Pensando)Pai, alguma vez me levaria num local que teria gente má, que iam querer me matar?
PAI:   Mas é claro que não!
FILHA:   (Pensando) Acho que Deus não amava muito a Jesus.
PAI:   (confuso, meio olhando a TV, meio pensando) Como é? O que você acabou de falar?
(a filha não responde, mas parece incomodada)
PAI:   (Finalmente, com toda a atenção para a sua filha) Você estava dizendo que Deus não amava Jesus?
FILHA:   (triste) É. Está escrito na Bíblia. Deus enviou Jesus pra cá, e mataram Ele. E o senhor não me mandaria para um lugar onde me matariam, né?
PAI:   (sentindo vergonha e culpa) Não, não minha amada. Vem cá...(pega pela mão, a coloca sentada no colo) Isso não quer dizer que Deus não ame seu filho. Eu não sou um melhor pai do que Deus(sentindo-se culpado olha pra TV, pega o controle e a desliga). Na verdade eu sou um pai muito ruim...
FILHA:   Porque Ele mandou Jesus pra cá? Pra ser morto?
PAI:   Jesus quis vir pra cá. Somente quem tem o maior amor do mundo pode dar a sua vida por outro… E esse é o grande amor de Jesus. Assim que Deus quis. Sei que a morte de Jesus entristeceu muito o coração de Deus. Foi o pior momento que ele viveu. O mais duro golpe. Ele sofreu por amor a humanidade, por amor a nós. Desde o céu, esta foi a maior prova de amor por nós… Nós que somos seus filhos.
FILHA:   (pensando) Então é como se o meu maninho, o Lucas, estivesse em grande perigo. O senhor me deixaria aqui e fosse correndo para acudir, porque ele é pequeno e fraquinho. Daí eu morria para que pudesse salvar ele.
PAI:  (pensando, emocionado) Não sei… bom, imagino que… Quero dizer... (pensa e olha bem para a sua filha)
FILHA:   Iria me deixar morrer, pai?
PAI:   (agarra a sua filha, abraça fortemente) Não sei. Não sou um bom pai. Deus é um Pai muito bom. Deus é o  melhor pai. Deus enviou seu filho para nos salvar.

Texto original em espanhol PAPÁ, ESCUCHA

Datas: 
Diversos: 
nº de personagens: