O CONTRASTE

Casal de mãos dadas sobre um relógio - O CONTRASTE

O time feminino está se reunindo para treinar
Enquanto alongam e esperam as demais atletas e treinadora, o assunto é namoro.
A desilusão com o relacionamento;
A possibilidade de uma gravidez involuntária;
O testemunho de uma menina cristã que tem um namorado e está firme no propósito de pureza sexual...

Tema: "Obedecer a Deus nos livra de muitos problemas".

CENA: Meninas usando roupas desportivas
MÁRCIA:        É sempre assim. Começamos a treinar só nós...
O treinador e os outros estão sempre atrasados e, bem atrasados, cada vez mais atrasados.
CLAU:     Se a Roberta não fosse uma treinadora tão boa;
Se  as outras jogadoras não jogassem tão bem;
Se nós não estivéssemos vencendo todos os jogos…
eu não voltaria mais.
MÁRCIA:        O problema é que elas sabem que têm tanto talento que não podemos vencer sem elas.
É por isso que não se preocupam em chegar na hora.
CLAU:     Joyce, o que está acontecendo?
Eu te vejo muito triste.
JOYCE:    Gustavo,  terminou comigo, estou arrasada.
MÁRCIA:        De jeito nenhum que você vai ficar assim arrasada.
Você é muito bonita e há outros homens no mundo.
JOYCE:    Mas eu amo muito é o Gustavo.
Fiz de tudo para não perdê-lo, até me entreguei pra ele em um relacionamento...
Mas era só isso que ele queria, me conquistar e nada mais, mas depois disso ele perdeu o interesse por mim.
E se eu engravidar, o que eu faço?
MÁRCIA:        Você pode ir ao médico para acabar com a dúvida.
JOYCE:    Eu não tenho dinheiro para ir a um médico particular.
Eu também tenho vergonha.
Minha mãe trabalha no posto de Saúde, então não há chance de ir ao médico do SUS.
Quando não estou chorando porque perdi o Gustavo, começo a pensar mais profundamente.
Às vezes me sinto muito desiludida com os homens.
Talvez a minha vida fosse melhor se ficasse só.
Minha família não me ama muito, e se eu tiver um bebê, sempre terei alguém comigo;
O bebê vai precisar de mim e depois ele pode cuidar de mim.
CLAU:     Na minha opinião, a vida não é justa.
Não podemos nos dar bem com homens e não podemos viver sem eles.
Minha mãe diz: "Existem dois tipos de homens: o ruim e o pior".
JOYCE:    Quando eu era criança, sonhava em me casar vestida de branco com um príncipe de sangue azul.
Mas acho que a realidade é que não encontrarei um homem bom que me aceite como sou.
Sempre há meninas mais jovens e mais bonitas.
Eu não acho que vale a pena casar e depois sofrer tanto, ainda vem a rejeição.
MÁRCIA:        Agora falamos isso, mas se um homem bonito vem falando coisas legais, nenhuma de nós será capaz de resistir.
Apaixonar-se é como uma doença e não há vacina.
Agora dizemos todas essas coisas, mas vocês já pensaram como seria se estivéssemos apaixonadas?
CLAU:     Já são quatro. Estou cansei de esperar.
Então Larissa, você não tem nada para contar sobre seu namoro com o Mario?
Você já tem alguns meses com ele.
Quantas vezes você fez sexo com ele?
LARISSA:     Nem uma vez.
Somos cristãos e acreditamos que nossos corpos são o Templo do Espírito Santo.
Nós somos dependentes do poder de Deus para fazer o que Ele quer.
CLAU:     Parece que você é uma boneca ou um ser de outro planeta.
Talvez o Mário “jogue no outro time” sabe?(insinuando homossexualismo).
LARISSA:     Nããão.
É que quando uma pessoa nasce de novo pelo Espírito Santo, Cristo realmente vive em você, dando o poder de fazer a vontade de Deus.
Além disso, queremos cumprir o desejo de Deus para o casamento e concordamos em estabelecer limites.
Não passaremos destes limites porque queremos manter a pureza sexual.
MÁRCIA:        E existe garoto neste mundo que se interessam por uma garota como amiga?
Tem alguém que ame sinceramente e não pelo retorno que vai receber?
Você não sabe quantos problemas está evitando por ter um namorado assim!
LARISSA:     Você também pode receber a Cristo.
Se obedecermos aos princípios da Bíblia, com o poder do Espírito Santo, podemos evitar muitos problemas na vida.
Ainda existem tentações e problemas, mas é diferente, porque temos a segurança de que Cristo nos ajudará em tudo.
(Entra a treinadora)
TREINADORA:    Por que tanta conversa?
Vocês podem começar a treinar sem mim.
Não temos muito tempo.
Eu estava atrasada porque surgiu uma emergência, mas Paola, Nancy e Irene não têm desculpa.
Vamos lá, vamos treinar ..

Datas: 
Estilos: 
nº de personagens: