NEGLIGÊNCIA

Versão para impressão
Biblia rasgada e escrito grande - NEGLIGÊNCIA

Os ensinos do Senhor são deixados de lado. Pela relativização, pela ganância, pela preguiça… Várias foram as armas que o inimigo das almas usou e a igreja foi dando espaço… O pastor da igreja tem um pesadelo no qual ele foi deixado pra trás, e o pesadelo se torna realidade!

 

Personagens: Pastor, Jovem Mundano, Negligente, Jovem Cristão, Jesus, Demônio (Satanás)

 

CENA 1 – O PESADELO

 

(Cenário: Uma casa.)

(Música de fundo bastante triste e sombria. A trilha sonora que foi usada é do compositor Benjamin Wallfisch[posso enviá-la aldairxavier.ufc@gmail.com])

 

(O homem [pastor] entra na cena com a música sombria e bastante assustado. A iluminação é baixa. Ele está na sua casa e mostra que sente falta da esposa e do filho.)

(Ele pega um quadro da família em uma mesinha e começa a apreciar. Ouve vozes.)

(Ao fundo também, há vozes de uma criança falando coisas para o seu pai, e logo em seguida a voz da sua mãe [é recomendável que se grave previamente e edite os áudios juntamente com a trilha sonora])

MÃE: (voz) Meu filho, antes de eu partir quero lhe ensinar uma última oração, a oração da Serenidade. Sempre diga o seguinte: “Senhor, dá-me serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar; coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras”

(a voz da sua esposa também entra em cena)

ESPOSA: (voz) Você é um homem de Deus, eu te amo e te admiro muito! Mas saiba que você precisa ter coragem pra mudar o que você pode mudar, amor! Você precisa usar corretamente seus dons e pregar a Palavra de Deus como ela é.

(Ao ouvir seu filho, sua mãe, e logo em seguida sua mulher falando sobre os dons dele, ele chora e depois pergunta)

PASTOR: (bastante assustado)Tem alguém em casa?

(Ele fica andando pelo ambiente assolado pelo medo.)

(Há uma caixa de areia no canto da cena e uma pá.)

(Em uma cadeira está sentado um demônio. Há um pano branco cobrindo todo o demônio que está sentado.)

(O homem se aproxima e com certa dúvida, tira o pano da cadeira. O demônio assusta o homem, apesar de estar bem vestido, terno e gravata são essenciais.)

DIABO: Senti sua falta (fala com bastante ironia e dando medo no homem. O homem se assusta)e você, sentiu a minha? Mal posso imaginar que passaremos a eternidade juntinhos hahahhah (o demônio ri com uma risada bastante maléfica).

PASTOR: (Desesperado) Quem é você? Cadê toda minha família? O que aconteceu aqui?

DIABO: Pensei que você soubesse muito bem onde eles estão. É claro que aquela trombeta tocou e foram todos arrebatados, já você, o pastorzinho da cidade, ficou. Como você se sente ao ver toda sua reputação jogada no lixo? Ou melhor no inferno? (o Diabo ri de novo)

PASTOR: Não! Não pode ser! Hoje mesmo eu falei com minha mulher por telefone, meu filhinho estava tão feliz, me senti tão perto deles, mesmo estando no trabalho… Eu não acredito nisso... Diga-me a verdade, onde está minha família?

DIABO: Esqueça eles! Sua família agora sou eu, seus parentes agora somos nós (a voz do demônio muda; fica bem grossa quando fala “agora somos nós”, como se fosse uma legião). Eu vim te buscaaaar (cantarolando) hahahhahaha foi uma surpresa e tanto né?

PASTOR: Não! Não!! Eu não quero isso!! Deus, meu Deus! Socorrooo! Me ajude

(O pastor se desespera e tenta correr, mas ele acaba caindo no chão com a corrente que o demônio joga em seus pés, e então o demônio se aproxima dele, coloca os pés sobre suas costas e depois pega ele pelo cabelo e ele fica de joelho. As expressões faciais de tristeza e dor do pastor são importantíssimas)

DIABO: Você não vai a lugar nenhum, o Inferno é o seu lugar. Você negligenciou a obra do Seu Deus, você tem parcela de culpa no erro de alguns membros da sua igreja. Você é falso, falso mestre, falso pastor, falso cristão

PASTOR: Senhor, por favor! Não me deixe!! Eu me arrependo por tudo que eu fiz eu me arrependo por todo o tempo que perdi com farsas e pecados!

DIABO: Não adianta mais clamar por nada. Você teve tempo de sobra pra fazer o correto, mas fez tudo ao contrário e ainda induziu outros ao erro. Seu lugar a partir de hoje é no inferno, no sofrimento eterno, seu lugar é comigo!

(O demônio fica tipo levando o pastor ao inferno e o pastor fica gritando pedindo socorro e dizendo “não, me ajude” e o demônio fica rindo e dizendo “você é meu”)

(Blackout)

 

 

CENA 2 – O DIA A DIA DO PASTOR

(Após o blackout o pastor se acorda atordoado e senta na cama dele para se recuperar do pesadelo. Logo em seguida se levanta e começa as atividades diárias)

 

Trilha sonora de dia corrido – Cenário de Escritório

 

 

NARRADOR: Dia corrido, contas e metas pra bater, café por cima de café, nó da gravata impecável e passos longos e velozes. Assim era a vida de Sérgio, um empresário e pastor de uma igreja grande, bonita, rica; uma igreja de renome. Conciliando a função de pastor, Sérgio tinha muitas outras tarefas pra fazer em sua empresa, se estressava bastante e sempre vivia ocupado.

PASTOR: Esses trabalhos mal feitos desse novo estagiário… Só tenho raiva com esses jovens!! Despeçam ele já e tragam mais papeis pra eu assinar! (grita)

NARRADOR: Era uma vida bastante corrida e cheia de estresses do dia a dia.

PASTOR: (toca o telefone) Pronto! (começa a falar no celular) ah, mas esse valor está muito baixo diácono, muito baixo mesmo, precisamos triplicar no mínimo o dízimo desse povo! .... Sim, mandem começar a confeccionar esses objetos pra ontem; precisamos arrecadar dinheiro!!..... A pregação continuará a mesma, ainda tem um bando de mesquinhos lá.

NARRADOR: Sim! Esse era o problema! Sérgio era um pastor que pregava a famosa teologia da prosperidade e se baseava por ela em todos os seus feitos. Além disso, Sérgio tinha outras doutrinas um tanto, diga-se de passagem, hereges e falsas.

 

 

CENA 3 - IGREJA

(Nesse momento, o ambiente se transforma em uma igreja, pode-se usar figurinos para serem os outros

membros ou os personagens podem se sentar nas cadeiras juntamente com os outros irmãos; entram dois jovens)

JOVEM MUNDANO: Mas tu é osso ein maxo? Vive me chamando pra esses cultos, mas se acaba nas boates

NEGLIGENTE: Calma, calma! Não confunda as coisas, Pedro. É só uma curtição e acabou, depois tudo se normaliza

JOVEM MUNDANO: anram, normaliza mesmo... (sendo irônico) dia desses você pulou da vodca pra maconha

NEGLIGENTE: Se o meu pastor não reclama e normalmente diz que pra Deus o que vale é nossa fé e nossa contribuição para o Reino, posso ficar tranquilo. Agora você aprenda a ficar quieto, se não, não vai ter é nenhum parceiro dos roles

JOVEM MUNDANO: Isso eu não posso perder jamais. Mas cá entre nós...tu sabe que eu acho tua mãe bem rígida e chata com as coisas da igreja né… mas ela é direto falando que tu não usa teus dons e que tu não quer nem saber de Deus, e realmente nunca vi a coroa errada

NEGLIGENTE: Minha mãe pega muito no meu pé, isso você já sabe mesmo. Mas eu posso ter o dom que for, não quero ter essas responsabilidades de usá-los. Dá pra ser um crente relax nos dias de hoje, ninguém mais liga pra essas coisas de dons mesmo...

JOVEM MUNDANO: Boa. Essas coisas só devem deixar a pessoa sobrecarregada mesmo. Por isso que eu digo: prefiro ser do mundo, porque eu não sou de ninguém, mas o mundo é meu

NEGLIGENTE: Falou pouco, mas falou complicado

(o dois riem. O pastor chega e vai na direção dos meninos falar com eles)

PASTOR: Paz do Senhor, Jônatas! Como é que você tá?

NEGLIGENTE: Tô ótimo pastor.

PASTOR: E esse seu amigo, quem é?

NEGLIGENTE: Pedro

PASTOR: Seja bem-vindo, filho.

JOVEM MUNDANO: Obrigado

NEGLIGENTE: Já ia até falar com o senhor ó pastor, mas já aproveitando logo que o senhor tá aqui, gostaria de pedir que o senhor me tirasse das escalas pra ser ministro de louvor

PASTOR: Mas por que isso? Aconteceu alguma coisa? Você canta tão bem, todos gostam e ficam admirados...

NEGLIGENTE: Eu sei, pastor. Mas é que minha garganta tem ficado muito inflamada ultimamente, fora que tô sem tempo, as coisas da faculdade tão me consumindo e tem gente melhor

PASTOR: Fico triste por que você pensa assim, mas tudo bem já que você quer assim, não quero lhe pressionar. Só sei que você tem dons lindos menino! Quisera eu cantar tão bem como você

NEGLIGENTE: Que é isso pastor...eu tento cantar bonito e só...mas aí eu sugiro do senhor colocar o Miguel no meu lugar agora

PASTOR: Na verdade eu me preocupo com quem vou colocar mesmo. O Miguel é uma bênção e já faz muita coisa aqui na igreja, ele já está bem sobrecarregado, nunca disse um “não” pra obra do Senhor, mas vejo que ele já tem muita carga. Queria te deixar responsável por essa parte porque não é atoa que você tem a técnica, a habilidade, o dom e também seria uma ocupação pra você.

NEGLIGENTE: Pastor, tenho certeza que se você colocar o Miguel será melhor

PASTOR: Tudo bem que você quer assim então. Vou falar com ele, agora esperem mais um pouco que já já o culto começa.

(O pastor vai pro púlpito, enquanto isso, o Miguel chega e saúda a todos com a paz indo pegar na mão de cada um)

JOVEM MUNDANO: Eu ein, Jônatas, nem pra ser crente tu serve. Olha a diferença desse menino pra tu. Nunca vi esse menino metido em confusão, sempre faz a obra da igreja com amor e dedicação, diferente de você que inventa desculpas pra tudo

NEGLIGENTE: Mas eu...

JOVEM MUNDANO: Cara, tu mentiu pro pastor! Tua garganta não tá um pingo inflamada, e outra, tu tem tempo de sobra pra fazer as coisas, pelo menos pra assistir tuas séries e pra ficar jogando tempo não te falta

NEGLIGENTE: Pedro, cala a boca porque em boca fechada não entra mosca. Já disse que sou novo demais pra isso tudo e minhas prioridades de agora são outras. Depois cuido do dons que Deus me deu e fico mais nas ativas.

JOVEM MUNDANO: Eu gosto que a gente sai e curte com as minas em todo tipo de canto e tudo mais, mas esse menino ali realmente é diferente, já estudei e falei com ele e ele sempre foi assim, de longe demonstrou uma diferença, um brilho especial. Não consigo ver tristeza nesse menino, e olhe que ele está nas ativas na igreja.

NARRADOR: (enquanto o narrador fala os meninos mudam de posição e o pastor começa a testar o microfone pra dar inicio ao culto) Realmente, o Jovem Diferenciado, fazia jus ao seu apelido. Ele não negligenciava nem desprezava as ferramentas que Deus tinha entregue a ele, ou seja, os dons. Quando alguma pessoa tem a presença de Deus na vida, automaticamente todos conseguem ver isso, e foi assim que aconteceu com o Pedro.

PASTOR: Cumprimento a todos com a Paz e a Benção do Senhor.

Vamos dar início ao nosso culto.

Peço que os irmãos abram suas Bíblias em 1ª Timóteo 4:14, somente a parte A

(pastor espera um pouco) Todos acharam?

A Palavra de Deus diz assim: “Não negligencies o dom que Deus te deu”.

Podeis sentar (os irmãos sentam)

Irmãos, a Palavra de Deus é muito clara: não devemos deixar de lado a missão que Deus deu para cada um de nós.

E essa missão é não ser negligente. Tem gente aqui nessa noite que precisa sair da negligência e dar pra Deus o que Ele precisa.

Venha nessa noite com a sua quantia de dinheiro e coloque aqui no altar que assim você será abençoado. Venham irmãos! Não sejam negligentes!!

Dê pra Deus o que Ele pede. Não despreze essa Palavra.

Quer ser abençoado com um dom? Primeiro traga sua oferta, seu dinheiro e entregue pra Deus e assim você vai receber tudo o que quiser e vai prosperar sempre.

Se você já deu seu dízimo, mas quer ser abençoado 3x mais, dê o dízimo 3 vezes no mês, irmão. Não sou eu que tô falando isso, é a Palavra de Deus e se em dentro de 7 dias se você não for abençoado eu rasgo minha Bíblia.

Daqui a pouco eu vou trazer os tijolinhos da vitória. Você vai comprar um chaveirinho de tijolo e quando você chegar na sua casa com ele, sua casa vai ser abençoada.

Agora, enquanto os irmãos vêm deixar seu dinheiro convido o irmão Miguel pra cantar.

(o jovem vai cantar e quando pega o microfone, diz tais palavras)

JOVEM CRISTÃO: Irmãos, sei que é um pouco errado ser chamado pra cantar, mas trazer uma mensagem ao invés de começar a música logo, porém senti que é necessário eu falar isso:

Na verdade a Palavra do Senhor diz que nos últimos dias virão muitos falsos mestres que ensinarão coisas fora da Bíblia, mestres ensinarão doutrinas de demônios; esses falsos mestres e falsos pastores serão hipócritas e confundirão a mente dos fieis.

A Igreja Verdadeira, A Igreja Amada do Senhor deve expor essas coisas, deve rejeitar essa fábulas e falsas doutrinas, e praticar a piedade.

O Evangelho não é prosperidade, o evangelho é renuncia e vida nova de arrependimento.

A igreja, e eu começo falando por mim, devo orar mais, buscar mais ao Senhor, ler mais a Palavra dEle e ser exemplo em todas as nossas atitudes nesse mundo até a volta do Senhor.

Não devemos ficar vacilantes e negligente, mas devemos exercer o dom que Deus nos deu, seja ele pra ser pastor, ou qualquer outra coisa.

Fazendo isso, tenha toda certeza que você estará cumprindo verdadeiramente a Palavra do Senhor que está em 1ª Timóteo, capítulo 4.

(O pastor fica olhando pra ele com uma cara feia)

JOVEM CRISTÃO: Agora vamos louvar ao Senhor.

(O jovem começa a cantar o louvor: “Meus dons e talentos são pra te servir...”)

 

 

 

CENA 4 – ARREBATAMENTO

(Trilha sonora aterrorizante – membros da igreja desesperados)

(Blackout - O jovem some - Série de Blackouts)

(Os irmãos da igreja ficam desesperados e perguntando “o que houve, o que aconteceu.” - Blackout)

NARRADOR: E em um piscar de olhos, toda a sua vida é mudada, ou melhor, eternamente confirmada.

Relaxe na cadeira e respire fundo, mas antes, pense: será que vai dar tempo de esse congresso acabar ou antes disso subiremos, ou pelo menos algumas pessoas aqui, subirão para se encontrar com o Senhor nos ares?

Pense: será que ainda dará tempo de se arrepender, de buscá-lo enquanto se pode achar?

(O Jovem Cristão canta a música “Santo, Santo, Santo”, enquanto isso outras vozes choram e gritam no fundo, essas vozes são dos dois jovens e do pastor, eles entram na cena cada um com uma vela e se posicionam falando: “precisamos de luz, precisamos de luz, precisamos de luz”, em seguida, os 3 assopram as velas e viram- se de costas para a igreja)

(As luzes se acendem)

(Trilha sonora suave – Jovem Cristão com uma manta branca )

JOVEM CRISTÃO: Senhor é tudo tão lindo

JESUS: Porque permanecestes firme esse é seu prêmio, meu filho amado. Você não negligenciou nem desprezou os dons que eu lhe entreguei. Você não tratou minha obra como uma coisa qualquer, você sempre era sincero e me buscava, apesar dos erros e pecados, perseverava no chamado e eleição que eu fiz pra você.

NARRADOR: (enquanto o narrador fala os dois apreciam o ambiente e Jesus lhe mostra cada detalhe) Viver com Jesus não tem preço. O amado da minh’alma nunca morre, nunca é vencido e nunca deixa ninguém sozinho. Ele vem com os seus olhos em chamas e diz: “Eu dou a Vida”. Aquele que passeia pelos setes castiçais de ouro e que tem uma beleza indescritível continua com seu chamado para cear. Que tal abrir a porta?

(O Jovem e Jesus saem de cena)

 

 

 

CENA 5 – FATOS COTIDIANOS

(Blackout)

Obs.: Essa cena é à parte do contexto da peça. Serve apenas pra direcionar melhor a mensagem à igreja. Os personagens não são os mesmos, apesar de serem interpretados pelas mesmas pessoas.)

(Os 3 [jovens e pastor] se viram e falam juntos fazendo gestos para cada palavra]

JUNTOS: Se você parasse e refletisse que a vida hoje em dia é tratada sem nenhum valor, talvez você tomasse uma posição

(Pastor anuncia o assalto ao Jovem Mundano e depois aponta uma arma pra ele )

NEGLIGENTE: O mundo clama

JOVEM MUNDANO e NEGLIGENTE: Não me mate por favor (O Pastor atira e o Jovem Mundano morre)

JUNTOS: E você, igreja, qual posição tem tomado em um mundo de desamor?

(Entra jovem cristão)

JOVEM CRISTÃO: Os cristãos hoje preferem viver uma vida de internet, a foto básica antes de ir e depois de sair do culto, as brigas, fofocas, falsidades, confusões e julgamentos tudo isso está atrelado fortemente a igreja de hoje. Enquanto isso, vidas estão perecendo mundo afora.

(Os dois jovens tentam tirar uma selfie e o pastor tenta tirar sua vida com uma faca ou gilete. )

JOVEM MUNDANO: Bora, bora! Foto antes do culto com a hashtag #partiuculto

NEGLIGENTE: Partiu se encontrar com os amigos e marcar uns esquemas com as irmãzinhas (os dois riem) faz uma pose bem massa, essa tem que ficar rocheda

PASTOR: Eu não aguento mais, eu vou tirar minha vida (de joelhos e chorando)

JOVEM MUNDANO: Tira logo

NEGLIGENTE: Pera, deixa eu só...

PASTOR: Eu cansei, eu vou tirar minha vida

JOVEM MUNDANO: Tira logo vai

PASTOR: Eu vou tirar

JOVEM MUNDANO: O que tá esperando? Tira

NEGLIGENTE: (dando o celular pro Jovem Mundano) Então tira

(Pastor grita e cai no chão)

(Os dois jovens tiram a foto)

(O pastor morre, os dois jovens andam pra ir pro culto e veem o pastor no chão, eles começam a chorar, eles falam “Tadinho, tinha tanto pra viver ainda...” e lamentações semelhantes a estas.)

NEGLIGENTE: (fala com o celular na mão filmando o Pastor morto) Você tem pelo menos alguma flor aí?

JOVEM MUNDANO: Claro, já tô acostumado, ando sempre com uma no bolso

NEGLIGENTE: Que atitude precavida ein (começa a rir) parabéns irmão!

JOVEM MUNDANO: Que Deus o tenha

(Os dois se levantam, voltam ao normal e falam todos juntos [pastor, negligente, mundano e cristão])

TODOS: Pra quem e pra quê você tem usado seus dons?

Você pelo menos tem usado seus dons ou enterrou?

Está pelo menos edificando a igreja pra que o papel dela possa ser mudar essa realidade?

Ou simplesmente não tem feito nada?

O mundo precisa de você, e Deus te deu essa responsabilidade!

NEGLIGENTE: (indo para a caixa de papelão pra tirar a areia com uma pá) Quer saber? Eu vou mudar toda essa situação na minha vida. Eu decido viver pra Ti, Jesus! (começa a tirar a areia e encontra um papel enterrado que está escrito: “dons”. Ele tenta sair com toda força e ímpeto, mas o Pastor e o Jovem Mundano fazem uma barreira e impedem do negligente passar com o papel)

NEGLIGENTE: Eu preciso mudar tudo isso (vai passando e se depara com o pastor que vai empurrando ele de volta pra caixa)

PASTOR: Você chegou na segunda semana de vida nova: Cansaço, indisposição, trabalho... se você der ouvidos pra isso nunca vai conseguir (começa a rir e empurra o negligente)

(o negligente tenta ir de novo)

NEGLIGENTE: Agora dá certo, não vou dar ouvidos ao inimigo. (negligente sai de novo)

JOVEM MUNDANO: Falatórios, falta de busca ao Senhor, ego, fogo de palha, remorso... vai continuar dando ouvido a isso? (empurra o negligente)

(o negligente tenta ir de novo e os dois empurram ele juntos)

OS DOIS: Chega a negligência. Enquanto você não for mais forte que essas barreiras, você sempre se deixará ser manipulado por elas.

NEGLIGENTE: Ah, realmente tenho tantas coisas melhores pra fazer...jamais vou perder meu tempo com isso

TODOS: O dom foi enterrado. É assim que acontece – (Blackout)

 

 

 

 

CENA 6 – REALIDADE

 

(A cena do início se repete)

Música de fundo bastante triste e sombria. A trilha sonora que foi usada é do compositor Benjamin Wallfisch(posso enviá-la aldairxavier.ufc@gmail.com)

 

(O homem [pastor] entra na cena com a música sombria e bastante assustado. A iluminação é baixa. Ele está na sua casa e mostra que sente falta da esposa e do filho.)

(Ele pega um quadro da família em uma mesinha e começa a apreciar o quadro, ouvindo vozes.)

PASTOR: (falando pros dois jovens) Eles também se foram juntamente com o Miguel. Foram todos arrebatados. Todos fizeram a diferença, todos foram cristãos de verdade, todos não negligenciaram a obra de Deus (fala bastante triste)

(Ao fundo também, há vozes de uma criança falando coisas para o seu pai, e logo em seguida a voz da sua mãe [é recomendável que se grave previamente e edite os áudios juntamente com a trilha sonora])

MÃE: (voz) Meu filho, antes de eu partir quero lhe ensinar uma última oração, a oração da Serenidade. Sempre diga o seguinte: “Senhor, dá-me serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar; coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras”

(a voz da sua esposa também entra em cena)

ESPOSA: (voz) Você é um homem de Deus, eu te amo e te admiro muito! Mas saiba que você precisa ter coragem pra mudar o que você pode mudar, amor! Você precisa usar corretamente seus dons e pregar a Palavra de Deus como ela é.

(Ao ouvir seu filho, sua mãe, e logo em seguida sua mulher falando sobre os dons dele, ele chora e depois pergunta)

PASTOR: (bastante assustado)Tem alguém em casa?

(Ele fica andando pelo ambiente assolado pelo medo.)

(Há uma caixa de areia no canto da cena e uma pá.)

(Em uma cadeira está sentado um demônio. Há um pano branco cobrindo todo o demônio que está sentado.)

(O homem se aproxima e com certa dúvida, tira o pano da cadeira. O demônio assusta o homem, apesar de estar bem vestido, terno e gravata são essenciais.)

DIABO: Senti falta de vocês (fala com bastante ironia e dando medo. Os 3 se assustam)e vocês, sentiram a minha? Mal posso imaginar que passaremos a eternidade juntinhos hahahhah (o demônio ri com uma risada bastante maléfica).

PASTOR: (Desesperado) Quem é você? Cadê toda minha família? O que aconteceu aqui?

JOVEM MUNDANO: Mas o que é isso? Onde eu estou

NEGLIGENTE: Sai Satanás! Você não tem poder sobre nossas vidas

DIABO: Falando pro Negligente (começa a rir) sério que você quer me expulsar? Depois de tudo o que fez ainda se sente no direito de querer mandar em mim? Você é minha marionete...

DIABO: (Falando pros 3) E vocês ainda perguntam quem eu sou? Estive tanto tempo pertinho de vocês que pensei que vocês já tivessem se familiarizado comigo. Vi as hipocrisias, os falsos ensinos, a vida falsa de cristão. Vida com a negligência e tudo mais... O que mais vocês querem saber? Vamos viver pra sempre juntos, apesar de ser de choro, sofrimento, ranger de dentes...(diabo ri)

DIABO: (Falando pro Pastor) Você teve tempo de sobra pra tentar fazer tudo diferente. Dessa vez, o próprio Deus fala que não te conhece e te manda se apartar dele. Ele tentou te avisar tudo o que poderia acontecer por sonhos, mas você simplesmente negligenciou tudo.

Você também é meu, e eu amo tudo isso.

JOVEM MUNDANO: Nããõ!!! Corram agora (eles tentam sair correndo, mas o Diabo joga algumas correntes nos pés deles e eles acabam caindo no chão. O Diabo pisa neles e prende eles com uma corrente e eles choram e gritam muito pedindo socorro ao Senhor, mas o demônio diz que é tarde demais, essa cena de sofrimento e gritaria deve durar no mínimo 1 minuto)

(A peça acaba com os 3 no chão presos e chorando)

DIABO: Dessa vez não foi pesadelo.

(O Demônio leva os 3 para o inferno e eles gritam)

 

 

OFERTA AGRADÁVEL A TI

Cassiane

 

A Tua Palavra escondi, guardada no meu coração

Pra eu não pecar contra Ti, Senhor

A Tua Palavra escondi

Minhas vestes no sangue lavei

E das Tuas águas bebi

Pra ser uma oferta agradável a Ti

Minha vida a Ti consagrei

 

Meus dons e talentos são pra Te servir

Meus dons preciosos são Teus

Não vejo razão na minha vida sem Ti

Tu és meu Senhor e meu Deus

Assim como o fogo refina o ouro

Vem Tua obra em mim completar

Até que o mundo possa ver

Tua glória em meu rosto brilhar

 

 

SANTO, SANTO, SANTO (Salvador e Rei)

Diante do Trono

 

Santo, santo, santo, Deus onipotente

Cedo de manhã, cantaremos teu louvor

Santo, santo, santo, Deus jeová triuno

És um só Deus, excelso criador

 

Santo, santo, santo. Todos os remidos

Juntos com os anjos proclamam teu louvor

Antes de formar-se o firmamento e a terra

Eras e sempre és e hás de ser senhor

 

És senhor, és senhor

Eternamente és rei

És o Deus todo poderoso

Meu salvador, meu rei

 

Santo, santo, santo, Deus onipotente

Tuas obras louvam teu nome com fervor

Santo, santo, santo, justo e compassivo

És um só Deus supremo criador

 

És senhor, és senhor

Eternamente és rei

 

És o Deus todo poderoso

Meu salvador, meu rei

 

Santo, santo, santo

Nós os pecadores

Não podemos ver tua glória sem temor

Tu somente és santo

Não há nenhum outro

Puro e perfeito, excelso benfeitor

 

 

(OBS: É expressamente proibida toda cópia, representação, adaptação ou ações semelhantes a essas sem a autorização do autor da peça. A apresentação da peça deverá ser feita com um comunicado ao autor da peça, para que ele lhe passe algumas informações essenciais.

e-mail do autor: aldairxavier.ufc@gmail.com )

 

Para ver mais peças do mesmo autor acesse ALDAIR XAVIER:

Autores: 
Estilos: 
Diversos: 
nº de personagens: