MONÓLOGO DA BIA

Versão para impressão
Menina atrás das grades, rosto semi coberto

Bia é usuária de drogas e prima de uma jovem do louvor. Ela conta um pouco da situação, e mostra que precisa muito de ajuda.
Dependentes químicos precisam de ajuda, nós temos a solução, falta-nos disposição e coragem.

(Bia entra em cena, essa personagem é uma usuária de Drogas)

Oi, eu sou a Bia, sim sou usuária de drogas desde dos meus 14 anos de idade, e está(r) aqui na frente falando com todos vocês nessa igreja não é fácil, por que muitos de vocês querem distância de alguém assim como eu. Mas não julgo vocês, por que eu também quero distância de mim mesma.

Sabe a Cristina? Ela é minha prima, também é crente de uma igreja daqui mesmo. Todas as vezes que vou até a casa dela ela, me ignora, finge que não estou lá, sinto que ela tem nojo de mim.
Também ando sempre fedendo, suja, louca.
Mas eu já vi ela cantando no louvor lá na igreja, é a coisa mais linda, e ministrando chega tocar lá dentro.

Mas o fato é que eu preciso de ajuda, mas não sei com quem posso contar porque afastei toda minha família de mim, amigos. A droga, ninguém aqui sabe o que ela pode fazer, eu sei.
Ela acabou com minha vida, acabou com tudo que eu tinha, na realidade eu só preciso de ajuda
Ei você pode me ajudar? Não?
Você pode me ajudar?
Ou você que está aí?
Cristina você pode me ajudar?
Cristina me ajuda?
Você fala de Deus tão bem lá na igreja? Disse lá que Deus pode libertar a gente de tudo, será que é verdade?
Por que eu estou no fundo do Poço, eu já não sei mais o que fazer, por que já tentei parar tantas vezes e não consigo.

Irmãos vocês querem saber como estou agora?
Vou mostrar para vocês, mas vou precisar da ajuda da Cristina ela está aí?
Você viu ela?
Cristinaaaa?
Ela não veio, mas pera talvez você pode me ajudar. (vai até alguém da plateia e pede ajuda para alguém amarrá-la na cadeira) qual seu nome?
Você é crente também como a Cristina?
Você pode me ajudar ali só me amarrar? (Leva a pessoa e me amarra na cadeira e depois a pessoa sai).

Hoje é exatamente assim que estou, amarrada, presa.
Nesse mundo, eu já tentei de tudo, já fiz de tudo também, e se estou assim hoje foi porque eu fui fraca.

(Olha para sua volta e diz para igreja). Aqui é bom né? Confortável, clima agradável, mas por favor não desiste de mim não, eu ainda tenho jeito, só preciso de ajuda. Sabe a Cristina minha prima crente? Ela fala tão bem de Deus lá na igreja, ela canta tão lindo lá no louvor. Talvez falta pouco para eu ser liberta daqui, mas pode ser que não esteja tão perto assim… A única certeza que tenho é que presa assim como estou, não é bom, dói, me sinto sozinha, fazia, mas esqueçam tudo isso que vocês ouviram aqui isso é um problema apenas meu.

Vocês viram a Cristina minha prima crente?

Ela fala de Deus tão bem na igreja, até disse que esse Deus liberta todos que estão presos, eu só queria ver ela para me explicar isso melhor e talvez me ajudar, já que você não tem nada a ver com isso.

(Chamando sua prima e aos poucos as luzes irá se apagar) Oh Cristina, Cristina, você tá aí Cristina?

 

 

Diversos: 
nº de personagens: