MISSÕES COM ALEGRIA

Versão para impressão
Oração, coração e termômetro

O dever da igreja é cumprir o Ide de Jesus através do evangelismo e de missões. Divulgar a Palavra pelo mundo afora requer recursos. Esta peça de uma maneira cômica, convida a igreja a refletir sobre sua responsabilidade para que Palavra de Deus alcance até os confins da terra.

PERSONAGENS:
Dirigente do culto
Coração            
Termômetro        
Fé                
Dona Oração        
Dois casais de irmãos
Para esta peça não é necessário cenário, apenas fantasias para o Termômetro, para o Coração, para Fé e para a Dona Oração (opcional).
Estes personagens devem ser muito engraçados e tirar o máximo proveito dos seus figurinos e gestos exagerados. Lembre-se, é uma peça cômica.

DIRIGENTE: Irmãos, como vocês sabem, hoje é o dia escolhido a arrecadação de ofertas para missões. Então vamos ler nossa tema e divisa: É tempo de avançar multiplicando o amor de Deus! “Levantamo-nos e edifiquemos! E fortaleceram as mãos para a boa obra” Neemias 2.18? ( ou outra qualquer)
    Antes de cantarmos o hino e os irmãos trazerem suas ofertas até o gazofiláceo, gostaria que ouvíssemos o nosso Coração.

(Entra o Coração e atrás dele entra também o Termômetro. Utilizar uma trilha sonora para as entradas destes personagens, incluindo Fé e Oração.)
DIRIGENTE: Meu Deus!, Ele trouxe um visitante! Vamos ver no que isso dá!
TERMÔMETRO: Coração, você tem certeza que hoje eu vou esquentar mesmo?...
CORAÇÃO: Claro que vai, hoje é o dia determinado para as ofertas de missões e as pessoas desta igreja já conhecem o bastante sobre missões para poder fazer uma boa ofertar. A promotora trouxe informações sobre todas as regiões do Brasil. Apresentou vídeos falando os desafios da Junta de Missões Mundiais...
TERMÔMETRO: E que desafios são estes, Coração? (Aqui utilizar os desafios de sua igreja)
CORAÇÃO: Cuidar das crianças que sofrem abandono familiar e social; apoio a Cristolândia; plantação de igrejas no sul do Brasil; levar o evangelhos ao Sertão e à Amazônia nas áreas mais isoladas. Teve até teatro, Termômetro!
TERMÔMETRO: Sei não, Coração! Tá me dando um friozinho na barriga.
CORAÇÃO: Você também é tão negativo, heim!!! Eu duvido que as pessoas desta igreja sejam assim tão gélidas assim como você...
(O marcador do Termômetro está abaixo de zero)
TERMÔMETRO: Sabe o que é, Coração? Ouve época em que eu me esquentava mais, sabia? Mas depois do que o PT fez com o Brasil, meus graus foram baixando, baixando, baixando...
CORAÇÃO: Ah, Termômetro deixa de ser pessimista. Hei, olha lá! Está chegando dois irmãos e aposto que estão falando sobre suas ofertas para missões. Você vai ver seu marcador subir já, já!
TERMÔMETRO: (Duvidando) Espero.
(A cena dos diálogos dos “irmãos” acontece em um plano diferente, onde não há relação deles com os demais personagens.)
(Os irmãos entram conversando em “off” e de repente um fica exaltado)
IRMÃO 1: Duzentos reais?!! Vai ofertar tudo isso, irmão?
(O Termômetro que está mais do lado, fica todo entusiasmado e com gestos engraçados faz seu marcador subir até o máximo.)
TERMÔMETRO: “Nossa Coração, duzentos! Começou bem.
CORAÇÃO: (Todo alegre) Eu não disse, eu não disse!!!
IRMÃO 2: Não irmão!!!, foi minha mulher que sugeriu esta quantia só porque sai de férias e recebi um pouco a mais. Porém, ela se esquece que no mês que vêm as contas são as mesmas e o salário é totalmente diferente.
IRMÃO 1: É irmão, cada um sabe onde o calo aperta
 (Enquanto ele fala, o Termômetro vai esfriando e posicionando seu ponteiro no valor revelado enquanto o Coração fala todo triste:)
TERMÔMETRO: Pensei que fosse hoje.
CORAÇÃO: Também pensei.
IRMÃO 1: Mas você está pensando em doar quanto?
IRMÃO 2: Estou pensando em doar uns R$ 30,00 reais, juntando com os demais é uma boa ajuda, você não acha que tá bom?
IRMÃO 1: Ah!... não sei, você é quem sabe.
IRMÃO 2: E você vai doar quanto?
IRMÃO 1: Bem... está difícil, está crise me pegou de calças curtas...
IRMÃO 2: Olha ai...
IRMÃO 1: Irmão, vou te confessar, mas que fique entre nós hein! Estou até sem dar o meu dízimo porque o dinheiro não está dando nem para pagar as contas.
IRMÃO 2: Mas você não ganha bem?
IRMÃO 1:  Como te contei naquele dia... Meu filho ficou me enchendo até me fazer colocar aquele combo da net, queria uma internet mais rápida. No mês passado troquei de carro...  
IRMÃO 2: Mas o seu carro não estava bom?
IRMÃO 1: Bom?! Parecia uma carroça. E para piorar a minha esposa fez plástica na barriga.
IRMÃO 2: Piorar? Ficou melhor irmão, a barriga dela era grande...
IRMÃO 1: Piorar o problema de dinheiro que some, irmão.
(Os dois saem falando sobre missões.)
IRMÃO 1: Missões precisa tanto de ajuda, mas ultimamente anda difícil fazer uma boa oferta.
IRMÃO 2: Verdade.
TERMÔMETRO: Não disse, Coração.  A situação está preta e fria.
CORAÇÃO: Sabe Termômetro, no dia que passou aquele filme sobre missões fiquei tão comovido com aquelas cenas das pessoas perdidas por este mundo a fora, com sede e fome de algo que eles não conhecem. Pensei que fosse explodir de tanta comoção, por isso tinha certeza de que hoje você esquentaria. São tantos precisando conhecer a misericórdia de Deus! Mas não sei o que está acontecendo...
TERMÔMETRO: Ah! Coração, não fique triste, talvez eles tenham esquecido aquele versículo de Miquéias 6:8 (voz oculta) “Ele te declarou, ó homem, o que é bom. E o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, ames a misericórdia e andes humildemente com o teu Deus?"
CORAÇÃO: Sei não Termômetro, mas ainda tenho esperança. Ei, olhe lá, está chegando mais alguém!
TERMÔMETRO: Ah, é a Fé. E aí Fé, demorou porque estava sendo muito exercitada para missões?
FÉ: (Olhando para o marcador dele) Não Termômetro, acho que estou igual a você, em baixa. (Olha para o Coração espantada) Ei, por que o coração está triste?
TERMÔMETRO:  Ah Fé, estamos aqui a algum tempo e as ofertas este ano estão difíceis. E ele acha que só porque na semana passada outros corações viram e ouviram sobre os problemas de quem não conhece Jesus, iam ficar assim como ele, cheio de compaixão pro resto da vida e agora ele não sabe o que está acontecendo.
FÉ: Ah, Coração, você nunca aprende heim.! Você sabe que o que os olhos não vêem você não sente?! Corações são volúveis...
CORAÇÃO: É, as vezes eu esqueço que os sentimentos em mim passam tão rápidos...
FÉ: Então, as informações que alguns viram nas semanas anteriores talvez já estejam sendo esquecidas...
TERMOMETRO: (Olhando longe) Olhem, está chegando mais dois irmãos, vamos escutar o que estão dizendo. Quem sabe a situação muda!
CORAÇÃO: (Com certo entusiasmo) Quem sabe nós dois juntos faríamos esse Termômetro esquentar, hein dona Fé?!
TERMÔMETRO: É uma boa dupla! Talvez eles se lembrem daquele versículo de II Pedro 1:5 parte a: (voz oculta) “Por isso mesmo façam o possível para juntar a bondade à fé que vocês tem.”
FÉ: Ou àquele em Tiago 2:17: (voz oculta) “Portanto a fé é assim, senão vier acompanhada de ações, é coisa morta.”
CORAÇÃO: Ei, vocês sabem algum versículo com a palavra coração?
TERMÔMETRO:(Todo metido a sabidão) Eu sei um!!!
FÉ: Agora não, pois está chegando gente, depois você fala.
(Os dois irmãos que estão entrando pelo corredor, vem bem devagar conversando sobre futebol, quando estiverem próximos do púlpito...)
IRMÃ 3: Mas mudando de assunto, quanto você vai ofertar para missões este ano?
IRMÃ 4: 10,00 reais, irmã.
IRMÃ 3: (assustado) Só R$ 10,00 reais??!!
(O Termômetro ficará mexendo o marcador sem saber se é muito ou pouco, pois ele ainda não conhece a história. Após ficar por dentro dos fatos, o marcador vai subindo devagar até chegar quase ao topo. A Fé e o Coração ficam de mãos dadas como se estivessem fazendo uma corrente.)
IRMÃ 4: Como sabe, estou desempregado há quatro meses. Ontem recebi a última parcela do meu auxílio desemprego, dei o dízimo e paguei o aluguel, luz e água.  Sobraram 20,00 reais. Meu filho precisava comprar um caderno novo, então dividi, 10,00 para ele e 10,00 vou ofertar de missões.
(O Termômetro vai lá em cima todo feliz e o Coração fala:)
CORAÇÃO: Não falei, Termômetro! Sabia que hoje você esquentaria.
IRMÃ 3: Irmã, mas o que faz você dividir ao meio o único dinheiro que tem para dar na campanha de missões? E ainda por cima, 10,00 reais!
IRMÃ 4: Aí que está, guardo em meu coração a palavra que diz em Hebreu 11.1: “A fé é  a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver”. E também, penso na oferta daquela viúva que ofertou com amor a única moedinha que tinha.
 IRMÃ 3: Ah irmã, mas...
IRMÃ 4: Sabe irmã, estou desempregado a 4 meses e nada tem me faltado. Sei que Deus me abençoa por eu crer que Ele não deixa desamparado seus filhos. Só não oferto mais porque realmente não tenho...
FÉ: Nossa, agora senti que me utilizaram com muito poder. Não falei Coração, só juntos é que funcionamos.
IRMÃ 3: Conheço estes versículos, mas não sei se teria coragem de fazer o que você fez. Faço minha oferta para missões somente quando sei que não vai me atrapalhar monetariamente.
IRMÃ 4: Então você não tem fé! Não se comove com as informações obtidas de outros países? Não se entristece ao ver tantos morrendo sem conhecer Jesus?
IRMÃ 3: Me comovo, mas estou sendo sincero com o irmã, primeiro penso no bem estar de minha família e além do mais já dou o dízimo...
IRMÃ 4: Irmã, não existe maior bem do que paz no coração e convicção de que muitas pessoas poderão conhecer a palavra com a nossa ajuda.
IRMÃ 3: Eita, irmã! Desse jeito você me convence a doar mais do que pretendia.  
IRMÃ 4: E quanto você pretendia doar?
IRMÃ 3: Tenho até vergonha de falar depois que você disse que dividiu seus únicos 20 reais.
IRMÃ 4: Então, se pode fazer uma boa oferta, não fique com receio, pois Deus lhe retribuirá, não conhece aquele versículo: (voz oculta) “Não dê com tristeza no coração mais seja generoso; assim o Senhor nosso Deus abençoará tudo o que você planejar e tudo o que fizer.” Dt 15:10.
CORAÇÃO: Me usaram, me usaram!!!!
TERMOMÊTRO: Ai, o versículo que eu ia falar sobre coração...
IRMÃ 3: Ouvi algumas vezes na Igreja, mas não sabia que existem pessoas com o coração tão bom quanto o irmão. Vou aumentar a minha oferta agora mesmo.
IRMÃ 4: Que bom! Sei que não se arrependerá. Pois Deus é fiel. Vamos sentar que o culto já vai começar.
IRMÃ 3: Deixa eu preencher um cheque com outro valor... E a propósito sua filha melhorou?
IRMÃ 4: Se não fosse eu mesmo te contar, não acreditaria. Ela refez o exame e deu negativo.
IRMÃ 3: Sério que benção!!!
IRMÃ 4: Pois é, só por Deus mesmo. Agora não preciso me preocupar com os remédios que eram caríssimos, ela até parou com os que estava tomando.
IRMÃ 3: Testemunha isso na igreja.
IRMÃ 4: Claro que vou, é só ter oportunidade.
(Saem)
IRMÃ 4: Me sinto tão bem ofertando para missões.
IRMÃ 3: Eles precisam muito, que bom que aprendi com você.
(Termômetro fica todo eufórico.)
TERMÔMETRO: Esquentei, esquentei. Há, há, há!!!
CORAÇÃO: Não falei! Não falei!
FÉ: (Para o coração) Trabalhando juntos, somos uma dupla infalível!!!!
TERMÔMETRO: Você, o Coração e a Dona Oração, que aliás não apareceu hoje por aqui.
CORAÇÃO: Xiiii, é mesmo. Ia me esquecendo dela. (Abraçando a Fé) Nós três somos infalíveis!
TERMÔMETRO: Vamos deixar de papo e ir embora logo, vocês precisam agir em outra igreja.
(Quando eles começam a sair, vem entrando a Dona Oração)
FÉ: Espera ai, não é a dona oração quem vem lá?
DONA ORAÇÃO: Olá crianças, cheguei atrasada?!
FÉ: Chegou Dona Oração, já terminamos por aqui.
DONA ORAÇÃO: Ah, que pena.  Eu estava em outra igreja. Eles estavam fazendo vigília por missões. É uma igreja pequena, mas oram tanto por missões e evangelismo que faz até gosto.
TERMÔMETRO: Acho que lá eu esquentaria mais rápido, Dona Oração?
DONA ORAÇÃO: (olhando para o Termômetro e fazendo uma cara engraçada) Mas que isso só se você explodisse...
CORAÇÃO: (Abraçando Dona Oração) Sabe Dona Oração, algumas vezes eu senti tanto a sua falta, eu queria orar, mas não sei o que acontecia...
DONA ORAÇÃO: Ah Coração, um dia você aprende....
FÉ: Deixe de choramingar Coração e vamos embora logo que outra igreja nos espera.
DONA ORAÇÃO:(Fazendo manha) Espera ai pessoal, cheguei agora. Quero pelo menos ver o pessoal ofertar.
FÉ: Ah, Dona Oração não vai dar, estamos atrasados e o pessoal precisa ficar à vontade.
(Começam a sair novamente e a Dona oração resmungando)
DONA ORAÇAO: Eles não entendem que eu sou avançada em idade...
CORAÇÃO: E o meu versículo?! Tem outro!!!
TERMÔMETRO: Claro que tem coração! (Convencido, olha para a Fé) Você conhece Colossense 3:23-24?
FÉ: (Mais convencida ainda, corta a voz oculta, volta, sobe no palco, olha para a igreja e fala com ousadia) Ei voz oculta, deixa comigo. “O que vocês fizerem façam de todo o coração, como se estivesse servindo o Senhor e não as pessoas. Lembre-se que o Senhor lhes dará como recompensa aquilo que ele tem guardado para o seu povo, pois o verdadeiro Senhor que vocês servem é Cristo.
TERMÔMETRO: Gostou coração?
CORAÇÃO: Eu gostei, tem mais?
TERMÔMETRO: Um monte. Quer ouvir mais um?
FÉ: Para de ser convencido, Temômetro!
(Saindo com comentários alegres)

DIRIGENTE: (Volta para o palco) Irmãos, esta foi um maneira alegre de dizer a vocês o que nós podemos fazer com um coração contrito e com fé. Deus nos prepara para isso! Se orarmos com fé e com um coração verdadeiro antes de nossa oferta, os missionários serão enviados para pregar; e pregarão para que os povos ouçam, e ouvindo crerão, e crendo invocarão a Jesus o Senhor.
Nós preparamos este culto especial para fazermos esta doação, pois além de estarmos contribuindo com recursos financeiro, estaremos fazendo nossa maior contribuição que é de estarmos juntos na luta contra a morte eterna e isso com certeza nos traz alegria.

 

 

É de extrema importância para a autora a divulgação do seu nome(Autora: Cida Martins), nome do grupo(Grupo Atos e Atos ) e da igreja que freqüenta (Igreja Batista Vila Novaes - SJRP).


 

Autores: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: