MEU QUARTO ESCURO

Versão para impressão
Um quarto escuro, porta se abrindo

Uma menina leva sua vida normal, as vezes reclama, as vezes sente ciúmes, as vezes chega a sentir ódio de alguém, normal… como todas as outras meninas da sua idade.
Cada sentimento destes foi sendo deixado escondido em seu coração. Formando um quartinho onde estavam escondidos… Na peça acontece o momento de confrontação com o que ela guardava. Surpresa, decide se livrar deste enraizamento do mal que estava sendo permitido, não foi fácil.

Personagens:
Menina;
Inveja;
Ódio;
Hipócrita;
Orgulho;
Espírito Santo;
Versículo chave Lucas 11:35

 NARRADOR: Uma vez ouvi que nosso coração é como um quarto, lá guardamos todos os sentimentos que provém da nossa alma.
 Em um mundo cercado de ilusão ela se encontrava presa, dentro dos dilemas de sua alma.
Quando seu coração ansiava por um só caminho, ela acabou o desprezando.
Ela mesma sufocava aquele que a preenchia e que trazia para dentro dela uma alegria e uma paz. Que fazia total sentido para ela, e seu coração se tornou um quarto escuro.
Muitas pessoas parecem estar bem exteriormente, mas por dentro, a alma está em ruínas.
E para mim não foi diferente eu fui dando espaço para escuridão (Entrar no quarto).
E esses sentimentos tomaram conta do meu coração (Os sentimentos aparecem ).
Sentimentos:
INVEJA: Quem sou eu! A inveja, lembra de mim? Você deixou eu entrar. Eu sou seu desgosto provocado pela felicidade e prosperidade alheia. Não acredito que esqueceu. Eu estou em seu coração o tempo todo. Por que vive se perguntando porque alguns tem e você não? Cobiçou o vestido, cargos, carro, marido os sonhos de todos.
O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos.
ÓDIO: Eu, o ódio. Nossa! Quantas vezes me sentiu, perdi as contas do tanto que me chamou, estou em seu coração como um sentimento de profunda inimizade, paixão que conduz ao mal e que faz ou que leva a uma ira contida, rancor violento e duradouro. Tudo isso dentro do seu quarto, nossa, quantas frustrações e amores não correspondidos que se transformaram em ódio. Sou uma semente e vou crescendo e te dominando, levando a fazer algo com você ou alguém cujos desejos são maus, até a morte ou suicídio.
O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados.    
HIPOCRISIA:  Oi! Prazer hipocrisia. Eu oculto a realidade através de uma máscara de aparência que finge agradar, mas vive falando pelas costas. Com ironia finjo possuir boas qualidades para ocultar os seus defeitos. Por isso, também sou conhecida como uma pessoa que elogia a todos, mas na verdade pensa e fala o contrario. Lembra do vestido na sua amiga que você falou que estava lindo e depois falou tão mal que todos riam de sua melhor amiga? Sua hipócrita.
Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém está longe de mim.  
MENINA: Vocês estão se alastrando em toda minha alma e a minha vida se tornando num cemitério
LASCÍVIA: Sou suas próprias escolhas e desejos imorais  enchendo seu coração e enraizando a escuridão, a culpa. E, lembra de seus olhares?
Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia
HIPOCRISIA e INVEJA: Seu sorriso para o mundo esconde suas lágrimas.
  ÓDIO: Porque não tenta fazer o que está em seu alcance? Acabar de vez com seu sofrimento? Seu quarto escuro tem cheiro de morte.
MENINA: Nãooooooooooo, não quero viver nessa escuridão.
NARRADOR: Foi quando ela lembrou de como era viver na luz e pediu ajuda do Espirito Santo para retirar todos os sentimentos e começa a se arrepender
ORGULHO: Se arrepender de que menina, todo mundo faz coisas erradas.
MENINA: Quem e você?
Orgulho: Você???  Dando uma de humilde, nãooooo! Você é deslumbrante, fascinante, esplêndida, formidável, encantadora, bonita, bela, radiante. Perfeita, única não tem defeitos, não precisa de ninguém, tenha amor e luz própria.
ORGULHO: Olha a inveja te leva a ambição, o ódio te lembra a raiva, a ira a defender, a luxuria o amor próprio, hipocrisia você só não quer magoar as pessoas. A quem nunca fez isso, nada a ver.
MENINA: Eu quero sair do sepulcro!
ORGULHO: Naoooooooooo!!!!!!! 3x
TODOS SENTIMENTOS: Não (várias vezes )
MENINA: (Vai à porta, uma luz a surpreende)
MENINA: (Não consegue se conter e a única atitude que teve foi lançar aos seus pés)
ESPIRITO SANTO e a MENINA: (Limpam todo o quarto tirando o orgulho na frente e todos os sentimentos entram em desespero)
Música não quero ser mais eu PRETO NO BRANCO
 MENINA: ELE, meu Amado Jesus.

 NARRADOR Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, Atos 3:19  


Não Quero Ser Mais Eu
Preto no Branco

Meu Deus todo dia
Vejo a minha vida se distanciar do teu querer
Corro por mim mesmo
Faço por mim mesmo
Eu só quero ser o que eu sonhei
Veja as minhas mãos, te entrego em tuas mãos

Vem e torna todas as coisas novas
Faz de tudo novo ignora o eu
Esquece os meus erros, perdoa os meus medos
Quebra e faz de novo, imploro o teu favor
Não quero ser mais eu

Meu Deus todo dia
Vejo a minha vida se distanciar do teu querer
Corro por mim mesmo
Faço por mim mesmo
Eu só quero ser o que eu sonhei
Veja as minhas mãos, me entrego em tuas mãos

Vem e torna todas as coisas novas
Faz de tudo novo, ignora o eu
Esquece os meus medos, perdoa os meus medos
Quebra e faz de novo, imploro o teu favor

Vem e torna todas as coisas novas
Faz de tudo novo, ignora o eu
Esquece os meus medos, perdoa os meus medos
Quebra e faz de novo, imploro o teu favor
Não quero ser mais eu
Não quero ser mais eu
Eu não quero ser mais eu
Não quero ser mais eu
Eu estou cansado de viver senhor

Vem e torna todas as coisas novas
Faz de tudo novo, ignora o eu
Esquece os meus medos, perdoa os meus medos
Quebra e faz de novo, imploro o teu favor

Vem e torna todas as coisas novas
Faz de tudo novo, ignora o eu
Esquece os meus medos, perdoa os meus medos
Quebra e faz de novo, imploro o teu favor
Não quero ser mais eu

 

Autores: 
Estilos: 
Diversos: 
nº de personagens: