LARES

Versão para impressão
Duas casas, duas histórias. Numa a vida é baseada nos ensinamentos Cristãos. Amor e respeito entre o pai e a mãe e estes com a filha. Na outra o pai, alcoólatra torna o convívio com a esposa e a filha insuportável, até o dia que conhece a Cristo e busca a libertação dos vícios. 2 cenas simultâneas mostram diferenças: O que deve ser um lar cristão (falas em preto) E um lar não cristão (as falas em vermelho) 10 Personagens:

Duas casas, duas histórias.
Numa a vida é baseada nos ensinamentos Cristãos. Amor e respeito entre o pai e a mãe e estes com a filha.
Na outra o pai, alcoólatra torna o convívio com a esposa e a filha insuportável, até o dia que conhece a Cristo e busca a libertação dos vícios.
2 cenas simultâneas mostram diferenças:
O que deve ser um lar cristão (falas em preto)
E um lar não cristão (as falas em vermelho)
10 Personagens:

Márcia:____________ Paula:____________
Pai:____________ Pai:____________

MÃE:____________ MÃE:____________
Anjo:____________ 2 espíritos:____________ e:____________
Voz de menina:____________ Voz de homem:____________
Cena
2 filhas indo para a casa, voltando da escola
PAULA: infelizmente temos que ir pra casa
MÁRCIA: Porque infelizmente?
PAULA: Porque a minha casa é um clima horrível, meu pai chega sempre brigando, mau humorado...
MÁRCIA: Puxa que triste Paula, sua casa precisa de Deus
PAULA: Pode ser isso, nem minha mãe nem meu querem saber de papo de Deus, Jesus...
MÁRCIA: Paula, tem um Deus Vivo, aquele que deu seu Filho por amor a nós
PAULA: Tá, tá, deixa eu ir, Porque se ele chega e não me vê em casa, eu apanho
MÁRCIA: Tá, vai com Deus, até amanhã.
Cena
As mães limpando a casa
MÁRCIA: Oi mãe

MÃE: Oi minha filha, Como foi na escola?
MÁRCIA: Tudo bem, graças a Deus mãe
MÃE: Então vai tomar um banho para seu pai vê-la bem cheirosa
MÁRCIA: Tá, então vem comigo que eu quero ir te contando como eu fui na escola
(As duas saem de cena entrando na porta)
 
PAULA: Oi mãe
MÃE: Vá trocar de roupa menina , senão você suja e aí sou que tenho que lavar
PAULA: Já vou
MÃE: Eu estou mandando agora
PAULA: Eu já disse que já vou...
A mãe puxando a filha para dentro
MÃE: todo dia a mesma coisa, vamos menina
Os pais chegam de fora
Pai: Oi querida...
A mãe saindo da porta
MÃE: Oi querido, como foi o seu dia?
PAI: Bem... a empresa passa por alguns problemas, mas é normal nos dias de hoje
(filha entra em cena saindo da porta)
MÁRCIA: Oi pai, como o senhor está?
PAI: Oi filha, bem e você?
Márcia: Eu também...
PAI: Hum, está cheirosa ! Me conta como foi na escola
MÁRCIA: A professora disse que eu estou indo bem, só tenho que melhorar na redação
PAI: Brigou com alguém
MÁRCIA: Não pai ! Imagine !
PAI: Eu tinha certeza que não filha
 
Pai chega e senta, quando as duas entram
PAULA: (animada) Ooooi pai
PAI: (sem dar muita importância) Oi Paula
(O pai se levanta)
PAI: Eu vou tomar um banho... a janta vai demorar?
MÃE: Já vai sair, se acalme.
PAI: Eu estou calmo, você que anda nervosa
PAULA: Não, por favor não briguem, hoje não
MÃE: Ninguém tá brigando, e você é muito criança pra se intrometer em conversa de gente grande
PAI: (sai saindo falando) hiii começou
MÃE: ( para Paula) E vai pro seu quarto
PAULA: Pai, espere eu quero falar com você
(os dois sai de cena entrando pela porta)
 
PAI: Hummm pelo cheirinho, a sua mãe está preparando algo muito gostoso.
MÃE: Imagine querido, o de sempre... que tal se você for tomar o seu banho, assim comerá com mais gosto
PAI: êh esposa abençoada... eu vou mesmo... e você aproveite pra brincar um pouquinho, Porque depois nós vamos fazer a sua lição de casa juntos ok?
MÁRCIA: Ok, pai... mãe eu vou brincar um pouquinho então
MÃE: Está bem filha
(filha e pai saem de cena )
Pai entra em cena com dois espíritos (Prostituição de vermelho e do Vício de preto)
PAI: Eu vou dar um saída, esta janta demorou muito, tchau
MÃE: espere aí, como assim, vai sair?
(Filha entra em cena)
PAI: você não manda em mim, eu vou me divertir um pouco
(Filha abraça a mãe)
MÃE: Por que isso?
PAI: Por que?você quer que eu diga mesmo?
PAULA: Não pai, deixa pra lá....
PAI: Eu não tenho ânimo nesta casa.. fui
(As duas se abraçam - ele sai , e elas saem por outro lado)

 
VOZ: Uma hora depois
Todos entrando em cena
PAI: Vamos começar o nosso culto
MÁRCIA: Pai, posso chamar a Paulinha, hoje ela comentou que tem alguns problemas na casa dela.
PAI: Pode sim, não devemos é desistir de tentar, um dia eles vêm
MÃE: Deixa que eu ligo para ela.
 
MÃE: Adriana?
MÃE: Sim, quem é?
MÃE: Oi é a mãe da Márcia, tudo bem?
MÃE: Ah, oi ...
MÃE: Eu estou te ligando pra te convidar pra vim aqui na minha casa, nós vamos fazer um culto doméstico.
MÃE: Ah não sei não, meu marido...
MÃE: Mas chama ele também
MÃE: Ele não está em casa...(pensa)... tá eu vou sim
MÃE: Puxa que bom, estamos te esperando, tchau
 
PAULA: Hoje nós vamos mãe, vamos?
MÃE: vamos, e você se comporte lá, não peça nada e não mexa em nada
PAULA: tá, tá... e o pai?
MÃE: Filha, o seu pai vai ficar brabo se souber, então nós só vamos dizer que nós fomos no vizinho pra bater papo, etc
PAULA: Tá, vamos então
 
MÁRCIA: Oi Paulinha que bom que você veio!
PAULA: É né, até que enfim, minha mãe veio
 
Todos se cumprimentam e se acomodam
 
PAI: Adriana, saiba que estamos muito felizes em vê-la aqui na nossa casa, pra participar de um dos momentos que mais prezo na minha vida que é o Culto Doméstico
MÃE: Ah, puxa que bom que vocês ficaram felizes, mas se o meu marido souber, ele é capaz de me bater.
MÃE: É uma pena que ele não veio
PAULA: Pois é, ele saiu pra se divertir
MÃE: Quieta menina, já falei para não se intrometer em conversa e gente grande
PAULA: Mas é verdade mãe, foi ele que falou pra nós.
MÃE: Cala a boca Paula !
Mãe faz sinal pra filha levar a Paula pro quarto.
MÁRCIA: Vem Paulinha, quero te mostrar a minha boneca nova que meu pai me deu
PAULA: Que legal, meu pai só me dá no meu aniversário e olha lá...
MÃE: Nós vamos conversar em casa mocinha..... Desculpem pela mau criação da Paula
PAI: Imagina, não se preocupe, mas.. o que ela falou é verdade?
MÃE: Sobre o meu marido?Não claro que não, ele é um ótimo marido, ele foi visitar a mãe dele, e não fui Porque estava indisposta.
PAI: Tudo bem Adriana, você permite orar por você e pela sua família?
MÃE: Ah sim, claro, receber reza sempre é bom. Mas não posso me demorar Porque é bom que eu esteja em casa quando ele chegar.
MÃE: Não vamos demorar
PAI: Senhor, eis aqui a Adriana, Tu conheces seu coração e seus problemas, nessa momento coloco-a na sua presença para que ela venha sentir o seu conforto, abençoa também sua filha Paula e seu marido, e que eles sintam que nunca estarão só, e que este Deus que chamamos de Pai nos ajuda em tudo. Eu te agradeço Amém.
MÃE: Que lindo ! Nunca ouvi isso... Vocês são muito felizes mesmo, quando entrei aqui senti um clima tão gostoso...de paz
PAI: Da próxima vez espero poder ver seu marido aqui.
MÃE: Vou tentar trazê-lo, tenho que ir...
MÃE: Puxa que pena...tão rápido
MÃE: Paulinhaaa vamos embora
(as duas entrando em cena pela porta)
MÁRCIA: mas já?aahh que pena, eu queria cantar com vocês
PAULA: É mãe a Paulinha estava me ensinando a música é bem bonita
MÁRCIA: Quer ver?assim ó...
(as duas)
Só  o  Teu  Amor    ...   
Sara  a  minha  dor
Preenche  o  meu  viver
Só  o  Teu  poder   ...
Quebra  as  cadeias
Que  prendem  o  meu  ser
 
MÃE: realmente é bonita... vamos agora.. tchau, obrigado por tudo
 
PAI: Pense nesta letra... venha sempre que quiser
MÃE: na sexta faremos novamente.
Todos se despedem
MÃE: Tomara que seu pai não tenha chegado
PAULA: Mãe, você sabe que não, ele nunca volta no mesmo dia quando sai assim.
MÃE: Ai... e eu não sei o que vamos comer amanhã, seu pai não deixou dinheiro, e como farei com o seu  lanche de escola
PAULA: Mãe vamos dormir... a Marcinha sempre reparte o dela “Só o teu amor, sara a minha dor”... 
MÃE: Chega, é hora de dormir
(elas sai de cena entrando pela porta)
MÁRCIA: Pai, mãe, vou dormir
MÃE: Boa noite filha.
PAI: Vai querida e já sabe, não esqueça de orar..
MÁRCIA: Claro pai, e vou agradecer a Deus pela família que ele me deu, como sou privilegiada.
PAI: Ah e amanhã você vai ter uma surpresinha no seu lanche..
MÁRCIA: Ah pai, você comprou o meu sanduíche preferido... brigado !!
PAI: Comprei sim, boa noite
MÁRCIA: Benção pai, benção mãe
PAI e MÃE: Deus te abençoe
(filha sai de cena )
PAI: Você percebeu que a Adriana estava mentindo?
MÃE: Percebi sim, deu pra sentir que ela passa por problemas... tenho é que agradecer a Deus, por Ter colocado um marido como você, temente a Deus, servo do Senhor.
(Levantam para sair)
PAI: Imagina querida, quem tem Deus, tem paz. Vamos nos deitar.
(saem)
Luz só do altar (meia luz)
Volta a mãe preocupada esperando... olha no relógio
MÃE: Será que aconteceu alguma coisa, já são 03:00h... eu não aguento mais isso...
PAULA: Mãe vamos dormir, ele vai chegar e vocês vão discutir de novo.
MÃE: Vai dormir você, anda agora, não me desobedeça.
PAULA: Tá, eu vou...
Pai chegando alcoolizado com os espíritos
(Paula fica espiando)
PAI: E aí deu pra ser corujona, ahaha
MÃE: Olha que horas são !
PAI: Hii vai começar o sermão, desista, senão você vai ouvir coisas que não quer
MÃE: Eu só estou acordada ainda Porque eu quero saber se você vai deixar dinheiro pra eu fazer mercado amanhã e comprar o  lanche da Paula.
PAI: Deixar dinheiro?Ahahaha, deixei um monte lá no bar, vai buscar e não me enche ... hahaha
MÃE: você vai ficar sem almoço amanhã
PAI: Eu me viro, não preciso que você faça comida pra mim, pode ter certeza que fome eu não passo.
MÃE: Vai ter o dia que quando você chegar, eu e a Paula não estaremos mais aqui.
PAI: AHAHA, estou muito preocupado, eu tenho mulheres, diversão, meu cigarrinho...
MÃE: Então estamos entendidos, vou dormir
(ela sai de cena )
PAI: Vai, vai... ahahaha estou muuuito preocupado
(Os espíritos falam, não dialogam com ele)
Prostituição: Eu sempre estarei aqui, mulher não vai te faltar
Vício: Bebida, cigarro são as suas melhores companhias aonde você for nós estaremos juntos.
PAI: É isso aí... ai deixa eu dormir, Porque amanhã vai ser aquela ressaca de sempre.
(eles sai de cena )
Luzes acedem
Mãe sai com garrafa e cesta de pão (arruma a mesa)
(pai entra em cena)
PAI: Bom dia meu amor, este cheiro de café, faz qualquer um levantar de bom humor.
MÃE: Sente pra tomar o seu café, a Márcia já acordou?
PAI: Eu já a chamei.
MÁRCIA: Estou aqui, bom dia... hoje vou comer o meu sanduíche preferido
PAI: E por isso você está tão feliz?
MÁRCIA: Estou feliz Porque o senhor lembrou de comprar o meu sanduíche
MÃE: Seu pai nunca se esqueceu de nós...
MÁRCIA: Eu sei, por isso eu são tão feliz, assim como Deus não esquece dos seus filhos, o meu paizão não se esquece de mim..

 
Mãe sai com a filha e uma mala.
PAULA: Mãe, onde vamos, eu não vou para a escola?
MÃE: Não filha, vamos passar uns dias na casa da vó.
PAULA: Eu sei que é por causa do pai, eu ouvi ontem
MÃE: Não queria que você ouvisse isso.
PAULA: Mãe, eu quero deixar um bilhete para ele.
MÃE: Tá, mas escreva logo, vou terminar de arrumar uma coisinhas.(ela entra)
Paula vai senta na mesa e começa escrever
PAI: Vamos filha, porque ainda tenho que deixá-la no curso de inglês.
MÃE: Vão meus queridos.. que Deus o acompanhe.
PAI: Fica com Deus também querida...
Se despedem eles saem, e a mãe entra
 
(Mãe entrando em cena)
MÃE: Vamos?
PAULA: Vamos
MÃE: O que você escreveu?
PAULA: Algumas coisinhas e que eu amo ele.
(As duas saem)
Voz: Na hora do almoço
Mãe entra
Pai chega com a filha
MÁRCIA: Oi mãe...
MÃE: Oi filha, vai lavar as mãos, porque você tem que almoçar pra ir para a escola.
PAI: Eu também vou lavar a mão também.
MÃE: É isto serve para os grandinhos também..rs
(os dois saem)
Pai entrando em cena
PAI: Ai que fome, ai minha cabeça, perdi a hora para o trabalho...
(senta vê o silêncio)
PAI: Adrianaaa cadê meu almoço?... Cadê esta mulher... nem pra me acordar... perdi a hora...(levanta) Cadê esta mulher
Entra na porta, volta... e lembra
PAI: Hum, será que elas foram embora? E ela levou a minha Paula?
Vê o papel e começa a ler:
Voz de menina:
“Papai, sei que talvez você não se importe comigo e com a mamãe, mas eu aprendi que existe alguém que se importa conosco e seu nome é Jesus, ontem eu queria cantar uma música que aprendi, e diz assim:
Só  o  teu  Amor   sara  a  minha  dor
Preenche  o  meu  viver
Só  o  Teu  poder  quebra  as  cadeias
Que  prendem  o  meu  ser
Quero  ser  livre  pra  adorar
Quero  ser  livre  pra  te  amar
E  caminhar  como  um  vencedor
Como  alguém  que  já  morreu
Mas  em  Ti  ressuscitou
E as feridas que ninguém vê
Vem tocar com Teu poder
Me deste vida em abundância
Quero viver
Papai, a Marcinha me ensinou que Jesus pode te libertar de tudo, tirar tudo isso que faz a mamãe, eu e você sofrer. Eu aceitei este Jesus pra mim e quero que você e a mamãe aceitem, porque Ele pode dar Vida, estou indo com ela, mas isso não quer dizer que não te amo. Porque eu amo muito você. Beijos da sua filha Paula”
PAI: Não, elas foram embora... eu fui um miserável com elas, que tipo de pai que eu sou?(entra o vício)
Eu preciso de um cigarro, preciso me acalmar... cadê? Ai, acabou ontem, e o pior é que estou sem dinheiro?
...
Como isso aqui fica vazio sem elas...
(entra a prostituição)
Eu quero elas, elas são minha família...
Vou sair, preciso me virar
(saem os 3)
Voz: Depois de uma semana
Pai sai falando com a mãe e com um anjo, o anjo se encaminham para a casa 2.
PAI: Pois é querida, temos que ver como está a Adriana, a Márcia falou que a Paula não foi para a escola a semana inteira.
MÃE: Pois é querido, como hoje é domingo dos pais, é quase certeza que eles estejam em casa.
PAI: É eu vou pegar a minha bíblia.
(Eles entram pela porta)
MÃE: Isso querido, eu estarei orando aqui por você.
Pai chegando com os espíritos
PAI: Deus, eu não aguento mais, estou com saudades, não aguento mais esta vida, quero mudar, preciso da minha família.
Ele olha o papel novamente e pega.

 
Poliana cantando à capela (em off para o público) a música inteira Quero Ser – Lagoinha
(O anjo coloca as mãos sobre ele, e os espíritos começam a sair como repreendidos)
Pai se ajoelha no meio da música.
Quando terminar a música:
PAI: Quero ser livre, caminhar como um vencedor, e não como estou sendo agora um perdedor, quero me libertar.
Pai chega
PAI: O que aconteceu amigo?
PAI: Minha família foi embora, por culpa minha, fiz muitas coisas erradas. Estou tão envergonhado.
PAI: Você precisa de Deus em sua vida, ele muda esta sua situação. Você  vai ter sua família de volta
PAI: Eu estou tão arrependido, quero mudar de vida, machuquei as pessoas que me amam, como fui sujo.
PAI: Vou orar por você. E você vai dizer pra Jesus que se arrepende dos seus pecados, a palavra diz: “Se confessarmos nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar”
Deus está vendo o seu coração, e sabe o quanto você está sendo sincero. Você quer um mudança real de vida?
PAI: Quero, quero sim, quero largar das coisas destas vidas.
PAI: Eu vou orar agora e farei a você um convite para aceitar Jesus em sua vida.
Pai: Eu quero aceitá-lo sim.
PAI: Senhor, Tu que tudo sabes, e está vendo o coração desde homem, que está arrependido, e que neste momento quer recebê-lO em sua vida, olha para Ele neste momento e lhe dê o conforto e alegria que ele necessita... Você quer aceitar Jesus como seu único Salvador em sua vida?
PAI: Quero sim, recebê-lO como meu salvador.
PAI: Agora você vai caminhar com Jesus, e Ele vai mudar tudo em sua vida, agora você será feliz.
PAI: Eu quero ir a igreja hoje, falar com o pastor...
PAI: Que benção amigo, te levarei com o maior prazer.
PAI: Mas eu queria minha família...
 
Paula chegando e fala do meio da igreja
PAULA: Paaaaaiii, eu voltei... (correndo para os braços do Pai)
PAI: Minha filha, você voltou... que bom que vocês voltaram...
PAI: Vou deixar vocês, sei que Deus está no meio de vocês agora...
PAI: Obrigado, obrigado.
PAI: Adriana, me perdoe, sou um novo homem, aceitei Jesus e serei um pai e um marido que vocês merecem...tenho que lhe falar deste Jesus
MÃE: Eu sei, eu também conheci Jesus e já O tenho em meu coração. Parece um sonho vê-lO assim.
PAI: Este foi o meu melhor presente que Deus me deu no Dia dos Pais.
MINHA VIDA E MINHA FAMÍLIA DE VOLTA.
Vamos guardar estas coisas (falando das malas)
Os pais entram.
A filha fica, se ajoelha em atitude de oração de criança e fala olhando pra cima:
“Meu Papai Querido do céu, obrigado porque ganhei um novo pai, e tenho que te dizer também para o Senhor Feliz Dias dos Pais, porque o Senhor é o maior Papai de todos. Amém”
levanta e vai pra dentro
 
Poli e Dani entram (não em off) e cantam a música “Nos Braços do Pai –Lagoinha”

 

Daniela Alcântara
Autora
 


 

Datas: 
Estilos: 
Temas: 
Diversos: