ISTO É SATISFAÇÃO

Versão para impressão

A futilidade do consumismo é confrontada com o preço pago pela nossa salvação.

No momento que a Campanha da Fraternidade começa a debater Mateus 6:24, "Não podeis servir a Deus e a Mamom." ou "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro"

A peça mostra evangelismo pessoal, a menina que fala do Salvador pra amiga.

 

 

(Jovem lendo uma revista de moda.)
JOVEM: Ai que saco, será que não tem uma roupa que preste nesta droga de revista?! E eu não tenho nada pra vestir. Abro meu guarda-roupa e é sempre a mesma coisa, mesmos acessórios, to cansada disso... (continua lendo desanimada)
(Amiga chega e a cumprimenta)
AMIGA: Oi Marisa, tudo bem? E ai o que está lendo? Aposto que é revista de moda.
JOVEM: Claro neh. E tem coisa melhor na vida do que comprar, comprar e comprar?! Sem contar que eu não tenho nenhuma roupa que preste neh...
AMIGA: Lógico que tem. Magina, você tem cada roupa linda... Mas a vida não se resume só em comprar e ter roupas não...
JOVEM: Claro, pra você que é uma pobretona, não tem dinheiro pra nada tem que se conformar com essas roupinhas de jeca...
AMIGA: Você não muda mesmo hein?! Mas eu ainda tenho esperança de que um dia você vai saber reconhecer as coisas que realmente tem importância na vida. (Sai)
JOVEM: (Dá de ombros) As coisas importantes são as coisas que se podem ver e pegar, ter... (Sai)
(Entra novamente com uma roupa nova)
JOVEM: Ai, agora sim eu sou feliz, comprei essa calça na Griff... super barataa... R$ 250,00. Se o preço continuar bom assim, vou ter que voltar lá e comprar aquele vestidinho preto linddooooo...
(Entra amiga)
AMIGA: E ai Marisa, tudo em cima?
JOVEM: Com certeza, eu sempre estou em cima e acima de todos esses pobretões mal-vestidos que andam por aí (Olha para ele com desdém).
AMIGA: (com ar triste) Puxa vida menina, quando é que você vai crescer e ver que esse tipo de pensamento não vai te levar a lugar algum?!
JOVEM: Ah, ah, ah, vestida desse jeito eu posso ir aonde eu quiser. E se for pra ficar me passando sermão careta, nem precisa mais falar comigo. Agora sai da frente que eu to louca pra comprar aquele vestidinho preto antes que alguém chegue antes de mim... (sai)
(Amiga suspira e sai em seguida)
(Jovem entra)
JOVEM: Ah que beleza! Tenho certeza que a partir de hoje serei uma nova pessoa, mais feliz, mais satisfeita. (eu to arrasando com esse vestido) (Passam uns jovens e mexem com ela). Nada como uma coisa boa e cara pra chamar a atenção dos gatos.
AMIGA: E ai menina?! Tudo beleza?!
JOVEM: Eu estou ótima, nunca estive melhor. Gostou do meu vestido novo?!
AMIGA: É, ele é muito lindo sim. Se bem que você fica bem com qualquer coisa neh. Mas deve ter custado uma nota neh?!
JOVEM: Ah nem sei. Só peguei e deixei minha mãe na loja pagando, ver preço é coisa de gente pobre... agora eu vou andando que tenho coisa mais importante pra fazer do que ficar perdendo tempo com uma mal-vestida igual você. (Sai)
AMIGA: (para a igreja) Eu preciso ajudar a Marisa a ver que felicidade e satisfação não tem nada a ver com roupas ou coisas.
(Entra jovem triste e senta. Amiga chega em seguida.)
AMIGA: E ai Marisa, que cara é essa?! Não está feliz hoje?!
JOVEM: Ah, eu to chateada, porque meu vestido preto maravilhoso rasgou na primeira lavagem... Culpa daquela idiota daquela mulher que trabalha lá em casa, não sabe fazer nada direito...
AMIGA: Ah Marisa, mas isso não é o fim do mundo, isso não é tudo na vida.
JOVEM: Pra você que não tem nada não faz diferença mesmo, mas pra mim um vestido rasgado é como se tivesse caído e quebrado uma perna.
AMIGA: Que exagero menina. Olha eu quero mostrar pra você algo que realmente vai e deixar feliz, e não apenas por um dia não, é pra vida toda...
JOVEM: Ah, duvido que “você” tenha algo extraordinário assim pra me mostrar...
AMIGA: É mais do que extraordinário, se você pensar em todas as compras que você já fez na vida, nada vai se comparar a isso que eu tenho pra dizer a você.
JOVEM: Vindo de você, só pode ser um “calção de pegar porco” com os bolsos furados. (Ri ironicamente)
AMIGA: Não Marisa. Estou falando de algo bem maior e mais importante do que roupas ou coisas. Eu estou falando de Deus Marisa.
JOVEM: Ihhh, tava demorando pra vir com esse papo careta... Mas eu não a fim de escutar não. Vou comprar aquela sandália linda que eu vi no shopping pra ver se eu me sinto mais feliz. (Sai)
AMIGA: (Para a igreja) Ela pode comprar o shopping inteiro e mesmo assim vai continuar sendo a pessoa mais infeliz do mundo. Tenho que mostrar pra ela o que é realmente ser feliz. (Sai)
(Entra a jovem triste e senta. Amiga entra em seguida.)
AMIGA: Oi Marisa!
JOVEM: (Triste) Oi.
AMIGA: E ai, conseguiu comprar a sandália?!
JOVEM: Comprei a sandália, uma saia, um top e um brinco novo... Mas to um lixo, parece que nada me satisfaz...
AMIGA: Na verdade não parece, essas coisas nunca vão satisfazer você. Apenas Deus pode encher o vazio do coração das pessoas.
JOVEM: Olha, eu to tão pra baixo que posso até acreditar nesse Deus que você diz que é extraordinário ai.
AMIGA: Marisa, Deus quer entrar na sua vida e transformar toda a sua tristeza em alegria e preencher sua vida de tal maneira que você nunca mais vai sentir falta de nada.
Sabe por quê?
Porque Deus é tudo o que você precisa para que a sua vida seja completa e satisfeita.
Deus nos amou tanto que deu seu filho único pra morrer pela gente e ainda termos a vida eterna.
Deus nos comprou da loja do pecado e o preço nem você nem eu nunca poderemos pagar, Jesus já pagou com sua própria vida.
Marisa se você aceitar esse amor, você será a pessoa mais feliz do mundo todos os dias.
JOVEM: Não aguento mais essa vida, nada do que eu tenho me satisfaz.
Eu aceito Jesus na minha vida.
Eu quero que Deus me compre, eu quero ser feliz pra sempre.
(As duas se abraçam e saem em seguida)
FIM
 
Contato com a autora

 

Diversos: