HORA DO CAFÉ (O Caminho de Emaús)

Versão para impressão
O Caminho de Emaús

“Tea Break (The Road to Emmaus)”
Escrito por John Hastings  / Tradução: Matheus Kich Soares
Resumo: Esta é uma versão moderna da “Estrada de Emaús”, aparição de Jesus ressuscitado pra os discípulos.
Estilo: Dramático
Duração: 5 minutos
Atores: 3 Masculinos/Femininos, 1 Masculino, 1 Voz para o Jornalista
Escrituras: Lucas 24:13-35; Salmo 16:10; Isaías 53;4-12
Personagens:
Joana
Carlos
Paula
Desconhecido
Voz do Jornalista

Cenário:
A cena se passa na cantina em um lugar de trabalho(uma fábrica ou similar), com uma mesa e quatro cadeiras, e um rádio na mesa.
(Joana entra carregando uma bandeja com um bule de café e xícaras. Carlos e Paula entram depois)
JOANA: Hora do café! Venham pegar.
CARLOS: Apenas o trabalho. Obrigada, Joana.
JOANA: Vamos lá Paula, hora do café!
PAULA: Obrigado, Joana. Quais são as últimas notícias? (Liga o rádio)
JORNALISTA: ...e isso conclui nossa reportagem no Parlamento hoje. O mistério aumenta em torno da morte do pregador que foi assassinado na semana passada. Esta manhã seu túmulo foi encontrado aberto e o caixão estava vazio.
CARLOS: Desliga isso!
JORNALISTA: Vários seguidores do pregador alegam que o viram vivo no cemitério.
CARLOS: (Desliga o rádio) Que absurdo!
JOANA: Porque você fez isso? Estava interessante!
CARLOS: Bobagem. Essa conversa de um homem ser assassinado e depois voltar a vida!
PAULA: Está aqui no jornal também. (abre o jornal) Olha aqui. Tem até uma foto do túmulo aberto!
CARLOS: Qualquer um pode abrir um túmulo. Vândalos! O homem está morto. Porque eles não deixam ele descansar em paz!
JOANA: Bem, eu não sei. (Toma um pouco de café)
(O Desconhecido entra)
DESCONHECIDO: É aqui que temos nossa hora do café?
PAULA: Sim, Sente-se aqui.
JOANA: Aqui tem uma xícara, e aqui está o açúcar.
DESCONHECIDO: Obrigada. Sobre o que vocês estavam falando agora?
JOANA: Sobre este jovem pregador que foi assassinado, e estão dizendo que ele voltou a vida.
CARLOS: Isso é tudo um golpe. Você vai ver.
PAULA: Bem, eu acho que pode ser verdade. Olhe, (abre o jornal) esta foto mostra o túmulo e o caixão abertos, aqui em baixo.
JOANA: (Para o Desconhecido) O que você acha disso?
DESCONHECIDO: Eu acho que se Deus quiser trazer alguém de volta a vida, porque Ele não faria isso?
JOANA: Mas as coisas não acontecem assim, não é?
DESCONHECIDO: Você sabe, a Bíblia diz que: Deus não vai deixar o homem, que Ele escolheu, no túmulo.
JOANA: Isso é verdade?
DESCONHECIDO: Também diz que; Deus vai enviar um homem, que vai morrer por todos os erros, que todos cometeram. E Deus vai ressuscitá-lo dos mortos.
JOANA: E você acha que esse pregador pode ser o homem que Deus enviou?
DESCONHECIDO: Eu tenho certeza disso. (Toma seu café) Obrigada pelo café, agora tenho que ir (Desconhecido sai).
JOANA: Sim, vamos lá vocês dois também, a hora do café acabou. Voltem ao trabalho.
CARLOS: Que cara estranho. Quem era ele?
JOANA: Ele deve ser novo aqui. Nunca vi ele antes.
CARLOS: O que houve Paula?
PAULA: (Olha para o jornal) Olhem! Tem uma foto dele aqui!
JOANA: Foto de quem?
PAULA: Do pregador que foi morto.
CARLOS: E daí?
PAULA: Vocês não o reconhecem? É aquele homem que estava sentado aqui falando conosco!
JOANA: Você está certa! Então, Ele realmente está vivo.
CARLOS: Bem, até parece ele, mas eu não acho que...
PAULA: É claro que é ele! Ele está vivo! Ele estava sentado aqui tomando café e falando conosco.
(Joana se levanta)
CARLOS: Aonde você vai, Joana?
JOANA: Telefonar para o jornal. Se um homem morto voltou a vida, que notícia! Todos deveriam saber disso!
(Joana vai embora, Paula e Carlos olham um para o outro, e vão atrás dela)
Diversos: