FILHOS, ESPELHOS DOS PAIS

Versão para impressão
Tal pai tal filho, são quatro famílias, quatro pais cada um com suas histórias. Em comum vemos que os filhos aprendem mais com as atitudes dos pais do que com suas palavras.

Tal pai tal filho, são quatro famílias, quatro pais cada um com suas histórias. Em comum vemos que os filhos aprendem mais com as atitudes dos pais do que com suas palavras.

 


Personagens: 
Narradora, Pai Gílson, Mãe Ivone, Filha Sophia, Pai Diogo, Filho Kauã, Amiga Mirian, Amigo Gustavo, Pai Marcos, Filha Lara, Pai Roberto, Filho Lucas
NARRADOR:  Hoje é dia dos Pais, e através dessa representação teatral gostaríamos de nos embasarmos no versículo que diz assim: “Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais; porque isto é agradável ao Senhor”. (Colossenses 3:20). Mas você Pai já parou pra pensar que você é o referencial do seu filho? Que são as suas atitudes que vão ser exemplos para o seu filho, e não o que você fala? Vamos vê como fica isso, Que entre a 1ª família.
PAI GÍLSON: (Chega em casa depois do trabalho) Nossa hoje o dia foi cansativo, muito trabalho, mas ainda bem que cheguei em casa para descansar um pouco. (Pai senta numa cadeira e logo após a Mãe Ivone chega com a filha).
MÃE IVONE: Gílson eu to indo para o salão agora arrumar meu cabelo, você fica com a Sophia aí. Não sei que horas vou voltar, ah e quando eu chegar, por favor, é para o jantar já esta pronto ok?
PAI GÍLSON: Mas Ivone eu estou tão cansado trabalhei o dia todo.
MÃE IVONE: Não quero saber de nada só encontrei esse horário no salão, e não vou deixar de ir, e para de resmungar atoa.
PAI GÍLSON: Oh Ivone, que exemplo nós estamos dando para a nossa filha? Você só manda em mim e eu tenho que obedecer sempre. Sempre é só a sua opinião que vale poxa, nós temos que dar exemplo para a nossa filha. Lembra que o Pastor falou outro dia sobre isso?
MÃE IVONE: Ah Gílson, não amola você tá é querendo arrumar uma desculpa para não fazer o jantar, mas essa não colou viu, e já vou indo, tchau. E não se esqueça do que eu falei.
FILHA SOPHIA: Papai porque você sempre deixa a mamãe mandar em você, e você nunca toma uma atitude, eu já vi o Pastor falar que o homem é o cabeça da família.
PAI GÍLSON: Ah filha, é isso mesmo, ainda bem que você tá prestando atenção no culto, presta atenção no que vou te dizer: Quando você se casar não seja igual a sua mãe que manda no marido, você vai ter que aprender a ouvir seu marido e ajudá-lo e a opinião dele também vale entendeu?
FILHA SOPHIA: Mas pai e porque você mais a mamãe não é assim?
PAI GÍLSON: Filha você já ouviu aquele ditado que diz assim “faça o que eu digo, mas não faça o eu faço?”
FILHA SOPHIA: Sim pai.
PAI GÍLSON: Então, faça o que eu estou te dizendo que vai ser melhor pra você, e vamos logo fazer o jantar que daqui a pouco sua mãe chega e se não tiver pronto você já sabe né?
FILHA SOPHIA: Mas pai isso tá errado.
PAI GÍLSON: Menina é pra fazer o que eu falo e pronto. E para com essa conversa, eu sei o que é melhor para você. E nada de falar pra sua mãe que eu te disse pra você não ser igual a ela viu? E vamos logo. Vamos.
(Fecham-se as cortinas)
NARRADOR: Que tristeza, os pais não souberam educar bem a sua filha Sophia, quando ela cresceu se tornou exatamente como os seus pais, afinal de contas ela cresceu desta forma e porque iria se tornar diferente? Pais que exemplo vocês estão dando em casa? Pense nisso os seus filhos serão o seu espelho no futuro. Agora vamos conhecer outra família.
(Abre as cortinas)
(pai Diogo entra senta e começa a ler um jornal, toca o telefone e o filho atende).
FILHO KAUÃ: Alô, Quem esta falando? A sim você gostaria de falar com o meu pai? É de onde? Ah do banco do Brasil, sobre o empréstimo que ele pegou. Só um momento vou procura ele. Não ele não está, liga depois obrigado tchau.
PAI DIOGO: É isso ai filho, toca aqui (Batem nas mãos os dois), quando for desse banco você já sabe né? Não estou aqui estou viajando sempre. Meu garoto (Bagunça o cabelo do filho).
FILHO KAUÃ: Mas pai não é pecado mentir?
PAI DIOGO: Ah, mas é uma mentirinha pequena não tem nada não, depois eu peço perdão pra Deus e tá tudo certo.
FILHO KAUÃ: Mas pai eu já ouvi o Pastor falando que nós cristão temos que pagar nossas contas em dia. Porque temos que dar exemplo.
PAI DIOGO: Ah, mas quem disse que não vou pagar essa conta? Vou sim filho, quando sobrar dinheiro eu pago, e pare de falar nisso que depois eu resolvo.
FILHO KAUÃ: Mas pai, esse homem já ligou umas 20 vezes só essa semana. E eu sei que você tem dinheiro sim, eu vi a mamãe toda feliz dizendo que tinha sobrado um dinheirinho esse mês.
PAI DIOGO: Moço, para com isso! Já falei depois eu pago, e para de falar nisso.
(Fecham-se as cortinas)
NARRADOR: Duas semanas depois. (abre as cortinas)
(Kauã está na escola conversando com a Mirian e de repente chega o Gustavo)
AMIGO GUSTAVO: Kauã, será que hoje você tem aquele dinheiro que te emprestei semana passada?
FILHO KAUÃ: Ih cara, tenho não. To liso, sem nenhuma grana.
AMIGO GUSTAVO: Hum, e quando você vai poder me pagar?
FILHO KAUÃ: Ih cara, não sei a coisa lá em casa tá feia, mas tenha fé um dia vou te pagar. Tchau.
AMIGO GUSTAVO: Mas cara, por favor, vê se não demora tanto porque estou precisando, Tá tchau.
FILHO KAUÃ: (começa a rir e tira um dinheiro do bolso). Ta bom que vou pagar o Gustavo. E melhor esperar sentado. Rsrsrs
AMIGA MIRIAN: Kauã, mas isso é errado, se você pegou o dinheiro dele você tem que pagar ainda mais que você tem o dinheiro pra pagar.
FILHO KAUÃ: Ah não vou pagar nada, vou é guardar o meu dinheirinho.
AMIGA MIRIAN: Kauã, se você não pagar o Gustavo eu vou lá na sua casa falar tudo para o seu pai?
FILHO KAUÃ: Pode ir não me importo, porque ele quem me ensinou a fazer isso.
AMIGA MIRIAN: Como? Seu Pai te ensinou e da calote nos outros?
FILHO KAUÃ: Sim, o pessoal do banco liga lá em casa atrás dele e ele nunca paga, por que eu tenho que pagar?
AMIGA MIRIAN: Mas isso é pecado Kauã. Além de você ficar mentido dizendo que não tem dinheiro, você também fica sendo desonesto com as pessoas que te ajudaram.
FILHO KAUÃ: Ah, mas como diz meu pai, depois eu peço perdão pra Deus e fica tudo certo. E vamos logo pra sala que o sinal tocou, vamos,vamos.
(Fecham-se as cortinas)
NARRADOR:  Estão vendo Pais, o exemplo é tudo para definir o caráter do seu filho, ação diz mais do que palavras. Ainda tem mais uma família para nós conhecermos vamos lá? (Abre as cortinas)
(O pai marcos esta sentado em frente da televisão, assistindo um jogo no dia, e grita a filha Lara e fala)
PAI MARCOS: Lara minha filha, vem aqui?
FILHA LARA: Sim pai?
PAI MARCOS: Filha, hoje é dia do culto de oração na igreja, vai se arrumar pra você ir com a sua mãe.
FILHA LARA: Mas pai, o Senhor não vai com a gente?
PAI MARCOS: Não filha, hoje não posso.
FILHA LARA: Mas o Senhor não pode porque pai?
PAI MARCOS: Uai filha você não está vendo hoje é a final do campeonato do meu time, não posso perder. (olha pra televisão e fala) Vai, Vai tira essa bola daí vai, ufa, grande zagueiro. Então filha vai logo pra vocês não chegarem atrasadas, e eu não posso perder nenhum lance, vai,vai.
FILHA LARA: Tá bom...
PAI MARCOS: Gol, Gol é do Corinthians, é isso ai timão vamos com tudo, louco por ti Corinthians, eu canto ate ficar rouco.
(Fecham-se as cortinas). (Abre as cortinas)e o (Pai Marcos entra e fica assistindo televisão).
FILHA LARA: Pai a Camila ta aqui no telefone me chamando pra ir lá na casa dela posso?
PAI MARCOS: Não, hoje é dia de culto e você tem que ir com sua mãe.
FILHA LARA: Mas pai, deixa, por favor?
PAI MARCOS: Já disse que não eu não vou poder ir hoje e você vai ter que acompanha sua mãe.
FILHA LARA: Mas pai, o Senhor sempre falta os cultos pra ficar assistindo televisão e eu não posso? Isso é muito injusto.
PAI MARCOS: Menina eu é que sei o é melhor pra você, se eu falo que é pra você ir para o culto você tem que ir e ponto.
FILHA LARA: E porque o Senhor não vem com a gente? Sempre arruma uma desculpa e não vai?
PAI MARCOS: Lara, você me respeita eu só não vou o dia que realmente tenho algo muito importante pra não ir.
FILHA LARA: Ah, então quer dizer que o futebol é mais importante do que a igreja?
PAI MARCOS: Menina, você tá me respondendo demais. Você não vai pra casa de ninguém, vai é pra igreja com sua mãe e pode ir logo se arrumar cuida, cuida. E você tem que fazer é o que eu falo e pronto.
FILHA LARA: (fala no telefone) Não Camila não vou poder ir na sua casa hoje, por que tenho que ir ao culto com minha mãe. Porque meu pai sempre da um jeito de não ir e manda eu, e quando eu não quero ir ele não deixa, só ele que pode faltar os cultos isso é muito injusto, mas depois vou aí na sua casa, tchau, até logo.
PAI MARCOS: Vai, vai logo e quietinha. Ora, eu sei o que é melhor pra você. (pega o controle e fala) Vamos vê o que vai passar neste canal? Hum Formula 1, Vamos lá Felipe Massa. Pan, Pan, Pan Pan.
(Fecham-se as cortinas)
NARRADOR: Hum, que mau exemplo Marcos está dando pra sua Filha. Mas agora vamos conhecer uma família diferente.
(Abre as Cortinas e o) (o Lucas está sentado jogando vídeo game e o pai Roberto Entra falando no telefone).
PAI ROBERTO: Alô, eu gostaria de falar com o gerente do banco. Sim é o gerente, então é que eu acabei de tirar um extrato da minha conta e lá tem 10 mil reais depositaram errado. Gostaria que o Senhor verificassem isso e devolvesse esse dinheiro ao dono, porque o dono não sou eu tá? Sim moço eu to falando sério. Aguardo a resolução desse problema o quanto antes. (desliga o telefone)
FILHO LUCAS: Pai você tá doido?
PAI ROBERTO: Uai filho, por quê?
FILHO LUCAS: Uai se esse dinheiro apareceu na sua conta, isso é uma benção de Deus. Aí o senhor liga pra o banco pra falar que depositaram errado, pai estamos falando é de 10 mil reais.
PAI ROBERTO: Filho, vem aqui. Deixa eu te ensinar uma coisa, esse dinheiro não é meu se eu aceitar esse dinheiro eu vou estar concordando com o erro e vou estar roubando também e nós somos cristãos verdadeiros e não podemos fazer esse tipo de coisa, mesmo que alguém tenha depositado este dinheiro por engano, já pensou no desespero que deve tá o dono desse dinheiro?
FILHO LUCAS: Nossa pai é verdade, que bom então que o Senhor é honesto. Me orgulho muito de você, quando crescer vou ser igual ao Senhor.
PAI ROBERTO: (risos) Que bom filho que você entendeu, nós temos que ser sempre honesto e em todas as coisas, por exemplo, você já fez a lição da EBD?
FILHO LUCAS: Ih pai ainda não.
PAI ROBERTO: Pois então vamos lá fazer, vou ajudar você. Vamos
FILHO LUCAS: Claro pai, você é demais sempre me dando exemplos bons e honestos, e pode ter certeza que vou levar isso sempre pra minha vida. Como amo o Senhor, Vamos fazer a lição juntos.
(Os dois saem juntos e abraçados e fecham-se as cortinas).
NARRADOR: Viram só como viver o que fala é o melhor exemplo que vocês pais podem dar para os seus filhos? Fiquem atentos e pensem nisso. Feliz dia dos Pais a todos e que Deus os abençoe.
 

Datas: 
Estilos: 
Diversos: