Entre o Bem o e Mal

Versão para impressão
Entre o Bem o e Mal

Esta peça faz alusão à batalha diária do bem e do mal.
Bem e Mal tornam-se personagens e falam diretamente para o João, que ora dá ouvidos para um, ora para o outro.
Luísa é a amiga dos tempos de farra do João.

Cenário: Uma mesa de lanchonete.
Personagens: João, Luísa, a garçonete, o Bem e o Mal. (os outros personagens tem que deixar parecer que não vêm o bem e o mal)
[João está na mesa da lanchonete, lendo a Bíblia enquanto espera seu pedido. O anjo do bem esta atrás dele, feliz pelo mesmo estar lendo a palavra]
GARÇONETE: Boa Noite, o que o senhor deseja? (João não responde e continua lendo) Oi! Senhor!
JOÃO: Ah, me desculpe, eu estava muito concentrado! É a história de Moisés, eu gosto muito!
GARÇONETE: Ah sim, tudo bem! Eu também gosto muito da história de Moisés.
JOÃO: Ah, é mesmo? Que bom! Continue assim, Deus pode fazer grandes coisas através da sua leitura.
GARÇONETE: Sim, é verdade! O que o senhor deseja?
JOÃO: Ah, eu quero um sanduíche e um suco de acerola, por favor.
GARÇONETE: (anotando) Certo. Fique a vontade, eu volto já!
JOÃO: Ok.
[Garçonete sai, pouco depois Luísa aparece, vai se desviando e então reconhece João, se aproximando]
LUÍSA: João?
JOÃO: Luísa? Nossa, faz tanto tempo que eu não te via! (se abraçam)
LUÍSA: Ai, é verdade! Meu Deus, é impressionante como o tempo voa e a gente nem percebe! (João afirma) Como é que ta sua mãe?
JOÃO: Ah, ela ta ótima, graças a Deus! Também foi salva faz pouco tempo!
LUÍSA: (demora um pouco, analisando) Foi salva? Como assim?
JOÃO: Ah, desculpe! Ela aceitou Jesus!
LUÍSA: Não acredito! Você também? (João afirma) Nossa, é que é tão difícil acreditar nisso, sabe? Você era tão... tão alegre, tão divertido...
JOÃO: Eu não to mais alegre?
LUÍSA: Não... [Neste momento, o anjo do mal se aproxima de João. O bem tenta avisar a João que ele está se aproximando] Você lembra daquele dia que a gente ficou preso no elevador com o Caio? Ai, foi tão engraçado!
JOÃO: Ah, eu me lembro sim! Nesse dia eu tinha bebido demais! [os dois ficam rindo e o demônio preto se aproxima mais, até ficar do outro lado atrás de João]
BEM: (falando no ouvido) João, não deixe ela fazer você lembrar do passado! Sua vida agora é com Jesus, é uma nova vida!
MAL: Não ouça o que essa coisa boazinha te diz! Você tinha uma vida maravilhosa antes de tomar essa decisão equivocada e jogou tudo pelo ralo! Você precisa voltar a ter aquela vida de antes!
JOÃO: Seria muito bom voltar ao passado! Bons tempos aqueles!
BEM: Não, João! Não!
LUÍSA: Mas quem disse que você não pode voltar? A gente pode voltar a fazer tudo aquilo de novo sempre que você quiser. Beber até ficar zonzo, andar de moto em alta velocidade e dançar muito!
JOÃO: (analisando um pouco) Não... Não, eu não posso fazer isso, sabe? Eu, eu já decidi que vou parar de fazer essas coisas e viver uma nova vida com Deus!
BEM: Isso, João! Isso! Não deixa o pecado te vencer!
MAL: Cale a boca, você não sabe de nada, seu coelho de asas!
LUÍSA: (levantando) Vida com Deus? É assim que você chama sua vida? João, você está mesmo feliz? Porque eu acho que não!
MAL: Não é possível que você não esteja vendo o que está fazendo! João, escuta o que eu vou te dizer: Você tinha uma vida perfeita, linda, radical, com amigos divertidos e agora vai deixar tudo isso de novo? Ela ta te dando outra chance, você não ta percebendo?!
BEM: Não ouça o que ele diz, João!
MAL: Calado (a)!
JOÃO: Talvez você tenha razão! Minha vida ultimamente tem sido tão monótona! Eu sinto falta daqueles tempos!
BEM: Não, João!
LUÍSA: Então vamos voltar a fazer tudo de novo! Eu posso chamar todo mundo, se você quiser. O Cadu, o Caio, a Dani...
BEM: João, por favor! Lembre-se do que aconteceu com você! Você quase morria por causa dessas coisas! Lembra do acidente de moto! Não escute o que ela diz, continue no caminho da salvação!
MAL: (empurrando o bem) Não, João! Você quase morria por acidente e não porque vivia daquele jeito!
BEM: Não, não é verdade!
MAL: Caladooo (aaa)! João, você vai perder a oportunidade de voltar a ser o que era antes, de voltar a ter aquela vida maravilhosa por culpa dessa igreja?
LUÍSA: João, você ainda não me deu uma resposta!
JOÃO: Eu acho que seria bom sair com a galera toda de novo!
LUÍSA: Então, João! Vem com a gente!
JOÃO: Ér, mas eu já fiz meu pedido!
MAL: Esquece o pedido!
LUÍSA: Ah, é verdade! Mas eu posso esperar! (se senta)
BEM: João, por favor, não vai com ela! Lembre-se do que você aprendeu com a Bíblia! Esqueça as vaidades do mundo! Você pode desfrutar de uma vida maravilhosa e eterna com Deus no céu!
MAL: Ele não queeeeeeer!
GARÇONETE: Aqui está o seu pedido, senhor! (coloca na mesa) São seis e noventa!
JOÃO: Muito obrigado, (paga) Deus abençoe você! (garçonete agradece e sai)
LUÍSA: João... olha pra você... tão careta, quadrado, fanático, eu nem to mais te reconhecendo! Foram só dois anos mesmo? Você não tem mais aquela alegria de antes, aquele rosto que animava todo mundo... Você não é o mesmo.
BEM: Você não é o mesmo porque Deus te transformou, João! E vai transformar sua vida ainda mais... pra melhor! Deixa ele continuar, por favor!
JOÃO: Eu não sou o mesmo porque Deus me transformou, Luísa! E ele vai continuar me transformando!
MAL: Nãão! (o mal derruba o prato de João, que se espanta)
JOÃO: Meu Deus, o que foi isso?
LUÍSA: Quer saber de uma coisa? Eu gostava muito de você! Muito! Gostava do seu jeito de ser, das suas atitudes e tinha muita esperança de encontrar você de novo, mas agora não! Agora eu percebo que tem muita gente que muda pra melhor, mas existem pessoas que mudam pra pior! Com licença, eu tenho que ir! (Luísa vai saindo)
MAL: Está vendo o que você fez? Deixou a garota dos seus sonhos ir embora! Não percebe a burrada que está fazendo? Vai atrás dela! Agoooraaaaaaaa!
BEM: Nãããão!
JOÃO: Luísa! Espera!
LUÍSA: Eu tenho que voltar pra casa, João!
JOÃO: Mas eu não quero que você volte! Eu quero ir com você! Voltar a ser o que eu era antes! Aprontar com a galera! Minha vida não tem sentido sem isso! (o mal vai até João e o abraça)
MAL: É disso que eu to falando, garoto! (ri)
LUÍSA: Então vamos!
BEM: Não! Não vai! João, não Vaaaaai! (tenta se aproximar de João e é empurrado pelo mal) [Nesse momento, o bem e o mal começam a se empurrar um ao outro, enquanto é tocada uma música de fundo. O mal acaba empurrando o bem mais forte, que cai, João vai saindo]
BEM: Joããão! JESUS TE AMA! Ele te ama tanto João! Ele te ama tanto que morreu numa cruz pelos seus pecados, por isso agora você pode se arrepender de tudo, e você se arrependeu, até conseguiu ajudar sua mãe a se salvar e agora vai jogar tudo fora e voltar pra vida de pecado de novo? Você pode escolher entre a vida e a morte, Deus te deu essa liberdade, mas eu preciso alertar você João, a querer a vida! Aceite a vida com Deus, João! Aceitaaa!
JOÃO: Não, Luísa! Não, eu não vou com você! Eu batalhei muito pra conseguir me libertar e não faz sentido acabar com tudo agora! Eu gosto de servir a Deus e não é por causa das vaidades do mundo que eu vou deixá-lo! E, sinceramente, eu gostaria muito que você também aceitasse viver com Jesus!
MAL: Nãão! [o mal vai para trás até sair de perto de João]
LUÍSA: O quê? Com licença, eu tenho mais o que fazer! (Luísa sai)
JOÃO: JESUS TE AMA, Luísa! JESUS TE AMAA! [O Bem se levanta]
BEM: Muito bem, João! Você fez o que era certo! Continue firme, porque a sua recompensa vai ser mil vezes maior que as provações!
[JOÃO pega sua Bíblia e sai pela porta da frente, feliz, e o anjo o acompanha]

Peça do Matteus Medeiros

Estilos: 
Diversos: