DIAS FINAIS

Versão para impressão

DIAS FINAIS - Teatro Cristão DOIS IRMÃOS (Adaptação da peça Arrebatamento, o fim do mundo?) Dois irmãos que moram juntos, querem distância de igreja, religião...
Mas um deles aceita a Cristo e passa a incomodar seu próprio irmão.
Preocupado com a eternidade do irmão, Cláudio passa a falar SEMPRE, de Jesus Cristo.
Genoval tenta de todas as formas “calar” o irmão. Um dia tem um pesadelo, o irmão foi arrebatado e ele ficou...

CENA 1 - (Genoval chegando em casa encontra Cláudio, seu irmão)

 

CLÁUDIO:  O que aconteceu?
GENOVAL:  Nada.
CLÁUDIO:  Então, por que essa cara?
GENOVAL:  A vida é chata, sem graça e ainda tenho que aguentar esses fanáticos!
CLÁUDIO:  Que fanáticos?
GENOVAL:  Que fanáticos, esses crentes!
CLÁUDIO:  Não fale assim Gê…
GENOVAL:  Falo sim e não defenda, não é você que se aborrece todo dia.
CLÁUDIO:  Mas o que eles fazem que te incomoda?
GENOVAL:  São falsos, a vida é uma guerra e eles veem falar de Jesus.
CLÁUDIO:  Mas você não está vendo a diferença, eles pelo menos falam de amor, de Deus.
GENOVAL:  São chatos! Acham que Deus está só com eles, por isso se acham diferentes e melhores.
CLÁUDIO:  Eles não se acham melhores, mas sim diferentes, você nunca viu e nunca verá um fiel evangélico, fumando, bebendo, dizendo palavrões, porque o Senhor Deus já o libertou de todos esses vícios.
GENOVAL:  Então a bíblia proíbe a andar em bares, bailes, etc?
CLÁUDIO:  Especificamente não, mas você não encontrará amor em lugares como esses, onde todos bebem, fumam, dizem palavrões e onde a única intenção é a perversão, Deus não habita em trevas… Você ainda acha que esses lugares são do agrado de Deus?
GENOVAL:  Sei lá eu, você acaba me confundindo. (MÚSICA)
CLÁUDIO:  Por isso o mundo está nesse caos, o homem não consegue enxergar a verdade, não quer abandonar os vícios como o cigarro, as drogas, os prazeres pecaminosos, e com isso esquecem que um dia terão que prestar contas.
GENOVAL:  Que contas, eu pago o meu imposto em dia.
CLÁUDIO:  Não seja irônico, um dia você morrerá e verá a verdade que ignorou a vida toda, por nunca ser agradecido a Deus pela tua vida e por tudo o que Ele te deu.
GENOVAL:  Olha aqui seu Cláudio, quem trabalha sou eu, se eu não trabalhar passamos fome, Deus não vai mandar comida voando.
CLÁUDIO:  Pela fé Ele mandaria mais do que você imagina.
GENOVAL:  Eu canso de ver crente pecando, falando palavrão, da vida dos outros, fumando, vejo as mulheres indo pra igreja com um tipo de roupa e na rua andam com outra que até escandaliza e você ainda os defende?
CLÁUDIO:  Você está generalizando! Esses que escandalizam, darão contas a Deus por tudo e pagarão um preço muito alto. Existem aqueles que amam de verdade o Senhor e são esses os verdadeiros servos de Deus.
GENOVAL:  Muitos empresários estão abrindo igrejas e o povo caindo nessa, eles só querem dinheiro e mais nada.
CLÁUDIO:  Você tem razão…
GENOVAL:  Aleluia irmão!
CLÁUDIO:  Com certeza isso acontece, estamos vivendo a frieza espiritual, a falta de amor, hoje em dia qualquer um abre uma igreja, muitos só sabem dizer que Deus capacita e Ele realmente faz isso, mas Deus capacita quem está preparado, aquele que não estudar não tem como Deus o capacitar, precisa ser preparado espiritualmente e ter o principal que é o amor a Deus.
GENOVAL:  Por que Ele não acaba de uma vez com tudo isso?
CLÁUDIO:  Genô, se isso acontecesse você ia se lamentar de não ser cristão.
GENOVAL:  Lamentar? Eu quero distância dessa gente… Cláudio você está se esquecendo do seu passado? Você sempre odiou essas pessoas, não podia ouvir falar deles, o que está acontecendo?
CLÁUDIO:  Você tem razão, eu não gostava. Hoje reconheço que eu estava errado. Eles são pessoas que seguem os mandamentos de Deus e você quer distância?
GENOVAL:  Parecem um bando de loucos!
CLÁUDIO:  Eles acham o mesmo do mundo.
GENOVAL:  (Desconfiado) Me diz uma coisa irmãozinho, por que você está defendendo tanto esse pessoal?
CLÁUDIO:  Apenas estou sendo verdadeiro e é isso o que eu acho.
GENOVAL:  Olhe pra mim, eu sou responsável por você, me diga: Você não está andando ou conversando com o Palomino, está?
CLÁUDIO:  O que tem isso demais?
GENOVAL:  Ele é um crente fanático! Se eu te pegar se quer, conversando com ele, eu te interno! (MÚSICA)
CLÁUDIO:  Eu fui com o Palomino na igreja!
GENOVAL:  O que!? (Tira a correia[cinto] e tenta pegar o Cláudio que corre)
CLÁUDIO:  Para com isso Genoval, eu estava sozinho, me sentindo mal, e foi como se ele soubesse, ele veio, conversamos e eu fui com ele na igreja.
GENOVAL:  Então já está louco!
CLÁUDIO:  Ele se tornou o melhor amigo.
GENOVAL:  Onde vou conseguir dinheiro pra te internar?
CLÁUDIO:  Estamos até evangelizando nos hospitais com outros irmãos.
GENOVAL:  É um hospício inteiro! Você tinha uma vida normal. Pra que isso Cláudio?
CLÁUDIO:  Pra salvar os perdidos desse mundo ilusório. Vida só há em Jesus.
GENOVAL:  Você tem que estudar e não ficar andando a toa.
CLÁUDIO:  Andar com Jesus é ter a certeza da salvação, sair e fazer a vontade de Deus que nos ordenou: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura, quem crê e for batizado será salvo, mas quem não crê será condenado.
GENOVAL:  Só que aqui em casa quem ordena sou eu, deixe que outros façam esse trabalho.
CLÁUDIO:  Poucos são os que fazem esse trabalho tão importante, a seara é grande, mas poucos os ceifeiros, Jesus precisa de mim e eu quero fazer a vontade do Senhor.
GENOVAL:  É lavagem cerebral!
CLÁUDIO:  É maravilhoso sentir o que sinto e não estou mais só, agora eu tenho Jesus. (MÚSICA)
GENOVAL:  Eu te dou de tudo e do melhor, escola…
CLÁUDIO:  Eu sei meu irmão e te agradeço por isso, mas do que mais necessitava você e ninguém poderia me dar, que a presença do Espírito Santo de Deus.
GENOVAL:  Eu posso te dar tudo e do melhor…
CLÁUDIO:  O amor só Deus pode.
GENOVAL:  Então eu não presto pra mais nada.
CLÁUDIO:  Você é muito importante pra mim e preciso de você.
GENOVAL:  Então esquece essa loucura e pare de andar com o Palomino.
CLÁUDIO:  Ta bem, eu posso parar de andar com o Palomino, mas não posso parar de andar com Jesus, a presença dEle me faz feliz.
GENOVAL:  Pare com isso Cláudio, com essa loucura!
CLÁUDIO:  Quem recebe de verdade o Senhor, não tem como largá-lo, Ele é só amor e eu não quero perde-lo.
GENOVAL:  (Com raiva) Se de agora em diante se eu ouvir falar de igreja, de Jesus ou de crente nesta casa, eu te ponho pra fora daqui ou então vá morar na casa do Palomino.
CLÁUDIO:  Jesus está voltando Gê! Desse jeito você não será salvo.
GENOVAL:  Chega! Coloca isso na sua cabeça: Eu não acredito! Agora vá dormir. (Cláudio sai de cena - MÚSICA)
NARRAÇÃO - O Cláudio não falou mais de Jesus, mas continuou indo a igreja escondido. Genoval começou a sentir falta das conversas com o irmão. Cláudio por sentir próximo a vinda do Senhor e o pouco tempo que restava, buscava no jejum e oração a conversão do seu irmão.

 


CENA 2 - (Cláudio entra lendo o salmo 121 logo após entra Genoval vindo da rua)

 

CLÁUDIO:  (Escondendo a bíblia) Alguma novidade?
GENOVAL:  Eu ia perguntar a mesma coisa.
CLÁUDIO:  Você vai jantar antes ou tomar banho primeiro?
GENOVAL:  Que pergunta é essa? Você sabe que eu sempre tomo banho antes, vou comer fedendo? Já não chega essa camisola (ou camisa) que eu só troco uma vez por semana.
CLÁUDIO:  Não troca porque não quer, eu já lavei todas na máquina.
GENOVAL:  Pelo menos alguma coisa em casa você faz…Não aconteceu nada de anormal?
CLÁUDIO:  De anormal, não.
GENOVAL:  Sua sogra não veio aqui?
CLÁUDIO:  Não, e nem a sua!
GENOVAL:  Deixa minha sogrinha em paz. Tá na hora de você casar.
CLÁUDIO:  Você também, afinal é mais velho que eu.
GENOVAL:  Tá tudo bem mesmo?
CLÁUDIO:  Sim claro…
GENOVAL:  O que está escondendo ai?
CLÁUDIO:  (Gira em torno de si) Onde? Nada.
GENOVAL:  Por acaso não seria a bíblia?
CLÁUDIO:  Bíblia?
GENOVAL:  Tá com vergonha?
CLÁUDIO:  Não, claro que não… (Mostra a bíblia) É que o Palomino me emprestou… (MÚSICA DE SUSPENSE)
GENOVAL:  O que tem o Palomino?
CLÁUDIO:  Eu disse Palomino?
GENOVAL:  Disse. Vamos fale! O que tem esse rapaz? Não minta, Deus não se agrada dos mentirosos.
CLÁUDIO:  É que as vezes falo coisas que eu mesmo nem sei porque falei.
GENOVAL:  É a loucura progredindo.
CLÁUDIO:  Olha aqui Genoval, eu posso até apanhar, sei que te devo explicações, mas eu não aguento mais ficar sem falar de Jesus pra você, você é meu irmão e preocupo com isso.
GENOVAL:  O teu fim está próximo.
CLÁUDIO:  Você tem razão, Jesus está mesmo voltando.
GENOVAL:  Enlouqueceu!
CLÁUDIO:  Eu sinto a vinda do Senhor e quero que vá comigo para a vida eterna.
GENOVAL:  O que você sabe de bíblia? Eu já tenho o meu santo protetor.
CLÁUDIO:  Escute esse aviso. (Lê a bíblia no Êxodo 20)
GENOVAL:  O povo não está muito interessado nesses avisos.
CLÁUDIO:  Mas deviam.
GENOVAL:  O mundo é uma bagunça, ninguém respeita nada, só roubalheira, violência, o homem faz o que quer e Deus nada faz.
CLÁUDIO:  Olha o que Jesus nos diz em Matheus 24. (Lê Matheus 24. 38, 39)
GENOVAL:  Como sabe tanto! Decorou a bíblia?
CLÁUDIO:  Muitos decoram e não vivem, a palavra de Deus é a verdade, ela entra e nunca mais sai.
GENOVAL:  Vamos chegar por aqui.
CLÁUDIO:  Quando reconhecer que não adianta brigar com Deus, leia o salmo 51 e se arrependa enquanto há tempo.
GENOVAL:  (Indo em direção ao Cláudio) Amanhã quando eu chegar do trabalho, vou levá-lo para o doutor Garnizé te examinar, se ele concluir que é caso de internação, você ficará numa clínica de recuperação.
CLÁUDIO:  Meu único médico é Deus, Ele voltará e se isso acontecer você se arrependerá de tudo e não terá como buscar ajuda, faça o que tem que ser feito. (Lê 1 TS 4. 16,17) E o arrebatamento será num piscar de olhos. (MÚSICA)
NARRAÇÃO - Ele foi ao médico que pediu paciência ao Genoval e disse que isso tudo era passageiro e que acontecem nas melhores famílias, que se o problema piorasse então ele o internaria… Alguns meses se passaram, e o Genoval na mesma, mas a promessa do Senhor é verdadeira…O grande dia chegou! (MÚSICA DE SUSPENSE - Acontece o arrebatamento)

 


CENA 3 - (Luz - Entra Genoval)

 

GENOVAL:  Cláudio! Apareceu outro compromisso e talvez só volte amanhã, lembra da Magali, sem ser a comilona, é com ela que eu vou sair hoje e preciso que você me faça um favor ligando pra Fabíola dizendo a ela que não vou poder vê-la hoje…Ô rapaz, venha até aqui rápido, eu estou atrasado.(Olhando o relógio) São oito e doze, vai atrapalhar o meu encontro, Cláudio! Depois que virou crente nem das mulheres se interessa mais. Se estiver na casa do Palomino, será o fim pra ele. (Sai de cena)
NARRAÇÃO - Ele foi até a casa do irmão Palomino, mas ele também não estava. (Entra Genoval)
GENOVAL:  Gente louca, deixar a casa daquele jeito. Onde se meteu o Cláudio? Já estou atrasado pro encontro, ela vai me matar. Já sei! Com certeza foi pra igreja com aquele rapaz, eu vou trazê-lo e acabar com essa história de uma vez por todas ou não me chamo Genoval. (Sai de cena)
NARRAÇÃO - A sua busca era sempre frustrada. Que Cláudio, que irmão, ele começou sim a achar o desespero. (Volta Genoval)
GENOVAL:  Sai de mim! Que coisa de maluco… A igreja estava vazia e as luzes acesas, depois reclamam que não tem dinheiro pra pagar as contas. (Olha o relógio) Lá se foi o meu encontro. O que fiz de errado pro Cláudio fazer isso?
NARRAÇÃO - As horas passavam e nada do Cláudio, o desespero do Genoval aumentava a cada minuto.
GENOVAL:  Tudo bem, se é castigo, eu já me considero castigado, agora apareça…Cláudio! (Sai de cena)
NARRAÇÃO - Cláudio, um nome que excluiu de sua vida, ignorou, pelo simples motivo de servir ao Deus salvador. Agora ele sentia falta do irmão que tanto falou do amor de Deus e sempre dava as costas. (Volta Genoval)
GENOVAL:  (Sentado) Será que você está aqui e eu não estou te vendo? Ah eu tô maluco! Ou será que estou sonhando? Como sou burro! Eu com certeza devo estar sonhando, basta esperar aqui sentado esse pesadelo acabar… Pronto já vai acabar e vou poder contar sobre esse sufoco pro Cláudio, ele não vai acreditar, ou vai? Do jeito que é maluco vai logo dizer que Jesus voltou e eu fiquei. (Pausa) Será que eu tenho que deitar na cama? Mas se estou sonhando eu tenho que continuar aqui onde estou… Não pode ser real! Estou ficando louco! Tenho que me acalmar e ver que isso tudo é besteira minha, é o cansaço do dia a dia. Já sei! Filosofia mundial, pensamento positivo, eu vou sair e entrar de novo e o Cláudio vai estar aqui na sala como sempre lendo um livro. Positividade, agora vai… (Sai de cena)
NARRAÇÃO - E lá vai o Genoval tentando enganar a si mesmo, na esperança de voltar a ver o seu irmão. (Volta Genoval)
GENOVAL:  Querido, cheguei! Que dia cansativo, estou exausto, lá se foi o meu encontro, mas tudo bem, nem tudo é como queremos. Vou tomar primeiro um banho…Tudo bem com você? Eu estou ótimo! Claudinho, por favor dá pra aparecer? Estou arrependido, pronto. Você é meu irmão e é importante pra mim, estou disposto a mudar, agora apareça, Cláudio! (Sai de cena)
NARRAÇÃO - Aparentemente ele estava arrependido, mas era só o Cláudio aparecer e tudo seria como antes, o homem é muito teimoso, se acha um sábio, o apóstolo Paulo escreveu em 1 Coríntios 3.18 (Lê - Volta Genoval)
GENOVAL:  Se isso não é sonho é a realidade e se é realidade por que eu estou preocupado? O Cláudio deve estar por ai em algum lugar, vou ligar o som pra acalmar a alma. (Liga o rádio e depois a TV que noticia simultaneamente o desaparecimento do povo)
RÁDIO/REPÓRTER: Um fenômeno está acontecendo no mundo, as igrejas estão vazias e muitos evangélicos sumiram, famílias estão a procura de seus parentes, muitos acham que foram capturados por seres extraterrestres. Estou aqui ao lado de um pastor de uma dessas igrejas e nos contará o que realmente aconteceu:
PASTOR:  Meus amigos ouvintes, o que está acontecendo no mundo é o que estamos anunciando a séculos, sobre a volta de Nosso Senhor Jesus Cristo e com muita tristeza que digo isso a vocês, eu me considerava um cristão e hoje vejo que eu estava enganado, toda a minha família foi arrebatada e infelizmente eu fiquei.
REPÓRTER - Como uma pessoa como o senhor que pregava a palavra ficou nesse caso do arrebatamento?
PASTOR:  Eu sou um pecador e como pecador não merecia ir, a terra prometida é santa e em terra santa pecador não entra. Precisamos nos purificar totalmente e perguntar ao Senhor se é desta forma que Ele nos quer e não fazermos as coisas como queremos. Salomão escreveu em Eclesiastes 8.17 (Lê) Deus pensa diferente de nós e temos que fazer como Ele deseja.

 

GENOVAL:  (Desliga o rádio e TV) Que história doida é essa! Cada hora a coisa piora. Arrebatamento? O Cláudio me falou disso, mas será que é verdade? E o que
será de quem ficou, como eu?
INIMIGO:  (Voz em off) Genoval.
GENOVAL:  Quem será? Entra e o que deseja?
INIMIGO:  Genoval!
GENOVAL:  Quem é você?
INIMIGO:  Não sou ninguém, apenas procuro Genoval.
GENOVAL:  Não tem ninguém aqui com esse nome, por favor vai embora.
INIMIGO:  Procurando seu irmão?
GENOVAL:  O que você sabe sobre o Cláudio e onde ele está?
INIMIGO:  Eu sei o mesmo que você.
GENOVAL:  Mas eu não sei nada, já vi que estou ficando louco ouvindo ninguém.
INIMIGO:  Você vai afundar com esse seu orgulho.
GENOVAL:  Olha seu ninguém, vá embora por favor.
INIMIGO:  Agora a tua alma nos pertence.
GENOVAL:  Do que você está falando?
INIMIGO:  Você ouviu as notícias e já sabe sobre o arrebatamento.
GENOVAL:  Arrebatamento? Então é verdade?
INIMIGO:  Sim é verdade. O seu irmão foi arrebatado e o amor com ele, de agora em diante a sua alma pertence a satã que só veio para roubar, matar e destruir e ele virá buscá-lo. (Rindo)
GENOVAL:  Não pode ser verdade! Ele me avisou tantas vezes e não quis ouvir… Foi injusto, por que não me deram mais uma chance?
INIMIGO:  Eles te deram, mesmo que dessem mais, você não ia escutar, é muito teimoso pra assumir seus erros.
GENOVAL:  E você o que faz aqui?
INIMIGO:  Eu sou apenas o seu pesadelo ou melhor, um mensageiro.
GENOVAL:  Mensageiro de quem?
INIMIGO:  Do seu novo dono. (Rindo) Está noivo, mas sai com outras porque não ama a noiva.
GENOVAL:  E o que você tem como isso?
INIMIGO:  Eu sou a foice que corta o pecado.
GENOVAL:  Não pode ser verdade! Eu não acredito nessa história. Você é uma ilusão. (Ou miragem no caso de ter um ator)
INIMIGO:  Talvez você tenha razão, muitos acham que o arrebatamento é uma ilusão, mas o pior está por vir, o verdadeiro sofrimento e você se lamentará por não ter dado ouvidos ao seu irmão quando te disse: (Mc 8.36,37,38) Que aproveitaria ao homem ganhar o mundo todo e perder a sua alma? Ou que daria o homem em troca de sua alma? Qualquer que nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos. E eu serei o seu carrasco. (A voz vai sumindo numa risada ou o ator sai de cena)
GENOVAL:  Espera ai, não vai embora! Existe uma maneira de mudar tudo isso? Eu dou tudo o que tenho, só quero voltar a ser como antes, vou cuidar melhor de meu irmão, ir a igreja com ele e agradecer a Deus por minha vida. Eu estava vivendo como se nunca fosse morrer, esquecendo de que um dia darei contas de tudo o que fiz aqui na terra, o Cláudio achava que eu não prestava atenção, mas eu no fundo sabia do ele estava falando, só não queria admitir. Eu respiro, eu falo, ando, trabalho, porque Deus sempre cuidou de mim, Ele sempre me amparou. Existe uma maneira de mudar tudo isso? Existe uma maneira de mudar? (Ajoelhado)

NARRAÇÃO - Não! Não tem como mudar o que já foi consumado por Deus, quem não estiver conforme Deus quer, não será salvo… Mas ainda temos tempo de nos colocarmos em santidade na vista do Senhor. Deus é amor! O Senhor nos ama muito, mas no dia do julgamento Ele não terá misericórdia com os impuros, adúlteros e mentirosos, idólatras e medrosos, Ele nos deixou os mandamentos para seguirmos fielmente. Não poderemos irmãos, reclamar no dia da volta do Senhor.

GENOVAL:  (Levantando/Desesperado) O Cláudio disse para eu ler o salmo 51. (Lê o Sl 51. 1-4) Deus, tenha misericórdia de mim, eu fui um bobo, um tolo por odiar o seu povo, proibir o Cláudio de fazer a tua vontade e por me achar um deus… Agora eu reconheço que não sou nada, nada! Me perdoe, me perdoe, me perdoe…

NARRAÇÃO - Os que estão nos céus não poderão passar pra cá e nem os de cá pra lá. “Eis que cedo venho” E pra nós está tão perto, Jesus é justo, é amor, é misericordioso. Esteja preparado irmãos, a gloria nos espera e só quem acredita fielmente em Jesus sabe que a sua promessa não é em vão… Falem de Jesus pra quem vocês puderem falar, falem de seu amor, precisamos pregar sua palavra, vamos levar pro Senhor o seu povo “Só os puros de coração verão a Deus”, “Ame o seu próximo como a ti mesmo” É difícil? Ore, peça a Deus pra te purificar e que o sentimento de Cristo esteja em nós para podermos amar até nossos inimigos. Não se deixem agarrar a coisas materiais, pra onde vão, essas coisas não entrarão. Olhe pra um enfermo, ele precisa de sua oração, olhe pra um mendigo, ele precisa de seu amor… Não seja como o Genoval que tinha tudo na vida, menos o mais importante que é Jesus.

GENOVAL:  Cláudio! Meu irmão volte, eu fui um tolo, vamos a igreja! Volte por favor… Cláudio, aqui está tão vazio sem você, sem seus sermões, olha eu sei que nunca fui fiel a Fabíola, mas agora vou me casar com ela e seremos felizes. Agora apareça, Cláudio, Claudiooooooo! (MÚSICA)

NARRAÇÃO - O sofrimento que tomará conta da terra é inexplicável, não queira em compreender o pensamento de Deus, Ele nos ama e isso já basta, nos deu a vida eterna. Agora seja fiel e guarde os mandamento no seu coração. Prepare-se para o grande dia, nós verdadeiros seguidos estamos ansiosos, mas Deus mais ainda. Ele nos ama e nos espera. “Visto que guardastes a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei na hora da tribulação que há de vir sobre todo o mundo, para provar os que habitam sobre a terra. Venho sem demora. Guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa”. Eu creio no Senhor Jesus, venha Senhor, venha amado mestre, estamos te esperando. (MÚSICA AUMENTA - Genoval senta na cadeira/poltrona e dorme. Entra Cláudio)


CENA 4 - (Luz - Fim do pesadelo)

 

CLÁUDIO:  Gê… Genô… Genoval!
GENOVAL:  (Acorda assustado) Quem é você? Sai de mim, eu não vou.
CLÁUDIO:  Calma, vai aonde, vamos dormir.
GENOVAL:  Você é o Cláudio mesmo ou está disfarçado?
CLÁUDIO:  Disfarçado de quem homem?
GENOVAL:  Do cadeirudo.
CLÁUDIO:  Sou eu, o Cláudio.
GENOVAL:  É você mesmo?
CLÁUDIO:  Claro. (Se abraçam)
GENOVAL:  Então foi um sonho? Eu sonhei (Rindo) Mas parecia real, muito real.
CLÁUDIO:  Sonhou o que?
GENOVAL:  Eu sonhei que você tinha sido arrebatado.
CLÁUDIO:  Glórias a Deus!
GENOVAL:  E eu fiquei.
CLÁUDIO:  Misericórdia! Jesus te ama e não deixará que você fique, só depende de você.
GENOVAL:  Cláudio, eu quero me consertar com Deus, ir a igreja, falar de Jesus por todo o mundo e ser um verdadeiro seguidor.
CLÁUDIO:  Glórias a Deus!
GENOVAL:  E ter a certeza da salvação.
CLÁUDIO:  O Senhor prometeu salvar minha família e você é prova disso. Quando Ele promete alguma coisa, Ele cumpre, Ele é fiel.
GENOVAL:  Cláudio, foi terrível, eu te procurei por todo lugar, ai apareceu uma voz (Ou homem) que me disse coisas horríveis… (Vão saindo e a musica aumenta - B.O)

 

Entra o apresentador e lê Amós 8.11-13

Texto original escrito em São paulo no dia 15 de Novembro de 1995

Adaptado em Setúbal - Portugal em de 27 de Novembro a 01 de Dezembro de 2009

FIM

Todos os Direitos Reservados@

Ministério Profissional Atores de Cristo - Brasil - Portugal

 

NAN BREVES

Autores: 
Estilos: 
Diversos: