DEFICIENTES

Versão para impressão

Características egoístas de pessoas da igreja são expostas...

Qual a atitude diante de um mendigo? O mendigo dá uma lição...

(Eu creio que os problemas/defeitos e falhas dad igrejas precisam ser assumidos, é necessário um arrependimento, e uma mudança de atitude, não é mais aceitável empurrar a sugeira pra baixo do tapete - isso em TODAS as igrejas.)

Personagens:
MENDIGO:
BETÂNIA:
CLÁUDIO:
ANA:
MARIZE:
PAULO:
CÉLIA:
VITOR:
MENINA 1:
MENINA 2:
KAREN:
Cenário: Um ponto de ônibus
‘’ Entra em cena o mendigo, bêbado, não se aguentando em pé, e todo mal vestido, senta perto do ponto de ônibus ‘’
‘’ Entra em cena Betânia, com uma enorme bíblia nas mãos’’
BETÂNIA: Aí, meu Deus... Eu não posso chegar atrasada no culto hoje...Ta amarrado todo espírito do congestionamento.... Deus entre no coração do motorista e faça que ele não pare em lugar nenhum! Só aqui nesse ponto pra me pegar e no ponto da igreja, pra mim descer! Meu Deus, que demora desse ônibus! Desse jeito só vou chegar na hora do ‘’ ASSIM SEJA’’. Ta amarrado!
MENDIGO: Iaí...madame,tudo em cima?
BETÂNIA: Saí pra lá seu encapetado! Sangue de Jesus tem poder!
MENDIGO: Calma, madame ... como é o seu nome?
BETÂNIA: Queima Jesus! Pra que você quer saber meu nome?
MENDIGO: Ora, só pra saber! Madame!
BETÂNIA: Ah... Meu nome é Betânia ...
MENDIGO: E o meu, a madame não quer saber?
BETÂNIA: Eu não! Ta amarrado! Já pensou, se passa alguém da igreja aqui? Meu Jesus! Que vergonha... esse bêbado aqui falando comigo... Ta amarrado! ‘’ Aí daquele de quem vier o escândalo!’’
MENDIGO: Ah ... então a madame é da igreja? Você é daquelas Crentonas! É?
BETÂNIA: Sim! Sou serva do Deus todo poderoso!
MENDIGO: Já que é assim dona ... me faz um favor... eu to com uma baita fome... me da um troco aí pra mim comprar um pão...pra mim comer...Faz três dias que eu não como nada ...
BETÂNIA: Eu? Dar dinheiro pra você? Nem morta! Ta com fome é? Vai trabalhar seu desocupado!
MENDIGO: Então não precisa ser dinheiro não... pode ser só um pão velho... eu como... não me importo com o estado da comida, não minha senhora... o que me importa é que vai enganar minha fome...
BETÂNIA: Saí pra lá... eu preferiria pegar a comida e dar pra um cachorro comer... A quer saber vou pegar o ônibus no outro ponto! Se não vou acabar perdendo a minha salvação por culpa de um mendigo bêbado e desocupado como você!
‘’ Ela sai de cena cantando um louvor , o mendigo continua em cena’’
MENDIGO: É fogo... com essa pose toda de crentona, não é capaz de estender a mão pra ajudar os outros...Crente assim... até eu!
‘’ Entra em cena Cláudio com sua filha Ana’’
ANA: Olha ali pai... aquele homem... coitado ele parece estar com fome... sei lá... olha como ele esta magro... e esta frio... e ele ali jogado na rua... eu tenho dó dele... pai...
CLÁUDIO: É um desocupado Ana... olha pra ele está bêbado...
ANA: Eu sei pai... mais vai saber os motivos que ele tem pra estar ai na rua... nós somos da igreja pai e bem sabemos que o diabo é sujo... e ele vem só pra matar, roubar e destruir... ah... pai... eu tenho dó dele!
CLÁUDIO: Dó? Dó? Você deveria ter dó, era de mim! Eu me mato todo o dia trabalhando, trabalhando e trabalhando, e no fim do mês o meu patrão ainda tem a cara de pau de atrasar o meu salário... e quando vem o bendito do dinheiro não sobra nada... é tudo pra pagar as contas... fazer compras... comprar as coisas pra você.. e você vem me dizer que tem dó dele? Ele pelo menos ta aí sem preocupação nenhuma... agora eu? Eu tenho uma família pra cuidar! Tenho uma casa pra arcar com as despesas ... e ainda tenho que dar dinheiro pro pastor na igreja! Você deveria ter dó era de mim!
MENDIGO: Ei... eu to com fome... vocês tem algo aí pra mim comer... faz três dias que eu não como nada...
‘’ Ana se aproxima do mendigo, mas Cláudio a puxa com brutalidade’’
ANA: Papai... me solta!
CLÁUDIO: Não! Se ta loca?  Isso pode ser um ladrão... sei lá... pode ter alguma doença... não da pra confiar nas pessoas hoje em dia não ...
ANA: Mais pai.. ele esta precisando de ajuda...
CLÁUDIO: Ah... agora eu tenho cara de assistente social? E olha ali o ônibus ta vindo! Vamos... mais que depressa a menina tira um pacote de bolacha na mochila e da para o mendigo e ela e seu pai saem de cena ficando apenas o mendigo comendo as bolachas’’
MENDIGO: Como seria bom se todas as pessoas tivessem um coração como o dessa menina...
‘’ Entra em cena Marize no celular’’
MARIZE: Alô? Oi... tudo? É a Marize... não ta reconhecendo a minha voz não? Rsrs ... A então eu to indo la pra igreja ... você vai ir? Não? Cara... você vai perder... o culto vai ser maravilhoso...também né... com um ministro daqueles... ui... rs, rs, rs... então... mais você viu o absurdo que aconteceu? A Vick é a ela fico com o Pedro na frente da igreja... pena que o Pastor não viu... rs, rs...
MENDIGO: Ow... o moça...
MARIZE: ‘’ Com uma cara de desprezo ‘’ sai daqui seu nojento! Então Bia... como é como eu falo...é ... esse povo se faz de santo... mais fora da igreja... só Deus sabe...
MENDIGO: Oh... moça...
MARIZE: Bia... eu vou ter que desligar... depois te ligo pra contar as boas novas... rs, rsr... é por que agora tem um individuo aqui em enchendo a paciência... Oi... o que, que você quer? Não preciso sem perguntar... Você quer esmolas né?
MENDIGO: É que eu to como fome... faz três dias que eu não como nada... meu estomago entra roncando... eu não aguento mais, moça...
MARIZE: A sai pra la... desinfeta daqui seu pobre nojento! É por isso que eu não suporto evangelismo! Já penso ter que evangelizar um homem desses? Jesus!
MENDIGO: Eu posso ter essa aparência ... mais eu já fui evangélico também... e eu sei que na bíblia esta escrito, que devemos amor o nosso próximo como a ti mesmo!
MARIZE: Sai pra la seu desviado! Se agente fosse seguir tudo o que esta na bíblia eu virava uma beata! Deus me livre... eu amar uma sujeito como você? Vem cá tenho cara de político em véspera de eleição? Ixi... ‘’ Telefone toca’’ Alô! Isso é ela... Ah... to te vendo... Espera ai ... to indo ai... ah... que legal... ‘’ sai de cena correndo’’
MENDIGO: Meu Deus... se for pra mim voltar a ser crente de novo... pra ser pessoas como essas eu to fora!
‘’ Entra em cena Célia e seu filho Paulo’’
‘’ Paulo fica olhando para o mendigo fixamente’’
CÉLIA: Paulo... para de ficar olhando.. se ta doido menino? Olha la que marginal... cheirando cola... vai saber mais o que esse bandido ai já uso... para de ficar encarando as pessoas meu filho, se não um dia você vai se meter em confusão...
PAULO: Aí mãe que, que tem? Só estou vendo ate onde um ser humano pode chegar...
CÉLIA: A menino.. presta atenção...isso é pra você ver...olha isso... credo...ele ta cheirando cola, ta bêbado... isso é o cumulo...
PAULO: O que é o cumulo mãe? O fato dele estar cheirando cola, bebendo, ou o fato dele ser um mendigo?
CÉLIA: Os dois!
PAULO: Mãe esses dias foi um homem la na escola, ele era ex- mendigo, e ele disse que nos dias frios a única coisa que ele fazia era cheirar cola pra se esquentar...para passar a fome, e bebia pra esquecer de tudo... não por que era um bêbado, como você diz...
CÉLIA: A sei lá filho... mais vamos andando... que agente ainda tem passar em casa...antes de ir na igreja.. vamos...’’ saem de cena’’
‘’ Entra em cena Vitor com uns panfletos nas mãos esta em cena duas  meninas no ponto conversando’’
VITOR: Oi... tudo bem? Meninas?
Meninas – Oi...Tudo...
VITOR: Então... Eu gostaria de deixar esses panfletos com vocês...
MENINA 1: Ah.. brigada!
VITOR: Então... Olha la na minha igreja vai ter um culto especial, para jovens...muito legal... e eu gostaria que vocês fossem!
MENINA 2: Hum.. quando que vai ser?
VITOR: Sábado que vem... as 18:00 h.
MENINA 1: Se der eu vou...
VITOR: Mais é pra ir heim! Vai ser muito legal!
MENINA 2: Ta bom... Olha o nosso ônibus esta vindo ‘’ da sinal’’ ...Xau!
VITOR: Xau meninas!
‘’ elas saem , Vitor passa perto do mendigo sem nem o notar... o mendigo estende as mãos como se fosse pegar um panfleto, mais Vitor passa reto e sai de cena’’
‘’ Entra em cena Karen’’
KAREN: Ai... será que eu vou chegar atrasada...’’ olha para o mendigo’’ ...Nossa coitado... Oi... Senhor...Você esta precisando de alguma coisa?
MENDIGO: Ah... eu to com fome... mais já estou cansado de pedir, as pessoas só me humilham, me maltratam... não da mais... as vezes eu ate penso que Deus nem existe sabe...
KAREN: Olha eu tenho aqui na minha bolsa esse sanduíche... toma... mas não fale assim de Deus! Eu não entendo bem desse assunto... nunca fui de ir na igreja... mais hoje minha amiga me convidou pra mim ir na igreja que ela vai...
MENDIGO: Igreja? Pra que igreja? Os filhos das trevas são mais prudentes que os filhos da luz... eu já fui da igreja de crente... nasci na igreja praticamente... meu pai era diácono da igreja... na igreja ele era pura unção... agora quando chegava em casa, ele batia na minha mãe, em mim, nos meus irmãos, ele as vezes bebia, e nos batia a cada vez mais... um dia quando eu cheguei da escola... minha mãe tava caída no chão toda ensanguentada, machucada... foi meu pai que tinha espancado ela... ela morreu... todas as evidencias cairiam para cima do meu pai... então ele fugiu de casa, deixando eu, e meus irmãos abandonados, o dono da casa onde morávamos nos despejou... e passamos a morar nas ruas... um dos meus irmãos morreu...e os outros cada um seguiu o seu caminho, tenho irmão preso, outros no mundo do trafico... o povo da igreja na época picou sabendo de tudo... mais ninguém fez nada para me ajudar...ninguém nunca quis me empregar... todos tinham medo, receio, preconceito... comecei a catar latinhas, papelão... mais quando conseguia juntar algum trocado, os outros moradores de rua me roubavam... sofri um acidente e nem consigo andar direito...a única solução que eu encontrei foi ficar aqui, morando na rua...
KAREN: Nossa... que historia de vida! É impressionante...e as vezes eu reclamo por um salto que quebrou, um salário atrasado, reclamo de tudo... reclamo da comida... Meu Deus como é que posso ser tão hipócrita! Tenho tudo e ainda reclamo... Mais você... por que você não procura ajuda... nas igrejas...
MENDIGO: Igreja? Já cansei de ir nas igrejas... eu mal entro na igreja e os obreiros já vem e me tiram da igreja... só por que minhas roupas não são bonitas... eu não estou cheiroso... é puro preconceito... mais que culpa eu tenho... na bíblia diz vinde como estiver...
KAREN: Nossa...é incrível como um homem como você, um homem tão sábio... morre nas ruas, passando fome... mais vamos fazer o seguinte... eu estou indo para a igreja que a minha me convidou... e eu quero que você vá comigo... tenho umas roupas la em casa, posso te dar elas...depois procuramos uma assistente social, e vemos o que podemos fazer... e se as pessoas da igreja forem servos de Deus como realmente dizem eles vão te ajudar! ‘’ Estende as mãos ‘’ Vamos?
MENDIGO: ‘’ sorriso’’ Vamos! ‘’ Se levanta e vai com ela’’
Todos entram em cena:
MENDIGO: Deficiente! Deficiente é aquele que não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vives, e que não tem consciência de que Deus é dono do seu Destino!
ANA: Louco? Louco é quem, não procura ser feliz com o que possui!
KAREN: Cego, é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores! 
BETÂNIA: Surdo, é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão, pois esta sempre apresado para o trabalho e quer garantir os seus tostões no fim do mês!
CLÁUDIO: Mudo , é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por traz da mascara da hipocrisia!
VITOR: Paralítico, é aquele que não consegue andar, na direção daqueles que precisa de sua ajuda!
PAULO: Diabético, é quem não consegue ser doce!
MENINA 2: Anão, é quem não sabe deixar o amor crescer!
CÉLIA: Contudo, não fique esperando que alguém ame você. Torne-se amável e ame!
TODOS – AME AO TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO!
Diversos: