CSI: JERUSALÉM

Versão para impressão
Seriado CSI vai examinar a crucificação

Que tal levar os personagens do seriado CSI para a sua igreja pra examinar as evidências da crucificação.

Criada com o objetivo de fornecer algumas evidências sobre a vida e a morte de Jesus Cristo, incluindo profecias, milagres e Sua mensagem.

 


Personagens
CSI Líder
CSI1
CSI2
CSI3
Escriba
Guarda Romano
Multidão (testemunhas, curiosos) – Opcional
Cenários
Local da crucificação: área cercada por uma fita da polícia, talvez com luzes azuis e vermelhas da polícia no fundo. Uma grande cruz no alto, iluminada por refletores.
Laboratório: tubos de ensaio, microscópio e outros equipamentos de laboratório. (Opcional: guarda-pó para os agentes)
Sala de reuniões/interrogatório: Uma mesa e várias cadeiras.
Som:
Usamos duas versões da música “Who Are You” do The Who:
CSI Longa (31 segundos) que abre e fecha a apresentação
CSI Curta (11 segundos) usada para a transição das cenas. Essa versão curta pode ser somente o trecho "who are you, who, who, who, who".
Esta música pode ser encontrada na Internet em vários “fan sites” da série.
Nota do autor:
O objetivo desta peça é fornecer algumas evidências sobre a vida e a morte de Jesus Cristo, incluindo profecias, milagres e Sua mensagem. Ela remete a alguns argumentos contra Ele e teorias que tentam explicar sua ressurreição. A música tema do seriado CSI é usada para capturar a atenção das pessoas e para tirar certa vantagem da familiaridade cultural com a série, para fazer as pessoas se abrirem para a mensagem.
Script
Cena 1 – Local da crucificação
(Toca CSI Longa)
(Agentes CSI 1, 2 e 3 estão no local, coletando evidências, tirando fotos, fazendo anotações, falando com curiosos. CSI Líder entra e se aproxima deles).
CSI Líder: Bom dia a todos.
Agentes CSI: Oi chefe!
CSI Líder: Bom ver que chegaram rápido. Qual a situação?
CSI1: Parece uma morte por crucificação.
CSI Líder: Crucificação? E qual o problema? Isso acontece o tempo todo.
CSI1: Sim, mas este cara parecia ser inocente.
CSI Líder: Inocente? Mas como aconteceu?
CSI2: Não sabemos, mas esperamos que as evidências nos digam.
CSI Líder: OK, e o que sabemos até agora?
CSI3: Bem, temos relatos de uma prisão suspeita, um julgamento rápido, uma sentença ainda mais rápida, tortura intensa e uma execução cumprida quase imediatamente.
CSI Líder: Ótimo trabalho até agora, mas precisamos de muito mais evidências. (Apontando um por um) Você (CSI1), vá para o local da prisão, veja o que consegue de lá e leve para o laboratório para análise.
CSI1: Estou indo. (CSI1 sai da cena).
CSI Líder: Você (CSI2), recolha toda evidência que conseguir daqui. Eu quero um diagnóstico completo, veja o que consegue nos dizer sobre Ele.
CSI2: Já terminei aqui, então vou para o laboratório analisar tudo isso.
CSI Líder: Ótimo, obrigado.
(CSI2 recolhe a mala do laboratório, amostras, etc e sai).
CSI Líder: Você (CSI3) pesquise esta história, fale com as pessoas que O conheceram. Eu sugiro que comece falando com os escribas.
CSI3: Escribas? Por que eles?
CSI Líder: Porque eles escrevem tudo.
CSI3: Sim, mas isso é preciso?
CSI Líder: Preciso? Os escribas hebreus são conhecidos pela precisão de seu trabalho. Eles têm uma disciplina detalhada e acurada para copiar um manuscrito. Nem uma única palavra pode ser escrita só pela memória. Cada uma deve ser copiada do original, letra por letra. Já foram analisados manuscritos de mais de 1.000 anos e viu-se que eles eram virtualmente idênticos!
CSI3: OK. Eles são mesmo precisos. Vou pesquisar por aí e ver o que os livros me dizem sobre este cara.
CSI Líder: Uma última pergunta: Qual era o nome dele?
CSI3: (Lendo as anotações) Jesus. Jesus de Nazaré.
(CSI3 sai da cena)
(CSI Líder olha para a cruz, faz uma pausa, pensativo)
CSI Líder: Jesus. Quem é você, Jesus?
(CSI Líder olha em volta, e faz algumas anotações)
(Toca CSI Curta e apaga as luzes)
Cena 2 – Interrogando o guarda
(CSI Líder se aproxima de um guarda que está ao lado do cordão de isolamento)
CSI Líder: Com licença, eu preciso falar com você.
Guarda: (Nervoso) É? Tudo bem, o que foi?
CSI Líder: Você é parte do time de crucificação, certo?
Guarda: É, eu era. Digo, eu sou. Quero dizer, eu costumava ser...
CSI Líder: Como assim, costumava ser?
Guarda: Depois de hoje, eu acho que não posso mais fazer isso.
CSI Líder: Por quê? O que houve?
Guarda: Olhe, eu já fiz várias crucificações. Mas desta vez, eu não sei...
CSI Líder: OK, vamos para o começo. Como começou?
Guarda: Eles trouxeram o prisioneiro, Jesus. Disseram-nos que era um tipo de líder judeu e que deveríamos humilhá-Lo. Nós batemos nEle, o estapeamos, colocamos uma coroa de espinhos em sua cabeça.
CSI Líder: Teve muitos gritos?
Guarda: Esta é a parte estranha. Estou acostumado aos gritos. Este cara... Por mais que ele apanhasse, ele ficou quieto e nem mesmo abriu a boca. Ele ficou em silêncio, como um cordeiro no matadouro! Como pode isso?
CSI Líder: Parece que Ele tinha algo nEle mais forte que a sua tortura.
Guarda: É, bem, ele tinha alguma coisa sim. Então, finalmente o levamos à crucificação.
CSI Líder: E como foi?
Guarda: Ele estava exausto, machucado e sangrando. Então o fizemos carregar sua própria cruz até o Gólgota. Ele quase não conseguiu. Quando chegamos lá, atravessamos grandes pregos de metal em seus pulsos, pregando-o na cruz. Então o erguemos no ar e outro prego foi atravessado em seus pés, ancorando-o na cruz.
CSI Líder: Então todo o seu peso era focado nos pregos em seus pulsos e pés. E seus braços totalmente esticados aos seus lados.
Guarda: Certo. Isto causa espasmos musculares muito fortes nos braços, forçando a cavidade torácica a se fechar. A vítima está pendurada ali, lentamente sufocando enquanto o oxigênio é expelido de seus pulmões. Ele não pode inspirar por causa dos espasmos musculares.
CSI Líder: Então para poder respirar, ele deve tirar a pressão dos braços.
Guarda: Certo, e o único modo de fazer isso é colocar todo o seu peso no prego nos pés e se erguer, o que causa uma grande dor e espasmos musculares nas pernas. Ele só consegue ficar assim por alguns minutos até as pernas não aguentarem mais, e ele volta à posição inicial, sustentado pelos braços, começando tudo de novo.
CSI Líder: E isso pode durar por horas?
Guarda: É. Ele aguentou o quanto pôde, até que se ergueu para tentar um último fôlego, e... E...
CSI Líder: E o quê?
Guarda: Ele falou algo!
CSI Líder: Ele falou? Pendurado daquele jeito? Com toda aquela dor? O que Ele disse?
Guarda: (Pausa) Ele disse: “Pai, perdoa-os, eles não sabem o que fazem”.
(Guarda e CSI Líder se olham por alguns momentos, e depois para a cruz)
CSI Líder: Quem é você?
(Toca CSI Curta)
Cena 3 – Laboratório
(CSI2 está trabalhando, olhando no microscópio, observando alguns tubos de ensaio, etc. CSI1 entra com mais evidências, começa a trabalhar)
CSI1: Cara, isso é frustrante!
CSI2: Qual o problema?
CSI1: São estas amostras. Eu as coletei no jardim, onde Jesus foi preso. Parecem ser sangue. Não é suor, não espere, é sangue...
CSI2: E qual dos dois é?
CSI1: Parece ser os dois.
CSI2: Os dois?
CSI1: É, é suor, misturado com sangue.
CSI2: Então o suor se tornou em sangue. O que mais você achou?
CSI1: Há sinais de que uma multidão esteve ali. Parece que houve luta. Eu encontrei mais sangue, e uma impressão de uma orelha na areia.
CSI2: Uma impressão? Onde está a orelha?
CSI1: Eu não sei. Não a encontrei.
CSI2: Como assim? Você acha que alguém a pegou e colocou de volta?
CSI1: Não sei dizer.
CSI2: OK, então tem uma luta. O que significa que Jesus foi arrastado contra a Sua vontade.
CSI1: Não. Pelas marcas que encontrei, parece que ele foi por vontade própria.
CSI2: Por vontade própria? Uma multidão vem buscá-lo no meio da noite, ele está suando sangue de tanto medo e vai de vontade própria?
CSI1: É, como um cordeiro indo para o matadouro. (Pausa) E você? Já terminou de analisar o sangue da cena do crime?
CSI2: Estou tentando, mas não está nada bem.
CSI1: Qual o problema?
CSI2: É estranho. Toda vez que coloco alguma substância na lâmina para testar, ela fica pura.
CSI1: Pura?
CSI2: É, parece que o que quer que entre em contato com o sangue de Jesus fica totalmente limpo.
CSI1: Uau!
(CSI1 e CSI2 olham para a cruz)
CSI2: Quem é você?
(Toca CSI Curta)
Cena 4 – Interrogando o Escriba
(CSI3 se aproxima do escriba, que está sentado na mesa, revendo vários pergaminhos)
CSI3: Com licença, eu sou do CSI Jerusalém. Preciso falar com você.
Escriba: Então se sente, e descanse. Vamos falar, vamos conversar. Está sol, vamos compartilhar!
CSI3: Certo, OK. Eu estou investigando a recente crucificação de Jesus de Nazaré.
Escriba: Ah, Ele. O único.
CSI3: O único? Como assim, o único?
Escriba: O que fez isto!
CSI3: Fez o quê?
Escriba: Acertou na mosca! Limpou a mesa! Clareou a área! Cumpriu as profecias!!!
CSI3: OK, então havia algumas profecias que foram interpretadas por Jesus.
Escriba: Algumas? Havia mais de 60 profecias principais específicas cumpridas por Jesus, com ramificações em mais de outras 270 profecias. Só no dia de sua crucificação ele cumpriu nada menos que 29 profecias! Ele era o Filho de Deus!
CSI3: Está bem, então talvez ele tenha cumprido várias profecias. Mas não há por aí várias figuras históricas que fizeram o mesmo, se você olhar as profecias por outro ângulo? Como se pode dizer que somente Jesus fez isto?
Escriba: Você gosta de nadar?
CSI3: Como?
Escriba: Nadar. Eu tenho uma grande piscina no meu quintal. Um belo exercício.
CSI3: E o que tem isto a ver com o resto?
Escriba: Bem, vamos dizer que eu pegue uma moeda e coloque nela um X vermelho e a jogue na piscina. Então, eu encho a piscina com milhares de outras moedas.
CSI3: OK, estou acompanhando.
Escriba: Então, eu pulo, vendado e começo a nadar e eu pego uma moeda da piscina. Então eu tiro a minha venda e: SHAZAM!!! É a moeda com o X vermelho. Como pode ser?
CSI3: Eu diria que é quase impossível.
Escriba: É como eu disse. A figura histórica que conseguiu cumprir mais profecias, cumpriu apenas oito das profecias maiores. Oito! E Jesus não cumpriu apenas oito, mas todas elas!!!
CSI3: OK, então ele era o único. Ele era um... Um... Um grande professor, um rabino estudioso. Ele teve várias boas ideias. Mas isto não faz dele Deus.
Escriba: Ah, mas veja bem. Jesus nunca disse que “ele era um grande professor”. Ele nunca disse “Eu sou um grande professor, eu tenho grandes ideias”. Jesus disse “Eu sou Filho de Deus”. Então, basicamente, você tem três opções: Você pode dizer que ele era um mentiroso, e se for este o caso, Ele não poderia ser exatamente um “bom professor”, poderia? Você pode dizer que Ele era louco, e então, de novo, você não pode concordar com os “bons ensinamentos”. Ou você pode acreditar. Você pode acreditar que Jesus é quem Ele diz que é. O Filho do Homem e o Filho de Deus.
(CSI3 olha para a cruz)
CSI3: Quem é você, Jesus?
Cena 5 – Encerramento
(O Escriba sai, os outros agentes CSI entram na sala)
CSI Líder: Esta foi uma investigação totalmente diferente de todas as que já tivemos. Vamos rever o que descobrimos. (Para CSI3) O que você descobriu?
CSI3: Jesus parece ser uma pessoa como nenhuma outra. O impacto de um encontro com Jesus é mudança de vida. Eu falei com pessoas que nasceram cegas e agora veem. Surdos que agora ouvem. Aleijados que agora andam.
CSI1: Pessoas que estavam condenadas foram libertadas, ele apenas disse “Vá e não peques mais”.
CSI2: Parece que Suas curas foram muito mais para a alma do que para o corpo. Ele curou doenças físicas, mas na verdade curou corações partidos. Ele alimentou multidões com pão e se tornou o Pão da Vida.
CSI Líder: OK, temos algumas evidências incríveis sobre Jesus. Profecias cumpridas. Curas físicas e espirituais. Seu sangue lavando pecados. Mas de qualquer maneira, isto é CSI, eu acho que precisamos de uma autópsia para descobrir algo mais sobre este Jesus.
CSI1: infelizmente não podemos.
CSI Líder: Não podemos? Por que não?
CSI1: Porque o corpo sumiu!
CSI Líder: Sumiu? Como sumiu?
CSI2: Os guardas disseram que ninguém se aproximou do túmulo. Mas ele sumiu.
CSI3: Você não falou com um dos guardas?
CSI Líder: Sim, eu falei com um dos que estiveram na crucificação.
CSI3: E o que ele disse?
CSI Líder: Depois de tudo o que aconteceu, ele olhou para Jesus na cruz e disse “Este era verdadeiramente o Filho de Deus”.
(Longa pausa, todos estão considerando o que acabam de ouvir)
CSI1: Talvez ele esteja certo. Talvez seja hora de ir além das evidências. Temos os fatos em nossas cabeças, mas o há em nossos corações? O que nossos corações estão dizendo?
CSI3: Que é hora de aceitarmos Jesus pelo o que Ele realmente é: nosso Senhor e Salvador.
CSI2: O Filho de Deus, que veio à Terra para nos salvar.
CSI Líder: Esta evidência deve se espalhar. E para isso acontecer, vamos precisar de mais agentes.
CSI3: Você que dizer: mais séries derivadas?
CSI Líder: Com certeza.
CSI1: CSI Éfeso.
CSI2: CSI Gália.
CSI3: Quem sabe até CSI Roma.
CSI1: E que tal CSI Tarso?
CSI Líder: Tarso? Bem, se talvez nós conseguirmos um bom agente de lá. Mas não importa onde estaremos, as pessoas devem ouvir sobre esta evidência.
CSI3: E depois de ouvirem a evidência, elas podem tomar sua decisão por si só. Porque é a decisão mais importante que vão tomar.
CSI Líder: (Para o público) Vocês devem se decidir por si mesmos: Quem é Jesus?
(Toca CSI Longa)
Diversos: