CONTAS, CONTAS, CONTAS

Versão para impressão

CONTAS, CONTAS, CONTAS - Teatro CristãoEm todo trabalho há proveito, mas ficar só em palavras leva à pobreza. (PROVÉRBIOS 14:23)
Quase um conto de fadas; A história fala de autocontrole, responsabilidade, desperdício e falta de compromisso com a palavra.
“Fernão Boavida”  oferece atendimento de um desejo, para o casal- Marcos e Sônia.
O casal estava endividado, receberia o dobro do salário se simplesmente ficasse 24 horas sem comer chocolate e 5 anos sem chamar o Fernão. Comeram chocolates...

3 personagens


Personagens:
Marcos
Sônia
Fernão Boavida – Vestido de shorts, camiseta e boné, com uma chave-de-boca e asas.
Script
MARCOS:  (Usando uma calculadora) Contas, contas, contas! Eu desisto! Não vejo como resolver, nós não temos dinheiro para pagar tudo isso!
SÔNIA:  Nós precisamos de uma fada-madrinha!
(Fernão pula no palco)
FERNÃO:  Chamaram?
SÔNIA:  (Surpresa) Quem é você?
FERNÃO:  Eu sou Fernão Boavida.
MARCOS:  Você é uma fada madrinha?
FERNÃO:  Qualé cara! Eu lá tenha cara de fada? Meu nome é Fernão! Fernão Boavida.
SÔNIA:  Verdade? Então você é um Padrinho Mágico?
FERNÃO:  Quantas pessoas você conhece que andam por aí com essas asinhas? (Vira-se para mostrar as asas)
MARCOS:  Nenhuma... até agora.
FERNÃO:  Então, qual o seu desejo?
SÔNIA:  Desejo? Só um desejo?
FERNÃO:  Só um.
MARCOS:  O que aconteceu com os três desejos?
FERNÃO:  Corte de gastos. Agora, vocês querem fazer um pedido ou não?
MARCOS:  Sim, sim. É claro, vou fazer o meu pedido!
FERNÃO:  Então vamos logo. Eu tenho um jogo com a turma hoje e não tenho muito tempo.
SÔNIA:  Marcos, que tal um carro novo?
FERNÃO:  De que cor?
MARCOS:  Não, espera. Não pedi nada ainda, só estávamos pensando alto.
FERNÃO:  Você pode pensar um pouco mais rápido?
SÔNIA:  Que tal uma casa nova?
FERNÃO:  Em qual vizinhança?
MARCOS:  Não, não. Esse não é o meu pedido. Espera só um segundo.
FERNÃO:  Vamos logo, rápido!
MARCOS:  Já sei! Quero que meu salário seja dobrado.
SÔNIA:  Isso! É isso!
FERNÃO:  OK. Agora só preciso balançar minha chave-de-boca mágica e...
MARCOS:  Chave-de-boca mágica?
FERNÃO:  Você esperava uma varinha mágica?
SÔNIA:  Bem... é!
FERNÃO:  Esqueça! Agora é só dizer a palavra mágica: Craftsman!
MARCOS:  Craftsman?
FERNÃO:  Ô cara, por acaso eu digo para você como fazer o seu trabalho?
MARCOS:  Não...
FERNÃO:  Então não me ensine a fazer o meu. Seu pedido está garantido. Seu próximo pagamento e todos os próximos virão dobrados.
Marcos e SÔNIA:  Grande! Muito obrigado!
FERNÃO:  Agora, as condições.
MARCOS:  Condições?
FERNÃO:  Só duas: Primeiro: vocês não podem me chamar para nada nos próximos 5 anos; Segundo: você e sua esposa não podem comer absolutamente nada de chocolate pelas próximas 24 horas, começando agora.
MARCOS:  Sem problema. Nós podemos fazer isso.
SÔNIA:  Problema nenhum!
FERNÃO:  Ótimo. Vejo vocês por aí.
MARCOS:  Obrigado Fernão. (Fernão sai)
SÔNIA:  É, obrigada, Fernão. Vamos tirar esses doces daqui! (Marcos pega um saco plástico e joga todo o chocolate que encontra pela sala).
MARCOS:  Isso é ótimo! Nossos problemas de dinheiro acabaram!
SÔNIA:  Eu nem posso acreditar! É como um sonho virando realidade!
MARCOS:  Eu que o diga! O que vamos fazer agora?
SÔNIA:  Eu vou para a cama agora para acordar cedo amanhã.
MARCOS:  Eu também. Só tenho que juntar essa papelada. Vou colocar tudo isso no carro. Vou para a cama em seguida.
SÔNIA:  OK.
(Ambos saem. Logo voltam sorrateiros)
SÔNIA:  Marcos!
MARCOS:  Sônia!
SÔNIA:  Só uma mordidinha. Ele nunca vai saber!
MARCOS:  OK, rápido. (Ele pega dois chocolates do saco e ambos dão uma mordida) Mmmm.
SÔNIA:  É tão bom...
(Fernão aparece de novo)
FERNÃO:  Ahá!!! Peguei em flagrante! Eu ganhei!
MARCOS:  Ganhou o quê?
FERNÃO:  Eu fiz uma aposta com a Fada Bo. Apostei que vocês não ficariam nem uma hora sem comer chocolate!
SÔNIA:  E como você sabia que iríamos comer chocolates?
FERNÃO:  Simples. Suas contas!
MARCOS:  O que tem nossas contas?
FERNÃO:  Se vocês tivessem um pingo de autocontrole vocês não teriam tantas contas para pagar. (Sônia e Marcos se abraçam e pegam mais um chocolate).

PERDI o contato com quem me enviou este texto. Quem souber o autor, favor me informar.

Diversos: