CAMINHOS DIFERENTES

CAMINHOS DIFERENTES - Dúvida sobre o caminho a seguir - Teatro Cristão

Narrador conta a história de quatro amigas de classe media;
Elas nasceram no MESMO bairro
Cresceram nos MESMOS preceitos
Estudaram na MESMA escola;
Mas que decidiram seguir CAMINHOS DIFERENTES.
Escolhas diferentes trazem resultados(ou consequências diferentes).

NARRADOR: Hoje vou contar pra vocês, a estória de 4 amigas de classe media, que nasceram no mesmo bairro, cresceram nos mesmos preceitos, estudaram na mesma escola, mas que decidiram seguir caminhos diferentes.
Essas são as quatro jovens Ana, Beatriz, Fabiana, Clara;
Toda tarde elas se encontravam neste mesmo local, que para elas era um QG, mas vamos deixar que elas mesmas contem a sua historia.

(entra Ana e Beatriz)

ANA:    Nossa! Hoje na escola foi 10! A não ser pela Fabiana querendo estragar meu esquema com o Caio.
BEATRIZ:   Como assim esquema?
ANA:    Eu ia ficar com o Caio, mas a Fabiana veio me puxando para ir falar com ela; Pra mim ela está de olho nele também.
(Neste momento vai entrando Fabiana Clara falando cacos)
BEATRIZ:   Disfarça que elas estão vindo ai.
FABIANA:    Nossa amiga, hoje lá na escola você nem me deu atenção.
ANA:    Também né amiga, você não viu que eu estava falando com o Caio?
CLARA:    Ai o Caio. Sempre ele, pra você ele é tudo né?
BEATRIZ:   Ué? Por que você está dizendo isso Clara.
CLARA:    Homem não é tudo na vida.
FABIANA:    Também não vamos brigar por causa disso né? O que vamos fazer hoje?
CLARA:    Vamos ao shopping.
ANA:    Eu e a Bia vamos a um culto.
CLARA:    O que é isso?
FABIANA:    Ai, minha tia vai nisso, é na igreja dos crentes.
BEATRIZ:   Pois foi ela mesma quem nos chamou pra ir, porque vocês não vão também?
FABIANA:    Minha tia já me falou muito pra ir, mas sou muito nova e bonita para ir a igreja.
ANA:    Vai nessa, de ser muito nova e bonita pra ir a igreja.
BEATRIZ:   Ouvi falar, que vai chegar um dia que Jesus vai voltar pra buscar a igreja, e eu quero ir junto.
FABIANA:    Besteira, você não lembra daquela estória que falavam que em 2000 chegará de 2001 não passará? Já estamos em dois mil e... e nada disso aconteceu.
CLARA:    Mas essa estória de que Jesus vai voltar, é mesmo verdade.
ANA:    Sim, por isso que eu e a Bia, resolvemos seguir firme na igreja. Pra não ficarmos sofrendo aqui neste mundo.
CLARA:    Ai meu Deus, vocês deixam eu ir com vocês para o culto?
BEATRIZ:   Claro, vai ser bem recebida.
FABIANA:    Para de graça, você vai comigo para o shopping. Deixa disso, ir ao culto?! Onde já se viu? Só essas loucas e minha tia mesmo (e sai puxando Clara pelo braço).
ANA:    nossa, que estupides da Fabiana, levando a menina pelo braço deste jeito.
BEATRIZ:   Boba da Clara, que se deixa levar pela Fabiana (e saem as duas).

NARRADOR:   Nesta vida, temos muitos jovens fracos que sedem as tentações do mundo, assim como Clara.
Ouvindo pela primeira vez a palavra e crendo, mas o inimigo usa de astúcia para não deixar que as pessoas procurem o caminho certo.
Faz com que Fabiana, que está na representação do mundo e do desejo da carne levar Clara para o mundo.
Mesmo ela querendo sim procurar a Jesus.
(Entram Fabiana e Clara e reclamam da demora das amigas )
CLARA:    Nossa, como elas estão demorando.
FABIANA:    Será que ainda estão lá junto com os crentes?
CLARA:    Eu queria ir na igreja só para ver como que é.
FABIANA:    Lá vem você com esta história de novo, você não iria gostar
CLARA:    Como você sabe? Você já foi?
FABIANA:    Nem precisa. Um dia teve um culto na casa de minha tia e eu estava lá, é uma gritaria só, o povo falando umas coisas que eu não entendia nada, era gente pulando, gritando, chorando é uma loucura.
CLARA:    Mesmo assim eu queria ir.
FABIANA:    Se você for não serei mais sua melhor amiga!
(Clara fica triste com esse depoimento e Ana e Beatriz chegam)
CLARA:    Nossa que demora.
FABIANA:    Onde as senhoras estavam?
ANA:    Só viemos falar, que não vai dar pra estarmos sempre aqui com vocês.
BEATRIZ:   É fomos ao culto, foi muito bom e aceitamos a Jesus, agora vamos pegar firme na igreja.
FABIANA:    Isso é besteira, eu, (e ri) vou curtir minha vida, vamos Clara, (e sai novamente puxando Clara pelo braço).
CLARA:    espera (mas mesmo assim Fabiana á leva).
ANA:    Nossa como a Clara é tonta.
BEATRIZ:   Não é né, é que ela gosta muito da Fá e não quer perder a amizade dela.
ANA:    Mesmo assim ela faz tudo que ela quer.
BEATRIZ:   Só podemos orar por elas ( e saem as duas).
NARRADOR:   E o tempo passou, nossas amigas não se viam mais, porque Ana e Beatriz seguiram o caminho da igreja ao lado de Jesus, firmes na fé se tornaram missionarias e viajaram pelo mundo fazendo a vontade de Deus;
Fabiana e Clara continuaram na sua cidade natal, Fabiana se Casou, e constantemente apanhava do marido que bebia muito, e começou também a beber e a fumar;
Clara continua solteira, morando na casa dos pais, e com vontade de seguir a Jesus.
Mas continua sendo manipulada por Fabiana;
Ana e Beatriz iriam voltar hoje De Angola, e as amigas queriam se ver e novamente combinaram de se encontrar naquele mesmo lugar.
(Fabiana e Clara entram e sentam)
CLARA:    Nossa, a quanto tempo nós não víamos aqui.
FABIANA:    Também por causa das crentinhas, agora que elas viajaram pra vários lugares vão estar todas metidas.
CLARA:    Mas o que é essa marca vermelha no seu rosto?
FABIANA:    Ai, o Caio me bateu de novo.
CLARA:    Porque você não larga dele?
FABIANA:    Eu amo muito ele. (Entra Ana e Beatriz as 4 se abraçam e se sentam juntas).
ANA:    Como vocês estão?
CLARA:    Bem, graças a Deus.
BEATRIZ:   E você Fá como está?
FABIANA:    Estou bem...
ANA:    Não parece...
CLARA:    É que ela ajuntou com o Caio. E ele bebe e bate nela.
BEATRIZ:   Nossa, mas isso tem solução entrega sua vida pra Jesus e ele por você tudo fará.
FABIANA:    Não vem com essa historia de novo não (e sai nervosa).
CLARA:    Por falar em entregar a vida pra Jesus, eu gostaria de aceitar a Jesus.
ANA:    Pois bem, vamos fazer assim então, estamos indo pra igreja agora vamos junto.
CLARA:    Mas eu posso ir assim?
BEATRIZ:   O nosso Senhor disse venha como estais.
CLARA:    Mas será que ele vai me aceitar?
ANA:    Basta você aceitá-lo primeiro. (Elas se abraçam e saem).

NARRADOR:   Bom, pelo menos até agora está tudo bem. Clara, depois de se afastar por alguns segundos de Fabiana decidiu de uma vez por todas aceitar Jesus.
O tempo passa Clara está firme na igreja, junto com suas amigas, mas fabiana o que será que aconteceu com ela?

(Fabiana entra desesperada chamando pelas amigas e cai ao centro, logo após entram as amigas).
ANA:    O que aconteceu Fá.
CLARA:    Fala Fabiana, o que aconteceu?
BEATRIZ:   Calma gente! (pega Fabiana do chão e senta ela no banco)
Fala Fá, o que aconteceu?
FABIANA:    Eu estava lá na sala assistindo TV, ai escutei um barulho lá no quarto. Quando fui ver, o Caio estava no chão, e não me respondia, ai percebi que ele estava morto, e sai gritando pela rua.
ANA:    Posso te dizer uma coisa, Fabiana.
FABIANA:    Agora pode, não tenho mais nada pra perder mesmo.
ANA:    Quando Deus tem uma obra em nossa vida, e nos chama pelo amor. Se nós não vamos, ele chama pela dor, e as vezes ele tira aquilo que nós mais amamos.
FABIANA:    E porque Deus foi fazer isso comigo.
BEATRIZ:   Como a Ana já disse, Deus tem uma obra em sua vida, e você está teimando em aceitar isso.
CLARA:    Olha Fá eu aceitei Jesus e estou muito feliz, por que você não o aceita também?
FABIANA:    Não sei se ele vai me aceita, eu o neguei muitas vesses.
ANA:    Claro que Ele aceita, Ele te ama.
FABIANA:    Então eu aceito a Jesus, que ele faça em minha vida assim como fez nas suas. (elas se abraçam)

NARRADOR:   “ Eis que estou a porta e bato, e se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta entrarei eu, e cearei eu com ele e ele comigo” Ap. 3.20...
THE END

Diversos: