A BORBOLETA ZAZÁ

Versão para impressão
Uma lagarta triste

Zazá é uma lagarta que conversa com plantas e animais, mas ela é muito triste. Acha sua a vida sem graça, gostaria de ser como os outros seres do jardim. Sempre triste lamenta diante dos outros a sua condição. Um dia esta lagarta passa por uma transformação, torna-se uma linda borboleta… Assim também Jesus quer transformar as vidas tristes que estão por aí…

Peça recomendada para ser montada com bonecos ou fantoches.

APRESENTADOR: Um dia, Deus criou todas as coisas. Ele criou as plantas, as aves, os peixes e também a lagarta.

A nossa história fala de uma lagarta. Vamos imaginar que as plantas, as aves, os peixes e a lagarta conversam entre si.

(Entra a lagarta rastejando)

Esta é a lagarta Zazá. Ela mora num lindo pomar. Um dia, ela saiu para passear e conhecer melhor o lugar onde morava. Ela foi se arrastando e logo viu uma flor tão bonita e resolveu subir em suas pétalas.

 

ZAZÁ: Quem é você?

ROSA: Ai! Ai! Você está me machucando! Eu sou a rainha das flores!

ZAZÁ: Desculpe-me... já vou descer. É que eu queria ver você de perto. Você é tão bonita... tem um perfume tão delicioso...

ROSA: Eu sou muito feliz ! Deus me fez assim! Eu posso alegrar as pessoas com a minha beleza e o meu perfume delicioso!

ZAZÁ: Pois eu sou triste! Queria tanto ser uma rosa igual a você. Mas... Deus me fez assim: uma lagarta verde, gosmenta e horrorosa!

 

APRESENTADOR: A lagarta Zazá continuou o seu passeio e logo viu uma margarida branquinha. E havia uma abelhinha zumbindo em volta dela. Zazá subiu nas pétalas da margarida e começou a conversar com abelhinha que se chamava Zuzu.


ZAZÁ: Olá abelhinha Zuzu. Você está sempre voando de flor em flor. Eu gostaria tanto de ser como você e voar de um lado para o outro!

ZUZU: Eu não fico passeando por ai! Eu trabalho bastante! Eu apanho o néctar das flores para fazer um mel bem gostoso. Deus me fez assim e eu sou feliz assim, porque posso ser útil.

ZAZÁ: Pois eu sou triste! Queria tanto ser uma abelha e voar igual a você. Mas... Deus me fez assim: uma lagarta verde, gosmenta e horrorosa!


APRESENTADOR: Logo, Zazá ouviu o cântico de um passarinho. Era um belo canário de penas amarelas, laranja e azul e ele se chamava Zezé.

 

ZAZÁ: Bom dia, canarinho Zezé. Que música linda!!! Você tem cores lindas!!!

ZEZÉ: Deus me fez assim... e sou feliz desse jeito. Vivo a cantar e voar. E você é feliz?

ZAZÁ: Pois eu sou triste, muito triste! Eu não posso voar e vivo me rastejando. Minha cor é muito feia, é terrível ser uma lagarta verde, gosmenta e horrorosa!


APRESENTADOR: E assim Zazá foi rastejando e chegou perto de uma plantação de morangos bem vermelhinhos e madurinhos.

 

ZAZÁ: Que morangos lindos!!! Hummmmm... Devem estar deliciosos!!!

MORANGOS: Olá Zazá... você está com uma carinha tão triste... o que houve???


APRESENTADOR: Zazá nem respondeu. Estava tão triste e infeliz que saiu dali. Ela queria ter uma cor bonita como a do morango. Continuou o seu passeio e chegou perto de um lago e viu Zizi, o peixinho, nadando tranquilamente.


ZAZÁ: Oi peixinho Zizi! Você é feliz???

ZIZI: É claro que sou feliz! Deus me fez assim. E você? Não é feliz?

ZAZÁ: Não eu não sou feliz...


APRESENTADOR:  Zazá ia continuar a sua reclamação quando avistou um pintinho que gosta de comer lagartas. Zazá arrastou-se rapidamente até o alto de uma planta, que tinha folhas bem verdinhas.


 

ZAZÁ: Essa andança me abriu o apetite e parecem tão deliciosas!!!

FOLHAS: Pois é... Deus nos fez assim... para que servíssemos de alimento. Sirva-se, Zazá!

 

APRESENTADOR: Assim Zazá encheu sua barriguinha, mas começou a chover uma chuva bem fria e ela estava ficando toda molhada. Zazá ajeitou-se numa folha e teceu um casulo ao seu redor. Tão escuro e quentinho, que Zazá dormiu e dormiu bastante.


APRESENTADOR: Por fim Zazá acordou e percebeu que o dia estava muito lindo. Zazá se esticou todinha e viu o seu reflexo na poça de água e pensou:


ZAZÁ: O que aconteceu???


APRESENTADOR: Zazá percebeu que agora não era mais aquele bicho rastejante, mas sim uma linda borboleta colorida, com as cores da rosa, da margarida, do canário, dos morangos e até da folha que comeu.

APRESENTADOR: É... algumas pessoas são como a lagarta Zazá: não são felizes e nem reparam para as coisas boas que Deus fez. Deus criou tudo perfeito.

APRESENTADOR: Um dia, a lagarta teve uma transformação começou uma nova vida. Se você se sente como uma lagarta, lembre-se Deus pode te transformar em uma linda borboleta. Não fique mais se rastejando por ai, mas tenha uma nova vida nas alturas, com Jesus Cristo.

Temas: 
Idades: 
Diversos: 
nº de personagens: