A BANDINHA DO BARULHO DO CHAVES

Chiquinha, Quico e Chaves em A BANDINHA DO BARULHO DO CHAVES - Teatro Cristão

Chaves, Quico e Chiquinha formam uma bandinha para apresentação da lição de casa do Professor Girafales.
Durante os ensaios, eles aprendem uma grande lição valiosa sobre uma verdadeira adoração.

Personagens: Chaves, Quico, Chiquinha, Seu Madruga, Professor Girafales

CENA 01 – A BANDINHA DO BARULHO
Pátio da vila com vários brinquedos espalhados e roupas no varal. Chaves, Chiquinha e o Quico estão com seus instrumentos musicais ensaiando.
CHIQUINHA: (com seu instrumento musical). Estão todos prontos? É um, é dois e é três! Vamos lá! (todos tocam devagar e aos poucos começam a soar um som horrível.)
CHIQUINHA: (gritando). Não, não! Meu Deus isso está muito horrível! Como vamos tocar desse jeito na escola? Misericórdia...
CHAVES: É verdade, Chiquinha. Não tem como fazer a lição de casa desse jeito. Está muitíssimo ruim!
CHIQUINHA: É isso é tudo culpa do Quico, de novo e de novo!
QUICO: E o que foi que eu fiz?
CHIQUINHA: Quico, você outra vez perdeu o compasso!
QUICO: Chiquinha isso não é verdade, eu não perdi! (pega um compasso). Olha aqui o meu compasso que minha mãe comprou novinho para mim. Olha aí, está vendo? E também não te empresto!
CHIQUINHA: (coloca mão no rosto mantendo a calma). Mas será possível? Será possível? Quico, eu estou falando do compasso da música! Você esqueceu que na aula de música o Professor Girafales explicou sobre quantas partes que se divide a música?
CHAVES: Ahh! Eu me lembro bem desse dia Chiquinha.
CHIQUINHA: Tem como explicar para ele, Chaves.
CHAVES: Sim sim! Olha Quico, olha só como é muito fácil: a música se divide em 3 partes: MÚ-SI-CA! Entendeu?
QUICO: Sim Chaves, eu entendi.
CHIQUINHA: O que tem de burro, o que tem burro vocês.
CHAVES: (irritado) Burro nada Chiquinha, E você se fica se achando a melhor que nós, mas quando toca seu violino toca muito mais pior!
CHIQUINHA: Espera aí? Vamos aprender a falar corretamente: Não se diz “pior” se diz ”peor” e não se diz “violino” se diz “veolino”. Apende, aprende...
QUICO: A gente vai ensaiar ou não? Está ficando tarde e daqui pouco minha mãezinha vai está me chamando para entrar e tenho me arrumar para ir para igreja.
CHAVES: É verdade, ei! Eu tenho uma ideia muitíssimo boa! Para ajudar a gente tocar muitíssimo bonito!
CHIQUINHA: (bem curiosa) É sério? Qual seria, espero seja uma ideia muito boa, Chaves.
CHAVES: Mas é claro que é, Chiquinha. De vez tocar essa música que estamos ensaiando, porque todos não tocamos o mesmo louvor? Então o louvor vai sair muitíssimo bonito!
CHIQUINHA: Espera aí? Chaves, o que você estava tocando?
CHAVES: Eu? ... Estava tocando a “100 ovelhas” e você Chiquinha?
CHIQUINHA: Eita... eu estava tocando “Segura na mão de Deus” E você Quico, o que estava tocando?
QUICO: Eu estava tocando a do Thales Roberto (canta desafinado) “Deus da minha vida!! Fica comigo! Sou sua casa mora mim!!”...
CHIQUINHA: (corre com o Chaves fecha a boca do Quico) Quico, apenas toque o louvor, é mais seguro para todos nós. (voltando ao seu lugar) Vamos ensaiar de novo, para ficar bem bonito! É um, é dois, é três e já!! (tocam um som insuportável)
SEU MADRUGA: (sai da sua casa gritando com cada uma das crianças tomando os instrumentos musicais). Que barulheira é essa?! Basta! Basta! Não sabem o que é “Basta”?
QUICO: É a esposa do Seu Basto da venda da Dona Joaquina?
SEU MADRUGA: Como é que é, Quico? Isso não é importa, eu quero saber que motivo de barulheira é essa? Misericórdia, eu não consigo dormir.
CHAVES: Seu Madrugada, é porque o Quico estava tocando “Thalesberto”
CHIQUINHA: Chaves, não é “Thalesberto” é Thales Roberto.
CHAVES: Isso, isso, isso!
SEU MADRUGA: Mas é claro que sim. Não tem como tocarem mais baixo? Isso está muito alto!
CHIQUINHA: Desculpa Papai. O Professor Girafales passou uma lição de casa valendo nota!
CHAVES: É a lição de casa é fazer os nossos próprios instrumentos musicais muitíssimo legais com objetos que temos em nossa vila.
QUICO: É Nós estamos ensaiando, Seu Madruga. E vamos adorar a Deus e evangelizar os nossos colegas da escola com o nosso louvor.
CHIQUINHA: É verdade papai. Na aula de ensino religioso, o Professor Girafales disse que Jesus evangelizava as pessoas falando do amor de Deus e fazia muitos milagres. E nós queremos fazer o mesmo com o nosso louvor.
SEU MADRUGA: Então vão ensaiar em outro lugar! Essa é boa! Evangelizar com todo esse barulho, não se pode dormir nessa vila?
PROFESSOR GIRAFALES: (entrando na vila) Não vejo razão de fazer isso, Seu Madruga!
TODOS: Professor Girafales.
PROFESSOR GIRAFALES: Crianças não precisam ser formal comigo, não estamos na sala de aula. Podem chamar como bem querem.
TODOS: É aí velho, tudo beleza?
PROFESSOR GIRAFALES: É.... retiro o que eu disse. Mas por que motivo razão e circunstância está acontecendo aqui?
CHAVES: Estamos fazemos o dever de casa e escolhemos um louvor para evangelizar nossos colegas da escola, mas o seu Madruga não deixa a gente ensaiar...
PROFESSOR GIRAFALES: É verdade isso, Seu Madruga? O senhor não está permitindo que as crianças ensaiem um louvor para evangelizar os colegas de classe, um ato tão bonito e sincero?
SEU MADRUGA: Jamais, Professor Girafales, eu apoio que as crianças louvem ao nosso Rei e é muito bonito a atitudes delas usar isso como evangelismo, mas eles estão fazendo barulho demais! E eu não consigo dormir com tanto barulho assim.
PROFESSOR GIRAFALES: É sério mesmo, Seu Madruga? Crianças tocam um trecho, eu quero ouvir!!
CHIQUINHA: Está bem Professor, vamos lá, é um, é dois e é três! (tocam um som insuportável que Seu Madruga tampa os ouvidos e o Professor faz careta)
PROFESSOR GIRAFALES: (acenando as mãos). Parem!... Crianças, me desculpem, mas isso não está nada agradável de se ouvir.
CHIQUINHA: Papai tem razão, estamos fazendo apenas um barulho feio. Então é melhor pararmos com isso... (chorando)
QUICO: (chorando) Nunca conseguiremos evangelizar as pessoas com o nosso louvor.
CHAVES: (joga seu instrumento no chão chorando) Estou muitíssimo triste agora...
PROFESSOR GIRAFALES: Crianças não chorem. Eu falei que não estava bom e não para vocês desistirem do louvor. Vocês estão fazendo essa adoração com o coração?
CHAVES: Com o coração?
PROFESSOR GIRAFALES: Sim, com o coração?
CHAVES: Nossa, eu não posso fazer isso, Professor Girafales...
PROFESSOR GIRAFALES:  E como não, Chaves?
CHAVES: É que eu preciso dele para viver...
PROFESSOR GIRAFALES: Sim Chaves, mas não é o ...
CHAVES: Depois eu morro, aí fico como?
PROFESSOR GIRAFALES: Sim, Chaves, só não é...
CHAVES: Depois o povo vai me ficar me chamando de “sem coração”!
PROFESSOR GIRAFALES: Não Chaves, não é isso...
CHAVES: E depois...
QUICO: (gritando) Aí cala-se, cala-se se não entramos no pecadoooo!!
CHAVES: Ninguém tem paciência de Jó comigo!
QUICO: Não!! Vai ou não deixar o professor Girafales falar?
CHAVES: Sim... Professor Girafales, o que tem a ver o coração com nosso louvor? Ainda não consegui entender.
SEU MADRUGA: É verdade, eu também quero saber, conte-nos Professor.
CHIQUINHA: O que o Professor Girafales quer dizer é que devemos fazer com todo amor e carinho para o nosso Deus, algo bonito saindo dos nossos corações, uma adoração sincera! Como é que eu tinha me esquecido disso? Pois é, pois é, pois é.
PROFESSOR GIRAFALES: Muito bem Chiquinha, meus parabéns! Olha gente, Deus não olha se está tocando bem ou não, Ele olha a adoração sincera do nosso coração. Vocês devem focar em Deus e tudo vai dá tudo certo e então irá fluir uma boa e suave adoração.
CHIQUINHA: É verdade! Vamos fazer uma bela adoração com o coração voltado a Deus! Vamos gente?
CHAVES: Zás, zás, a gente toca para Deus agora, Ele fica feliz, nós adoramos Ele, zás, zás...
QUICO: Vamos sim!! Eu irei fazer o melhor de mim para Ele!
SEU MADRUGA: Professor, o senhor acabou de colocar uma bomba atômica musical, dá licencinha para o Madruginha....
PROFESSOR GIRAFALES: (segura o braço do Seu Madruga). Você não vai sair, Seu Madruga! Você vai testemunhar uma verdadeira adoração das crianças.
SEU MADRUGA: Mas eu não tenho seguro de vida, Professor!! Deus receba minha alma depois dessa.
CHIQUINHA: Mas antes... Chaves e Quico, me perdoam por ter gritado com vocês? É que eu queria fazer louvor perfeito, mas não estava saindo bem e minha culpa.
QUICO: Ah Chiquinha não precisa pedir perdão. Eu que tenho que pedir, estava muito empolgado e tocando muito alto.
CHAVES: Na verdade eu que tenho de pedir perdão, eu estava tocando fora do ritmo e uma música diferente.
CHIQUINHA: (todos se abraçam alegres perdoando todos) Então vamos lá fazer um louvor de coração? É um, é dois, é três! (tocam um som perfeito)
SEU MADRUGA: Minha nossa! Está perfeito! Mas como aconteceu isso? Será que morri e estou no céu? Os anjos estão tocando pela minha chegada?
PROFESSOR GIRAFALES: Seu Madruga, o senhor não morreu, é que quando louvamos de todo nosso coração, o louvor sai assim, as crianças estão tocando com o coração. Vamos Seu Madruga nos juntar e adorar a Deus?
SEU MADRUGA: Vamos sim, louvado seja o nome do Senhor Jesus Cristo!
Para dúvidas, sugestões e elogios relacionado as peças de teatro minha autoria, entre contato comigo através do e-mail: italo_carlos@outlook.com

Estilos: 
Diversos: 
nº de personagens: