AS PORTAS

Versão para impressão
Duas portas, uma larga outra estreita

As portas ganham vida e falam com os demais personagens. Uma porta é estreita a outra é larga . Diante delas passam um cientista, uma foliã... até uma igreja. Cada um toma a sua escolha, larga ou estreita. Os que fazem a escolha errada, voltam ao final pedindo uma nova chance.

As portas, são tão paradoxas mas maravilhosas. Tanto que resolvemos homenageá-las.
Existem portas belas: portas de mármore ou de granito, madeira ou ferro, bronze e até de zinco! Não importa! Existem aquelas que, de
ouro maciço, enfeitam palácios palácios reais. Contrapondo-se a elas, não podemos esquecer as das favelas, favelas das capitais.
E por falar em favelas em favelas, lembro-me da violência. Como conseqüência, existem as portas que se fecham! Portas gradeadas, trancadas
a sete chaves, que se fecham, fecham, enclausuram-se nos arranha- céus da cidade, fechando os olhos para o mundo e abrindo para seus egoísmos.
A causa é o medo de sentir medo; o medo do roubo, do estupro, do desemprego, do fantasma e, principalmente do inimigo, que muitas vezes, já está em nossa casa, em nosso quarto, dentro de nós.
Há também aquelas portas luxuosas dos shoppings centers, abrem e fecham automaticamente, com a mesma eficácia que impedem a passagem de
pessoas indesejáveis, mas as dos supermercados e frigoríficos não não ficam atrás, de manhã os mendigos fazem ponto, mas à noite, com restos de
papelões, montam suas camas descartáveis, às vezes recicláveis.
Finalmente, as portas que se abrem: o emprego que você conseguiu, após alguns anos desempregado; a doença que foi embora, as dívidas que, com
muito sacrifício, terminou de pagar; a menina que arrumou um namorado, a namorada que foi pedida em noivado e a noiva que subiu o altar, a fim de
casar, também a casada que, depois de uma briga, abriu a porta do seu quarto e deixou deixou seu marido entrar.
Nisso, lembramos da porta da religião: porta alta e comprida, de madeira de lei, que abrem para os cultos e rituais e, logo se fecham, não deixando Cristo
entrar.
PORTA LARGA:  Eu sou a porta larga a porta da fartura não há nada que por mim não passe pois me transformo em qualquer largura.
FOLIÃ:  Calma! Não vão embora! A festa agora é que está começando... Ainda tem a festa do boi, têm rodeio, micaretas... Estamos no Brasil, é festa o ano inteiro.
PORTA ESTREITA:  Será?
FOLIÃ:  Era só o que faltava, estou ficando louca, falando sozinha. Dentro em pouco estarei rasgando dinheiro.
PORTA ESTREITA:  Você não está ficando louca .
Eu sou a Porta Estreita
Sou um caminho apertado e difícil
Mas quem preferir entrar por mim
Vida eterna terá com muito sacrifício
FOLIÃ:  Pronto! Dentro em pouco vai aparecer o lobo-mau, chapeuzinho vermelho, os três porquinhos...
PORTA LARGA:  (Cai na gargalhada) Gostei dessa, você tem um senso de humor legal!
FOLIÃ:  Eu não falei! Quem és? Branca de neve?
PORTA LARGA:  (Sorri novamente) Essa foi melhor ainda! Bom, eu nem mesmo sei quem sou... Eu sou o Brasil, sou da folia, das festas, carnaval, recife indor, sou tudo o que você quiser.
FOLIÃ:  Então você é das minhas. Falou do carnaval, a minha grande paixão. Há dez anos que saio em praticamente todos os blocos. Já compus samba, reagge e até frevo, já saí nos trios elétricos, desfilei nas melhores escolas de samba do Rio de Janeiro, morri de calor no Galo da Madrugada, e hoje...
PORTA ESTREITA:  E hoje?
FOLIÃ:  Olha só, eu não sei se te chamo de porta ou de janela, quem sabe um beco ou uma viela?
PORTA ESTREITA:  Não sou beco, muito menos viela, apenas represento Jesus Cristo, aquele que deu sua própria vida em favor de muitos.
FOLIÃ:  Ora vejam só... imagina se o Rei Jesus iria se equiparar a algo tão desprezível. O Cristo que eu conheço está atrás daquela porta larga.
PORTA LARGA:  É isso mesmo, vamos comemorar com um “lança-perfume”, um “lolozinho”, ou mesmo aquele “êxtase”.
FOLIÃ:  Devagar que o santo é de barro! E tem mais, só faço extravagância em dia de festa.
PORTA ESTREITA:  Foliã, existem caminhos que parecem direito ao homem, mas no seu final é um caminho de morte... Aqui no Nordeste costumamos dizer que nem tudo o que reluz é ouro, as aparências enganam. Entrai pela Porta estreita, pois larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz a perdição... é isso que Jesus nos ensinou...
PORTA LARGA:  Vem embora Folia, larga de ser careta, venha se juntar a Pixinguinha, Noel Rosa, Jamelão, Clara Nunes e todos os outros carnavalescos que partiram antes de você.
PORTA ESTREITA:  Espere!
PORTA LARGA:  Tarde demais sua raquítica, eu realmente estou com tudo!
(entra Zé Promessa)
ZÉ PROMESSA:  O que é que você quer? Quer um milheiro de tijolo. Tijolo eu não tenho, mas toma um metro de areia... E você, o que quer? Arroz, feijão, farinha? Toma um quilo de sal.
PORTA LARGA:  Viva Zé Promessa! Ele é o maior... O salvador da pátria, aquele que vai pagar a dívida externa, vai acabar com a maldita inflação, a criminalidade, o desemprego, viva Zé do povo!
ZÉ PROMESSA:  Eu prometo tudo quando está perto da eleição, depois...
PORTA ESTREITA:  Depois se esconde na Câmara estadual ou federal, durante quatro anos, roubando e ludibriando o povo. Não tem vergonha não?
ZÉ PROMESSA:  Quem esta portinha de meia tigela pensa ser para falar assim comigo? Lembre-se que tenho imunidade parlamentar...
PORTA ESTREITA:  Você pode ter imunidade parlamentar aqui no Brasil, mas no céu só entra quem for lavado e remido pelo sangue de Jesus Cristo!
ZÉ PROMESSA:  Vai me dizer que lá não tem o jeitinho brasileiro?
PORTA ESTREITA:  Deus não é brasileiro como muitos pensam ser... você não é diferente dos outros pelo fato de ser um político. Muito pelo contrário, Deus te pedirá conta daquilo que você deveria fazer ou defender e preferiu se omitir.
PORTA LARGA:  Liga não Zé Promessa! Esta portinha é que nem a oposição, só quer nos colocar para trás – fique do jeito que estás, roube bem muito, garanta seu futuro e pronto... não se esqueça de fazer aquele depósito gordinho nos bancos da Suíça ou de algum outro paraíso fiscal.
ZÉ PROMESSA:  É isso mesmo, eu quero é que pobre se exploda! Eu gosto daquela música de Luís Gonzaga: “Uma pra mim, uma pra mim, uma pra tu, outra pra mim...”
PORTA LARGA:  Então entra logo por mim, que eu sou a porta larga, a porta da corrupção, sempre compro o eleitorado, para roubar a população.
ZÉ PROMESSA:  É isso mesmo, eu não tenho escrúpulos.
(entra Eraldo Sabe Tudo)
ERALDO SABE TUDO:  Esse meu problema de visão, um pouco mais e eu perco a paciência!
PORTA LARGA:  Eis-me aqui, sua serva!
ERALDO SABE TUDO:  Quem falou?
PORTA LARGA:  Eu estou aqui do seu lado direito, você por acaso é cego?
ERALDO SABE TUDO:  Um pouquinho. Eu fiquei com este problema de visão quando ainda estava no seminário, forcei minha vista bastante, ficando noites e noites sem dormir, me dedicando a pesquisa e leitura de livros históricos, enciclopédias, aprendendo grego, latim, inglês , francês, etc.
PORTA LARGA:  Caramba! Você é pra lá de culto! Deve ter no mínimo mestrado, um doutorado, você é inteligentíssimo, acho que és doutor em divindade...
ERALDO SABE TUDO:  “Nem tanto mestre, nem tanto”, todo mundo pode chegar aonde eu cheguei; li a Bíblia mais de cinqüenta vezes, sei tudo de Gênesis a Apocalipse.
PORTA LARGA:  Vai me dizer que acredita na Bíblia toda?
ERALDO SABE TUDO:  Minha amiga! Escuta uma coisa. Quando você consegue obter o nível de sabedoria como o meu, começa a enxergar as coisas como elas são e não como dizem ser, ou pelo menos, aparentam ser quando você ler pela primeira vez.
PORTA LARGA:  Magnífico...
PORTA ESTREITA:  Absurdo! Uma pessoa desta só poderia ser cega mesmo...
ERALDO SABE TUDO:  Pra começo de historia, os evangélicos costumam dizer que a Bíblia foi inspirada por Deus; sendo ela a própria palavra de Deus...
PORTA LARGA:  E não é?
ERALDO SABE TUDO:  Claro que não. Se observarmos direitinho, nela está contida uma porção da Palavra – mas ela é cheia de falhas, contradições, falsas traduções; você precisa peneirar tudo o que vai ler...
PORTA ESTREITA:  Você é um maluco... Bem falou a Bíblia a teu respeito: “Sempre estudam, mas nunca chegam ao pleno conhecimento da Verdade”. Certamente não conhece os caminhos do Senhor, es um bastardo e não tens parte no Reino de Deus.
ERALDO SABE TUDO:  Quem pensa ser esta que corroi meus ouvidos com palavras medíocres...?
PORTA LARGA:  Está a tua esquerda. É uma porta mendiga, que tenta perverter o caminho de sensatez, impedindo as pessoas de se aproximarem da divindade...
ERALDO SABE TUDO:  Pois ela está com sorte, se estivesse com querosene, ao certo tocaria fogo...
PORTA ESTREITA:  Farias o mesmo que os escribas e Fariseus fizeram com o Cristo: acoitaram, com uma coroa de espinhos levou sua cruz até o calvário onde ali o crucificaram... Hipócrita, homem néscio, ao menos não consegues discernir entre a mais larga que leva ao inferno?
ERALDO SABE TUDO:  Ora essa, tal engano jamais cometeria – lá está a porta a que Jesus se referia!
PORTA LARGA:  Pode entrar, fique a vontade, a casa é toda sua...

Musical: musica
ANA LIGUE JÁ:  Ufa! Levitar e bailar cansam! Assim não tem mística que agüente.
PORTA LARGA:  Então vem cá que eu quero fazer prognósticos...
ANA LIGUE JÁ:  Prognósticos, búzios, cartas, vejo tudo que o homem não vê nem consegue compreender... Fui considerada a maior paranormal do Brasil. Todas as emissoras de televisão me procuram nos finais de ano para que eu faça os prognósticos...
PORTA LARGA:  Ual! Quer dizer que você é a ultima coca-cola no deserto? Vai! Diz logo o que vai acontecer amanhã, ou quem sabe os números da mega-sena, ou quem sabe, quem será o futuro presidente do Brasil...
ANA LIGUE JÁ:  Meu nome é Ana-Ligue-Já, agora me dá ao menos uma moedinha de cem reais que a gente conversa.
PORTA ESTREITA:  Feiticeiros, prognósticos, bruxos e toda sorte de pessoas do seu tipo, o que resta para vocês é um lago de fogo e enxofre. Deus não se agrada de quem age assim.
ANA LIGUE JÁ:  Pois eu não sei nada disso – Deus nos deu esta capacidade, de ver o futuro, de ouvir mortos, ler a mão, dentre tantas coisas. Como é que você vem me dizer coisas terríveis?
PORTA ESTREITA:  Deus não faz nada que esteja em desacordo com sua Palavra, ele jamais ordenou tais coisas. Infelizmente, Satanás é que vos inspira e ensina doutrinas de demônios.
Certamente que serás julgada pela Palavra do Santíssimo.
PORTA LARGA:  Deixa está portinha frustrada falando sozinha que ela é assim mesmo. Ninguém está certo para ela. Vem logo que eu quero saber o que vai acontecer amanhã...
PORTA ESTREITA:  O amanhã pertence a Deus – tudo o que Ele queria que nós soubéssemos, nos revelou pela Sua Palavra... Certamente que não há lugar para adivinhadores.
ANA LIGUE JÁ:  Pois sei o que faço e tenho muitas convicções, não vou mudar de idéia nem de atitudes...
PORTA LARGA:  Deixa ela pra lá e vem que eu faço uma festa daquelas...
ANA LIGUE JÁ:  Pois eu vou agora, não vou perder meu precioso tempo com esta porta insignificante.
PORTA ESTREITA:  Não faça isto...
PORTA LARGA:  Tarde demais...
(entra o cientista)
PORTA LARGA:  Quem és malucão?
CIENTISTA:  Meu nome é Newton Einisten Mariot Torricelli Dawton etc. da Silva. Eu respiro a ciência, vivo a ciência, persigo a ciência... mas, quem é você? Quem está falando comigo?
PORTA LARGA:  Eu sou a porta larga...
PORTA ESTREITA:  E eu sou a porta estreita...
CIENTISTA:  As portas não falam, portas, normalmente são feitas de madeiras e madeiras são vegetais, logo, sendo vegetais, não possuem cordas vocais...
PORTA ESTREITA:  Que saco!
PORTA LARGA:  Bravo! Você é demais. Nós na verdade somos sua imaginação...
PORTA ESTREITA:  Somos mais que imaginação, somos fato consumado, todos um dia passarão por nós e terão que fazer a principal decisão de suas vidas. Somos a porta da vida e morte.
CIENTISTA:  Nunca vi tanta estupidez junta. Eu só acredito na ciência – ela explica ou procura explicar todas as coisas, ao contrário da Bíblia, que só mostra determinados fatos, sem explicá-los cientificamente.
PORTA LARGA:  Você está coberto de razão. A Bíblia é uma invenção dos cristãos. Ela só aliena as pessoas.
PORTA ESTREITA:  Pelo contrario, a Bíblia muitas vezes ajuda a ciência e a ciência muitas vezes confirma o que está escrito na Bíblia. É uma pena que muitos cientistas não queiram compreender estas coisas.
CIENTISTA:  Se você tem tanta certeza do que está falando, porque então, cada vez mais que a ciência se multiplica, os homens se tornam ateus?
PORTA ESTREITA:  Um grande sábio falou: “Nenhuma ciência aproxima o homem de Deus, pouca ciência, afasta-o totalmente, porem, a muita ciência trás o homem de volta ao seu criador”. Em outras palavras, quando descobrimos que Deus não existe, ainda não sabemos nada, nem de Deus nem de sua criação.
PORTA LARGA:  Louca! Não ligue para ela não! Você é uma pessoa culta, estudou nas melhores universidades norte-americanas. Não acredito que daria ouvidos para o seu lado emocional e desprezaria o racional...?
CIENTISTA:  De forma nenhuma, bem que me disseram que crente gosta de fazer uma lavagem cerebral... mas comigo não.
PORTA ESTREITA:  Não é lavagem cerebral, é lavagem espiritual. Os maiores cientistas da humanidade, no final de suas vidas reconheceram que nada do que existe, sem Ele, se fez...
CIENTISTA:  Pois tudo começou no BIG BEN e continua até hoje. Deus é apenas invencionice humana, para conter a solidão neste universo...
PORTA ESTREITA:  Pelo contrario, Deus criou o homem a sua imagem conforme a sua semelhança, ele planejou todas as coisas e um dia nos pedirá conta de tudo o que tivermos feito, bem ou mal. Porem, Ele se revela aos que crêem no seu nome...
PORTA LARGA:  Como é que é? Você vai ou não? Viva o ateísmo, viva a ciência, viva o homem- deus!
CIENTISTA:  É isso ai!
PORTA LARGA:  Vamos descobrir o segredo da eternidade – a ciência vai conseguir vencer a morte...
PORTA ESTREITA:  Só Cristo vence a morte, não faça isto, ainda há tempo para você.
CIENTISTA:  De jeito nenhum, estou com a porta larga e não abro...
(entra Filadélfia)
FILADÉLFIA:  O que eu queria mesmo era explodir! Eu não gosto das minhas mãos, meus dedos são compridos demais, elas são grandes e doem nas articulações.
PORTA LARGA:  Corta e joga fora!
FILADÉLFIA:  Não posso! Como vou pegar nas coisas, comer, tomar banho e até ler a Bíblia?
PORTA LARGA:  Bíblia! Eca!
PORTA ESTREITA:  Pérola aos porcos – é de se esperar que você diga eca...
FILADÉLFIA:  Mas nós ainda não nos conhecemos e eu falando de minhas loucuras, que besteira a minha...
PORTA ESTREITA:  Pense bem! Faça um esforço que provavelmente irá se lembrar de mim.
FILADÉLFIA:  Não posso fazer muito esforço, tenho um problema na coluna, acho que se trata duma hérnia de disco, e tenho uma dor de cabeça crônica.
PORTA LARGA:  Sim! Mas qual o seu nome mesmo?
FILADÉLFIA:  Meu nome é igreja, mas tenho vários apelidos – uns me chamam de denominação, outros Esmirna, Éfeso, sardes, Laodiceia, não gosto desse nome. Prefiro o de Filadélfia.
PORTA LARGA:  Eu não sabia que a igreja estava tão capenga assim...
PORTA ESTREITA:  É um lindo apelido, mas você com estes complexos e com estas doenças todas está mais para uma Seita qualquer.
PORTA LARGA:  Começou! Era só o que faltava! Fica na tua!
FILADÉLFIA:  Sim! Mas qual o nome de vocês mesmo?
PORTA LARGA:  Meu nome é Porta Larga! Mas pode ma chamar de Nova Era, Ecumenismo, ou do que achar melhor. Aqui quem manda é o freguês.
PORTA ESTREITA:  Ao contrário dela, eu sou a porta estreita, mas pode me chamar de Palavra viva e eficaz e vai além de uma espada de dois gumes. As pessoas costumam me chamar de salvação.
FILADÉLFIA:  Faz tanto tempo que não escuto falar de vocês, que já havia me esquecido de vossas existências. Atualmente, os cultos pouco falam dessas coisas, limitam-se a falar de dinheiro e prosperidade.
PORTA LARGA:  Pois é! Recapitulando seu catecismo maior e menor, seu credo, suas bases doutrinárias, além de todos os dogmas intocáveis, você deve entrar por mim pois, Deus quer que sejamos alegres, bonança, bonança, nada de aperto ou de sofrimento...
FILADÉLFIA:  Olha só minha querida, eu posso estar um pouco adoentada e com umas crises existenciais, mas acho que estás enganada...
PORTA ESTREITA:  Isto mesmo, graças à Deus! Um pouco de juízo – agora é só se curar dessas doenças, fazer uma dieta à base de Bíblia, fazer uma lipoaspiração afim de retirar essas gorduras de pecado...
FILADÉLFIA:  Tem uma dieta mais fácil?
PORTA ESTREITA:  Sim! Esqueci de outra coisa, tem que falar menos e viver mais, porém se viver tanto quanto fala, já melhora bastante.
PORTA LARGA:  É mais fácil vir assim mesmo, menina! Sem compromissos malucos, é mais fácil abraçar os “ismos”!
FILADÉLFIA:  “Ismos”?
PORTA LARGA:  Isso mesmo! Ecumenismo, teologismo, denominacionalismo, modismo. Todos já vêm enlatados, é só engolir garganta abaixo.
FILADÉLFIA:  Não! Essas coisas me fazem lembrar minha querida irmã Laodiceia, que de tanto comer esses enlatados morreu de colesterol. Prefiro fazer a dieta da Porta Estreita.
PORTA ESTREITA:  Ótimo! Espero que suas irmãs façam o mesmo!
PORTA LARGA:  Que nada! Elas têm juízo!
(entra Tromba)
TROMBA:  Esse góia de cigarro, se ao menos tivesse um fósforo, iria quebrar o maior galho a essas horas da noite.
PORTA LARGA:  Você ficou maluco! Falar em fogo perto de tábuas? Já imaginou se causar um incêndio? É assim que começa uma grande queimada.
TROMBA:  Minha nossa senhora do rio doce! Quem falou?
PORTA LARGA:  Fui eu! Eu sou a porta larga, a porta da fartura, não há nada que por mim não passe, pois me adequarei a qualquer largura.
TROMBA:  Meu nome é Tromba!
PORTA ESTREITA:  Tromba!?
TROMBA:  Misericórdia! Quem é você?
PORTA ESTREITA:  Eu sou a porta estreita, sou um caminho apertado e difícil, mas se alguém preferir entrar por mim, vida eterna terá com muito sacrifício...
TROMBA:  Eu acho que já ouvi falar de vocês em algum lugar... já sei, foi num culto desses no meio da rua com uma mulher gritando. Quer dizer que vocês existem mesmo?
PORTA ESTREITA:  Claro que existimos e hoje é o dia da tua escolha; é o teu limite entre a graça e o juízo, entre o perdão e a condenação.
PORTA LARGA:  Não ligue pra ela não, ela é assim mesmo. Gosta de ficar colocando medo nas pessoas. Entre por mim, aqui você pode ganhar na mega-sena, quem sabe ser adotado por uma família rica, um traficante...
PORTA ESTREITA:  Melhor do que isso é ser filho adotivo do Deus Vivo, já imaginou que honra?
TROMBA:  Mas que Deus é esse que faz eu mendigar, dormir nessas calçadas frias com papelões molhados... como é que eu posso crer nesse Deus?
PORTA ESTREITA:  Mas isso não é responsabilidade d’Ele. O homem sob a influência do mal se entrega ao pecado e, como conseqüência, acontecem as catástrofes, as tragédias e a pobreza.
Observe o efeito estufa se não é da por conta da ganância das grandes nações. O Deus que eu conheço não faz acepção de pessoas, ele é justíssimo, Ele mesmo quem diz: nunca vi um justo padecer necessidade...
TROMBA:  Sei não! As vezes acho que Deus é pros ricos – as igrejas parecem que são feitas de ouro, todos os que entram nela são bem vestidos e todas as vezes que me aproximo, tem sempre alguém para me barrar.
PORTA ESTREITA:  Da porta da igreja eles podem até te barrar, entretanto da porta da salvação não. Jesus diz vinde a mim.
TROMBA:  Meu irmão! Eu não tenho nada a perder, vou mergulhar nessa viagem.
PORTA LARGA:  Eu é que não queria essa pobreza aqui no meu terreiro.
PORTA ESTREITA:  Bem aventurados são os pobres, humildes, porque herdarão a terra.
Entra Maria Malhação
MARIA MALHAÇÃO:   Vamos lá gente: é um, dois, três e quatro, é um, dois, três e quatro, é um, dois, três e quatro. (vai mudando os exercícios e as portas acompanham)
PORTA LARGA: Ai, cansei! Por hoje está bom.
MARIA MALHAÇÃO:   Pressão 12x08, colesterol baixo, muitas vitaminas e alimentação saudável.
PORTA LARGA:  É isso aí! Corpinho sarado para azarar os gatinhos na praia. É a geração “Barbie”, magrinha e gostosa.
PORTA ESTREITA:  Ai, ai, quanta babaquice...
MARIA MALHAÇÃO:   Como é a história? Pois saiba que fazer exercícios é bom para o corpo e também para a mente...
PORTA ESTREITA:  Eu sei!
PORTA LARGA:  Liga não Maria Malhação! Isso é coisa de crente, ela tem inveja porque não tem as suas curvas.
MARIA MALHAÇÃO:   Mas ela está tão pálida! Tá bom de ir na praia com aquele top less.
PORTA ESTREITA:  Meu Deus! Que alienação. Pois saiba que Deus quer que cuidemos do nosso corpo, mas não idolatra-lo. Idolatria é pecado e pecado afasta o homem de Deus.
MARIA MALHAÇÃO:   Quem é a baranga?
PORTA LARGA:  É uma corola da igreja, ora de manhã, de tarde e de noite, vai ficar solterona.
MARIA MALHAÇÃO:   Mas até que é bonitinha. Podia colocar uma blusa decotada, botoks, silicone...
PORTA ESTREITA:  Melhor do que isso é ter um coração puro e a consciência do senhorio de Cristo.
MARIA MALHAÇÃO:   Falou grego!
PORTA LARGA:  Deixa-me falar a tua língua! Vai começar a balada e vai está cheio de gatinhos. É um verdadeiro céu, cheio de anjos.
MARIA MALHAÇÃO:   Pois eu vou agorinha! Mas se eu comer e beber demais, se eu engordar?
PORTA LARGA:  Dedinho na goela, vomita tudo, tudinho...
MARIA MALHAÇÃO:   A bom... então eu vou.
PORTA ESTREITA:  Não faça isso! Alegrem-se os jovens nos dias da mocidade, sabendo que um dia Deus vai pedir contas de tudo.
PORTA LARGA:  Um, dois, três, quatro, vai dormir crente chato. Cinco, seis, sete e oito, vai morrer de desgosto...
Epílogo
FOLIÃ:  Onde está aquela porta estreita? Estou arrependida e quero voltar atrás – sei que não deveria dar ouvidos a porta larga... por favor Jesus, me dá outra chance, apenas uma chance...
ZÉ PROMESSA:  Senhor! Descobri que fiz uma péssima opção, jamais deveria dar ouvido àquelas mentirosas, deixe-me entrar por ti. Sou rico, tenho muito dinheiro, mas abro mão de tudo só para ficar contigo... Senhor! Não me abandones...
ERALDO SABE TUDO:  Jesus Cristo, filho de Davi, tenha misericórdia de mim. Lembre-se de quantas vezes preguei com ousadia, defendi as doutrinas que julgava verdadeira, guardei a tradição da igreja – deixa ir para o céu, Senhor! Não me deixe perecer no inferno.
ANA LIGUE JÁ:  Onde está Jesus? Onde está aquela porta... porque não descobri isto antes - estou perdida. Dê-me uma chance, só mais uma chance...
CIENTISTA:  Bem que eu estava sentindo o meu coração queimar, eu sabia que havia algo errado em mim, se me deres uma chance, mostrarei ao mundo que tu es Senhor.
MARIA MALHAÇÃO:  Senhor, perdoe-me por não ter me preocupado contigo. Me perdoa pois eu preferi colocar em primeiro lugar o culto ao corpo e não aquele que me fez. Me dá outra chance para que eu possa falar as pessoas que melhor que ser saudável é ser saudável com Jesus.
PORTA ESTREITA:  Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta e espaçoso é o caminho que conduz a perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreitos é a porta e apertado o caminho que conduz a vida, e poucos há que encontre. (Mt. 7:13 e 14)

Musical: Nesse instante, o elenco se levanta e todos de branco, formam o nome: Só Jesus salva –cada um com uma letra.

Veja o site do Grupo
Cia Reconstrução de Teatro Gospel

Temas: 
Diversos: