AS FOFOQUEIRAS DE JERUSALÉM

Versão para impressão

Cenário: Barraca de feira com sacos de estopa cheios, tecidos, vasos, e outros produtos orientais. Em uma Rua de Jerusalém. D. Jerusa, judia e proprietária da barraca, está arrumando a mesma para mais um dia de trabalho.

ATO 1 - DOMINGO
Cena 1 – Jerusa

Jerusa
(Cantarola uma música hebraica enquanto arruma a barraca) Ah... Ainda bem que as mercadorias já estão aqui, na minha barraquinha querida. Pelo menos nessa semana eu vou ter uma boa freguesia, a cidade está cheia de turista! E todo mundo, é lógico, vai querer levar uma lembrancinha de Jerusalém. Bendita a Páscoa!! Bendita a Páscoa!! Desde que nossos pais saíram do Egito, ela é comemorada. Desde que Davi fundou esta santa cidade e que seu filho Salomão construiu o primeiro templo, todo verdadeiro judeu, sempre que pode vem comemorar a festa aqui. Embora a minha barraca esteja em um ponto não muito privilegiado, nessa rua afastada do templo, mas... tem tanto peregrino, tem tanto peregrino nessa cidade, que Certamente não deixarão de passar por aqui também, né?! Pra comprar na barraca da Jerusa! (Sorri).

Cena 2 – Jerusa, Aurélia e Victórius

Entra Aurélia com Victórius.

Aurélia
Victórius, querido. Vê se toma cuidado, ein!

Victórius
Aurélia, não se preocupe, Roma está sempre preparada. E nós, da guarda Imperial, estamos mais ainda.

Aurélia
É eu sei, mas eu temo muito, pois ouvi dizer que o messias virá libertar os judeus, que é o povo dele. É o que eu mais escuto falar nesses dias por aqui.

Victórius
Ora, meu bem. Já falei que não precisa se preocupar, está tudo sob controle. De fato está se dirigindo um homem pra cá, Herodes e todos os seus comandos já sabem disso. Mas este homem não representa perigo algum, não chega a desafiar a autoridade de Roma.

Aurélia
Não sei, não... Eu estou ouvindo tantas coisas deste que virá para libertar seu povo. Que ele é tão poderosos que faz milagres e maravilhas, e até morto já ressuscitou.

Victórius
É... (sorri) As pessoas falam muitas coisas. Fui convocado porque a cidade está cheia de gente. E sabe como esse povo é. Isso aqui é um barril de pólvora. Qualquer coisinha pode virar um tumulto. É por isso que mandaram reforçar a guarda, nestes dias de festa.

Aurélia
Que os deuses te proteja, meu amor.

Victórius
Os deuses me protegerão a mim e a Roma também, Até a volta Aurélia.

Victórius sai.

Jerusa
Ih... Aurélia, vocês não tem jeito mesmo, né?! “Que os deuses te proteja”! Quando é que vocês irão perceber que só existe um único Deus, o Deus de Israel!?

Aurélia
Um único Deus? É... minha amiga Jerusa, cada um tem o deus que merece. Você só tem um, nós temos vários!!

Jerusa
Ídolos que não falam, não escutam, não veem, não sentem e nem se defendem pra não serem quebrados! Mas me diga querida, quantos ídolos vocês tem?

Aurélia
Sei lá! Sei que são inúmeros deuses.

Jerusa
Você me desculpe no que vou falar, mas dos romanos a única que escapa é você, amiga Aurélia, apesar desses inúmeros deuses, mas fazer o quê, né?! Por que todos os outros... sem contar com o teu marido, é claro! São todos uns corja só, e o pior de todos é o Herodes.

Aurélia
Obrigado pela consideração, querida. Sabe, eu sou feliz por ser romana. Mas uma coisa você está certa, é a respeito de Herodes.

Jerusa
Mas não é verdade? Essa cobrança de impostos de tributum Soli, do tributum Capitis é absurda. Onde iremos parar?
Aurélia
Querida, mas você sabia que Herodes repassar o dinheiro dos impostos, para César? Claro que também é muito conveniente para Herodes, para se manter no poder.

Jerusa
Sem contar da retirada do tesouro do templo para a construção do aqueduto. Com tantas coisas que merecem mais atenção, que são mais urgentes pra fazer, vai construir um aqueduto.

Aurélia
Ele quer se promover em cima disso. Você não sabe como esses políticos são, Jerusa?

Jerusa
E eu não sei?! (Escutam um tumulto) Que barulho todo é esse?

Aurélia
Não faço ideia O que será que está acontecendo?

Jerusa
Gostaria muito de saber!

Cena 3 – Jerusa, Aurélia, Pessoa A e Pessoa B

Algumas pessoas passam alegres com palmas nas mãos.

Pessoa A
Hosana! Hosana!

Pessoa B
O rei está chegando!! Liberte-nos, filho de Davi!!

Saem

Aurélia
Ai, Jerusa. É o tal messias que está chegando! O que vai acontecer nesta cidade?

Jerusa
É o que dizem ser o descendente de Davi... é ruim, hein?! Calma mulher! Isso aí não vai dar em nada. É apenas mais um que se levanta pra iludir o povo.

Aurélia
Será, amiga?

Jerusa
Claro! É que nem esses políticos! O povo é cegamente enganado e nunca aprende! Não tem jeito. Passa ano, e vem ano, e o povo sempre acredita nas promessas do próximo que surge. Oh, povinho burro!

Aurélia
É porque as pessoas têm esperanças de melhorias, e passam a confiar em alguém novo que surge, é uma possibilidade de mudança pra melhor.

Jerusa
Acreditar nesses políticos, novos ou antigos. Esses que surgem dizendo que vão libertar o povo. Quem acredita nisso só pode ser o maior dos tolos!! Um imbecil! Um jumento!!

Zebedeu
Viva o rei! O rei está chegando!

Cena 4 – Jerusa, Aurélia e Zebedeu

Entra Zebedeu com palma nas mãos.

Zebedeu
O rei que nos livrará desses romanos! Viva o rei, Jerusa!!

Jerusa
Marido?!

Zebedeu
Agora a festa vai ficar completa, mulher. Muita coisa vai mudar por aqui.

Jerusa
Zebedeu, você só está perdendo o seu tempo com esta presepada. Ao invés de estar me ajudando aqui na barraca comigo. Pra gente ganhar mais dinheiro nesta época.

Zebedeu
O messias prometido retomará o reinado e toda a riqueza que havia no tempo de Davi. E fará ainda mais, irá voltar assim à lei. E você fala em ganhar dinheiro?

Jerusa
Zebedeu, você bebeu? Você está louco?

Zebedeu
Não!

Jerusa
Pois parece! Deixa de história. Daqui a pouco vai dizer que o homem voltará a ser o cabeça da casa.

Zebedeu
É isso aí...

Jerusa
Você realmente está fora do seu juízo normal. Mas enquanto isso não acontece, quero que você me diga uma coisa. Por acaso você viu o jumentinho? porque estou precisando dele e... só vi a jumenta presa no portão. E esse jumento é bem valoroso.

Zebedeu
O jumentinho?

Jerusa
Desembucha, Zebedeu!

Zebedeu
Jerusa, meu bem, sabe o que é?

Jerusa
Não, não sei. Você ainda não falou!

Zebedeu
Eu emprestei pra Jesus, o Messias estava por vir...

Jerusa
Você emprestou pra Jesus?! E me diga, foi o próprio “messias” que havia vindo pedir?

Zebedeu
Não. Foram dois discípulos dele que vieram me pedir.

Jerusa
Ah, foram dois discípulos dele... e porque você não foi no lugar do jumento?

Zebedeu
Como?

Jerusa
Você é um tolo! Você foi enganado! Quem te garante que era verdade? Agora me diga: Pra que um “Rei”, que vai livrar a todos os judeus das mãos dos romanos, iria querer com um jumentinho, e que ninguém nem ao menos montou?

Zebedeu
É, eu também achei estranho. Mas os dois homens pareciam ser tão honestos, e diziam que “o Senhor precisava dele”, eu não tive como negar.

Jerusa
Zebedeu! Eu quero que você recupere o jumento antes que seja tarde demais. Ou você é que vai acabar ficando no lugar dele, e pra isso acontecer falta muito pouco!

Zebedeu
Ta bom! Ta bom! (Pega a palma) Já vou. (A parte) Antes vou ver o rei chegar no seu cavalo branco, como é digno de um rei, e com seu exército e suas armas. (Fala alto) Bendito que vem em nome do Senhor, Nos tirar do julgo Romano!!

Zebedeu sai.

Jerusa
Meu próprio marido... veja só uma coisa dessas, que vergonha, Aurélia! Como pode alguém se iludir tanto, ao ponto de fazer besteira?

Aurélia
É... Jerusa, será boato o que falam desse tal Messias, ou será verdade mesmo?

Jerusa
Aurélia, relaxa, deixa de ser medrosa também, isso é só fogo de palha. Deve durar uma semana somente. Só durante a festa.

Cena 4 – Jerusa, Aurélia e Cego

Entra o cego.

Cego
Viva o Messias!! O tão esperado Messi... (esbarra na barraca de Jerusa) Opa!

Jerusa
Olha por onde anda seu... seu cego! Quer derrubar a minha barraca?

Cego
Me desculpe... me desculpe.

Jerusa
Você nunca acerta esse caminho, caramba! Toda vez vem em direção da minha barraca. Por que você não vai por outro rumo? Tem tanto lugar pra você andar.

Cego
Mas... esse é o caminho que eu tenho que passar. Eu... quebrei alguma coisa?

Jerusa
A tua sorte é que não! Se não, eu que ia quebrar a tua cara! Agora vê se toma teu rumo, sujeito.

Cego
E vou mesmo! Vou ver o Messias chegar! Salve o Messias!!

Aurélia
(Vai até o cego) Por aí, não. É por aqui.

Cego
Oh, obrigado. Obrigado. Viva o rei!! Viva o rei!!
Cego sai

Jerusa
Além de cego é um completo tolo!!

ATO 2 – SEGUNDA-FEIRA
Cena 1 – Jerusa

Jerusa
Esse dia está sendo ótimo, ótimo! As vendas foram muito boas! Imagine se eu estivesse no melhor ponto da cidade. Mas ali também é uma máfia desgraçada. É leão comendo leão! (Cantarola uma canção) Onde foi parar o Zebedeu: Saiu desde cedo, me deixou sozinha o dia todo, e até agora não apareceu, é um imprestável mesmo. Essa semana ele está todo agitado. Deve ter ido atrás do “tal messias, filho de Davi”.

Cena 2 – Jerusa e Aurélia

Entra Aurélia

Aurélia
Olá querida! E como vão as coisas por aí?

Jerusa
Foi fazer compras hoje, é?

Aurélia
Pois é. Começa a faltar tudo em casa, mas... Jerusa, você soube de ontem?

Jerusa
Ontem? O quê foi? O que houve?

Aurélia
Você não sabe?

Jerusa
Não.

Aurélia
Menina, eu nem te conto.

Jerusa
Ah, vai contar! Ah, vai contar sim!

Aurélia
(sorri) É claro que vou te contar, boba. Sabe que aquele tal messias, o... Jesus, esteve ontem no templo assim que chegou, e ficou observando tudo, tudo, tudo.

Jerusa
E como é que você ficou sabendo disso?

Aurélia
Ora, minha filha, eu também tenho as minhas fontes, né?!

Jerusa
Então é por isso que hoje ele voltou ao templo e fez o que fez.

Aurélia
Fez o que fez o que?
Jerusa
Ué, você ainda não sabe?

Aurélia
Não. O que houve?

Jerusa
Mas meu amor, em que cidade você estava? E cadê a sua fonte? Bom, deixe-me falar. O tal Jesus foi logo de manhã ao templo, e expulsou todos os que ali vendiam e compravam! E derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.

Aurélia
Que coragem deste homem!

Jerusa
E não foi só isto!

Aurélia
Não?

Jerusa
Não! Ele ficou ali e não consentia que ninguém atravessasse o templo levando qualquer utensílio, alegando que ali era a chamada casa de oração.

Aurélia
Eu estou estarrecida! Mas como você ficou sabendo, se não sai nunca daqui?

Jerusa
Eu também tenho meus informantes, e são fontes bem confiáveis! Mas também ali só tem ladrão safado! Vendem os animais para sacrifícios a preços absurdos, se aproveitando dos que vem de longe, e que obviamente não tem como trazer os animais.

Aurélia
É verdade!

Jerusa
E os cambistas, oh raça desonesta! Coitados dos estrangeiros que precisam trocar suas moedas pela única moeda aceita pelos mercadores, porque eles querem pagar os impostos no templo e também fazer suas ofertas. Até que esse “tal messias” subiu um pontinho no meu conceito.

Aurélia
E ninguém fez nada, lá?

Jerusa
Que eu saiba, não!

Aurélia
E os principais sacerdotes e os escribas, sabem disso?

Jerusa
Claro! Afinal eles estavam lá, e viram tudo! E parece que não gostaram de nada, nada do que viram.

Cena 3 – Jerusa, Aurélia e Zebedeu

Entra Zebedeu

Zebedeu
Jerusa, Jerusa!

Jerusa
Zebedeu, por onde é que você andou, homem? Desde cedo que está sumido de casa! Eu precisava de você para...

Zebedeu
Eu saí logo cedo pra encomendar o vinho, mas depois quando estava voltando eu vi Jesus chegando de Betânia com os seus discípulos. Mas aí aconteceu uma coisa incrível!

Jerusa e Aurélia
E o que foi que aconteceu?

Zebedeu
No meio do caminho ele amaldiçoou a figueira, e ela secou!

Jerusa e Aurélia
Oh!

Jerusa
Pelas barbas do profeta! Aquela figueira tão linda e que poderia ser vista a distância? Aquela que ficava no caminho pra Betânia?

Zebedeu
Ela mesma! Secou!

Aurélia
E por que será que ele fez isso com a coitada?

Zebedeu
Sei lá!

Jerusa
O que eu sei, é que essa figueira já era para ter dado fruto a muito tempo. Ela tão pomposa, e nada para se aproveitar. Eu mesma tinha ido lá, antes, pegar alguns frutos e não encontrei nenhunzinho!! Ela só existia mesmo para aparecer.

Cena 4 – Jerusa, Aurélia, Zebedeu e Jeoaquim

Entra Jeoaquim

Jeoaquim
Shalom Aleichem (Paz para vocês).

Jerusa e Zebedeu
Aleichem Shalom.

Jeoaquim
Vocês não vão acreditar, a figueira que fica no caminho pra Betânia, secou!

Zebedeu
Foi Jesus quem a amaldiçoou, eu vi. Como ele é poderoso.

Aurélia
Eu havia escutado um comentário que esse Jesus havia ressuscitado um homem chamado... chamado... Lázaro, sim! E muitos estavam querendo vê-lo chegar ontem, junto com o messias. Mas será que ele é tão poderoso assim?

Zebedeu
Eu vi. Ele amaldiçoou a figueira!

Jeoaquim
(vira as costas para Aurélia) Romanos, hum! Fora Roma!

Cena 5 – Jerusa, Aurélia, Zebedeu, Jeoaquim e algumas crianças

Passam algumas crianças rindo e brincando e dizendo que Jesus era o filho de Davi.

Zebedeu
Os sacerdotes estão indignados com as crianças daqui, porque elas andam pra cima e pra baixo dizendo isso, que Jesus é o filho de Davi. Eles estão revoltados!

Aurélia
Ah, mas criança é assim mesmo, fala sem pensar. Deve ser porque escutou algum adulto falar, ou será que foi o próprio messias quem as instruiu pra ficar falando pela cidade?

Cena 6 – Jerusa, Aurélia, Zebedeu, Jeoaquim e o Cego

Entra o cego

Cego
Estou curado!! Estou vendo!! Estou vendo!! Oh, maravilha!!

Todos
Oh! O ceguinho está vendo?!

Jerusa
Hei, cego, venha cá. Me diga uma coisinha.

Cego
Dona Jerusa?! Reconheço pela voz. Agora posso vê-la.

Jerusa
Sim... é... Mas cego, desde que te conhecemos, você sempre foi cego, não foi?

Cego
Claro. Eu era cego desde nascença. E a senhora sabe, desde criança eu esbarrava na sua barraca.

Jerusa
É... eu sei.

Cego
Pois é, e agora não sou mais!Não sou mais!!
Jerusa
E como agora você está enxergando?

Cego
Eu estava no templo e Jesus me curou! Jesus me curou! Me abriu a visão, agora posso ver tudo! Tudo! Ele é Al-Ilah Rapha (em aramaico = Deus de cura).

Zebedeu
Isso é impressionante!

Cego
Zebedeu, é você?! Sua voz, posso ver você agora, ver como você é realmente.

Zebedeu
Isso é realmente incrível!

Cego
Um milagre! Isto é um milagre! Um milagre! Estou curado! Viva Jesus!

Cego sai

Jeoaquim
Zebedeu, Jesus é tão poderoso que curou o cego, então ele vai também curar a sua perna.

Zebedeu
É... quem sabe? Mas o que quero ver mesmo é o Rei retomar o reino das mãos dos romanos. Isso é o que eu quero ver!

Jeoaquim
(Encara Aurélia) Sabias palavras Zebedeu! Sabias palavras! Jesus com o seu poder, nos fortalecerá para a grande missão, para o qual ele veio! Os Zelotes é que estão certos, fora Roma!

Aurélia sai pra dentro de casa

Jerusa
Coitada da Aurélia... vocês esquecem que o marido dela é um soldado da guarda de Herodes? E que se ela quisesse já teria dado um jeito em vocês dois. Agora deixem de besteira e me digam, por onde deve estar andando Jesus? Pois desde que ele chegou, a cidade está um reboliço só! Oh, homem pra criar agitação!

Jeoaquim
Ele voltou para Betânia com os seus bravos guerreiros, os apóstolos.

Jerusa
E por que não pernoitaram aqui em Jerusalém, ao invés de andarem 3 Quilômetros até Betânia?
Zebedeu
Vai ver não acharam lugar para ficar, já que a cidade estava muito cheia, ou preferiram mais tranquilidade para dormir.

Jeoaquim
Ou... para se prepararem para a grande retomada de Jerusalém!

Jerusa
Ou... estão causando tanta agitação na cidade que estão com medo de serem mortos durante o sono!

Zebedeu e Jeoaquim
Serem mortos? Nunca! Fora Roma! Fora Roma!

Jerusa
Vocês querem falar mais baixo?! Vocês querem ser mortos?

Cena 7 – Jerusa, Zebedeu, Jeoaquim e Manoá

Entra Manoá

Manoá
Gente, o que aconteceu com a Oliveira? Que fica no caminho para Betânia?

Todos
Figueira! É figueira Manoá!

Manoá
É?... e então?!

ATO 3 - TERÇA-FEIRA
Cena 1 – Zebedeu, Manoá e Jeoaquim.

Zebedeu
Meu amigo, estou pensando até agora no que aconteceu no templo, hoje.

Jeoaquim
Eu também fiquei impressionado!

Zebedeu
O messias é realmente imprevisível.

Cena 2 – Zebedeu, Manoá, Jeoaquim e Jerusa

Entra Jerusa

Jeoaquim
Quem diria que Jesus fosse criticar os sacerdotes?! Pensei que só fosse com os Romanos.

Zebedeu
Pois, é!

Jerusa
E o que foi que aconteceu desta vez? O que foi que esse homem arrumou agora?

Manoá
É, o que foi?

Jeoaquim
Ué, Manoá, você não estava lá comigo? Você definitivamente não é normal.

Zebedeu
O messias estava ensinando lá no templo, e aí apareceram os principais sacerdotes e os anciãos e perguntaram com que autoridade ele fazia aquelas coisas.

Jerusa
Que coisas? Só por que ele estava ensinando no Templo?

Jeoaquim
Você não sabe que, para se ensinar no templo, precisa de uma ordenação rabínica para julgar e decidir questões sobre o Halachá. Por isso que perguntaram que tipo de ordenação Jesus recebeu que lhe permitia ensinar com tanta autoridade. Ele é visto como alguém não autorizado para Ensinar no templo.

Jerusa
E o que houve?

Zebedeu
Aconteceu que ele só iria responder a essa pergunta, se eles, os sacerdotes, primeiro respondessem a pergunta sobre o batismo de João batista. Se o batismo de João era do céu ou dos homens.

Jerusa
Não entendi. Onde ele queria chegar com essa pergunta?

Jeoaquim
Eu explico. Se os sacerdotes se falassem que era do céu, certamente Jesus responderia, “então por que não creram?” Já que João Batista, era da linhagem sacerdotal, era filho do sacerdote Zacarias. João tinha autoridade do alto para batizar, ele veio da tribo de Levi, e era profeta.

Manoá
E daí?

Jeoaquim
E daí? E daí que João pregava que o povo devia crer no Cristo que haveria de chegar. E que o próprio João Batista iria abrir o caminho para o messias prometido chegar.

Manoá
E quem é?

Jeoaquim e Zebedeu
Jesus!!

Jerusa
Ta pior do que a encomenda, ein?! Oh, cabecinha!

Jeoaquim
É o próprio Jesus que está hoje aqui na cidade. Então, automaticamente, ele também recebeu a autoridade do alto para ensinar e fazer curas no Templo. Entenderam?

Jerusa
Afinal de contas, os sacerdotes responderam o que?

Jeoaquim
Esses homens não são tolos! Eles bem sabem que homens foram usados e capacitados por Deus, como o boiadeiro Amós, o pastor de ovelhas Davi, o habitante da rústica Gileade, Elias, entre outros, sem terem nenhuma educação formal. Simplesmente falaram que não sabiam. Também se falassem que era dos homens, tinham apanhado do povo, porque todos nós consideramos João Batista como profeta.

Jerusa
Puxa vida! Bem que deveriam liberar para que as mulheres não ficassem só no pátio, que entrassem também no Templo. Pra ver essas coisas.

Zebedeu
Já sem entrar lá você...

Jerusa
Eu o que, Zebedeu?

Zebedeu
Nada não, nada não! Mas tem mais, mulher!

Jerusa
Tem mais? O que? Conta!

Zebedeu
O messias começou a falar por parábolas, e começou com uma parábola dos... dois filhos e também uma dos lavradores maus.

Manoá
Isso eu me lembro. Aaaa... foram lindas histórias...

Zebedeu
Não foram só lindas histórias, Manoá! Presta atenção!

Manoá
Ué, e o que mais então?

Zebedeu
O messias proferiu estas parábolas contra os sacerdotes, você não percebeu? Tanto é que eles procuravam prendê-lo, mas desistiram porque todos iam contra eles!

Manoá
Não notei nada disso...

Zebedeu
E você nota alguma coisa, Manoá? Você nunca vai mudar!

Jeoaquim
O messias só falta ir agora contra os romanos. Fora Roma!!

Zebedeu
Jesus realmente é fascinante. E o tempo da libertação está próximo. Fora Roma!

Zebedeu, Jeoaquim e Manoá saem.

Jerusa
Esses três malucos não têm jeito mesmo. Enquanto os romanos não deixarem Jerusalém, não sossegam.

Cena 3 – Jerusa e Aurélia

Entra Aurélia

Aurélia
Esse é o meu medo, amiga!

Jerusa
Aurélia, você estava escutando a conversa?

Aurélia
Claro! Como posso ficar por dentro dos acontecimentos, querida?

Jerusa
Você, ein?!

Aurélia
Aprendi contigo, amiga! (Ela sorri)

Jerusa
Eu que sou sua aluna! (Sorri também)

Cena 4 – Jerusa, Aurélia e Maria

Entra Maria

Aurélia
Olha, tem gente chegando a sua barraca.

Jerusa
Deixe eu ir lá atendê-la. (para Maria) Shalom Alichem. Você na mais completa barraca da cidade, o que deseja?

Maria
Aleichem Shalom. Eu quero comprar perfume. Ah, esse aqui!

Jerusa
Esse aqui é bálsamo de preciosíssimo perfume de nardo puro. Você vai querer um potinho deste, contém 20 ml?

Maria
Eu quero uma libra deste perfume.
Jerusa e Aurélia
Uma libra?

Jerusa
Mas isso é muita coisa! Custa o valor de... trezentos denários.

Maria
Aqui dentro tem os trezentos denários!

Jerusa
Está aqui neste alabastro. Mas, se me permite a pergunta. Pra que precisa de uma quantidade tão grande de um perfume tão caro?

Maria
Para alguém que merece o melhor! Para o Rei e messias esperado!

Aurélia
Para o Messias? O tal... Jesus?

Maria
Sim. E quer saber? Ele merece muito mais do que isto! Bom, é este aqui?

Jerusa
É.

Maria
Bom, deixe-me ir. Laila Tov (Boa tarde).

Jerusa
Laila Tov.

Maria sai

Aurélia
Você viu, Jerusa? Mais uma vez, o messias. Sempre o messias!

Jerusa
(aprecia a quantia dada por Maria) Estou vendo. Estou vendo. Se tivesse um messias deste todo mês...

ATO 4 - QUARTA-FEIRA
Cena 1 – Zebedeu, Jeoaquim e Manoá

Zebedeu
Vocês viram até que ponto os fariseus e os herodianos chegaram? Resolveram se unir.

Jeoaquim
E eles não se suportam. Isso só pra pegar Jesus em alguma palavra.

Manoá
E qual foi a palavra?

Zebedeu
Manoá, o que você estava fazendo lá, que nunca sabe de nada?

Manoá
Bem... eu... estava...

Zebedeu
Você não viu que eles perguntaram a Jesus se era lícito pagar tributo a César, ou não?

Manoá
Não reparei...

Zebedeu
Jesus estava sendo o centro das atenções, e você não reparou?

Jeoaquim
Calma Zebedeu, você não que o Manoá é um pateta? Mas voltando ao assunto, eu gostei que o messias percebeu a armação de todos, além de tudo ele é perspicaz, e respondeu à altura, chamando-os de hipócritas!

Zebedeu
Sabe, Jeoaquim, eu fiquei imaginando inúmeras repostas para não ser pego nem pelos fariseus e nem pelos herodianos, e não encontrei nenhuma. Mas a resposta de Jesus foi algo... impar. Talvez a única resposta que existisse: “Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”.

Jeoaquim
Todo mundo ficou admirado, meu amigo, todo mundo. Até eu!

Manoá
Ah, agora estou lembrando.

Zebedeu
Até que enfim, ein, Manoá?!

Manoá
Aquele denário era meu.

Zebedeu e Jeoaquim
Era teu?

Manoá acena com a cabeça positivamente.

Jeoaquim
E quando os Saduceus, que não creem na ressurreição, perguntaram justamente sobre ressurreição. Com a história de uma viúva de 7 irmãos que não havia deixado nenhum descendente. Então na ressurreição de qual será esposa? Essa pergunta é baseada na lei do casamento do levirato.

Zebedeu
E a resposta? (Sorri) Primeiro fala que eles erram por não conhecerem as escrituras (continua sorrindo). Depois, respondeu com uma passagem contido na própria Tora, que é o único livro que eles creem

Jeoaquim
E não foi? E lembrou o trecho quando Deus falou a Moisés na sarça, que era o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. E que Deus era Deus de vivos e não de mortos. Que maravilha!!

Zebedeu
Aí, foi a vez dos escribas. Perguntando qual era o principal de todos os mandamentos. Só eles é que não sabiam (Sorri mais uma vez).

Jeoaquim
Você está se divertindo, né Zebedeu?!

Zebedeu
Gostei mais foi no final, o messias, criticou diretamente os fariseus e os escribas, que se importam mais em aparecer do que em fazer. E que são aproveitadores, todos eles!!

Jeoaquim
Ainda disse que estes vão receber muito maior condenação! Quando retomarmos o poder, aí eu quero ver, o escorpião fugir do cerco do fogo!

Zebedeu
Espere um pouco! Olhe quem está vindo.

Cena 2 – Zebedeu, Jeoaquim, Manoá, Judas e o Sacerdote

Entra Judas e o sacerdote

Sacerdote
Judas, o que você está pedindo é muito!

Judas
50 é o meu preço, e nada menos!
Sacerdote
Oferecemos 10, e nada a mais.

Judas
10? (pensa) então 40, é um valor justo!

Sacerdote
Nem eu nem você, ficamos nos 20 e pronto! Sem mais conversa.

Judas
35.

Sacerdote
25.

Judas
33?

Sacerdote
Ofereço 30, e é pegar ou largar?!

Judas
30?

Judas e o sacerdote saem.

Zebedeu
Não é esse um dos discípulos do messias?

Jeoaquim
Sim. E o que será que ele está combinando com o sacerdote?

Zebedeu
Não faço a menor ideia Vamos segui-los pra ver se a gente descobre?

Jeoaquim
Espere! E quem vai ficar aqui na barraca?

Zebedeu
É mesmo, a barraca! Manoá, você fica aqui de olho na barraca! Vamos lá.

Saem Jeoaquim e Zebedeu.

Manoá
Mas... mas... (fica parado olhando para a barraca por um tempo. Coça a cabeça. Olha para um lado, depois para outro, então resolve se sentar no banquinho)
Cena 3 – Manoá, Jerusa e Aurélia

Entra Jerusa e Aurélia

Menina, ta louca que eu vou subir aquele monte das oliveiras, atrás de Jesus e dos seus discípulos! Nem se me pagassem... se me pagassem?... Não! Nem com toda a curiosidade do mundo!! Manoá, o que você está fazendo aqui na minha barraca? Cadê o Zebedeu que mandei que ficasse aqui tomando conta até eu voltar?

Manoá
(Levantando-se) Dona Jerusa? Bom... o...

Jerusa
Esse meu marido... vou te contar, ein?! Um minutinho que eu saio... Pra onde ele foi, Manoá?

Manoá
Ele? Ele saiu...

Jerusa
Pra ele não estar aqui, só pode ter saído, né seu tonto! Desembucha logo e fala, rapaz!

Aurélia
Calma Jerusa, o rapaz não tem culpa, e deixa ele falar também. Manoá, fala logo também!

Manoá
Sabe o que é? Eu não sei pra onde ele foi. Eu gostaria de ajudar mais...

Jerusa
Homens, oh raça! Todos iguais! Tudo combinado! Tudo combinado!

Aurélia
Vai ver, o rapaz só estava tentando ajudar, Jerusa.

Jerusa
(Secamente fala para Manoá) Obrigada! Agora sai pra lá, sai pra lá!

Cena 4 – Manoá, Jerusa, Aurélia e Zebedeu

Entra esbaforido Zebedeu.

Jerusa
O que houve? O que está havendo?

Zebedeu
Você já voltou? Que bom! Seguimos Judas, uns dos discípulos do Messias, andava com um sacerdote (procura ar)

Aurélia
E o que é que tem?

Zebedeu
Muito estranho, eu e o Jeoaquim, vimos Judas entrando no palácio de Caifás juntos com os Sacerdotes e os Anciãos.

Jerusa
E por que estranho?

Zebedeu
Hoje, no templo, Jesus criticou duramente todos eles. Não era para Judas estar com eles, era?

Aurélia, Jerusa e Manoá
Não!

Manoá
Não.

Jerusa
Sabe de uma coisa, vou tocar a minha vida. Eles que são brancos que se entendam.

Zebedeu.
Vou entrar um pouco.

Aurélia
Eu também vou pra minha casa, tchau.

Manoá sai.

ATO 5 - QUINTA-FEIRA
Cena 1 – Jerusa e Zebedeu

Jerusa e Zebedeu arrumam a barraca bem cedo.

Zebedeu
O soninho estava tão bom.

Jerusa
Mas temos que aproveitar essa época de festa, e terminar logo de montar a barraca. Afinal de contas, essa festa é só uma vez por ano.

Zebedeu
Vou colocar esses grãos aqui mesmo.

Jerusa
Tudo bem. Sabe Zé, você sabe que eu não sou de ligar muito para esses dias, apesar da nossa cultura. Sou mais de aproveitar a oportunidade para conseguir um bom dinheiro.

Zebedeu
Sei muito bem disso!

Jerusa
Mas... conforme vai chegando a hora da comemoração da Páscoa, eu começo a ficar ansiosa, sei lá.

Zebedeu
É natural isso!

Cena 2 – Jerusa, Zebedeu e o Cego

Entra o cego

Cego
Como o dia é tão bonito, não acha dona Jerusa? Boker Tov (bom dia) seu Zebedeu?

Zebedeu
Boker Tov.

Jerusa
Baruch hashem (Graças a Deus)!! O ceguinho não mais vai esbarrar na minha barraca!

Cego
(sorri) É verdade.

Jerusa
Eu é que estou feliz com isso. Mas me diga: Aonde você vai tão cedo, ceguinho?

Cego
Vou ouvir Jesus no templo.

Jerusa
Já, tão cedo?

Cego
Quanto mais cedo ir ao encontro de Jesus, melhor ainda. Vamos lá?

Zebedeu
É uma boa ideia..

Jerusa
Não é não boa ideia, não! Você vai ficar aqui me ajudando, que hoje o dia promete!!

Cego
Bom, eu vou andando que agora muito me alegra em ir ao templo, Lehitaót (até logo).

Jerusa
Lehitraót

Cego sai..

Zebedeu
Você não perde essa mania, me chama atenção na frente dos outros! Está quase tudo pronto, o que você quer mais, ein?!

Jerusa
Não senhor, pode cantar de galo em outro lugar, pra cima de mim, não!

Zebedeu
Essa é a oportunidade de ouvir o messias e você...

Jerusa
Eu sei é que, desde que esse tal messias chegou, você ficou todo alterado, mas a nossa vida é aqui. Pés no chão, Zebedeu.

Zebedeu
Vida? Dominado pelos romanos? Temos que estar junto com o messias para acabar com os romanos.

Jerusa
(fala baixo) Fala isso baixo, homem! Quanta asneira você diz. E vamos parar com esse papo furado, e vai pegar água, que eu vou lá dentro de casa pegar o pano.
Zebedeu
Que isso? Eu pegar água? Isso é serviço de mulher, não de homem! E não!

Jerusa
Você sim! Faça por bem o que eu estou te mandando, faça querido... antes que eu me aborreça com você e de logo um jeito nessa tua perna

Jerusa entra na casa.

Zebedeu
(Resmunga) Antes que eu me aborreça com você... blá, blá ,blá. (Olha para os lados) Era o que me faltava... era o que me faltava. Espero que ninguém me veja carregando este cântaro. Que vergonha!

Cena 3 – Zebedeu, Pedro e João

Zebedeu pega o cântaro de água e sai. Pouco tempo depois volta.

Zebedeu
Pronto! Era o que faltava, dei uma topada na pedra...

Entra Pedro e João

João
Pedro, olhe! Como Jesus falou, o homem com o cântaro de água.

Zebedeu entra em casa com o cântaro de água.

Pedro
João, então vamos lá falar com ele.

João
Vamos!

Zebedeu saiu

João
(Ao Zebedeu) Senhor, por favor!

Zebedeu
Eu?

João e Pedro
Shalom Aleichem.

Zebedeu
Aleichem Shalom.

João
O senhor que estava com o cântaro de água.

Zebedeu
Ah, sim... bem, o que a gente não faz pela nossa esposa, não é mesmo? A gente ajuda um pouco aqui, um pouco ali, entendem? Essas mulheres...

João
Senhor, O Mestre manda perguntar-te: Onde é o aposento no qual Ele há de comer a Páscoa com os seus discípulos?

Zebedeu
É Jesus? Passar a Páscoa? Sim. Temos um cenáculo aqui muito bom, espaçoso, devidamente iluminado e totalmente mobiliado. Aposento de primeira Queiram me acompanhar. Vocês irão gostar muito.

João, Pedro e Zebedeu saem para o cenáculo, pouco tempo depois voltam.

Pedro
Muito bom!

João
Ótimo!

Zebedeu
Eu me sinto muito honrado em recebê-los. Muito honrado mesmo. E pode deixar que estará tudo pronto, a comida, a bebida e tudo mais. Podem ficar sossegados quanto a isto.

Pedro
Que bom. Então mais tarde, depois do por do sol, estaremos aqui.

João
Agora temos que ir. Muito obrigado senhor. Laila Tov (Boa tarde).

João e Pedro se despedem e saem.

Cena 4 – Zebedeu e Jerusa

Entra Jerusa.

Zebedeu
Laila Tov! Mazal Tov (boa sorte) Estarei esperando por todos vocês aqui, no cenáculo.

Jerusa
Zebedeu, esperando quem, no cenáculo?

Zebedeu
Jerusa?!

Jerusa
Sim, sou eu!

Zebedeu
Que coisa maravilhosa aconteceu. Jesus e seus discípulos passaram a Páscoa aqui, no cenáculo! Que honra, mulher!!

Jerusa
Eu não posso te deixar sozinho nem um pouco, né?! Como você trás encrenca pra dentro de casa? Um sujeito que desde que chegou aqui, só arranja confusão. Provoca os fariseus, escribas, Saduceus e tantos mais. Ainda dizem que irá acabar com os romanos. Onde você está com a cabeça, Zebedeu? Só falta ele colocar fogo no cenáculo!

Zebedeu
Mas eu não tive como negar! Não podia simplesmente dizer, não! Afinal de contas como posso negar ao rabi? Ao rabi, mulher!!

Jerusa
E eles pagaram alguma coisa?

Zebedeu
Mulher?! Faça-me o favor! A presença do messias vale mais do que qualquer pagamento. É um presente dos céus! Baruch Hashem!!

Jerusa
Você não tem jeito mesmo, hein Zebedeu?! Afinal das contas, até agora ninguém nos procurou, exceto esse messias. Mas vai lá, hoje vou abrir uma exceção. Por você Zebedeu! E Também porque hoje é dia de Páscoa. Então, o que você está esperando, homem? Vai enfeitar logo o cenáculo, depois vai comprar as tâmaras, figos, uvas secas, os pães Asmos, o maror, o charôsset. E vê se não esqueça a bebida. Tem que está tudo perfeito pra quando eles chegarem. Agora vai, vai!

Zebedeu sai radiante.

Jerusa
Ainda bem que na semana passada retirei o fermento de casa. Se dependesse do Zebedeu... mas o que eu não faço pelo meu marido?! Ele não merece não, mas precisa (Sorri).

Cena 5 – Jerusa e Aurélia

Aurélia entra

Amiga, alguma novidade por aí, ein?!

Jerusa
Ah?! Ah, minha filha eu nem te conto...

Cena 6 – Jerusa, Aurélia e Victórius

Entra Victórius

Victórius
Aurélia, hoje estarei livre para passar a Páscoa em casa.

Aurélia
Oi, amor. Que boa notícia essa. Mas, e o tumulto na cidade?

Victórius
Está tudo sob controle em Jerusalém. Bom, vou entrar e tomar um bom banho que to precisando.

Aurélia
Vai sim, amor. Daqui a pouco eu entro.

Victórius
Ta bom.

Victórius sai

Aurélia
Mas, querida, o que é que você tinha pra me dizer?

Jerusa
Sabe quem vem passar a Páscoa aqui, no nosso cenáculo?

Aurélia
Quem?

Jerusa
Jesus e seus discípulos!

Aurélia
Sério?
Jerusa
Zebedeu já foi até arrumar o local.

Aurélia
Jesus é seus discípulos, aqui?

Jerusa
Ora, Amiga. Não tenhas medo. Não farão nada contra vocês, eu jamais deixaria!

Aurélia
É... ouvi dizer que ele é até um bom homem. Que está fazendo muito bem a muitos pessoas...

Jerusa
Viu só?!

Aurélia
Bom, eu tenho um convite a fazer para você e seu marido.

Jerusa
Convite

Aurélia
Sim! Se vocês querem passar a Páscoa aqui em casa junto com agente? Afinal das contas, estamos sempre juntas, todos os dias, não é?

Jerusa
Seria ótimo! Mas vou conversar com o Zebedeu. Não posso te garantir nada, você sabe como ele é.

Aurélia
Sei. Mas tomará ele aceite! Bom, vou entrando agora, Tchau querida.

Jerusa
Tchau, amiga.

Cena 7 – Jerusa e Zebedeu

Aurélia sai e entra Zebedeu.

Zebedeu
Já dei uma ajeitada lá no cenáculo.

Jerusa
Querido...

Zebedeu
Querido? O que você ta querendo, Jerusa?

Jerusa
A vizinha, nos convidou para passar a Páscoa, com eles...

Zebedeu
Jamais! Jamais! Eles são gentios! Você sabe muito bem que a gente não se mistura com gentios. Nem pensar!! Faço tudo pra você, menos isso. Menos isso! E outra coisa, vou entrar.

Jerusa
Mas, mas... amor...

Zebedeu sai

Jerusa
(rosna) O que coisa mais chata! A gente se fala, mas não se pode entrar na casa de um, nem comer com outro. Eu acho tudo isso uma tolice! Uma grande tolice, isso sim!

Cena 8 – Zebedeu, Jerusa, Aurélia, Jesus e os discípulos

Mais tarde...

Zebedeu, Jerusa e Aurélia, observam Jesus e seus discípulos entrarem, passarem e irem direto ao cenáculo.

Zebedeu
Barch Habá (bem, vindo)!! Shalom! Fiquem a vontade, fiquem a vontade, já está tudo pronto senhores, tudo pronto! (Para a Jerusa) Agora vamos entrar que estou morrendo de fome.

Jerusa
Espere um pouco. (Vai até a porta do cenáculo, ver se escuta alguma coisa. Aurélia também vai escutar)

Zebedeu
Vocês duas não tem jeito mesmo.

Jerusa
(Pede para o marido fazer silêncio) Amiga, está escutando alguma coisa?

Aurélia
Não.

Jerusa
Eu também não.

Zebedeu
Então, vamos pra casa?

Jerusa
Vamos, sim. Bom querida, boa Páscoa pra você.

Aurélia
Pra vocês também, boa Páscoa. Tchau.

Saem Aurélia, Jerusa e Zebedeu, cada um para suas casas.

Cena 9 – Jerusa e Judas

Mais pela frente... Jerusa sai de casa para colocar um pedaço de madeira do lado de fora. E vê que Judas saiu, saindo do cenáculo, deixando assim a ceia.

Judas sai.

Jerusa
Que estranho! Isso é hora de sair, no meio da ceia? Esse aí só pode ser o publicano. Publicano não, Publi-canis! Cães público a serviço de Pilatos.

De dentro do cenáculo, Jesus e os discípulos cantam uns hinos (Sl 113 à 118).

Cena 10 – Jerusa, Zebedeu e Aurélia

Entram Zebedeu e Aurélia.

Zebedeu
Quem está cantando, são os discípulos de Jesus?

Aurélia
Que canção linda. Quem canta?

Jerusa
É Jesus e seus discípulos. (Uma pausa) Uma coisa estranha aconteceu, um dos discípulos saiu a pouco da ceia.

Aurélia
É? E o que será que aconteceu?

Jerusa
Sei lá!
Zebedeu
Bom, o melhor é a gente voltar pra casa e deixar eles aproveitarem.

Os três, Aurélia, Jerusa com Zebedeu entram para suas casas. Mas quando a música para...

Cena 11 – Jerusa e Aurélia

Jerusa e Aurélia vão espionar para ver se acontece algo.

Aurélia
A música parou.

Jerusa
É por isso que vim ver.

Aurélia
Eu também.

Jerusa
Que silêncio...

Aurélia
O que será que está acontecendo?

Jerusa
Espere, vê se escuta alguma coisa?

Aurélia
Eu não estou escutando nada. Estou Sim!

Cena 12 – Jerusa, Aurélia, Jesus e os discípulos

Jesus e os discípulos saem do cenáculo, dois deles saem com uma espada cada, e um era o Pedro. Jerusa e Aurélia se escondem.

João
Sim, nós vamos para o monte das oliveiras.

Jesus e os discípulos saem. Aparecem Aurélia e Jerusa.

Jerusa
Você ouviu, amiga? Eles vão no monte das oliveiras.

Aurélia
Eu ouvi perfeitamente. Mas o que será que irão fazer lá, a está hora?
Cena 13 – Jerusa, Aurélia e Zebedeu

Sai Zebedeu

Zebedeu
O que você duas estão fazendo aqui fora, a esta hora, em plena Páscoa?

Jerusa e Aurélia
Eles saíram, todos eles saíram.

Zebedeu
Quem? Jesus e os discípulos?

Jerusa e Aurélia
É!

Zebedeu
Que estranho...

Jerusa
Vai lá atrás deles. Vai lá ver o que farão?

Zebedeu
Ta louca, mulher! Não vou de jeito nenhum! Eu vou é voltar pra casa.

Zebedeu entra

Jerusa
Ah, você vai! Nem que seja morto!

Jerusa e Aurélia saem para suas casas. Depois de um breve silêncio...

Cena 14 – Zebedeu

Zebedeu sai.

Zebedeu
Mas que droga! Nem no dia de Páscoa posso ficar em paz! Aonde já se viu? Isso só acontece comigo...

Zebedeu sai. Mais um breve silêncio.

Cena 15 – Jerusa e Aurélia

Entra Jerusa, batendo na porta de Aurélia.

Jerusa
Aurélia, amiga! Aurélia.

Aurélia aparece.

Aurélia
O que foi amiga?

Mandei o Zebedeu ir atrás de Jesus e de seus discípulos, e até agora não voltou. Estou ficando muito preocupada.

Aurélia
Mantenha a calma, Jerusa. Daqui a pouco ele aparece, e contando as novidades.

Jerusa
Eu não deveria ter mandado ele ir. Mas o impulso foi mais forte... você sabe como é.

Aurélia
Eu sei. Eu entendo perfeitamente isso. É algo mais forte do que a gente.

Jerusa
É isso mesmo. Só você pra me entender...

Cena 16 – Jerusa, Aurélia e o homem semi nu

Um homem passa semi nu, correndo. Jerusa e Aurélia se abraçam assustadas.

Jerusa e Aurélia
O que é isso??

Jerusa e Aurélia entram correndo para dentro de suas casas. O silêncio volta, a noite cai mais ainda e o galo canta 3 vezes. Logo depois... Pedro passa chorando muito.

ATO 6 - SEXTA-FEIRA
Cena 1 – Soldado, Victórius e Aurélia

Madrugada. Um soldado romano espera na frente da casa de Victórius.

Entra Victórius e Aurélia.

Victórius
Já estou pronto! Podemos ir.
Aurélia
Meu bem, mas o que houve para te chamarem assim tão sedo?

Victórius
Ainda não sabemos. Assim que puder voltarei pra casa. Mas Roma espera por mim!

Cena 2– Soldado, Victórius, Aurélia e Jerusa

Entra Jerusa.

Aurélia
Tome cuidado, meu amor.

Victórius
Comigo não haverá problema. Afinal somos bem preparados para o que der e vier. (Ao outro soldado) Vamos!

Victórius e outro soldado saem

Jerusa
Amiga, o que houve?

Aurélia
Querida, não sei. Só sei que vieram chamá-lo urgente para reforçar a guarda de Pilatos.

Jerusa
Xiiiii... será que...

Aurélia
Eu não quero nem pensa...

Jerusa
(Lembrando) E o Zebedeu que saiu ontem e até agora nem voltou! Será que ele está envolvido com... Ai meu Deus! Se tiver, eu arrebento ele! Num instante vai tomar tenência!

Aurélia
Ele e Jesus, o messias? Vamos sentar aqui e esperar por notícias, amiga.

Jerusa
Vamos sim!

Algum tempo depois...

Cena 3 – Aurélia, Jerusa e Zebedeu

Entra Zebedeu com muito sono.

Jerusa
Zebedeu, o que houve? Aonde você se meteu a noite toda?

Aurélia
O que está havendo por aí? Chamaram o meu marido as pressas!

Zebedeu
Eu vou contar. Eu vou contar. Puxa, estou com tanto sono... bom, você Jerusa, me mandou ir atrás de Jesus e dos seus discípulos, só que eu não encontrei, pensei que tivessem voltado para Betânia...

Jerusa
Betânia? Mas eles foram para o monte das oliveiras!

Zebedeu
E eu sabia lá!

Jerusa
Mas eu te falei, Zebedeu.

Zebedeu
Não falou, não! Só me mandou ir atrás deles. E eu fui! Só que não os encontrei. Então fiquei andando, andando. Só que chegou uma hora que eu já estava cansado, então me distraí um pouco com as festas dos outros...

Jerusa
Com as festas dos outros? E você não tem casa, não?!

Zebedeu
E você não me tirou de dentro da minha própria casa? Mas escute! Até que soube que Jesus havia sido levado para o palácio de Caifás para ser interrogado, pois Judas Escariotes, que andava com Ele, entregou o próprio Jesus aos sacerdotes, e o prenderam a noite por meio da multidão.

Jerusa
Será que era aquele que saiu nomeio da ceia? Bem que notei que havia algo de errado ali.

Zebedeu
Acredito que Judas fez isso por se decepcionar... e eu também me decepcionei com ele... E tem mais! Todos os que andavam com ele sumiram! Fugiram!.

Aurélia
Jerusa, por isso que aquele homem passou diante da gente correndo.

Jerusa
Foi mesmo!

Zebedeu
Bom, como eu era conhecido de um sumo sacerdote, deixou-me entrar para ficar no pátio, junto dos guardas e dos servos que haviam feito uma fogueira para se esquentarem. E acharam que um dos que estavam lá sentado se esquentando , era um dos discípulos dele, mas o rapaz o negou veementemente, também se realmente fosse, ele estaria “frito”. Bom, diz um Sacerdote que Jesus blasfemou por ter respondido que Ele era o filho de Deus, e acabou sendo espancado. Por volta da 6:00hs da manhã de hoje (Sexta), Os principais sacerdotes, anciãos, escribas e sinédrio, amarraram Jesus e o levaram perante Pilatos. Mas não entraram no pretório para não se contaminarem, porque senão, não poderiam comer o almoço de páscoa. Porque era casa de gentio (Zebedeu olha bem para Jerusa, que depois, a mesma, olha envergonhada para Aurélia). Acredito que a acusação não era religiosa pois seria recusada por Pilatos, mas sim política! Jesus é uma ameaça para César. As 7:00hs foi levado para Herodes que estava lá por causa da festa, e Jesus era da Galileia, que era da jurisdição de Herodes, o mesmo que matou o seu primo João Batista. Lembram? (As duas acenam positivamente a cabeça)

Jerusa
Ouvimos falar disso!

Zebedeu
Mas acabou sendo devolvido a Pilatos. E agora será sentenciado por Pilatos. Bom... agora vou comer alguma coisa e vou pra lá ver o que será que acontecerá com esse... esse... falso rei!!”

Zebedeu sai

Jerusa
Só não entendo por que tanta presa para condenar esse rapaz?

Aurélia
Você esquece de que amanhã é sábado, e que ninguém trabalha nesse dia?

Jerusa
Pelas barbas do profeta! Essa semana está passando tão rápida... de acordo com o mandamento, é proibido que os cadáveres fiquem expostos durante a noite. Então é puro interesse do sinédrio. São uns cachorros!

Cena 4 – Aurélia, Jerusa e Cego

Entra o cego chorando.

Cego
Dona Jerusa, dona Jerusa. Jesus foi levado a Pilatos agora a pouco. O que ele fez para ser levado até Pilatos? O que ele fez dona Jerusa? Logo hoje que é dia de Páscoa, dia de alegria!
Jerusa
Ceguinha, calma meu filho...

Cego
Como ter calma? Se hoje como de costume, o povo deverá escolher um preso para soltar e outro para ser crucificado. E o povo está contra Jesus...

Cena 5 – Aurélia, Jerusa, Cego e o Zebedeu

Sai Zebedeu

Zebedeu
Se depender de mim, que seja o Bar-abás solto, pois este sim, é o único amotinador, que faz rebelião contra o governo romano! Jesus não é nada!!

Aurélia
Bar-abás... não é esse homem que, em meio a um tumulto havia cometido um homicídio? Onde morreu um soldado romano?

Jerusa
Zebedeu, por favor!

Zebedeu
Bar-abás está mais para herói do que esse falso messias, pois não fez nada!

Cego
Mas Jesus é o verdadeiro messias! Todas as profecias dos nossos pais testifica em tudo em relação a Jesus. E ele só falou a verdade. E só fez o bem. Olha pra mim! Olha pra mim! Estou curado! Eu sou uma testemunha da maravilhosa graça de Jesus! E era para você (Ao Zebedeu) também ser curado dessa perna, se acreditasse realmente que Jesus é o messias prometido.

Zebedeu
Eu acreditei! Eu acreditei! Mas não acredito mais! E quer saber? Vou ver a sentença de Jesus. E que caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos!

Zebedeu sai.
Cego
Eli, Eli (Meu Deus)! É um grande erro que estão fazendo! É um grande erro senhoras...

Aurélia
Ceguinho, posso te ajudar de alguma forma?

Cego
Jesus nunca fez mal a ninguém! Acredite! O livramento que tanto se fala, não é contra os romanos, não. É contra os pecados deste mundo, vocês não entendem? Jesus é o próprio filho de Deus. Você tem que acreditar. O anjo Gabriel revelou ao profeta Daniel que Jerusalém seria construída e que após 483 anos viria o messias, e é este o ano! Ele é o messias prometido!! Ouve, ó Israel! Ouve, ó Israel!

Cego sai

Jerusa
Pobre ceguinho, deixou de ser cego e virou um fanático. Aurélia, amiga, está tudo bem? Você me parece... tão... distante.

Aurélia
Hã? Não, está tudo bem. Tudo bem!

Jerusa
Eu sabia que isso ia acabar assim. Esse homem também provocou tanta gente. Aurélia, você está me ouvindo? Aurélia?!

Aurélia
O que? O que você falou?

Cena 6 – Aurélia, Jerusa e Judas

Entra Judas, passando com uma corda na mão e chorando

Jerusa
Aurélia, este que passou não era um dos que andavam com Jesus?

Aurélia
Sim, eu já o vi.

Jerusa
Espere, aí. Foi ele que vi que saiu a noite, no meio da ceia. E se não me engano, foi ele quem traiu seu mestre, o tal Jesus. O que será que ele vai fazer com aquela corda?

Aurélia
Não sei...

Jerusa
Será que ele vai prender algum jumento solto? Agora me diga, por que ele também não fugiu que nem os outros discípulos?

Aurélia
Não sei...

Cena 7 – Aurélia, Jerusa e Homem e mulheres

Passa em homem alegre

Homem
(Sorrindo) Bar-abás está solto!! Bar-abás está solto!!

Logo depois passam algumas mulheres chorando muito

Jerusa
Por que tanto choro?

Uma das mulheres
Jesus será crucificado! E ele não fez nada para ser levado a cruz!

Mulheres saem

Cena 8 – Aurélia, Jerusa e Homem

Entra um homem muito alegre.

Homem
Jesus será crucificado! Será levado ao madeiro! Agora eu quero ver!!

Jerusa
Nunca vi essa cidade tão agitada.

Aurélia
Acho muito estranho crucificar Jesus.

Jerusa
E por quê?

Aurélia
Porque geralmente eles apedrejam ou enforcam quando é judeu, não é? E os romanos crucificam os seus. É muito estranho.

Jerusa
Sabe de uma coisa? Eu vou largar tudo e vou ver o que está acontecendo, estou morrendo de curiosidade. Vou saber das coisas.

Aurélia
Não vai não, Jerusa. Deve está havendo muita confusão, pois você bem sabe que a cidade está cheia, e a barraca há coisas de muito valor, não pode deixá-la ao vento.

Jerusa
Haaa... detesto dizer isso, mas você tem razão. Você tem razão. Mas é tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo. E eu aqui!
Aurélia
Vamos nos sentar um pouco. E esperar (as duas se sentam).

Cena 9 – Jerusa Aurélia e Victórius

Entra Victórius

Victórius
Aurélia. Que bom que você está aqui.

Aurélia
Victórius?!

Victórius
Só voltei para guardar a túnica que ganhei no sorteio.

Aurélia
Sorteio? Que sorteio?

Victórius
Deixe-me contar. O tal sujeito que se intitulava messias, foi condenado hoje a morte por cruz, porque o povo escolheu para ser solto Bar-abás.

Aurélia
Eu já sei mais ou menos da história. É costume na Páscoa soltar um preso.

Victórius
Sim. É que eu... imaginei. Bom, depois da escolha do povo pelo Bar-abás, que certamente é pior para Roma, Jesus foi levado para dentro do palácio, todos os guardas estavam reunidos, foi aonde Jesus recebeu uma coroa de espinhos e foi bastante humilhado e acoitado.

Aurélia
O que ele fez de errado? Coitado do messias.
Victórius
Ué, coitado? Você não morria de medo dele? Com todo aqueles boatos de que iria livrar o povo dele de Roma?!

Aurélia
Eu acho que estava errada. E ele não merecia ser tratado dessa maneira. Afinal, ouvi dizer que ele fazia coisas boas.

Jerusa
Mas Victórius, e a túnica em seu poder? Como foi?

Victórius
Ein?!

Jerusa
A túnica! A túnica! Conta! O que é que tem?

Victórius
Como estava dizendo, Jesus ainda foi muito zombado, difamado e blasfemado pelos sacerdotes, escribas e por nós soldados também. E as suas vestes foram rasgadas e repartidas entre nós. Porém, a essa túnica, que é sem costura, não seria justo ter que rasgá-la. Como eu também sou uns dos encarregados pela execução de Jesus, eu tinha o direito de ficar com as vestes dele também. Então resolvemos sorteá-la, e eu venci!

Aurélia
Meu amor, você vai crucificar o messias?

Victórius
Messias? Que messias o quê? E é o meu trabalho. Eu só vim pra casa para guardar a túnica e já estou voltando pra lá, correndo, para concluir o serviço. Tchau meu bem.

Victórius sai

Aurélia
Não, Victórius, não vai! Não faça isso!

Aurélia observa a túnica com Jerusa. Depois Aurélia entra para guardar o tecido.
Pessoas passam querendo comprar alguma coisa na barraca da Jerusa. Outras passam alegres pela festa de páscoa. Um instante não passou ninguém, mas Jerusa fica ali, sentada, sentada, sozinha. O tempo começa a escurecer.

Jerusa
O tempo está mudando tão rápido...

Cena 10 – Jerusa e Aurélia

Aurélia entra

Aurélia
Como escureceu! É muito estranho isso. Pois parece noite.

Jerusa
Pois é. E deve ser apenas 15:00hs apenas. É impressionante!! Chega a ser assustador.

Aurélia
Parece que o mundo vai acabar!

Jerusa
É mesmo! Eu estou ficando com medo, Aurélia.

Aurélia
Eu também, amiga.

De repente surge raios, trovões, vento. Jerusa e Aurélia se abraçam, depois vão ao chão por causa do terremoto.

Cena 11 – Jerusa, Aurélia, Pessoas e Victórius

Após o ocorrido, pessoas passam lamentando o que havia acontecido, batendo no peito (que era sinal de angústia e de remorso).

Victórius entra
Ele realmente era o filho de Deus! (chora muito) Ele realmente era o filho de Deus!

Aurélia vai ao seu encontro

Aurélia
Victórius, meu amor! (O abraça)

Victórius
Eu perfurei o messias com uma lança e saía sangue e água. Eu o matei! (chora) Eu o matei, Aurélia!

Aurélia
Calma meu amor! Não fique assim! (O leva em direção a casa deles)

Victórius
Como estou arrependido! Eu matei o Messias!! Como você falou, ele verdadeiramente era o Messias. Eu matei o Messias!!

Saem Victórius e Aurélia

Cena 12 – Jerusa, Mª Madalena, Mª mãe de Tiago e Salomé

Passam aos prantos: Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e Salomé.

Maria, mãe de Tiago
Maria Madalena, eles o mataram!

Maria Madalena
Por que fizeram isso, Salomé, Por quê?

Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e Salomé saem.

Cena 13 – Jerusa e Zebedeu

Entra Zebedeu aterrorizado com tudo o que acontecera. E entra, Jerusa vai ter com ele em casa, e entra também, deixando a barraca sozinha.

Cena 14 – José de Arimatéa e Nicodemos

Um pouco mais tarde...

Entram José de Arimatéa, Nicodemos e um criado.

José de Arimatéa
Não tem ninguém aqui, Nicodemos? Vamos ver outro lugar, logo. Não podemos perder tempo, já está chegando o por do sol.

Nicodemos
É José... Mas espere só um pouco, deve estar dentro de casa.

José de Arimatéa
Então vamos chamá-los logo? (Batem palmas)

Cena 15 – José de Arimatéa, Nicodemos, Jerusa e Zebedeu

Entram Jerusa e Zebedeu.

Jerusa
Pois não, houve algum problema?

Zebedeu
Quem são vocês? O que querem... de nós?

José de Arimatéa
Calma! Calma! Shalom. Nós só queremos saber se vocês são os donos desta barraca aqui?

Zebedeu
Barraca? Que Barraca?

Jerusa
A barraca, Zebedeu! Entramos e deixamos a barraca sozinha! (Corre pra barraca) Será que está tudo aqui ainda? (Observa) Hum... eu acho que está, eu acho que está, está sim.

Zebedeu
Ficamos praticamente, boa tarde dentro de casa, depois de tudo o que aconteceu.

Jerusa
Não, não. Ninguém mexeu em nada. Está tudo aqui. Ai, que susto eu levei!!

Nicodemos
Que bom que nada foi mexido...

José de Arimatéria
Bom, nós queremos comprar um perfume e um lençol de linho.

Jerusa
Um perfume e um lençol de linho? Oh, sim! Lençol de linho? Nós temos sim. Deixe-me mostrar. Aqui. Temos esse tipo, esse aqui que é lindo, esse também que é um espetáculo. Bom, fiquem a vontade pra escolher, vou ali e volto já. Zebedeu venha aqui comigo.

Zebedeu
Pra que?

Jerusa
(Fazendo careta e falando baixo) Vem cá logo! (Zebedeu vai até Jerusa)

Zebedeu
O que foi?

Jerusa
Sabe quem são eles ali na nossa barraca?

Zebedeu
Clientes?

Jerusa
Clientes? Clientes Zebedeu?

Zebedeu
E não são?
Jerusa
Você não reconheceu? É o José de Arimatéa, homem! E o outro é o Nicodemos.

Zebedeu
Ih! É mesmo! E os dois fazem parte do sinédrio.

Jerusa
O que será que eles fazem aqui? E por que do perfume e do linho?

Zebedeu
Sei lá.

Nicodemos
Senhora? Já escolhemos o linho.

Jerusa
Pois não. Uma boa escolha senhores. E quanto ao perfume, que tal este?

José de Arimatéa
Não, não, senhora. Não é só isto. A senhora não está entendendo. Nós iremos querer 45 quilos do composto de mirra e aloés.

Jerusa e Zebedeu
45 quilos?

Jerusa
Isso dará umas... cem libras. (se entreolham) Zebedeu, o que está esperando? Corre lá em casa e traga a mercadoria para o... senhor aqui. Ele não pode ficar esperando.

Zebedeu sai

Jerusa
Com uma quantidade dessa, só um casamento deve estar por acontecer. E quem são os noivos? Eu não ouvi nada a respeito.

José de Arimatéa
Eu imagino que isto aqui... (entrega o dinheiro) pague tudo!

Jerusa
(Confere o valor) Sim... sim, cobre tudo! Cobre tudo!

Entra Zebedeu

Zebedeu
Aqui está, senhores.

Nicodemos
Muito obrigado! (Para o criado) Traga o perfume. Vamos José.

José de Arimatéa
Vamos! (Para Jerusa e Zebedeu) Shalom! Vamos ter que agir rápido.

José de Arimatéa, Nicodemos e o criado saem.

Jerusa
(Para José de Arimatéa e Nicodemos) Mazal Tov! Espero que seja um ótimo noivado!!
Zebedeu
Que noivado é este, Jerusa?

Jerusa
Ué?! Com essa quantidade que eles compraram, só pode ser para um noivado! E não é?

Zebedeu
E quem são os noivos?

Jerusa
Não sei! E o pior é que perguntei e nem se quer me responderam. Oh, gente metida. Como pode, eu, Jerusa, ficar sem saber deste casamento? Isso é inconcebível! Será que estão fazendo um casamento escondido? Por que será então? Preciso descobrir. Ah, isso não vai ficar assim não! Não vai não!

Cena 16 – Jerusa, Zebedeu e Jeoaquim

Entra Jeoaquim

Jeoaquim
Shalom.

Zebedeu
Shalom.

Jeoaquim
Nicodemos e José de Arimatéa por aqui?

Jerusa
Eles vieram comprar Linho, mirra e aloés, e em grande quantidade!

Jeoaquim
Eu sabia! Esses dois passaram a ser discípulos de Jesus. Mas só agora resolveram assumir.

Jerusa
Eles passaram a ser discípulos de Jesus?
Jeoaquim
Sim. José de Arimatéa pagou para alguns homens, abrirem um sepulcro, para quando ele morresse, tivesse um lugar para o seu corpo. Mas, pelo jeito mudou de ideia

Jerusa
Como assim, “mudou de ideia”, Jeoaquim?

Jeoaquim
Fiquei sabendo que ele pediu o corpo de Jesus para pilatos. Que por sinal, Pilatos ficou surpreso com a morte rápida de Jesus. Pois como vocês sabem, uma crucificação pode durar vários dias de agonia, até que os abutres os dilacerem.

Zebedeu
É sim! Quando fui lá ver a crucificação, vi que muitos rogaram a Pilatos que quebrassem suas pernas e fosse retirado dali, pois amanhã é sábado, e ainda por cima, Páscoa, né?!

Jerusa
Puxa vida, eu nunca iria imaginar que um homem na posição do José de Arimatéa, fosse se importar com um... com um... homem que não tinha onde se deitar. E tem mais, um passarinho me contou... que esse Nicodemos aí, havia procurado Jesus numa noite, e que por ser membro do sinédrio, ele não queria ser visto com Jesus a luz do diz.

Jeoaquim
È, mas agora eles resolveram assumir de vez. E pelo jeito, eles é que vão sepultar o corpo de Jesus. Vão embalsamar hoje ainda, pois, daqui a pouco ninguém irá poder fazer mais nada. E eu já vou embora, que tenho ainda algumas coisas pra fazer, antes das 18:00hs. LeHitra’ot.

Jeoaquim sai

Jerusa
Pelas barbas do profeta! Então... será que eles irão usar... tudo... Pra sepultar Jesus? E eu que pensei que era um casamento... Zebedeu, já vai dar 18:00hs, vamos começar a arrumar tudo para fechar a barraca e entrar.

Cena 17 – Jerusa, Zebedeu Mª Madalena e Mª (Mãe de José de Arimatéa)

Passam Maria Madalena e Maria (mãe de José de Arimatéa)

Madalena
Maria, o seu filho está ali, mais adiante.

Maria
Madalena, então vamos lá ver.

Maria Madalena e Maria (mãe de José de Arimatéa) saem.
Cena 18 – Jerusa, Zebedeu e Manoá

Passa Manoá em sentido ao contrário a elas.

Manoá
Que dia é hoje mesmo?...

ATO 7 - Sábado de manhã
Cena 1 – Fariseu e o Sacerdote

Passam em frente da casa de Jerusa, os principais sacerdotes e fariseus.

Fariseu
Não, não, não! Isso não pode ficar assim.

Sacerdote
E você acredita que eles farão realmente isto?

Fariseu
Claro que farão! Você não lembra que aquele enganador, quando ainda vivo, afirmou que depois de três dias, iria ressuscitar?

Sacerdote
Sim, de fato.

Fariseu
Eu não duvido nada, que os seus discípulos, furtem o seu corpo e digam ao povo que ele ressuscitou dos mortos.

Sacerdote
Assim sendo o último erro sendo pior do que o primeiro.

Fariseu
Devemos ir imediatamente até pilatos e solicitar uma guarda para tornar seguro o sepulcro, e selar a pedra.

Sacerdote
É uma ótima ideia! Mas... mas hoje não devemos guardar o sábado? Não estamos violando o shabat de Páscoa? E se entrarmos na audiência com Pilatos, segundo a lei, isto não nos tornará impuros e sendo assim, impróprios para participar da Páscoa?

Fariseu
(Olha severamente) Mas é por uma boa causa! Pior será deixar passar esse dia, pra que a memória desse Jesus se perpetue, recebendo honras e glórias, sendo reconhecido como “o salvador”, “filho de Deus”.

Sacerdote
É... tem razão.

Fariseu
Então vamos logo lá, antes que alguém nos veja!

O sacerdote e o fariseu saem.

Cena 2 – Jerusa e Aurélia

Jerusa põe a cabecinha pra fora, juntamente com Aurélia, cada qual em sua casa, uma olha pra outra e entram.

Cena 3 – Soldado e Victórius

Entra um soldado
Soldado
(grita) Victórius! Victórius!

Victórius sai

Victórius
O que é? O que houve?

Soldado
Ave César!

Victórius
Ave.

Soldado
Pilatos mandou convocar você para fazer parte do grupo de soldados, que irá se revezar em turno de seis horas, para tomar conta do túmulo do tal Jesus.

Victórius
Tomar conta do túmulo do tal Jesus? Mas por quê?

Soldado
Não sei lhe dizer isso. Ele só mandou vir aqui convocá-lo.

Victórius
Não dá pra entender.

Soldado
Na minha opinião, essa missão é a mais absurda, nós os “valorosos legionários romanos” para vigiar um cadáver?
Victórius
Espere, vou me trocar logo.

Victórius sai, e pouco depois retorna.

Victórius
Pronto. Vamos!

Victórius e o soldado saem.

Cena 4 – Jerusa e Aurélia

Jerusa põe a cabeça para fora e espia tudo, depois põe a cabeça para dentro. Aurélia então põe a cabeça para fora, como quem sabia que Jerusa havia espionado.

ATO 8 - Domingo
Cena 1 – Mª Madalena, Mª mãe de Tiago e Salomé

Madrugada (os primeiros raios solares)
Passam Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e Salomé.

Maria mãe de Tiago
Maria Madalena e Salomé, esperem! Mas quem vai remover a pedra?

Salomé
É mesmo.

Maria Madalena
(Para Maria mãe de Tiago) Poderíamos ter pedido para Tiago, teu filho, Maria.

Salomé
Vamos voltar e pedir pra ele?

Maria Madalena
Não. Agora que estamos aqui, vamos lá assim mesmo.

Salomé
Então ta bom, vamos lá.

Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e Salomé saem.

Passa algum tempo e há um outro grande tremor.

Cena 2 – Jerusa

Jerusa sai.

Jerusa
Outro tremor?! O que está acontecendo com essa terra aqui?

Cena 3 – Jerusa e duas mulheres

Passam duas mulheres.

Mulher 1
Oh, que alegria! Que coisa maravilhosa!

Mulher 2
Um anjo! Nós vimos verdadeiramente um anjo!

Mulher 1
É verdade! É verdade! Um anjo.

Mulher 2
Vamos, temos que correr falar logo aos discípulos sobre o ocorrido.

Mulher 1
Sim, e falar que mandou todos eles irem para a galiléia.

Mulher 2
Então vamos logo!

As duas mulheres saem.

Jerusa
Um anjo apareceu? E mandou os discípulos irem para galiléia? Que curioso, muito curioso!

Cena 4 – Jerusa e Mª Madalena

Passa Maria Madalena

Maria Madalena
Eu vi Jesus! Está no jardim do sepulcro! Jesus está vivo!

Maria Madalena sai.

Jerusa
Jesus está vivo? Mas ele não havia morrido crucificado? Jesus, vivo? Houve vários testemunhos de que ele realmente estava morto. Até perfuraram seu corpo, senão iriam quebrar suas pernas, pra morrer mais rápido, pra não estragar a festa da Páscoa. Como agora ele está vivo? E o sepulcro, não colocaram o corpo lá dentro? E até colocaram guardas vigiando, foi o que escutei. Eu não estou entendendo mais nada! Ai, eu preciso saber o que está acontecendo.

Cena 5 – Jerusa, Mª Madalena, Pedro e João

Passa Maria Madalena, Pedro e João.

João
Você não sonhou, não, Maria Madalena?

Maria Madalena
Eu vi, João. Ele está lá.

Pedro
Você deve está louca, mulher! Que viu o quê?!

Maria Madalena
Jesus está lá, vivo, vocês vão ver também.

Maria Madalena, Pedro e João saem.

Jerusa
Essa eu pago pra ver. E pago muito bem!

Cena 6 – Jerusa e Zebedeu

Entra Zebedeu

Zebedeu
Mulher, você pensa que vai aonde a essa hora? Ainda nem amanheceu direito.

Jerusa
Ah? Zebedeu? É que... eu vou...

Zebedeu
De jeito nenhum! Onde já se viu, minha mulher ainda de noite na rua.

Jerusa
Mas Zebedeu... eu preciso... ai, ai, ai, ai!

Zebedeu
Deixe de história. O que as fofoqueiras de Jerusalém irão dizer da gente?

Jerusa
Fofoqueiras de Jerusalém?

Zebedeu
Daqui a pouco, quando amanhecer direito, montaremos a barraca. Agora entra mulher.

Zebedeu entra

Jerusa
Ai, ai, ai. Eu estou louca de vontade pra ir ver também! Eu não estou agüentando! Zebedeu tinha que acordar logo agora? E agora, o que vou fazer? Aposto que ele vai voltar a dormir aqueles cinco minutinhos, deixe-me ver. (Jerusa entra em casa, e logo depois sai) Eu não falei que ele tinha voltado pra dormi. Agora vou lá ver também o que está acontecendo. Antes de amanhecer por completo. Opa!

Cena 7 – Jerusa, Mª Madalena, Pedro e João

Passa Maria Madalena, Pedro e João.

Maria Madalena
Eu não falei? Eu não falei que ele estava lá?

Pedro
Eu não sei nem o que pensar!

João
O nosso Senhor vive, Pedro!

Pedro
Temos que contar para os outros.

Maria Madalena
Só porque sou uma mulher, vocês não acreditaram, né?!

Maria Madalena, Pedro e João saem.

João
Madalena, nós te amamos! (Sorri)

Maria Madalena
É eu sei (ironiza e depois saem sorrindo).

Jerusa
Haaaa... na hora que eu ia lá. Mas mesmo assim vou lá ver.

Zebedeu
(Gritando) Jerusa, vai entrar ou não?

Jerusa
Hiiii... ai, ai, ai.

Jerusa entra pra dentro de casa batendo os pés.

ATO 9 – Na manhã do mesmo dia
Cena 1 – Zebedeu, Jerusa e Aurélia

Zebedeu
Só você mesma, pra ficar acordada a noite toda, observando quem passa pra lá e pra cá...

Jerusa
Foi de manhãzinha!

Zebedeu
Hum... sei. Em pleno sabath. E ainda fica impressionada com os comentários desses discípulos loucos. Aurélia, por acaso você também ficou acordada também?

Aurélia
Não. Eu nem imaginava que houve tanta agitação essa noite.

Apesar da minha preocupação com a saída de Victórius, eu não aguentei e acabei dormindo que nem uma pedra.

Jerusa
E teu marido, já retornou?

Aurélia
Ainda não. Nem uma notícia dele.

Jerusa
Estou louca pra saber o que realmente houve esta manhã. Vocês notaram um outro tremor?

Aurélia
Outro tremor? De manhã?

Zebedeu
Se tivesse tido um tremor, eu teria acordado apavorado!

Aurélia
Ah, eu também!

Jerusa
Mas o pior é que aconteceu mesmo! Eu estava acordada. Ah, vocês vão pra Samaria, ta bom?!

Cena 2 – Zebedeu, Jerusa, Aurélia e o Cego

Entra o cego

Cego
Vocês já sabem o que aconteceu?

Jerusa
O quê? O quê?

Cego
O corpo de Jesus sumiu do sepulcro!

Zebedeu e Aurélia
Sumiu?

Cego
Foi sim, sumiu!

Jerusa
(sorri ironicamente) Bem que percebi naquela agitação toda de madrugada. Os discípulos de Jesus passavam pra lá chorando, depois pra cá sorrindo, depois pra lá chorando, depois pra cá sorrindo, eu ein, isso é coisa de gente doida! E que... cá entre nós, não duvido nada que pode ter sido eles,, quem deve ter roubado o corpo de Jesus.
Aurélia
Que coisa estranha essa!

Jerusa
Pois é! Eu vi, com esses dois olhos que a terra a de comer!

Cego
Mas não acredito nisso não. Além deles terem selado a pedra, Eles colocaram também soldados para proteger o túmulo de Jesus.

Aurélia
É verdade, Victórius foi um deles. Vieram aqui convocá-lo para essa tarefa, que ele achou absurda!

Cego
Como eu ia dizendo, os soldados que estavam lá tomando conta, foram dar explicações.
Aurélia
Será que eles vão matar esses soldados, pois... geralmente quando cometem uma falha costumam pagar com sua própria vida.

Jerusa
Fique calma, querida! Não vai acontecer nada com o Victórius. Não adianta sofrer por antecedência!

Zebedeu
Pra mim, não era nem obrigação da guarda romana ter que cumprir este papel ridículo! Não vai acontecer nada com eles. Se fosse para proteger o império Romano, e falhassem, aí sim! Mas não é o caso. Não tem que se preocupar.

Jerusa
Está vendo só?

Cena 3 – Zebedeu, Jerusa, Aurélia, Cego e o Jeoaquim

Entra Jeoaquim

Jeoaquim
Shalom. Vocês souberam da última? O Corpo do falso messias foi roubado do túmulo pelos seus discípulos. E já estão falando por aí que Ele ressuscitou. Pobres coitados, quanta ignorância!

Cena 4 – Zebedeu, Jerusa, Aurélia, Cego, Jeoaquim e o Victórius

Entra Victórius

Aurélia
Victórius meu amor! Como você está?

Victórius
Estou bem.

Jerusa
O que foi que houve? Sua mulher está preocupadíssima!

Zebedeu
Roubaram o corpo do tal Jesus?

Cego
Que notícias tem pra gente, soldado?

Victórius
Ainda estou um pouco transtornado, mas vou lhes falar: Os fariseus e os sacerdotes foram pedir para Pilatos um destacamento, um grupo de soldados para que fosse guardado o túmulo de Jesus, afim de que nenhum discípulo dele roubasse o seu corpo, para que não fosse dito o que o próprio Jesus havia falado. Que morreria e que após três dias seria ressuscitado.

Jerusa
E aí?

Victórius
Aí que, fomos escalados em quatro grupos de quatro soldados para fazer o revezamento. Eu comecei no primeiro grupo e até então, nada aconteceu. Fomos rendido pelos próximos, resolvemos ficar então dentro no palácio. Até que nos veio a notícia do que aconteceu.

Todos
E o que foi que aconteceu?

Victórius
Os guardas que tomavam conta do local na hora, disseram que houve um tremor de terra...

Jerusa
(Para Zebedeu e Jerusa) Eu não disse? Eu não disse?

Victórius
E que... apareceu um Anjo do Senhor que descera do Céu e, chegando, removera a pedra e estava sentado sobre ela. E que o seu aspecto era como um relâmpago e as suas vestes brancas como a neve. E eles, de tanto medo, tremeram e desmaiaram. Quando acordaram, o corpo do messias Jesus, não estava mais lá.

Todos
Anjo?

Jerusa
Bem que os discípulos de Jesus falaram que viu um anjos..

Victórius
Mas não termina aí. Os lideres tentaram subornar os guardas com grande soma de dinheiro para falar que: em quanto estavam dormindo a noite, vieram os seus discípulos e o furtaram. Agora pensem um pouco, se os guardas estavam dormindo, como podem afirmar que viram os discípulos roubarem o corpo? Ninguém roubou nada! Ninguém roubou nada!

Cego
Glórias a Deus!! Jesus realmente ressuscitou como havia dito, no terceiro dia!!

Victórius
Jesus está vivo, sim! Aurélia, Jesus realmente é o messias prometido! Ele está vivo, eu creio nisso!!

Aurélia
Oh, meu bem. São tantas provas! Eu também creio que ele é verdadeiramente o filho de Deus!

Victórius
Oh, meu Deus!!

Cego
Glórias Jesus!! Glórias!!

Aurélia
Vamos entrar em casa meu bem!

Victórius
Vamos. (ao cego) Venha também senhor... senhor?

Cego
Cego!

Victórius
Sim. Venha também senhor Cego, ao nosso lar.

Cego
Vou sim! Vou sim!

Saem: Victórius, Aurélia e o cego.

Zebedeu
Eu é que não ia!

Jeoaquim
Muito menos eu! Romanos... (Fala baixo) Fora Roma!

Zebedeu
(Fala baixo) Fora Roma!

Jerusa
Que coisa impressionante!

Zebedeu
Eu chamo de... loucura!

Jeoaquim
Insanidade total!

Jerusa
Estou... estou... pasma!

Zebedeu
Estou boquiaberto!

Jeoaquim
Todos enganados pela mentira!

Jerusa
Ah!... (não sabe o que dizer)

Zebedeu
Ainda bem que não perdemos a nossa razão!

Jeoaquim
A nossa sobriedade!

Cena 5 – Zebedeu, Jerusa, Jeoaquim e o Manoá

Passa Manoá

Manoá
Pessoal, Jesus, o Cristo, acabou de falar comigo. Ele está vivo!! (Sorri) Ele ressuscitou e está vivo!!

Manoá sai.

Fim 1

ATO 10 – Dia de Pentecoste
Cena 1 – Zebedeu e Jerusa

Local: Jerusalém

Jerusa e Zebedeu

Zebedeu
Jerusa, só você mesma pra me fazer isso!

Jerusa
Ta parecendo velho, homem. Só resmunga!

Zebedeu
Ué, você não vive me dizendo que: “hoje vou faturar. A cidade está cheia de estrangeiro”?

Jerusa
É! Mas hoje senti uma intuição...

Zebedeu
Intuição?

Jerusa
É! Algo no coração para vir pra cá. Tá bom?!

Zebedeu
Logo no dia da colheita, você me obriga a vir contigo aqui, andar pelas ruas de Jerusalém?

Jerusa
Que belo Judeu que você é, ein?!

Zebedeu
Você tinha que vir com a sua amiga, Aurélia, isso sim!

Jerusa
Aurélia? Nem louca! Ela e o Victórius não param de falar mais no tal de Jesus, das maravilhas de Jesus, Jesus isso, Jesus aquilo. Não eu não aguento

Zebedeu
E deixar de trabalhar hoje...

Jerusa
A quanto tempo não saio pelas ruas desta cidade. E quer saber? hoje é um dia muito especial. Tão especial que tem vindo pessoas aqui de todas as nações: Partos, medos, elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judeia, Capadócia, do Egito e tantos mais por aqui.

Zebedeu
Tanta gente.

Jerusa
Concordei hoje em deixar os meus irmãos tomando conta lá, na barraca.

Zebedeu
De fato, foi uma boa aceitação.

Jerusa
Zebedeu, você está ouvindo essas vozes?

Zebedeu
Sim! Que tantas vozes são essas e de onde vem?

Jerusa
Que barulheira! Olha, vem dali!

Cena 2 – Zebedeu, Jerusa, Pedro e os outros discípulos

Juntou uma multidão. Entra Pedro e os discípulos.

Jerusa
Olha, são os discípulos do tal Jesus.

Zebedeu
E Eles estão... falando, você acredita no que estou vendo?

Jerusa
Eu também estou vendo isso.

Zebedeu
Não são, porventura, galileus todos esses que aí estão falando?

Jerusa
Sim

Zebedeu
E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna?

Jerusa
Sei lá, mas é impressionante!!

Zebedeu
Eles estão falando das grandezas de Deus!

Jerusa
e o que quer dizer isto!?

Um homem
Eles estão embriagado!!

Pedro
Homens judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo a terceira hora do dia. Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão; E farei aparecer prodígios em cima, no céu; E sinais em baixo na terra, Sangue, fogo e vapor de fumo. O sol se converterá em trevas, E a lua em sangue, Antes de chegar o grande e glorioso dia do Senhor; E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis; A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos; Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela; Porque dele disse Davi: Sempre via diante de mim o Senhor, Porque está à minha direita, para que eu não seja comovido; Por isso se alegrou o meu coração, e a minha língua exultou; E ainda a minha carne há de repousar em esperança; Pois não deixarás a minha alma no inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção; Fizeste-me conhecidos os caminhos da vida; Com a tua face me encherás de júbilo. Homens irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono, Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção. Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis. Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, Até que ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. Saiba, pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes. Deus o fez Senhor e Cristo.

Zebedeu
Que faremos, homens irmãos?

Pedro
Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. Salvai-vos desta geração perversa.

De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra.

Fim 2
E-mail: mcs.braga@hotmail.com

 

Diversos: