Aos Filhos da Luz (Casa da Esperança!)

Versão para impressão

Peça que mostra uma luta do Mundo Espiritual relacionada com a vida humana. Onde, os anjos de Deus só têm força contra os demônios quando a igreja ora.

Bebidas, drogas, prostituição... alimentadas pelos demonios que instigam. Chega ao ponto de não querer mais viver.

 

 

 



Entram os demônios e se colocam em frente ao palco, alegres urrando e xingando.

 

Em seguida entra o Bêbado com a garrafa na mão. Ele cambaleia e canta uma música abraçado com a garrafa.

 

Bêbado: Psiuuu...Pisiuuu...Xiiiii... Todos quietos, todos quietos...Xiiii...

Esta é minha amiga, minha amiga (abraça e aponta para a garrafa de bebida). Minha amigona. (Cai em cima de alguém)

Desculpa ai cumpadi... Ooopa desculpa ai...Hahaha ce ta rodando... Ta tudo rodando...(canta música e cai na frente do palco  e dorme) .

 

Demônios: Os rodeiam, riem, gritam...

Demônio I: -Vamos atormentá-lo, vamos destruí-lo.

DemônioII:Vamos acabar com essa raça imunda que ele criou, hahaha.O poder é nosso tudo é nosso, e ninguém pode nos impedir enquanto eles não acreditarem que existimos, podemos agir livremente, hahaha!!!

 

Nisso entram 2 anjos que se colocam acima do palco com suas espadas, e só observam.

Nisso os Demônios se afastam do bêbado, e saem gritando e rindo.

 

Nesse momento entra Sara contando alegre com um vaso e vaso de flores na mão. Arruma a mesa, abre a janela... E os dois Anjos continuiam na mesma possição só observando.

 

Sara: Olha pela janela vê o bêbado e diz _ Misericórdia meu Deus... E sai.

 

Anjo I: Bom, parece que conseguimos uma oração.

Anjo II (capitão dos exércitos): è o que parece, mas eles não desistirão de atormenta-lo.

Anjo I: Vamos esperar que se distanciem e daremos um jeito neles.

Anjo II (capitão dos exércitos): Não podemos lutar com eles aqui. A cobertura de orações sinto que estamos perdendo-a.

Anjo I: Mas não podemos fazer nada?

Anjo II (capitão dos exércitos): Não é o momento.

Anjo I: Mesmo sem as orações???

Anjo II (capitão dos exércitos): Não podemos.

Anjo I: Por que não, estamos perdendo as almas!!!

Anjo II (capitão dos exércitos): Porque ainda não temos forças nem a ordem do alto---(O outro anjo fica desapontado ao ouvir isto) A oração dos justos pode muito em seus efeitos, quando há oração podemos agir em favor deles, lembre-se disto meu amigo só quando há oração.

 

Cena II

 

Anjo II (capitão dos exércitos): --Aí vem eles, apenas observe e fique na posição caso resolvam ataca.

O Capitão e o Anjo descem e ficam do lado esquerdo observando tudo o que acontece com a mão nas espadas.

(Com um fundo de música de rock pesado; entra Jasmim, com os demônios o acompanhando e rindo. 

Jasmim: E aí cara, cume qui ce ta, mano? (O bêbado só resmunga). Eu to bem a pampa, cara, tenho um bagulho aqui, e dos bom. To afim de faze uma viagem. Voce tem uns trocado ai, tem... (vasculha o bolso do bêbado ) Onde é que ta??? 

Demônio I: Rouba a grana dele rouba, ele nem vai perceber...hahahah

Demônio II: Ta no bolso, rouba...Hahahah. 

Jasmim: Ah achei tava no bolso. Valeu cara...

DemonioI: Agora compra farinha e cheira, cheira tudo até fica doidão. 

Jasmim: Vo compra mais farinha e cheirar tudo até ficar doidão. (se droga) 

Nisto entra uma mulher pela frente...

Prostituta: Sai da minha frente, sai da minha frente...Que é que vocês estão olhando, nunca viu uma..., não

Vai entrando e dirige-se até jasmim, que se droga. E aí cadê minha encomenda???

Jasmim: Tá aqui, mas primeiro eu quero ver a grana, cadê a grana???

Prostituta: Muita calma que ta aqui na bolsa (olha na bolsa) Em algum lugar... Achei ta aqui, passa logo passa, dáaa... (Se drogam juntos, ficando como se não soubessem o que estava acontecendo no mundo espiritual)

 

Os demônios percebem os Anjos e Gritam:

DemonioI: Então é você o tal Capitão dos Exércitos? O que faz aqui? Pretende tirá-los de nós com essa bobagem de salvação das suas almas?

DemonioII: Eles não acreditam nisso... Só acreditam no que nós mandamos...hahahah 

Anjo II (capitão dos exércitos): Sim eu sou o Capitão dos Exércitos e tenho a missão de resgatá-los de suas garras. 

DemonioI: Pois não os terão por que nóóós somos os donos de suas almas... 

Anjo II (capitão dos exércitos): não os santos são nossos... 

DemonioII: Santooos, que santos, só vejo uma raça podre, suja, cega pronta a fazer o que nós queremos...Eles nos pertencem!!! 

Anjo II (capitão dos exércitos): Não eles pertencem ao filho do homem. 

DemônioI: Nós temos o poder, o poder é todo nosso...Renda-se agora porque vocês também não poderão escapar da mão do homem forte. 

Anjo II (capitão dos exércitos): Não, vocês sabem que todo o poder pertence a JESUS, o Rei! (Os demônios tentam investir contra os anjos, mas qdo ouvem o nome de Jesus se afastam se cobrindo).

Também sabem da Batalha, e voces a perderão quando ele vier buscar o que é dele! Veremos vocês na batalha... 

DemônioI e II: Na batalha então... 

Ouve-se sirene da policia e os dois saem correndo pelo corredor 

Jasmim: Corre, corre que eles vão nos pegar...

Prostituta: Calma a minha bolsa pêra ai...eles vão pegar a gente... 

Os demônios seguem os dois, e os Capitães dos excercitos os seguem calmamente. Enquanto o outro Anjo fica no palco e diz:

AnjoI: Onde estão os Santos de Deus? (Olha para o alto)

Onde esta a oração dos Santos?(olha e aponta para o público)

Orem...Especificamente orem pedindo alguns amigos nos lugares certos. Tem uma luta diante de si. (vai sair e volta) Tem uma batalha acontecendo diante de vocês...(Sai)

Nisto o bêbado se levanta meio tonto e diz:

Bêbado: Oxeee, Eu Heim, parece que to vendo coisa, eu juro que vi uns capeta e uns anjo...Parece que to bêbado? Vô bebe mais que passa...( Sai de cena).

Entra Jasmim com os demônios e o Anjo acompanhando de fundo.

 

Jasmim: Puxa meu, que larica, to cum mó fome...(Mexe com a platéia) E ai tia da 1 real?...Hei tio pelamo de Deus me da 1 real???

 

 CenaII

Sara entra e arruma a casa como se estivesse esperando alguém, trás xícaras e um bolo, e põe na mesa.

 

Jasmim: Pô ninguém me dá nem 1 real...

 

DemonioI: Olhe Jasmim a porta daquela casa ta aberta...

DemonioII: Você pode entrar lá, roubar alguma coisa e vender e depois você pode comprar muita drogaaa, não tem ninguém olhando, hahaha.

 

Jasmim: Olha a porta daquela casa esta aberta, eu entro lá, roubo alguma coisa e vendo...Ninguém ta vendo mesmo...

 

O Capitão só observa e acompanha tudo, se juntando com o outro Anjo.

 

Jasmim entra e da de cara com Sara na mesa.

Jasmim: Epa, desculpa a porta tava aberta e eu fui entrando...

Sara: Tudo bem não tem problema, eu estava sentindo que alguém viria.

Jasmim: E aí mina, você não tem medo de ficar com esta porta aberta? Ce sabe né, nesse tempo todo mundo muito loco,de repente alguém pode entrar pra roba, né!

Sara: ( sorrindo) Sente-se e fique a vontade. Como é o seu nome?

Jasmim: Tenho mesmo que dizer o meu nome? Que coisa chata, vai preencher uma ficha?

Sara: Nada disso se você quiser não precisa, pronto. Mas o meu é Sara.

Jasmim: Se isso te deixa feliz o meu é Jasmim.

Sara: Que nome perfumado..Bonito Jasmim...

Jasmim: Acho que seria mais apropriado se colocassem meu nome de Cravo de Defunto, é como eu me sinto neste momento.

DemonioI: Cravo de defunto, ha, ha, ha; é isso que você é, não de ouvidos a ela, só ta te enrolando.

DemonioII: Ninguém se preocupa com você....

Sara: Você quer falar porque se sente assim?

Jasmim: Por que voce ta interessada na minha vida...Voce nem me conhece.

DemonioI: Ela quer zombar de voce,todos te odeiam ximga ela, xinga.

Sara: Esta é minha missão aqui, talvez você não saiba, mas esta é a Casa da Esperança.

DemônioII: Esperança, que nome ridículo...Não existe esperança pra você!

Jasmim: (levanta-se) Que ridículo, que nome ridículo.Alias eu sô mais ridículo ainda por ter entrado aqui, na casa da esperança. E você é como todo o lixo humano que ta ai fora, ninguém ta nem ai pros outros ninguém quer saber. Passa pela gente com medo, com nojo, mudam de uma calçada para outra pra não esbarrar na gente, você é igualzinha.

Sara: Mas me diga Jasmim, por que acha que tudo é lixo e que ninguém se importa?

Jasmim: Chega de perguntas...Se eu quisesse um analista, procuraria um postinho.

Sara: (levanta-se) Tudo bem sem perguntas, então. Quer um pedaço de bolo, um chá. Mas não vá embora, podemos ficar em silencio...(faz um gesto com a mão).

Jasmim: Também não vamos ficar aqui brincando de múmias, bolas...Pode perguntar a vontade. Preciso mesmo fala, senão meu peito arrebenta.

Sara: Pois então fale comigo eu estou pronta pra ouvir qualquer coisa.

Jasmim: (Olha com desconfiança) Como posso saber se posso confiar em você? Uma estranha.

Sara: (Toca-lhe os braços e olha de perto) Olhe nos meus olhos Jasmim, você é um moço inteligente. A bíblia diz que os olhos são a candeia do corpo. Os olhos mostram tudo. Acha que pode confiar em mim agora?

Jasmim: Talvez, mas larga meu braço, não preciso disto.

Sara: Não quer se sentar?

DemonioII: Vá embora...

Jasmim: (com ódio) Chega!!! Por que tem que se mostrar preocupada comigo, que bancar a boazinha?

Sara: Eu quero ajudar você estou comprometida em ajudar as pessoas...

Jasmim: (Ri debochando) Santinha! Como é mesmo seu nome? (Ela diz) Ah que lindo Santa Sara (Ajoelha-se aos seu pés.

Sara: (Enérgica) Levante-se somente diante de Deus podemos nos ajoelhar.

Jasmim: Ora, ora quem diria, a santinha ta bravinha!

Sara: Não to brava só quero lhe falar de Deus.

DemonioI: Deus  que Deus, manda ela calar a boca.

DemonioII: Foi este Deus que te colocou nesta situação. Você não veio aqui pra isso.

Jasmim: (irritado) Cale a boca, não quero saber de Deus, não vim aqui pra isso.

Sara: Mas toda a esperança começa em Deus, se voce não me ouvir vai continuar sofrendo muito.

Jasmim: Que me importa, já estou acostumado ao sofrimento.

Sara: E quando começou seu sofrimento?

Jasmim: ( Boca de cena) Desde o meu primeiro momento de vida. Antes mesmo de eu nascer minha mão me consagrou as demônios dela. Ela... era bruxa... Mexia com magia negra... (Muito triste deita-se no chão na possição fetal chorando feito criança).

AnjoI: Fale do Amor de Deus!!!O Senhor é bom e sua misericórdia dra para sempre.

Sara: ( aproxima-se de Jasmim ajoelha-se e toca-lhe o rosto suavemente como se tocasse no rosto de um bebe) Calma, calma eu estou aqui querido, e não estamos sozinhos, aqui esta o Papai do céu. Ele é bom, infinitamente bom e esta cuidando de você.

DemonioI: Não é verdade não existe papai do céu...

DemonioII: Sua mão te consagrou a nós e te deixou no escuro.

Jasmim: (Grita e chora como criança) Não é verdade, não é verdade, Papai do céu não existe, esta escuro aqui dentro. E eu estou sofrendo muito!!!

Sara: (Ainda de joelhos, ergue os olhos para o céu e ora)- Deus em nome de Jesus Cristo ensina-me o que fazer, liberte esta vida! (pausa) Jasmim, segure a minha mão, posso ajudá-lo a sair deste lugar.(Estende a mão e ele segura com medo)

DemonioI: Você esta com medo!

Jasmim: Tenho medo, tenho medo...

Sara: Não precisa mais ter medo. Eu estou aqui. Vamos levante-se querido, sente-se aqui, vamos conversar. Calma, calma, quer mais um chá?

DemonioII: Não, vá embora!

Jasmim: (derruba os copos) Não quero nada não preciso de nada. Por que você não me deixa morrer?

Sara: Você é muito jovem para morrer...

Jasmim: Sou jovem apenas na minha idade. ( Boca de cena ) Mas aqui na minha mente estou cansado de viver. Depois que nasci minha mãe me abandonou, e desapareceu.

Sara: E você vive com quem Jasmim?

Jasmim: Às vezes com minha Vó. Mas a maioria das vezes eu to nas ruas, gosto de morar nas ruas de usar drogas...Usando drogas posso me libertar do horror de viver.

Sara: (levanta-se e se aproxima dele) Há outro meio de se libertar do medo. Sei o que posso fazer.

Jasmim: Nada conseguira me libertar da prisão santa Sara (Começa a andar como se estivesse preso num cubículo, espalma as mãos como se tocasse nas paredes)—Veja estou preso. E é frio na prisão, mas prefiro continuar na prisão.Para onde sairia? Para ir aonde? Não há caminho a seguir, nenhum caminho!

AnjoI: Se conheceres a verdade a verdade vos libertará.

Sara: Escute Jasmim você pode me ouvir ai de dentro? Se quiser sair eu posso te mostrar o caminho: Jesus Cristo ele é o caminho a verdade e a vida.

Jasmim: E quem disse que eu quero viver? (aproxima-se de Sara e mostra as cicatrizes dos pulsos) Esta vendo estas marcas? Tentativa de suicido, varias vezes tentei morrer e algum idiota me levou para o hospital. Da próxima vez será de baixo de um viaduto ou num bosque. Vou usar veneno de rato, os mendigos velhos e as crianças que cheiram cola não terão forças pra me socorrer.

Sara: Deus pode providenciar os meios...

Jasmim: Que meio? Que socorro existe pra essas pessoas que vivem como ratos embaixo do viaduto, ou num canto de um bosque. Sabe santa Sara, uma vez tentei ajudar um amigo, Severino, que teve uma convulção horrível. (Sorri tristemente). Ele era cantador nordestino, improvisava versos fez um verso só pra mim. Os outros mendigos que estavam espalhados pelas ruas não viram nada, ele caiu no chão tremendo muito, a boca cheia de baba, as mãos ficaram rochas do frio da morte, eu não sabia o que fazer. Eu gritei a Polícia, passou uma viatura e eles fingiram que não ouviram, chamei pelos bombeiros, mas as pessoas passavam e era como se não ouvissem. E o meu amigo ali lutando contra a morte...Mordeu a língua, a boca encheu-se de sangue, (Jasmim começa a gritar como se a cena fosse ali e agora, ajoelha como se amparasse a cabeça do amigo)—Severino, não vai embora eu vou pegar o violão pra você cantar, não quer fazer outro verso pra mim? (Continua Gritando) Bombeiros Polícia por favor, socorro!!! (Cai no chão).

Sara: Ajoelha-se do lado dele abraçando-o—Vamos deite a cabeça no meu ombro sossegue, sossegue...

Jasmim: Severino morreu, Sara, morreu! E eu não pude fazer nada...Não pude fazer nada...Por que sou um fraco.

Sara: Você não foi um fraco, seu amor foi tudo que ele precisava naquela hora. Você não é fraco, fraco são os sistemas sociais deste pais, não existem autoridades verdadeiras, por isso acontecem tantas coisas tristes assim. Vamos venha descansar. (Levanta Jasmim para sentar perto dela)

Jasmim: (Segurando a cabeça com as mãos) estou cansado...Tão envergonhado de viver. Já fiz tanta coisa suja por causa do medo, apenas por isso.

Sara: Deita a cabeça no meu colo Jasmim (ele obedece  igual a uma criança) Vou contar uma historia pra você: Era uma vez o mundo e sua tristeza de viver, tudo era feio e sem qualquer esperança de dias melhores. Mas um dia Jesus sofreu e morreu na cruz por todos nós e pra que não houvesse mais sofrimento medo e angustia no mundo.

Demônios: Você não pode crer nisso, vai embora!!!

Jasmim: (Levanta a cabeça do colo de sara e levanta-se) Eu não posso crer nisso. Deus, Jesus não existem. Se existissem acabariam com essa dor do meu peito. Como eu posso crer em todas essas coisas se eu não tenho paz?

Sara: Você só pode ter paz depois que crê, se creres veras a gloria de Deus: Foi o que Jesus disse a Maria que estava tão triste como você esta hoje.

Demônios: Suma daqui, sumaaa!!! (Com raiva)

Jasmim: Vou embora. Não quero mais ficar aqui!

Sara: Pra onde você vai? (Tenta segurá-lo)

Jasmim: Solta! Não sei, só sei que o ultimo lugar pra eu ir é pra Casa da Morte, e até lá vai ser bom pra mim.

Deminios: Morra Jasmim, Morraaaa!!!

Anjos: Nãaaaaaaao!!!

 

Neste momento os anjos desembainham as espadas p/ defender Jasmim, mas os demônios se esquivam e passam entre eles.

 

Sara: Peço apenas uma coisa: Não se esqueça o endereço da casa da esperança. Promete não esquecer, e não se esqueça de orar...

Jasmim: Não sei, adeus ( Já responde no meio do corredor)

 

Os demônios sem com ele e o perturbam dizendo: drogas, drogas...

 

Anjo I: Ore por ele, interseda ele precisa de ajuda.

Sara: (ajoelha rápido e clama chorando) Deus, em nome de Jesus Cristo, trate de Jasmim, que ele tenha seu perfume, não o cheiro de morte. Teu perfume senhor, e que aconteça algo novo na vida daquele rapaz, envie os teus anjos para o livrar e proteger, sim Deus em nome de Jesus...Amem <Sara entra> (Quando ela falar envia teus anjos sai o Anjo I atraz dele).

 

 

Cena III

Jasmim: (Fala com ar de loucura) Preciso me livrar desta opressão, preciso me livrar deste aperto no peito.(Sobe no palco alucinado e droga-se, e os demônios o perturbam)

DemonioI: Olhe Jasmim, daqui você pode ver toda a cidade. Vá até a beira do precipício e observe o abismo...Hahahahah. Você pode pular Jasmim, você tem asas, voe jasmim voooe...

DemonioII: Não tenha medo suas asas são grandes Voeee!!!

Jasmim: Eu posso voar, eu quero voar, eu vou voar <Abre os braços como se fosse voar fica nas pontas dos pés e quando quase cai grita:- - Deeeeeeussssss Nisto o anjo, sem tocá-lo o puxa como um imã e ele cai no chão com a mão na cabeça como se tivesse fortes dores.

(Com o microfone a voz de Sara ecoa Não esqueça de orar, orar, orar...)

Jasmim: Deus se você existe mesmo me tire desta vida porque eu não agüento mais. Se você existe mesmo me dá paz na vida. Eu te desafio Deus, se você existe (Grita) Me ajuda. (Cai desmaiado)

 

Neste momento os dois anjos desembainham as espadas e gritam:

 

Capitão: Pelo cordeiro e pelos santos

Anjo: Por todas as almas.

 

Nisso Investem contra as demônios e começa a batalha espiritual entre Anjos e Demônios (musica de fundo) Derrotam os demônios, guardam as espadas e olha p/ Jasmim, caído no chão. Momento de silencio.De repente Jasmim Grita alto e aliviado.

Jasmim: Saraaaaa!!!

Sara entra correndo pela igreja sobe o palco e abraça Jasmim.

 

Jasmim: Como Você sabia onde me encontrar?

Sara: Deus me revelou quando eu estava orando, eu não sabia o lugar exato, mas o Espírito Santo me trouxe até aqui, então eu te escutei e vim correndo.

Jasmim: Sara, eu quero aceitar Jesus, eu quero que ele faça parte da minha vida, não quero mais viver deste modo que tenho vivido. Creio que minha vida vai mudar, não quero mais usar drogas, me prostituir pra conseguir dinheiro. Eu quero Jesus no meu viver, eu quero ser feliz com ele assim como você é, me ajuda, Sara.

Sara: Claro que eu o ajudarei. Jesus esta aqui, sinto uma paz tão grande neste lugar, é como se tivéssemos cercados por anjos, prontos a nos proteger.

Jasmim: Sara, eu também sinto que ele esta bem pertinho de nós. Eu orei, Sara lembra que você pediu pra que eu orasse, eu orei.

Sara: Agora que você entendeu que Jesus é o caminho para sua vida, não se sentira mais sozinho, nem desamparado. Vamos você ira participar comigo do Culto de Adoração esta noite.Os outros que freqüentam a casa da Esperança também participarão conosco. Vamos...

Jasmim: Vamos sim, Prometo que não te chamarei mais de Santa Sara!

Sara: Muito bom mesmo, muito bom...

 

 (Saem de cena pelo corredor)

 

Anjo I: E agora Capitão?

  Capitão: (olha p/ ele e responde) Ah A redenção, ela jamais deixara de emocionar-me.

 

(Saem de cena)

 

Fim

 

Diversos: