O DISFARCE DE ANANIAS E SAFIRA

Versão para impressão

A MÁSCARAO Disfarce de Ananias e Safira

Ás vezes a máscara deixa de ser um mero adereço e passa a se tornar um símbolo de caráter enganoso.

Vemos isso nas histórias em quadrinhos a máscara não esconde somente a identidade, mas transforma a vida de quem a possui.

Os super-heróis as colocam e se transformam naquilo que não são na frente dos outros. A máscara é um modo de disfarce que não deixa as pessoas saberem quem somos nós (esconde a identidade).

Atualização do nome desta peça

Baseada no relato Bíblico de Atos 5: 1...

Há também duas peças cujo nome é 1ª MÁSCARAS e a 2ª MÁSCARAS

 O Disfarce de Ananias e Safira

(Pedro e outro discípulo entram carregando as contribuições que eles conseguiram, enquanto eles arrumam os mantimentos o Narrador entra e fala.).
 
NARRADOR: Depois que Jesus Cristo ressuscitou, e os seus discípulos começaram a anunciar as suas palavras, o número daqueles que criam iam aumentando cada dia mais;
E era único o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.
Não havia, pois entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, traziam o preço do que fora vendido, e depositavam aos pés dos apóstolos.
 
(Entra o segundo discípulo com algumas das contribuições)
 
DISCÍPULO: Irmão Pedro, as ofertas estão aumentando e todos estão repartindo o que têm; se continuarmos assim poderemos levar mais mantimentos para os cristãos pobres da Judeia, que estão sendo perseguidos.
 
PEDRO: Eu agradeço a Deus por ter tocado em cada um desses corações, e por ter separado pessoas honestas para sua obra.
 
(Enquanto eles separam as contribuições o Narrador fala)
 
NARRADOR: Era sobrenatural como o Espirito Santo falava com as pessoas impulsionando-as a ajudar em sua obra. Em certo dia Barnabé, levita natural de Chipre, possuindo uma herdade, vendeu-a, trouxe o preço, e o depositou aos pés dos apóstolos.
 
(Barnabé sai)
 
PEDRO: Barnabé, filho da consolação, como você está?
 
BARNABÉ: Eu estou bem irmão Pedro, eu vim trazer a minha ajuda para os irmãos que estão passando necessidade. Sabe irmão Pedro, eu sei que se todos nós ficarmos unidos o evangelho de Jesus Cristo será pregado em todas as cidades de Israel, e quem sabe em todo o mundo.
 
PEDRO: Sim, eu sei que conseguiremos propagar a palavra de Deus, pois Deus tem eleito um povo sincero e temente.
 
(Barnabé sai e entram Ananias e Safira.)
 
NARRADOR: Mas um certo homem chamado Ananias, com Safira sua mulher, vendeu uma propriedade, e reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos.
 
ANANIAS: Safira aqui está o dinheiro do terreno que eu vendi.
 
SAFIRA: Nossa você vendeu por tudo isso, só pode ser um milagre de Deus, porque eu não imaginava que aquela porcaria valesse tanto. Mas... que pena que nós vamos ter que dá tudo isso aos apóstolos.
 
ANANIAS: Nós não precisamos dar tudo, vamos dar só a metade, e ficamos com a outra metade.
 
SAFIRA: Ai que bom! Só assim eu vou poder comprar aquele vestido ma-ra-vi-lho-so que eu
encontrei no comércio de Jerusalém, há! E também aqueles par de brincos para combinar.
 
ANANIAS: Mulher não vamos gastar tudo com besteiras, você sabe que eu preciso comprar aquela sandália de couro de camelo, porque aquela outra que eu ganhei no mês passado estar me fazendo calo, e você sabe como os meus pés são sensíveis.
 
SAFIRA: Claro meu amor.
 
ANANIAS: leva esse dinheiro para que ninguém veja, e eu vou falar com o apóstolo Pedro.
 
(Safira sai)
 
ANANIAS: Fala PEDRÃO, como vai essa tuas forças e a tua mulher e a tua sogra vão bem!
 
PEDRO: Tudo estar como Deus quer que esteja.
 
ANANIAS: Há eu já ia me esquecendo aqui estar o dinheiro da venda do terreno, olha eu me segurei pra não entregar por qualquer preço, mas você sabe que aquele terreno não valia muita coisa.
 
PEDRO: Ananias, porque encheu Satanás o teu coração, para que mentisse ao Espírito Santo, e retivesse parte do preço da herdade?
 
Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.
 
(Ananias cai morto para trás e os discípulos segura e o cobre com um pano)
 
SAFIRA: Oi irmãos com vocês estão? Gostaram do meu vestido novo? É de seda pura importado. Irmão Pedro você viu o esposo Ananias, e que eu quero saber qual a cor da sandália que eu compro para ele: preta ou marrom.
 
PEDRO: Dize-me vendeste por tanto aquela herdade?
 
SAFIRA: Sim por tanto!
 
PEDRO: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o Espirito do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti.
 
(Safira cai morta para trás e os discípulos segura e a cobre com um pano)
 
NARRADOR: Muitas pessoas até o dia de hoje acham que podem se esconder do Espirito Santo de Deus, e insistem em cometer erros pensando que ele não estar vendo, mas saiba de uma coisa Ele nos vê todos os dias, e o seu olhar chega a ser muito mais profundo do que o olhar humano, Ele enxerga os nossos corações; por isso não adianta usarmos disfarce algum, ou fingir ser alguém que nós não somos no final da história sempre somos desmascarado por Ele.
 

Blog do autor Alan Pereira

Autores: 
Estilos: 
Diversos: