A DIFÍCIL ESCOLHA

Versão para impressão
Vida sim, Aborto não

Rebeca é uma jovem revoltada com Deus devido a morte de seu irmão, mas isso é apenas uma das problemáticas da história já que depois de descobrir que esta grávida de seu namorado, ele pede para escolher entre fazer um aborto e ficar com ele ou ficar com a criança e sem o grande amor de sua vida.
Rebeca encontra “O Homem da Sua Vida”, estudioso, trabalhador, família de posses... HIPERCONTENTE, até abrandou a revolta contra Deus pela morte do irmão.
Gravidez na adolescência, e agora? O mundo desabou sobre a sua cabeça... Aborto é solução?
Rebeca: (personagem principal) Uma menina incrédula, que depois da morte de seu irmão ficou revoltada.
Rute: (mãe de Rebeca) Uma serva de Deus, que a cada dia perde as esperanças com a filha.
Emanuel: (pai de Rebeca) Um servo de Deus, que esta perdendo a paciência com Rebeca.
Tatiana: ( amiga de Rebeca) Uma menina, que só pensa em festas, garotos e curtir a vida do jeito dela.
Vitor: (namorado de Rebeca) Um rapaz responsável, mas sua meta principal e construir uma sólida carreira profissional.
Garçom, Jesus, Inimigo

Bastidores:
1 pessoa: som
2 pessoas: cenário
2 pessoas: figurino

Cenário:  São dois ambientes um para a casa e outro p/ outros lugares.

Figurino: Mude de figurino, pois assim passará para o público que se passou dia, semana ou meses.

Cena 1 (casa / cenário 1)
Rute e Emanuel estão em cena tomando café da manhã.
EMANUEL: (com um ar de preocupado) Rute você viu que horas Rebeca chegou em casa?
RUTE: Nossa filha não dormiu em casa.
EMANUEL: (tom de voz alterado) Como assim, não dormiu em casa?
RUTE: Calma meu bem! Deus sabe onde está nossa filha!
Rebeca entra em cena cantarolando.
REBECA: “Agora eu to solteira e ninguém vai me segurar! Daquele jeito!”.
EMANUEL: Rebeca! Isso são horas de você chegar em casa, seis e meia da manha?
RUTE: Minha filha onde você estava? Você nem ligou! Passou a noite aonde?
REBECA: Tem certeza, que a coroa quer saber?
EMANUEL: Olha o jeito que você fala com a sua mãe!
RUTE: Calma marido! Sua pressão!
REBECA: (debochada)Ué! Ela que perguntou e eu só respondi, aliás, nem respondi, mas já que quer saber, estava no baile como sempre.
RUTE: Minha filha, você tem que tomar juízo!
EMANUEL: A partir de hoje, a mocinha terá horas para chegar em casa! Ta pensando que aqui é casa da mãe Joana?
REBECA: Dá Joana não, dá Rute (risos).
(Emanuel levanta a mão para bater em Rebeca e Rute grita e segura a mão do marido)
RUTE: Não Emanuel!
REBECA: Dá! Bate em mim, que nem o Senhor fez com o Ricardo! Faço igual a ele, saio e nunca mais volto!
RUTE: Não diga isso! Seu irmão saiu, mas voltou e viu que o que tinha feito era errado.
REBECA: Pode até ter voltado, mas voltou morto!
EMANUEL: Rebeca, você já passou de todos os limites! Vá já para o seu quarto antes que eu faça uma besteira!
REBECA: Eu vou, porque não aguento mais vocês.
(Rebeca sai de cena )
RUTE: Emanuel, você precisa ter calma! Um dia o Senhor Jesus tirará nossa filha dessa prisão espiritual.
EMANUEL: Oro muito por isso e espero que esse dia não demore tanto! Vou trabalhar, hoje preciso chegar cedo para irmos à igreja.
RUTE: Isso marido! Precisamos recarregar nossas forças.
(Emanuel beija a testa da mulher e sai de cena )
RUTE: Meu Jeová, dai-me força, o fardo esta muito pesado!
(Rute sai de cena)

Cena 2 (casa / cenário 1)

(Rebeca entra em cena para tomar café da manhã )
REBECA: Só tem pão nessa casa de pobre! Tenho que melhorar de vida... quando terminar meu curso vou trabalhar. Ah! E claro, ter um marido rico, porque pai pobre é destino marido é burrice! (risos)
(Rute entra em cena )
RUTE: Filha, precisamos conversar!
REBECA: Olha só, se for falar sobre o horário que chego em casa, é melhor esquecer.
RUTE: É sobre você Rebeca.
REBECA: Com assim sobre mim?
RUTE: Rebeca, por que depois da morte do seu irmão você ficou mais rebelde? Sei que não era evangélica, mas era uma menina doce, e respeitava seu pai e eu. E agora parece que estar revoltada, querida Jesus te deu uma benção... Sua família, nós estamos sempre aqui para te dar todo amor, carinho e atenção...
REBECA: Para com esse melo drama! Jesus, pensa que sou o que? Uma Criança? Mãe isso
 não me engana mais... Amor, carinho e blá, blá, blá! Esse papo não cola e que Jesus é esse que tira seu filho e deixa a gente devendo Deus e o mundo? Desse seu Jesus, quero distância!
RUTE: Que Deus não ouça essa besteira!
REBECA: Ta bom mãe, não quero discutir com você! Olha só, vou para o curso, depois vou resolver umas coisas ai, com a Tati e mais tarde sairei com ela! E vou dormir na casa dela.
RUTE: Mas Rebeca, você já dormiu fora de casa ontem e hoje de novo?
REBECA: Caraca! Não dá pra entender você! Uma hora reclama porque não digo aonde vou e agora ta reclamando porque estou dizendo aonde vou! Vou para o curso e qualquer coisa me liga! Tchau!
(Rebeca sai de cena )
RUTE: Espera Rebeca!
(Rute se ajoelha e ora a Deus. E nesse momento toca de fundo musical: Tempo favorável do Ministério Sarando a Terra Ferida )
RUTE: Meu Senhor, ouça o meu clamor! Jesus Cristo, preciso viver um novo tempo, um tempo de paz, um tempo de amor, um tempo de bênção, o tempo de vitória! Não aceito mais essa situação! Jeová, eis-me aqui preciso de ti!
(Rute sai de cena)

Cena 3 (rua / cenário 2)

(Entram Rebeca e Tatiana como se estivessem saindo do curso)
TATIANA: E ai miga como foi em casa? Reclamaram?
REBECA: Reclamaram é pouco, quase apanhei do meu pai!
TATIANA: Apanhou? Como assim? Eles não acham que você esta grandinha pra essas coisas?(risos)
REBECA: Vai fala isso pra eles!
TATIANA: Mas vamos para o barzinho que te falei né?
REBECA: Claro!
TATIANA: E seus pais?
REBECA: Já avisei! Não é isso que eles querem? Então pronto!
TATIANA: Ah que bom! Porque dizem que lá, só dá gente bonita e rica! (risos) Quem sabe o amor da sua vida não esta lá?
REBECA: Amor? Esses homens só querem saber de curtição!
TATIANA: O futuro a Deus pertence!
REBECA: Nem fala em Deus, porque por esse, morro solteira e pobre!
TATIANA: Que isso Beca! Nem brinca! Mas vamos logo resolver o negocio do cartão!
REBECA: Vamos!
(Rebeca e Tatiana saem de cena)

Cena 4 (casa / cenário 1)

(Emanuel entra em cena)
EMANUEL: Ué?! Cadê as mulheres desta casa? (grita) Rute! Rebeca!
(Rute entra em cena )
RUTE: Oi amor! Estava terminando de me arrumar para ir à igreja. Pensei que fosse chegar tarde!
EMANUEL: Não meu bem, vim correndo, mas... cadê a Rebeca?
RUTE: Saiu, vai dormir na casa da Tatiana e só vem amanhã.
EMANUEL: Como assim amanhã? Essa menina está sem limites!
RUTE: No caso dela só Jesus!
EMANUEL: Vamos para a igreja, vou pedir a Deus mais paciência e sabedoria!
RUTE: Mas você não vai trocar de roupa?
EMANUEL: Não, se não chegaremos atrasados e gosto de pontualidade, principalmente com meu Deus!
RUTE: Você tem razão, vamos!

Cena 5 (barzinho/ cenário 2)

(Rebeca e Tatiana chegam no barzinho, onde haverá som ambiente )
REBECA: Vamos sentar naquela mesa ali!
TATIANA: Calma miga! Temos que analisar o local antes, olhar os gatinhos!
REBECA: Você não tem jeito! Vamos sentar, depois olhamos os “gatinhos”!
TATIANA: Ta bom!
(As amigas sentam e um garçom vem atendê-las )
GARÇOM: As senhoritas vão querer o quê?
TATIANA: Eu vou querer um chope
REBECA: Eu vou querer um refri!
TATIANA: Você ta maluca, ta querendo queimar o filme?!Crianças pedem refri adultos pedem chope! Por favor garçom dois chopes!
GARÇOM: Sim, já vou trazer.
REBECA: Tati, hoje vou devagar!
TATIANA: Você pode ate ir devagar, mas só não pode queima o nosso filme né!
REBECA: (risos) Você é demais Tati!
(Vitor entra em cena e fica em pé no canto e de repente olha para rebeca e fica encantado)
TATIANA: Rebeca, não olha agora, mas o rapaz que acabou de entrar, esta te admirando.
REBECA: Onde? (olha para Vitor e fica encantada)
TATIANA: (irônica) Era melhor ter falado pra olhar!
REBECA: Tatiana esse é o homem da minha vida!
TATIANA: Ta com problema miga? Nem conhece o cara e já ta falando isso. Acho que vou mandar suspender o chope!
REBECA: Tatiana, quem é ele?
TATIANA: Querida sou Tatiana Oliveira e não o Nélson Rubens do TV Fama, que sabe quem é quem, e tudo de todos!
(O garçom entra e é parado por Vitor. )
VITOR: Amigo, por gentileza! Poderia me arranjar uma mesa?
GARÇOM: Desculpe, mas estão todas ocupadas!
VITOR: Então poderia pergunta para aquelas meninas ali se poderia sentar com elas?
GARÇOM: Sim!
(O garçom se dirige a mesa das amigas e serve as bebidas. )
TATIANA: Obrigada!
GARÇOM: Aquele rapaz ali perguntou se poderia sentar com vocês?
(Tatiana e Rebeca respondem juntas)
REBECA: Sim!
TATIANA: Não!
GARÇOM: Sim ou não?
REBECA: Claro que sim!
TATIANA: Assim vai dá na pinta miga!
REBECA: Ele é o homem da minha vida, não posso deixar a oportunidade passar!
TATIANA: Literalmente, você tá com problema!
GARÇOM: Pode ou não pode?
REBECA: Claro que sim, vai logo antes que ele desista!
(O garçom vai até Vitor )
GARÇOM: Elas disseram que você pode sentar com elas!
VITOR: Obrigado!
(Vitor se aproxima da mesa das amigas)
VITOR: Com licença, posso sentar com vocês?
REBECA: Claro sente!
TATIANA: Miga não dá na pinta!
VITOR: O que disse?
TATIANA: Perguntei se você gosta de pinga?
VITOR: Não, não! Pra falar a verdade não gosto muito de beber.
REBECA: Qual o seu nome?
VITOR: O meu é Vitor e o de vocês?
TATIANA: Tatiana.
REBECA: Rebeca
VITOR: (perguntando a Rebeca) Você vem sempre aqui?
REBECA: Não, não é a primeira vez!
TATIANA: To vendo que sobrei! Vou dá uma volta! Até logo!
(Tatiana sai de cena)
VITOR: Você disse que é primeira vez que vem aqui, parece até cantada, mas a minha também (risos)!
REBECA: Você mora onde? Quantos anos você tem? Trabalha? Estuda?
VITOR: Calma! Assim não consigo responder (risos)!
REBECA: (risos) Desculpe!
VITOR: Moro aqui na Lapa mesmo, tenho 20 anos, trabalho na empresa do meu pai e faço faculdade de engenharia e você?
REBECA: Bem...Moro na Tijuca, tenho 18 anos, no momento não trabalho e faço curso de logística.
VITOR: Você é muito bonita!
REBECA: (meio sem graça) Obrigada!
(Tatiana chega em cena. )
TATIANA: Com licença, não querendo atrapalhar, mas já atrapalhando, Beca precisamos ir!
REBECA: É mesmo, nem percebemos a hora o papo estava tão bom!
VITOR: É mesmo, mas eu levo vocês!
REBECA: Que isso, não precisa!
VITOR: Faço questão!
REBECA: Não precisa mesmo, deixa pra próxima!
VITOR: Então tá, vou cobrar hein! Mas preciso do número do seu telefone para cobrar (risos)
REBECA: Ah! Claro!
(Vitor pegar o celular para anotar)
VITOR: Pode falar!
REBECA: 8778-7887
VITOR: Vou ligar hein!
REBECA: Vou esperar!
TATIANA: Vamos Beca!
(Rebeca se despede de Vitor )
REBECA: Tchau Vitor!
VITOR: Tchau minha linda!
(Rebeca ri e sai junto com Tatiana)
VITOR: Essa menina é um sonho! Ela vai ser minha !
(Vitor sai de cena )

Cena 6 (casa/cenário 1)

(Rute entra em cena junto com Emanuel. )
RUTE: Vou fazer um café, porque daqui para Petrópolis é uma longa estrada.
EMANUEL: Não precisa meu bem, tomamos café naquela lanchonete que nos encontrávamos quando namorávamos.
RUTE: Hoje meu abençoado acordou mais romântico, o que houve?
EMANUEL: É porque sempre que vamos para Petrópolis, relembro da nossa juventude!(Emanuel abraça a esposa)
(Rebeca entra em cena com o celular na mão. )
REBECA: Nossa que amor!
RUTE: Filha você dormiu em casa! Que benção!
EMANUEL: Bom dia flor do dia!
REBECA: Decidi vir dormir em casa desta vez, e bom dia pra vocês também!
RUTE: Vamos pra casa de seus avôs, não que ir conosco?
REBECA: Pra quele lugar frio? To fora!
RUTE: Mas eles iriam ficar muito felizes em ver a netinha!
REBECA: Não mãe! Não vou, mas manda um beijo pra todos lá valeu! E também hoje quero ficar em casa descansando.
EMANUEL: Vamos Rute! A hora já esta passando.
RUTE: Filha, tem comida na geladeira, é só esquentar, amanha estaremos de volta!
EMANUEL: Vamos orar antes de sair.
RUTE: Sim vamos! Filha ore com a gente?
REBECA: Tá bom.
(Eles três dão as mãos para orarem )
EMANUEL: Meu Senhor Jesus, antes demais nada já lhe agradeço pela esposa e filha abençoadas que me destes! Espírito Santo de Deus venha nos proteger em mais um dia de vida e nos livrar das armadilhas do inimigo e que nossa chegada na casa dos meus sogros venha ser iluminada por Ti e proteja Rebeca que ficará em nosso lar! Obrigada por tudo Pai! Amém!
(Rebeca e Rute falam juntas )
REBECA E RUTE: Amém!
RUTE: Já vamos filha, fica com o Senhor Jesus! E Qualquer coisa é só ligar pra gente!
REBECA: Vai ficar tudo bem pode ir!
EMANUEL: Vamos querida! Tchau filha!
REBECA: Tchau!
(Rute da um beijo em Rebeca e fala com Emanuel como se estivesse cochichando)
RUTE: Emanuel, Deus já esta trabalhando, hoje ela ta melhor que ontem e ate dormiu em casa.
EMANUEL: Deus é fiel!
(Rute e Emanuel saem de cena)

Cena 7 (casa / cenário 1)

REBECA: Hoje não saio de casa até o Vitor me ligar! Se ele me ligar mesmo né!
(O celular de Rebeca toca e ela atende toda eufórica pensando que é Vitor)
REBECA: (voz ansiosa e feliz) Alô!
TATIANA: Beca sou eu a Tati! To aqui na frente da sua casa, seus pais estão ai?
REBECA: Ah!!Pensei que fosse... Deixa esquece... Eles não estão não sobe ai!
TATIANA: To subindo!
(Rebeca desliga o celular)
REBECA: Será que ele vai me ligar? E se ele tem namorada? É melhor esquecer, um homem lindo daquele solteiro, só eu para imaginar isso!
(Tatiana entra em cena)
TATIANA: Migaa!!! E ai vamos para a festinha do Pedro? To sabendo que vai ter vários milicos!
REBECA: Milico? Que isso?
TATIANA: Que isso Beca? Milico é militar esqueceu? (risos) E quem sabe não encontro o militar que tanto procuro? Vamos miga se arruma logo!
REBECA: Você é louquinha Tati (risos). Mas não vou não hoje quero ficar em casa!
TATIANA: Rebeca você ta bem? Um tremendo sábado e um churrascão para irmos e você quer ficar em casa, fala sério?!
REBECA: É porque quero relaxar um pouco e...
TATIANA: Ah!! Já entendi... Você quer é ficar esperando aquele carinha de ontem ligar né? Beca esqueceu do nosso lema de solteiras?
(Elas falam juntas)
REBECA e TATIANA: “Nunca espere o carinha da noite passada ligar, porque ele nunca liga!”.
REBECA: Eu sei miga eu sei, mas esse é diferente e não tem quem me tire de casa hoje!
TATIANA: Não vou ficar aqui gastando o meu latim, você é que sabe, se mudar de ideia é só ligar. Vou nessa beijinho!
REBECA: Ta bom miga, se divirta e juízo hein!
TATIANA: Juízo e Tatiana já se separaram a muito tempo! Esse carinha me encheu a cabeça (risos).
(Tatiana sai de cena)
REBECA: E esse celular que não toca!
(Vitor está no cenário 2 e liga para Rebeca)
(O celular de Rebeca toca)
REBECA: Alô!?!
VITOR: Rebeca?
REBECA: Sim é ela, quem ta falando?
VITOR: Nossa já me esqueceu?
REBECA: (feliz) Vitor é você?
VITOR: Sim sou eu! Estou aqui no Shopping da Tijuca e estava pensando... Será que aquela menina linda poderia ver um filme comigo?
REBECA: Agora? Bem...
VITOR: Entendo se não poder...
REBECA: Sim!!!
VITOR: Como pude imaginar que... parai você disse sim?
REBECA: Isso, daqui 30 minutinhos estou ai!
VITOR: Estou te esperando!
(Rebeca desliga o celular)
REBECA: (dá um grito) Aaaaaaaaahh!!! Ele ligou, ele ligou!! E ainda me chamou para sair!!!Amei!!!
(Rebeca sai de cena)

Cena 8 (shopping/ cenário 2)

(Vitor esta sentado esperando rebeca chegar)
VITOR: Nem acredito que ela aceitou! Tomara que ela não me de bolo!
(Rebeca entra em cena)
REBECA: Demorei?
VITOR: Claro que não minha menina linda!
REBECA: Acho tão bonitinho quando me chama assim!
VITOR: A verdade deve ser dita sempre (risos).
REBECA: Bem...Vamos assistir que filme?
VITOR: Na verdade... É que...Queria falar com você!
REBECA: Sobre o que?
VITOR: Rebeca, desde ontem não paro de pensar em você, quando te vi, fiquei encantado!
REBECA: Já que está sendo sincero... Também não paro de pensar em você desde ontem!
VITOR: Rebeca posso estar até sendo precipitado, mas você aceita namorar comigo?
REBECA: (fica muito surpresa) Bem... Você me pegou de surpresa!
VITOR: Desculpe, te assustei né? Desculpe!
REBECA: Sim!
VITOR: Entendo você, deve até esta me achando um louco, mas... Peraí você disse sim?
REBECA: Sim!
(Vitor dá um abraço em Rebeca)
VITOR: Gostaria de te fazer um convite... Aceitaria ir comigo em um lugar?
(Rebeca cantando reponde)
REBECA: “Por você viajaria a prazo por inferno, eu tomaria banho gelado no inverno...”.
VITOR: Então vamos, tenho certeza que vai gostar!
(Vitor e Rebeca saem de cena)

Cena 9 (casa/ cenário 1)

Rute e Emanuel entram em cena.
RUTE: Emanuel amei o nosso sábado! Você viu como a Sandrinha ta linda, quem diria que ela iria ficar assim!
EMANUEL: É mesmo, era tão magrinha e mirrada, agora ta uma moçona!
RUTE: Será que a Rebeca esta dormindo? (grita) REBECA!!!
(Rebeca entra em cena)
REBECA: Bom dia família!
RUTE: Ué?! Você não dormiu em casa não?
REBECA: Bem... dormi sim mãe!!
EMANEUL: (desconfiado) Mas está arrumada parece que esta chegando de algum lugar?!
REBECA: É porque sai cedo, tive que resolver umas coisas!
RUTE: Estranho... Mas deixa pra lá! Filha você perdeu a festa, estavam todos os seus primos lá só faltou você !
EMANUEL: É mesmo Rebeca só faltou você, até o Fernando que vive viajando estava lá!
REBECA: (ar de apaixonada) Mas o meu sábado também foi maravilhoso!
RUTE: Que bom minha filha, o que você fez?
REBECA: Nada mãe deixa pra lá!
EMANUEL: Bem... Vou descansar porque hoje é domingo e tem igreja!
(Emanuel sai de cena)
REBECA: Mãe posso te fazer uma pergunta?
RUTE: Sim filha, faz.
REBECA: Quando que você soube que o papai era o homem da sua vida?
RUTE: Por que esta fazendo essa pergunta Rebeca?
REBECA: É porque... Antes de te falar vou logo dizendo, nada de me julgar e reclamar!
RUTE: Rebeca que isso! Você sabe que não sou assim, sempre fui sua amiga e foi você que se afastou de mim.
REBECA: Mãe conheci um rapaz MA-RA-VI-LHO-SO! Acho que ele é o homem da minha vida!
RUTE: Homem da sua vida?
REBECA: Isso mesmo, o homem da minha vida e estamos ate namorando!
RUTE: Namorando? Quando que foi isso Rebeca?
REBECA: Desde ontem!
RUTE: Mas minha filha você nem conhece o rapaz direito e já está namorando!
REBECA: Falei que não era para reclamar!
RUTE: Tá desculpa, mas você vai trazer esse rapaz aqui para nos apresentar né?!
REBECA: Sim mãe! Trago amanha!
RUTE: Qual o nome dele?
REBECA: É Vitor, tem 20 anos, faz faculdade de engenharia e trabalha na empresa do pai dele. Ah! E claro, é lindo!!
RUTE: E mora aonde?
REBECA: Lá na Lapa!
RUTE: Antes de trazer ele aqui fale com seu pai!
REBECA: Ah não mãe! Isso é contigo!
RUTE: Mas Rebeca!
REBECA: O papai não me entende e se você falar ele não vai reclamar!
RUTE: Esta bem Rebeca, eu falo!
REBECA: Brigadinho mamãe! (Rebeca dá um beijo na mãe)
RUTE: O que não fazemos por uma filha!
(Rebeca sai de cena. )
RUTE: E agora? Como vou falar para o Emanuel? Bem deixa eu desarrumar essas bolsas e depois vejo isso!
(Rute sai de cena )

Cena 10 (rua / cenário 2)

(Entra Tatiana impaciente de esperar Rebeca)
TATIANA: Rebeca como sempre atrasada! Tomara que ela não demore tanto!
(Rebeca entra em cena)
REBECA: Oi miga linda!! Demorei?
TATIANA: (irônica) Imagina... só quase criei raiz aqui, estava ate dando fruto!
REBECA: Você é exagerada hein! Já que está com pressa, vamos logo!
TATIANA: Espere aí! Você não tem nada para me contar não? E o fim de semana? Liguei para sua casa e ninguém atendia e o seu celular só dava fora de área! Onde você foi hein Rebeca, não disse que iria ficar em casa?
REBECA: (irônica) Ué! Mas não era você que estava com pressa? Vamos chegar atrasadas no curso! (risos)
TATIANA: O curso espera, minha curiosidade que não! Fale logo onde foi e para de me enrolar!
REBECA: Que menina curiosa!! Mas ta bom vou contar! O Vitor me ligou!
TATIANA: Aaaaaahh! Sério e aí?
REBECA: Ele estava no Shopping da Tijuca, aí me convidou para irmos ao cinema, conversamos um pouco e...
TATIANA: Fala, fala!
REBECA: Tati, ele se declarou pra mim!
TATIANA: Que lindoooooo!
REBECA: Depois ele... Me pediu em namoro!
TATIANA: Meu Deus, seu fim de semana foi tudo, hein!!Você aceitou né? Por que você sabe que o mercado de homem esta em queda e pior em queda livre!
REBECA: Claro que aceitei!
TATIANA: Menina esperta! Ta aprendendo com mamãe aqui né!(risos)
REBECA: Ele me perguntou se podia me levar para um lugar muito especial!
TATIANA: Ele é apressadinho né!
REBECA: Não é esse lugar não! Ele me levou para vermos o pôr do sol na praia!
TATIANA: E ainda é romântico! E depois?
REBECA: Ai miga... Depois acabamos parando onde você esta pensando!
TATIANA: Ele é esperto, preparou o terreno e depois deu o bote!
REBECA: Ai Tati, você falando assim me sinto uma presa!
TATIANA: Desculpa Beca, foi só força de expressão! Mas você se preveniu né?
REBECA: Claro!
TATIANA: O papo ta ótimo, mas temos que ir se não já viu né!
REBECA: É mesmo nem vi a hora vamos logo!
(Rebeca e Tatiana saem de cena)

Cena 11 (casa / cenário 1)

(Rute entra, senta e fica meio pensativa)
RUTE: Como vou falar para o Emanuel que a Rebeca esta namorando?
(Emanuel entra em cena)
EMANUEL: Ta falando sozinha!
RUTE: Não Emanuel, só estava pensando alto! Hoje é segunda, não vai para o trabalho não?
EMANUEL: Esqueceu que é minha folga!
RUTE: É mesmo! Havia me esquecido! ... Emanuel, posso falar com você?
EMANUEL: Sobre o que?
RUTE: Rebeca!
EMANUEL: O que ela aprontou?
RUTE: Nada é que...
EMANUEL: Fala Rute!
RUTE: É que... Não vai ficar nervoso hein!
EMANUEL: Vou ficar se você não me falar logo o que esta acontecendo!
RUTE: A rebeca ta namorando!
EMANUEL: (tom de voz alterada) Namorando? Como assim namorando? Com quem? Conhecemos?
RUTE: Emanuel, calma! Ela conheceu um rapaz e começaram a namorar e pelo que ela falou parece ser um rapaz responsável!
EMANUEL: Mas ela vai trazer ele aqui né?
RUTE: Sim vai!
EMANUEL: Quando?
RUTE: Hoje!
EMANUEL: HOJE?!?!?!?!
RUTE: Isso! ... Mas é ate melhor, assim conhecemos logo ele!
EMANUEL: Pensando bem é melhor mesmo! Bem fiquei até tonto com notícia, vou arrumar umas coisas minhas lá dentro, você me ajuda?
RUTE: Claro!
(Rute e Emanuel saem de cena)

Cena 12 (rua / cenário 2)

(Entram Tatiana e Rebeca, elas acabaram de sair do curso)
REBECA: Marquei com o Vitor aqui, tomara que ele não demore!
TATIANA: (irônica) É bom esperar né!
(Vitor entra em cena)
VITOR: Oi menina linda, oi Tatiana!
(Rebeca da um abraço em Vitor )
REBECA: Oi meu amor!
TATIANA: Oi Vitor! Bem já que você chegou vou indo nessa!
VITOR: Nossa minha presença é tão insignificante?
TATIANA: (risos) Não, não! É porque tenho que ir mesmo só estava fazendo companhia para a Beca, mas agora ela esta em ótimas mãos! Vou nessa beijos!
REBECA: Beijos Tati! Depois te ligo!
TATIANA: Valeu! Tchauzinho!
(Tatiana sai de cena)
VITOR: O que você queria fala comigo?
REBECA: O que você vai fazer hoje à noite?
VITOR: Nossa já quer repeti o fim de semana?
REBECA: (risos) Não seu bobo! É que você poderia ir jantar lá em casa e aproveitava para te apresentar os meus pais!
VITOR: (meio sem jeito) Bem... Acabei de lembrar que essa semana é de prova na faculdade e você sabe, faltar prova é terrível!
REBECA: Poxa! Queria tanto que você fosse, só vai faltar uma prova, vai por favor!
VITOR: (pensativo) Tá bom eu vou!
(Rebeca fica muito feliz)
REBECA: Que bom sabia que não iria recusar!
VITOR: Mas calma! Só posso chegar lá umas 21:30hs e é só uma passadinha, deixa o jantar p/ próxima!
REBECA: Tudo bem, tudo bem! O importante é que você vai!
VITOR: Esta bem então, mas tenho que voltar para o escritório! Você vai para casa agora?
REBECA: Sim!
VITOR: Vou te levar então e assim aprendo o caminho! Vamos!
(Rebeca e Vitor saem de cena)

Cena 13 (casa / cenário 1)

(Entram Rute e Emanuel)
RUTE: Emanuel o rapaz já deve esta chegando!
(Campainha toca.)
EMANUEL: Deve ser ele!
(Rebeca entra com Vitor)
REBECA: Pai, mãe esse é o Vitor!
EMANUEL: Oi Vitor, prazer Emanuel!
RUTE: Oi eu sou Rute a mãe de Rebeca!
VITOR: Prazer em conhecê-los, desculpe pelo horário é que trabalho, faculdade complicado!
REBECA: Vamos sentar!
(Todos sentam)
EMANUEL: Bem seu Vitor, vou direto ao ponto, estou sabendo que você e minha filha estão namorando sabe como é sou pai e... Quais suas verdadeiras intenções com a Rebeca?
REBECA: Papai!
VITOR: Tudo bem Rebeca, entendo seu pai! Bem seu Emanuel tenho as melhores intenções com a Rebeca, sei que parece papo de menino, mas é a pura verdade.
EMANUEL: Você disse que faz faculdade e trabalha?
VITOR: Isso mesmo, faço faculdade de engenharia e trabalho na empresa do meu pai! Quero construir minha própria carreira, independentemente dele! Quero ter uma carreira sólida.
RUTE: Vejo que pensa no futuro!
VITOR: Sim dona Rute! Não serei jovem eternamente (risos)!
EMANUEL: Vejo que é um rapaz responsável e que pensa no futuro, mas e Deus?
REBECA: Pai não comece com essa história!
VITOR: Calma Rebeca, deixa seu pai falar!
EMANUEL: Vejo que sua vida material é prospera, graças ao Senhor, e você é um rapaz centrado, mas a sua vida espiritual?
VITOR: Bem seu Emanuel e dona Rute, Rebeca me comentou que são evangélicos, respeito à religião de cada um.
RUTE: Meu marido não esta falando de religião e sim da sua vida espiritual, você e Deus!
VITOR: Meu espírito vai bem graças a Deus... Calmo e sereno!
REBECA: Bem... Acho que já esta ficando tarde! Amanha todos temos compromisso.
VITOR: É verdade, bem seu Emanuel e dona Rute, foi um prazer conhecê-los
EMANUEL: Digo o mesmo rapaz!
VITOR: Tchau dona Rute.
RUTE: Vai na paz do Senhor Jesus!
REBECA: Vou levá-lo ate a porta.
(Vitor e Rebeca saem de cena)
RUTE: O que você achou do rapaz?
EMANUEL: Mesmo não sendo evangélico gostei dele, parece bem responsável..
RUTE: Isso ele parece ser mesmo, mas tem algo nele que me deixou incomodada.
EMANUEL: O que você sentiu Rute?
RUTE: Não sei explicar direito, mas ele ainda vai surpreender e muito não só a gente, mas principalmente a Rebeca!
EMANUEL: Tomara que seja para o bem!(risos)
RUTE: É melhor irmos dormir!
EMANUEL: Sim, vamos!

(Rute e Emanuel saem de cena)

Cena 14 (casa / cenário 1)

(Entram Rebeca e Tatiana em cena)
TATIANA: Você tem certeza que seus pais não estão em casa né?
REBECA: Tenho Tati! Eles foram na casa de não sei quem ai, para orar, mas não sei por que você só gosta de vir aqui quando eles não estão?!
TATIANA: É porque sua mãe começa a falar em Deus, pecado, apocalipse... Ui! Fico até arrepiada!
REBECA: (risos) Você é muito boba!
TATIANA: Mas deixa isso pra lá, agora me conta, como está o namoro?
REBECA: Ai miga nem parece que já tem dois meses!
TATIANA: Nossa isso tudo! Parece que vocês se conheceram ontem!
REBECA: Ai miga, acho que o almoço não me fez bem! Acho que vou...
(Rebeca sai correndo de cena)
TATIANA: Esses enjoos da Beca... ...tá muito estranho!
(Rebeca entra em cena)
REBECA: Ai que nojo, odeio vomitar!
TATIANA: Miga, já é a segunda vez que você enjoa essa semana e ainda tem esses quase desmaios! Miga você tem que se prevenido?
REBECA: Claro Tati! O que você esta querendo dizer?
TATIANA: Você já pensou que pode estar...
REBECA: Estar o que Tati?
TATIANA: Estar grávida!
REBECA: Claro que não Tati, isso só foi um mal estar!
TATIANA: Tem tomado o remédio certinho?
REBECA: Bem.... Tem dia que esqueço!
TATIANA: Rebeca você está maluca? Não pode esquecer!
REBECA: Ai Tatiana, é muita coisa pra mim!
TATIANA: Agora você tem que fazer o teste!
REBECA: Não Tatiana! Só foi um mal estar e pronto!
TATIANA: Você é que sabe, se eu fosse você faria o teste!
(Rebeca fica meio pensativa)
REBECA: Ai caramba! Agora também não vou conseguir ficar tranquila com esta dúvida!
TATIANA: Quer que eu vá comprar o teste de farmácia?
REBECA: Compra lá pra mim miga!
TATIANA: Vou lá rapidinho e já volto!
REBECA: Tá!
(Tatiana sai de cena)
REBECA: Não posso estar grávida! Meus pais iriam me matar! Mas pensando bem acho que o Vitor iria gostar da ideia de ser pai, ele é um cara tão caseiro, responsável.... Um verdadeiro pai de família! Mas um filho agora também estragaria tudo!
(Tatiana entra em cena)
REBECA: E aí miga, comprou?
TATIANA: Comprei, agora é só fazer!
REBECA: Vou lá no banheiro e já volto!
(Rebeca sai de cena)
TATIANA: Meu Deus! Será que a Rebeca esta grávida? Seria um choque pra família dela!
(Rebeca entra em cena)
TATIANA: E aí Beca, qual o resultado?
REBECA: POSITIVO!
TATIANA: Caraca! E agora miga?
REBECA: Não sei miga, não sei! Como vou falar isso para os meus pais e para o Vitor?
TATIANA: Agora não tem muito o que fazer! Mas para garantir seria melhor fazer um exame de sangue e aí, depois, você falaria com eles!
REBECA: É... Então faço o exame e depois, dependendo do resultado, conto pra eles!
TATIANA: Isso Beca! Bem agora tenho que ir.
REBECA: Ta bom Tati e obrigada!
TATIANA: Que isso Beca, amiga são pra essas coisas! Agora vou nessa beijos!
REBECA: Beijos miga!
(Tatiana se despede de Rebeca e sai de cena)
REBECA: Meu Deus e agora? Não posso estar grávida, tomara que o exame de sangue dê negativo!
(Rute e Emanuel entram em cena)
EMANUEL: Oi minha filha! Que cara é essa?
REBECA: Nada não pai!
RUTE: Aconteceu alguma coisa Rebeca?
REBECA: Nada, não aconteceu nada! Vou para o meu quarto, vou descansar um pouco!
(Rebeca sai de cena)
RUTE: Achei Rebeca estranha! Será que ela ta escondendo algo da gente?
EMANUEL: Não deve ser nada, ela deve ter discutido com namorado.
RUTE: Vamos nos deitar cedo, porque amanha é dia de benção!
EMANUEL: É mesmo, vamos meu bem!
(Rute e Emanuel saem de cena)

Cena 15 (rua / cenário 2)-saindo da clínica

(Rebeca entra em cena com um envelope na mão)
REBECA: Abro agora ou abro em casa? É melhor abrir agora, porque minha mãe pode estar em casa!
(Rebeca abre o envelope)
REBECA: POSITIVO! Não acredito, estou grávida mesmo! Vou para casa e ligo para Vitor no caminho!

Cena 16 (casa / cenário 1)

(Entram Rute e Vitor)
RUTE: Rebeca já deve estar chegando sente!
VITOR: Obrigada dona Rute.
RUTE: E você e minha filha como estão?
VITOR: Estamos bem!
(Rebeca entra em cena.)
REBECA: Oi mãe, Oi Vitor!
RUTE: Vou deixá-los a sós, qualquer coisa estou lá dentro arrumado as coisas tá filha?!
REBECA: Está bem mãe!
(Rute sai de cena)
VITOR: Você disse que precisava falar comigo, o que houve minha menina linda?
REBECA: (meio sem jeito e nervosa) Bem... Não sei nem por onde começar...
VITOR: De preferência pelo começo (risos)!
REBECA: Para de brincar Vitor, é sério!
VITOR: Então fala!
REBECA: É que... Antes de mais nada não programei nada!
VITOR: (com uma cara mais seria) O que houve Rebeca?
REBECA: É que...
VITOR: Fala logo Rebeca!
REBECA: Estou grávida!
(Vitor leva um susto)
VITOR: O que? Como assim grávida?
REBECA: Ué Vitor, grávida! Tem um bebê se formando aqui dentro de mim!
VITOR: Mas você toma remédio! Como pode estar grávida?
REBECA: É porque tinha dias que esquecia de tomar!
VITOR: ESQUECIA?! Rebeca você tá maluca?!
REBECA: Calma Vitor!
VITOR: Que calma Rebeca! Você acabou de me dizer que esta grávida e pede para eu ter calma, fala serio né, você realmente deve estar maluca! E agora o que você vai fazer?
REBECA: Não sei Vitor...Acho que agora também não há o que fazer!
VITOR: Tem sim!
REBECA: Realmente tem... mas só daqui nove meses!
VITOR: Nove meses nada, você vai é abortar essa criança!
REBECA: Você tá falando serio?
VITOR: Nunca falei tão serio na minha vida!
REBECA: Mas Vitor é nosso filho!
VITOR: Rebeca não podemos ter essa criança, isso iria atrapalhar todos os meus planos, tenho que construir uma carreira profissional e um filho nessa altura só iria atrapalhar e inclusive a sua vida! Temos um futuro todo pela frente não podemos deixar que um deslize seu, atrapalhe os meus planos, quer dizer os nossos!
REBECA: Vitor aborto é crime!
VITOR: Que crime? Crime seria essa criança nascer e me atrapalhar!
REBECA: Eu não vou fazer isso!
VITOR: Se você não fizer isso, eu te largo!
REBECA: Mas Vitor...
VITOR: Você é que sabe a criança ou eu! Agora vou para o escritório, se já não me bastassem os problemas de lá, tem mais essa!
REBECA: Vitor espera! Temos que conversar direito!
VITOR: Não tem mais o que conversar, esta decidido, aborta ou me esquece. Ah! E só me liga quando estiver decidida! Tchau Rebeca!
(Vitor sai de cena)
REBECA: (chorando) E agora o que vou fazer?
(Rute entra e vê a filha chorando)
RUTE: O que houve minha filha? Por que esta chorando? Você e o Vitor brigaram? O que ele te fez?
REBECA: Nada mãe! Me deixa sozinha!
RUTE: Fala Rebeca, sou sua mãe!
REBECA: ESTOU GRÁVIDA!
RUTE: (leva um susto) Grávida? Rebeca, mas como pode?
REBECA: Grávida! Mãe por favor me deixe sozinha!
RUTE: Claro que não minha filha, me conte isso direito!
REBECA: Se não me deixar sozinha vou para rua, porque lá pelo menos tenho sossego!
RUTE: Nada disso Rebeca! Trate de me contar tudo!
REBECA: Estou grávida e vou abortar!
RUTE: Claro que não minha filha, nada disso, sei que realmente não era a hora, mas abortar nunca!
REBECA: Mãe, deixa eu ficar sozinha, depois agente conversa!
RUTE: Meu Deus como isso pode estar acontecendo! Meu Senhor!
(Rute sai de cena muito triste)

Cena 17 (casa / cenário 1)

Neste momento entra o fundo musical ( Aborto não! de Fernanda Brum)
REBECA: (choro) E agora o que vou fazer? Abortar ou não abortar? Se eu ficar com essa criança o Vitor me abandona! Como isso foi acontecer comigo, estava tão feliz! Maldita criança! Tenho que me decidir! E cadê Deus nessa hora? Foi você né que me mandou esta criança? E AGORA!!!!!!!
(A música para e entra um fundo musical sombrio)
(Entra o Inimigo)
REBECA: Quem é você? Como entrou aqui?
SATANÁS: Você não lembra de mim Rebeca? Sempre estava contigo na hora das festinhas, baladas, garotos e até quando conheceu o Vitor!
REBECA: Como estava se nunca te vi, sai da minha casa!
SATANÁS: Que isso Rebeca, expulsando justamente eu que vim aqui para te ajudar!
REBECA: Ajudar como e em que?
SATANÁS: Como em que Rebeca, não se faça de inocente, sei que esta grávida e que está querendo abortar!
REBECA: Como você sabe?
SATANÁS: Rebeca, sempre que falam em aborto, morte, tristeza, desespero, dor e outros sofrimentos... Sempre estou ali!
REBECA: E primeiro quem é você?E como vai me ajudar?
SATANÁS: Sou aquele que nos desespero das pessoas estou sempre atento, quando vocês estão pensando em fazer algo que... Digamos assim, não seja tão certinho, estou ali, pra ajudar é claro (risos).
REBECA: O que vai fazer pra me ajudar?
SATANÁS: Simples, você aborta essa criança, que no outro lado da vida eu tomo conta dela pra você, mas é claro você tem que me passar totais poderes sobre ela!
REBECA: Como assim do outro lado da vida que história é essa?
SATANÁS: É porque quando se vai daqui pra “melhor” alguém tem que tomar conta de vocês né? Então, quer alguém melhor do que eu, que sempre estive contigo?!
REBECA: Não foi assim que aprendi!
SATANÁS: Não importa o que você aprendeu e sim que eu que estou aqui pra te ajudar, ou você prefere perder o Vitor o grande amor da sua vida?
REBECA: (pensativa) Bem....
SATANÁS: Bem nada mocinha! Assine logo esse documento e pronto! Pode deixar que eu tomo conta desse pestinha, quer dizer dessa bençãozinha que esta ai na sua barriguinha!
REBECA: Esta bem eu assino!
(Rebeca pega o papel para assinar, quando Jesus entra)
JESUS: Não Rebeca!
REBECA: Você é...
JESUS: Jesus minha filha!
SATANÁS: Não! Você de novo! Dessa vez não vai me atrapalhar!
(Inimigo pega uma faca para matar Rebeca. )
REBECA: NÃO!
JESUS: Afaste-se Satanás!
(Inimigo sai correndo e gritando entre o público.)
( Entra o fundo musical música Getsêmani )
JESUS: Rebeca, Sou o teu Salvador, morri por você e por quem está por vir, como esta criança gerada em teu ventre! Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Fui ao inferno pegar a chave da morte, entro em cova de leões, entro em fornalhas, luto com gigantes e derrubo muralhas e isso tudo por vocês! Ouça a minha voz e trilhará o caminho da vida eterna!
REBECA: Meu Senhor, perdoe-me! Hoje sei o quanto é grande e seu amor!
JESUS: Esta perdoada minha filha, agora cuide do presente que lhe dei... A sua vida e do teu filho!
(Jesus sai andando em meio ao público)

FIM!

Diversos: