A BRECHA

Versão para impressão

Bem vestido, esbanjando riquezas, com um ar misterioso... O DIABO(disfarçado de Carlos) envolve a Flávia.
Ela parece que vai resistir, mas cede...
Depois se trava outra batalha...
No site já tem outra peça homônima, A BRECHA e também BRECHAS
CENÁRIO: uma praça

PERSONAGENS:
Flávia
Carlos
Jesus
Espírito Santo
Diabos
Já em cena Flávia se encontra sentada no banco escutando walkman...
FLAVIA: (cantarolando) Ulálálá, ulálálá, ulálálá.
Chega Carlos e senta ao seu lado, logo Flávia para de cantarolar.
CARLOS: Oi.
FLAVIA: Oi?
CARLOS: Tudo bem?
FLAVIA: Tudo e você?
CARLOS: Estou ótimo! Como se chama?
FLAVIA: Flávia, prazer! E o seu?
CARLOS: Carlos, e o prazer é completamente meu. Seu nome é lindo, sabia?
FLAVIA: Que isso, obrigado.
CARLOS: Amaria te ter ao meu lado essa noite.
FLAVIA: Obrigado, mas...
CARLOS: Sem mas, comigo é proibido dizer não. Ficaria muito zangado se me esnobasse.
FLAVIA: Não estou te esnobando, apenas recusei seu convite.
CARLOS: Vamos fazer o seguinte, te deixarei meu telefone, qualquer coisa você me liga.
FLAVIA: Tá.
CARLOS: Mas, por favor, me ligue antes de sábado, viajarei no domingo para os Estados Unidos.
FLAVIA: Estados Unidos?
CARLOS: Sim. Nunca esteve lá?
FLAVIA: Ah não, com o dinheiro que ganho não daria nem para ir ao Estado aqui do lado.
CARLOS: Se quiser pode ir comigo.
FLAVIA: Não, obrigado. Mas acho que vou aceitar o convite de sair com você hoje à noite...
CARLOS: Combinado. Ás 20:00 na sua casa, pode ser?
FLAVIA: Você vai me buscar na minha casa?
CARLOS: Te busco onde estiver, faço de tudo para te ter ao meu lado.
FLAVIA: Sei... Só para saber, em que carro vai me buscar?
CARLOS: Ainda não sei, por que? Você quer escolher um?
FLAVIA: Como assim?
CARLOS: Comigo você pode ter tudo que quiser... Claro, se você quiser.
FLAVIA: Você já está me deixando envergonhada...
CARLOS: Não quero te constranger, pelo não menos agora...
FLAVIA: Desculpe, não entendi o que quis dizer com isso...
CARLOS: Deixa para lá, apenas pensei alto. Bom, deixe-me ir, tenho alguns negócios para tratar. Até as 20:00.
FLAVIA: Certo, até.
Carlos sai.
FLAVIA: Misericórdia Senhor, da onde veio esse anjo? Jesus me assopra...
Flávia sai se abanando.
Alguns horas depois...
Flávia entra.
FLAVIA: Será que ele vai demorar?
CARLOS: Perguntando de mim?
FLAVIA: Achei que não viesse...
CARLOS: Não antes de te conquistar...
FLAVIA: Ás vezes te acho meio misterioso...
CARLOS: E isso é ruim?
FLAVIA: Não, que dizer... Acho que não.
CARLOS: Te trouxe um presentinho, é apenas uma lembrancinha. Por favor, não repare.
Carlos tira algumas joias de uma caixa.
FLAVIA: Nossa! Você chama isso de lembrança?
CARLOS: Já te disse que comigo você pode ter tudo. Basta você dizer sim.
FLAVIA: Isso é um pedido?
CARLOS: Se não estiver sendo muito abusado...
FLAVIA: (tímida) He, he, he...
Carlos sai.
FLAVIA: Aonde você vai? Vai buscar mais presentes?
CARLOS: Claro meu amor.
Entram mais diabos fazendo algazarra, gritando, rodeando Flávia, judiando dela, batendo nela. Coloca-se uma música de fundo.
FLAVIA: O que está acontecendo? Carlos me ajuda... Não estou entendendo.
CARLOS: Antes me deixe tirar essa roupa horrível. Por quê tenho que sofrer toda vez que vou ganhar alguém? Eu sofro muito tendo que ser bonzinho.
FLAVIA: Carlos?
CARLOS: Que Carlos? Meu nome é Lúcifer.
FLAVIA: Não, não é justo você me enganou...
CARLOS: E você achou o quê? Que eu ia chegar pedindo licença e perguntando com educação se você me aceita? Vocês são todos burros mesmo, você deixou a brecha meu amor. Deixou a brecha ouviu? Agora já era, você e sua alma suja, são minhas...
FLAVIA: Não, Não...
Os diabos voltam a judiar dela. Volta a música de fundo.
FLAVIA: Não, Jesus, Jesus...
Os diabos caem no chão.
CARLOS: Não diga esse nome senão eu...
ESPÍRITO SANTO: Diz o Senhor: “Mas contigo está o perdão, para que sejas temido” (Salmos 130-4).
CARLOS: Não, ele mesmo disse: “Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca mais terá perdão, mas será réu de pecado eterno” (Marcos 3-29).
JESUS: Quem ousa discutir minha palavra?
CARLOS: Eu tava brincando...
Jesus apenas ergue as mãos e o diabo cai, Jesus faz um sinal para o Espírito Santo que pega um balde com água, limpa a face de Flávia, retira suas joias, suas roupas sujas e coloca uma limpa. Flávia apenas chora. O Espírito Santo sai.
JESUS: “Eu sou esse Deus que te limpa deixando-a alva como a neve. Esse Deus que perdoa seus erros com o intuito de que fique cada vez mais próxima de mim. Dizes que quer meu amor, mas verdadeiramente eu preciso de ti. Receba meu Santo Espírito e fique na paz”.
O Espírito Santo derruba um pouco de água na cabeça de Flávia, que só chora, enquanto isso Jesus vai saindo.
FLAVIA: Jesus.
Jesus olha para trás.
FLAVIA: Por favor, preciso dos seus braços Pai.
Jesus abre os braços e Flávia corre ao seu encontro.
Entra Música de finalização.

Que o calor dos braços de Jesus aqueçam eternamente seus corações. Amo vocês.

Obs.: Ufa... Quase chorei escrevendo...

Diversos: