Dramas

A VIDA NÃO É UMA DROGA!

VIDA  ≠   DROGAS

As decepções da vida levam o jovem a conclusão que a vida é uma droga. Um viciado tenta arrastá-lo para o consumo de drogas para esquecer as agruras da vida. Um jovem com uma bíblia oferece uma outra alternativa, há um debate, drogas, escravidão, proibições da igreja, liberdade… Personagem que representa o mal, vendo que não os convenceria, sai pra reforçar sua tese de prazeres fáceis com outros.

Estilos: 
Autores: 

MÍRIAM E A ESCOLHA

Soldado toma o filho de uma mãe judia

A peça retrata o sofrimento de uma mãe, durante a 2ª guerra mundial, no holocausto dos judeus.

Falando em sofrimento por perseguições, lembre-se, hoje em muitos lugares do mundo ainda há perseguições a cristãos. Filhos são arrancados de suas mães...

Parcialmente inspirado no livro “Sophie’s Choice”

Estilos: 
Diversos: 

APOCALIPSE! OS DIAS FINAIS

Cidade destruida e os salvos subindo em direção a Jesus

Na família há discórdias, o genro não quer saber das “coisas de Deus”, sua esposa é serva dedicada e, junto com sua irmã, tem esperanças para a família. A mãe delas é da igreja mas muito pelas atividades...

Uma sequencia de sonhos.

O Genro sonha com um demônio, faz um acordo com ele e envolve a sogra.

Sua esposa e cunhada sonham com o fim dos tempos.

O pânico total, as duas foram arrebatadas, terror. Sabem que o tempo da graça cessou.

Estilos: 
Diversos: 
Autores: 

DOMINGO DE PÁSCOA

Sepulcro Vazio

A história do primeiro domingo de Páscoa da era Cristã. Jesus tinha sido crucificado, morto e sepultado. Os sacerdotes preocupados com medo que o corpo fosse roubado. Os discípulos de Jesus abatidos com a morte do Mestre, as mulheres foram ao sepulcro... As primeiras aparições de Jesus ressurreto.

Datas: 
Estilos: 
Diversos: 

VOCÊ ESTÁ PREPARADO?

Grito de desespero

Ao final de uma pregação sobre a volta de Cristo, falando sobre arrebatamento, o público é questionado; Você está preparado?
Blackout
Personagens percebem o desaparecimento de alguns, logo o desespero toma conta.
Cada um conta pelo que estava sendo enganado, ou no que estava confiando ser suficiente para a sua salvação, e não foi.

Estilos: 
Diversos: 

SETE VEZES

O rei acabou de dar o sétimo mergulho, está curado

O Deus do impossível curou Naamã de sua lepra, através da boca de uma menina que contou sobre o profeta Eliseu e sobre o Deus Todo Poderoso de Israel.

A Bíblia conta esta história em II Reis capítulo 5, e aqui você tem o script para mostrar teatralmente.

Personagens:

Naamã,

Mulher de Naamã

Menina

Rei da Síria

Rei de Israel

Eliseu

Geazi

Servos

Estilos: 
Diversos: 
Autores: 

CONVICÇÕES

CONVICÇÕES

O “Tio Clécio” era o braço direito do pastor, sempre disposto a ajudar em tudo. O pastor tinha um filho que ainda criança sofreu violência sexual, ficou com medo/vergonha e não contou pra ninguém. O malfeitor foi o “Tio Clécio”.
Anos depois começa um relacionamento homossexual(ele era filho de pastor, e todos sonhavam vê-lo como pastor).
O pai desestabilizado, envergonhado, irado... põe o filho pra fora de casa.
Certo dia, quando o pai pregava sobre o filho pródigo... o filho aparece na igreja.

Há direitos autorais, por este email thaisbelo_12@hotmail.com poderás ter autorização para usá-la  É SÓ ENVIAR UM EMAIL COM O NOME DA PEÇA.
OBS 1: PARA ADQUIRIR O ÁUDIO ENVIE EMAIL - thaisbelo_12@hotmail.com
OBS 2: Caso seja feito vídeo das peças, colocar o nome da autora.

Estilos: 
Diversos: 

Entre o Bem o e Mal

Entre o Bem o e Mal

Esta peça faz alusão à batalha diária do bem e do mal.
Bem e Mal tornam-se personagens e falam diretamente para o João, que ora dá ouvidos para um, ora para o outro.
Luísa é a amiga dos tempos de farra do João.

Estilos: 
Diversos: 

O HOMEM NO ESPELHO

O homem vive atormentado pelos seus pecados e suas manchas do passado, sendo essas estratégias do diabo para afastá-lo do amor e perdão de Deus, que se compadece do homem apesar de suas máculas e por ter por este um amor imutável, enviou seu filho Jesus, o Cristo, para derramar seu sangue na cruz e redimir o homem, através de tal sacrifício, de todos os seus pecados. Basta ao homem enxergar no espelho a face de um pecador que necessita de Deus e aceitar o sacrifício de Jesus, para quem não há pecado que não

O homem vive atormentado pelos seus pecados e suas manchas do passado, sendo essas estratégias do diabo para afastá-lo do amor e perdão de Deus, que se compadece do homem apesar de suas máculas e por ter por este um amor imutável, enviou seu filho Jesus, o Cristo, para derramar seu sangue na cruz e redimir o homem, através de tal sacrifício, de todos os seus pecados.
Basta ao homem enxergar no espelho a face de um pecador que necessita de Deus e aceitar o sacrifício de Jesus, para quem não há pecado que não possa ser perdoado, lembrando-se de uma verdade incontestável, que é a causa do ódio do adversário por todos os humanos, eles são a imagem de Deus.


A peça visa demonstrar aos espectadores que onde abundou o pecado, superabundou a graça de Deus  e que não há pecado que Jesus não perdoe.

 

Estilos: 
Diversos: 

O ORELHUDO

Menino de orelhas grandes

Bullying é o tema desta peça. Um menino orelhudo é o alvo das piadas, brincadeiras e zoações dos colegas.
É um programa de reportagem sobre um menino de orelhas grandes.
Mesmo em meio a tanta zoação ele convida seus colegas para o seu aniversário.
A festa começa ainda com zoação, até o momento de um discurso anti-capitalista, e contrário ao “culto da beleza”, lembrando que fomos feitos a semelhança de Deus.

Estilos: 
Idades: 
Diversos: 

AMIGO REAL

Amigos

Mário está “curtindo a vida”, numa fase que fica incomodado com os pais, igreja, compromissos... Ele só quer festas.
Um dia, sente-se doente, no outro dia abandonado pelos amigos da farra...
Encontra amparo justamente naqueles que desprezou, zombou, agrediu... Encontra esperança em Jesus

Estilos: 
Diversos: 

UM DIA EU TIVE FOME, E VOCÊ ME ALIMENTOU

Desenho de pessoa com cartaz pedindo comida

(Adaptação da mensagem de Paulo Roberto Gaefke, publicada no livro "Quando é preciso Viver")
A história começa com pai e filho desolados, famintos, Agenor o pai, desempregado, homem sofrido. Ao pedir um pouco de pão, na padaria do seu Amaro, se prontifica a fazer algum serviço em troca. Amaro tem compaixão, vendo sinceridade oferece emprego, vendo dedicação incentiva ao estudo.
Agenor foi dedicado aos estudos também, torna-se advogado, e sempre grato ao seu antigo patrão.
Agenor começa um trabalho assistencial, seu filho-agora nutricionista, é responsável por mais de 200 refeições diárias.

Estilos: 
Temas: 
Diversos: 

A ORAÇÃO DE UMA MÃE III

Imagem Principal: 

A ORAÇÃO DE UMA MÃE III.
Da série de peças “A ORAÇÃO DE UMA MÃE” nesta são dois os filhos, há brigas e ofensas entre eles. Estas brigas desagradam a mãe...
A ORAÇÃO DE UMA MÃE I O filho envolvido com as drogas;
A ORAÇÃO DE UMA MÃE II O filho recebeu um chamado missionário, para local onde há perseguição a cristãos.

Há também a peça ORAÇAO DE MÃE
 

Estilos: 
Temas: 
Diversos: 
Autores: 

QUAL É O LIMITE?

Imagem Principal: 

QUAL É O LIMITE?

Nesta peça vamos tratar de um assunto tabu nas igrejas: os relacionamentos entre adolescentes, sexo e vida cristã.
Qual é o limite de intimidade no namoro. Se não tratarmos sobre este assunto com nossos adolescentes, certamente algum ímpio o fará.
Esta peça requer apenas 2 personagens. Escolha um rapaz e uma moça da sua igreja para encenar a peça para os adolescentes.

+ uma peça para promover o tema Quem Ama Espera

Datas: 
Estilos: 
Idades: 
Diversos: 
Autores: 

DE VOLTA PRA CASA!

Imagem Principal: 
Baseado na parábola do Filho Pródigo, com a música De Volta Pra Casa – Judson de Oliveira.
A representação se dá durante a leitura do texto Bíblico e também enquanto ouve-se a música.

Outras peças baseadas na mesma parábola.

Páginas